terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Noites de animação musical no Casino Estoril


O Casino Estoril propõe, em Março, um novo programa de animação musical no Lounge D. O público poderá acompanhar, de Quarta-Feira a Sábado, a partir das 22 horas, registos musicais tão distintos como, por exemplo, o fado, flamenco, rock, pop, soul, r&b e, ainda, vários dj sets. Com entrada livre, o ambiente festivo prolonga-se até de madrugada. A entrada é livre.

Ciclo de Fado às Quartas-Feiras
As noites de fado prosseguem, em Março, no Lounge D com um ciclo de actuações intimistas. São diferentes gerações de intérpretes que apresentarão composições bem conhecidas da “canção nacional”.

O cartaz renova-se, às Quartas-Feiras, a partir das 22 horas, com um elenco a não perder. 
Maura Airez e Chico Madureira actuam, já na próxima Quarta-Feira, 1 de Março. Num aguardado regresso, Carolina e Filipe Duarte apresentam-se no dia 15, Carmo Moniz Pereira e D. António de Noronha actuam no dia 22 e, posteriormente, Teresa Siqueira e Gonçalo Castelbranco sobem ao palco no dia 29.

Espectáculo “Fado no Feminino”
O Casino Estoril celebra, no próximo dia 8 de Março, a partir das 22 horas, o Dia Internacional da Mulher. Trata-se de uma data especial que será assinalada com um espectáculo único intitulado “Fado no Feminino”. Com entrada livre no Lounge D.

Com um enquadramento intimista, “Fado no Feminino” reúne um versátil elenco de seis fadistas. O espectaculo reúne três nomes consagrados: Joana O Amendoeira, Mafalda Arnauth, Teresa Siqueira; e três promessas da “canção nacional”: Carlota Faria Blanc, Matilde Mesquitella  e Maria Carvalho e Silva.

Espectáculos de Flamenco 
O Festival Flamenco continua a seduzir, às Quintas-Feiras, o público no Casino Estoril. Trata-se de um singular ciclo de espectáculos que se distingue pelas actuações de exímios intérpretes de flamenco. A não perder, nos próximos dias 2 e 9, pelas 22h30, 

Na próxima Quinta-Feira, dia 2 de Março, o Lounge D recebe a Gala Maestros protagonizada pela bailarina, coreógrafa e maestra La Truco. A artista propõe um espectáculo cheio de sabor flamenco, bailado com o conhecimento com o qual ensina a sua arte nos cursos internacionais de baile e coreografia. Por sua vez, a Gala de Encerramento está marcada para 9 de Março, com o bailarino, coreógrafo e maestro Jesus Ortega. Com um experiente percurso, o artista revela: Soy esencialmente bailaor”.

Concerto de Teresa Rocha e Mello
Bem conhecida dos visitantes do Casino Estoril, vocalista Teresa Rocha e Mello apresenta-se, na próxima Sexta-Feira, 3 de Março, a partir das 23h00, no Lounge D. Com uma proposta revivalista, a intérprete convida o público a recordar numerosos êxitos que conquistaram diferentes gerações.

Concerto de Denny Newman and the Scratch band
Denny Newmann, guitarrista e compositor, membro dos Manfred Mann’s Earth Band está de visita a Portugal pela primeira vez para  actuar, no próximo dia 4 de Março, pelas 23 horas, no Casino Estoril. 

O lendário músico britânico, que acompanha habitualmente o ex-Rolling Stones, Mick Taylor e o Snowy White dos Pink Floyd sobe ao palco do Lounge D, acompanhado pela “Scratch Band”, também ela composta por músicos com uma extensa carreira: o baixista Charlie Gardner (Elton John), o baterista Lenny Falcon (Dr. Feelgood) e o teclista/guitarrista Odran B. Livas (PeeWee Ellis Quintet), para nos  assegurarem uma noite memorável cheia de rock e blues, com alguns dos temas mais emblemáticos que fazem parte do seu repertório. 

Concerto de Rui Faria e Sandra Gonçalves “The Greats 80’s”
Com uma renovada proposta musical, Rui Faria e Sandra Gonçalves actuam, no próximo dia 10, a partir das 23 horas, no Lounge D. Num reencontro com os visitantes do Casino Estoril, esta dupla propõe “The Greats 80’s”, um concerto dedicado a grandes êxitos do pop, rock e blues que marcaram os anos 80.

Concerto da banda “After Floyd” - Tributo aos Pink Floyd
Com uma proposta revivalista, os “After Floyd - Tributo a Pink Floyd” apresentam-se a 11 de Março, no Lounge D, a partir das 23 horas, para recriar os grandes êxitos da famosa banda inglesa. Trata-se de uma banda que presta homenagem aos incontornáveis Roger Waters, David Gilmour, Nick Mason e Richard Wright.
“Shine On You Crazy Diamond”, “Wish You Were Here”, “Another Brick in The Wall”, “Comfortably Numb”, “Time”, “Money” ou “Eclipse” são, apenas, alguns dos êxitos que estarão em destaque no Lounge D do Casino Estoril.

Concerto dos Stout
Em noite de concerto no Casino Estoril, os Stout apresentam-se, no próximo dia 16 de Março, no palco do Lounge D para reviver um elenco de composições incontornáveis do jazz, pop e rock.

Concerto de Ru Paes de Vasconcellos 
Aguardado com expectativa, Ru Paes de Vasconcellos apresenta, no próximo dia 17, pelas 23 horas, “Ru & the Brits. Trata-se de uma actuação que privilegia o soul, o funk e o pop.

Ciclo de dj sets
O programa de animação musical propõe, aos Sábados, um ciclo de dj sets com dois nomes mais conceituados do panorama nacional. No Lounge D estão asseguradas as melhores sonoridades até de madrugada. Dj Nuno Garcia será o protagonista no próximo dia 18, enquanto a actuação do Dj Escobar está reservada para o dia 25 de Março. A não perder, a partir das 23 horas.

Concerto de Rogério Gil “Juke Box”
Bem conhecido dos visitantes do Casino Estoril, Rogério Gil apresenta-se, a 23 de Março, a partir das 23h00, no Lounge D. Com uma proposta muito interctiva, Rogério Gil convida o público a seleccionar as canções que pretende ouvir. “Músicas à sua Medida” é uma sugestão inédita, em que os espectadores poderão intervir no desenrolar do próprio espectáculo.

Concerto da banda Gordo e o Resto
Com um registo revivalista, a banda Gordo e o Resto actua, a 24 de Março, pelas 23 horas, no Lounge D para recriar êxitos incontornáveis do rock que marcaram diferentes épocas.

The Beatles, Chuck Berry, James Brown, Eric Clapton e Dire Straits são as maiores referências. Com um reportório sempre adaptado às idades do público constam, por vezes, músicas recentes, convertidas no nosso estilo, sempre com tendência a introduzir um pouco de funk e groove nas performances.

Concerto de Frederico Braga da Costa
Em versão acústica, Frederico Braga da Costa apresenta-se, a 30 de Março, pelas 22h30, para protagonizar um concerto intimista. O artista propõe-se interpretar vários temas originais da sua autoria e recriar outros êxitos que marcam o panorama da música internacional. 

A personalidade e o bom gosto musical são as bases deste conceituado projecto liderado por Frederico Braga da Costa. Do swing ao pop, passando por temas originais, Frederico Braga da Costa traz ao Casino do Estoril um largo e vasto repertório, preenchido com grandes êxitos.

Concerto de Laura Azenha
Em estreia absoluta no Casino Estoril, Laura Azenha apresenta-se, a 31 de Março, pelas 23 horas, no Lounge D para apresentar o seu novo disco intitulado “Kill Them With Kindness”. 


Programação em Março, de Quarta-Feira a Sábado
Ciclo de Fado: Quartas-Feiras: Dias 1, 15 e 22 e 29
Espectáculo “Fado no Feminino”: Dia 8
Ciclo de Festival flamenco: Dias 2 e 9
Concerto de Teresa Rocha e Mello: Dia 3
Concerto de Denny Newman: Dia 4
Concerto de Rui Faria e Sandra Gonçalves “The Greats 80’s”: Dia 10
Concerto da banda “After Floyd” - Tributo aos Pink Floyd: Dia 11
Concerto de Stout: Dia 16
Concerto de Ru Paes de Vasconcellos: Dia 17
Ciclo de Dj’s: Dias 18 e 25
Concerto de Rogério Gil - Jukebox: Dia 23
Concerto da banda “After Floyd” - Tributo aos Pink Floyd: Dia 11
Concerto de Gordo e o Resto: Dia 24
Concerto de Frederico Braga da Costa: Dia 30
Concerto de Laura Azenha: Dia 31

Casino Lisboa propõe Os Dias Realistas até 18 de Março


Aplaudida pelos visitantes do Casino Lisboa, a comédia negra “Os Dias Realistas” continua em cena no Auditório dos Oceanos, até ao próximo dia 18 de Março. O ciclo de representações renova-se às Sextas e Sábados, tendo como protagonistas Catarina Furtado, João Reis, Manuela Couto e Paulo Pires.

Quando Bambi e João Dias se tornam vizinhos de Tó e Margarida Dias, e lhes invadem o quintal, rapidamente percebem de que têm em comum muito mais que o apelido. As conversas de circunstância misturam-se com revelações mais e menos secretas, a vida de todos os dias dá lugar a reflexões como o casamento, o quotidiano, a vida e a morte. 

Catarina Furtado, João Reis, Manuela Couto e Paulo Pires são os Dias. Dois casais, quatro pessoas, os mesmos dilemas e interrogações. Um texto de Will Eno, escrito e interpretado com o ritmo frenético de um mundo tantas vezes incompreensível.

Carros 3 - Novo trailer


Surpreendido por uma nova geração de pilotos extremamente rápidos, o lendário Faísca McQueen é subitamente afastado do desporto que ama. Para voltar à competição, vai precisar da ajuda de uma jovem treinadora de corridas, Cruz Ramirez, que tem o seu próprio plano para vencer, e da inspiração do fabuloso Hudson Hornet que traz algumas voltas inesperadas. E para provar que o n.º 95 não está acabado, o campeão vai testar a sua coragem na maior corrida da Taça Pistão!
CARROS 3 é realizado por Brian Fee (o artista gráfico de “Carros” e “Carros 2“) e produzido por Kevin Reher (“Uma Vida de Insecto” e a curta metragem “La Luna”).
Carros 3 estreia nos cinemas portugueses no verão de 2017. 



Caetano Veloso convida Teresa Cristina para dois concertos no Casino Estoril


Referência da música brasileira, Caetano Veloso actua, a 16 e 17 de Maio, pelas 21h30, no Salão Preto e Prata do Casino Estoril. O carismático músico protagoniza dois concertos, nos quais irá recuperar alguns dos grandes êxitos da sua carreira. Caetano Veloso convida, ainda, a subir ao palco, a compatriota Teresa Cristina que assegura a primeira parte de ambos os espectáculos.

Após ter esgotado o Salão Preto e Prata, precisamente, a 16 de Maio de 1987, Caetano Veloso regressa, 30 anos depois, ao Casino Estoril para conquistar, uma vez mais, os espectadores.

Com o seu inseparável violão, Caetano Veloso interpreta, habitualmente, alguns dos principais clássicos, entre os quais se destacam, por exemplo, “Leãozinho”, “Terra”, “A Luz de Tieta”, “Você é Linda”, “Não Enche”, “Você Não Entende Nada”, “Sozinho”, “Desde Que o Samba é Samba” ou “Alegria, Alegria”.

O emblemático cantor, eleito pela Revista Rolling Stone como um dos melhores músicos brasileiros de sempre, marcou várias gerações não só pela simplicidade da sua voz, mas pela sua vincada irreverência, e pelas letras e músicas maravilhosas que compôs ao longo de mais de 50 anos de carreira. 

Caetano Veloso é, sem dúvida, mestre de subtileza em palco, dono de um brilho peculiar que enaltece cada nota do seu violão. É assim que Caetano Veloso se apresenta em Maio, voz e violão, o formato preferido do público português.

No Casino Estoril, Caetano Veloso convida, a subir ao palco, Teresa Cristina, a voz que prendeu a alma brasileira e que se funde em pleno com o espectáculo do cantor. A artista fará a primeira parte do espectáculo, interpretando o seu álbum “Cartola”. 

Será, certamente, um concerto inesquecível, não só pelas saudades que já se fazem sentir de Caetano Veloso, pelas memórias guardadas de cada música, como também pela expectativa de ouvir ao vivo os seus grandes sucessos e os grandes sucessos da música brasileira.

Aguardado com natural expectativa, Caetano Veloso estabelece, há várias décadas, uma singular empatia com o público português, sendo reconhecido como um dos nomes consagrados da música brasileira. Exemplo disso mesmo, é o facto de em, apenas, duas semanas, já terem sido vendidos metade dos ingressos do primeiro concerto agendado para o dia 16 de Maio.

A música brasileira estará, assim, representada ao mais alto nível no Salão Preto e Prata do Casino Estoril. Numa dupla sessão de concertos, Caetano Veloso actua, a 16 e 17 de Maio, a partir das 21h30, no Salão Preto e Prata. A primeira parte de ambos os concertos será assegurada por Teresa Cristina. Preços: De 80€ a 150€ por pessoa.

O Dia do meu Casamento


O Dia do meu Casamento, de Anabela Moreira, está em competição no FESTin e vai ser exibido no dia 3 de Março, às 20h30, na sala 3 do Cinema São Jorge, depois da antestreia no Curtas Vila do Conde.

O Dia do Meu Casamento acompanha uma manhã na vida de três mulheres. Uma para quem o casamento se impôs como uma norma a cumprir, outra que se prepara para deixar a casa da sua infância e cumprir a norma do casamento e uma outra que luta pela sobrevivência da sua inocência em relação a essas e tantas outras normas.
E claro, os convidados, ao mesmo tempo participantes e testemunhas de toda esta normalidade.
É uma história aparentemente sobre o nada e nada mais que a simples manhã de um casamento.

O filme é uma produção Midas Filmes com o apoio financeiro do ICA – Instituto do Cinema e do Audiovisual

Nomeados para os Melhores do Ano da Nova Era 2017


Os “Melhores do Ano” da rádio Nova Era são uma cerimónia de entrega de prémios da música, que pretende destacar os nomes mais sonantes do mundo da música a nível nacional e internacional. A ideia nasceu há 20 anos, por parte da direção de programas da Rádio Nova Era, tendo em conta a lacuna de um evento em Portugal deste género.

Ainda hoje, os Melhores do Ano são uma cerimónia de entrega de prémios da música de referência no nosso país. O evento decorre anualmente e conta com atuações de figuras proeminentes da música nacional e internacional. 

Entre as atuações, são entregues os prémios em diversas categorias.

Estes são os nomeados para os Melhores do Ano da Nova Era 2017:

MELHOR SINGLE

DRAKE – ONE DANCE
JUSTIN BIEBER – SORRY
THE CHAINSMOKERS – CLOSER 

REVELAÇÃO NACIONAL

APRIL IVY
ÁTOA 
VALAS 

MELHOR DANCE 

MIKE POSNER – I TOOK A PILL IN IBIZA (SEEB REMIX) 
ALAN WALKER – FADED 
MARTIN GARRIX FEAT BEBE REXHA – IN THE NAME OF LOVE 

MELHOR DJ INTERNACIONAL

DIMITRI VEGAS & LIKE MIKE  
HARDWELL  
MARTIN GARRIX

MELHOR SINGLE NACIONAL

D.A.M.A.- ERA EU 
DIOGO PIÇARRA - DIALETO 
VIRGUL – I NEED THIS GIRL 

MELHOR ACT NACIONAL

D.A.M.A 
DIOGO PIÇARRA  
MUNDO SEGUNDO 

Os prémios são entregues aos vencedores por figuras públicas de destaque, numa cerimónia com uma duração aproximada de 2 horas e 30 minutos.
Depois da entrega de prémios, segue-se uma after party, igualmente no Pavilhão Rosa Mota com os Djs do momento, registando-se aqui os momentos mais apoteóticos de toda a festa.


Presenças confirmadas

DVBBS, Kura, DJ Bl3nd, April Ivy, Beatbombers, Bezegol, Bispo, D.A.M.A., DJ Oder, Diogo Piçarra, Força Suprema, Jimmy P, Karetus, Mundo Segundo, Ninja Kore, Piruka, Valas, Virgul.

Canon EOS 5Ds


Continuamos hoje com a segunda parte da analise à fantástica Canos EOS 5 Ds.

A tecnologia AF de Seguimento e Reconhecimento Avançado Inteligente (iTR) da EOS utiliza informações de cor e de rosto para reconhecer e seguir motivos enquanto estes se movem no enquadramento. É possível personalizar a capacidade de resposta de AF utilizando uma ferramenta simples que ajusta o acompanhamento de focagem ao ambiente de fotografia e ao motivo, de forma a que a focagem não seja afetada por outros objetos que passem momentaneamente em frente ao motivo.

Foque com precisão e rapidez, mesmo em condições de pouca luz, utilizando um Sistema AF de 61 pontos. Os 41 pontos focais de tipo cruzado, incluindo cinco de tipo cruzado duplo com sensibilidade adicional, proporcionam maior precisão.

Utilize todos os 61 pontos AF em simultâneo ou agrupe-os por zonas deslocáveis para abranger os motivos descentrados. Em alternativa, selecione apenas um único ponto AF para focar uma parte específica da cena com precisão.

A proteção contra condições atmosféricas permite que continue a fotografar com confiança, independentemente das condições, graças a controlos de impermeabilização que protegem face à água e poeira, assim como a construção em liga de magnésio duradoura.

Abaixo algumas imagens captadas com a câmara e sem qualquer tipo de edição.








O Leopardo no CCB


O CCB continua o ciclo Belém Cinema, em parceria com a Midas Filmes, com Il Gattopardo, Palma de Ouro no Festival de Cannes de 1963, filme que é considerado a obra-prima de Luchino Visconti e uma das obras essenciais do cinema europeu.

O filme será exibido sábado, dia 18 de Março, às 16h00, no Grande Auditório do CCB. Os bilhetes custam 5 euros e já estão à venda.

Baseado no romance homónimo de Giuseppe Tomasi di Lampedusa, foi considerado pelo jornal The Guardian a melhor adaptação de sempre de um romance ao cinema, e um dos 100 filmes essenciais da história do Cinema.

Na década de 60 do século XIX, na recta final do Risorgimento, a monarquia italiana está em decadência e a aristrocacia vê-se ameaçada pela ascensão da burguesia e pelo desejo de uma Itália unficada. Il Gattopardo é a crónica do desvanecimento de uma família aristrocata siciliana, a família Salina, personificada na figura do Príncipe Don Fabrizio (Burt Lancaster). Após a incursão na Sícilia das tropas revolucionárias de Garibaldi, Don Fabrizio tenta a todo o custo preservar o estatuto da sua família na hierarquia social. Apercebe-se que, para isso, é inevitável fazer concessões e criar alianças com uma burguesia ávida de visibilidade. Assim, aproveitando o interesse do seu sobrinho Tancredi (Alain Delon) por Angelica (Claudia Cardinale), filha de Don Calogero (Paolo Stoppa), autarca de Donnafugata, Don Fabrizio tem a astúcia de incentivar o seu casamento e assim assegurar a sobrevivência do nome e estatuto da família nesta nova era.

Na convulsão de uma mudança no eixo social e económico da sociedade italiana, em que a pequena burguesia inculta e endinheirada toma o lugar da aristocracia dirigente falida, Visconti pinta um fresco sobre a decadência social e humana. O intuito de Visconti não era fazer deste filme um relato dos acontecimentos deste período da história de Itália, mas sim dar uma perspectiva subjectiva de um indivíduo que tem de se conformar com a inevitabilidade das mudanças sociais. O filme dá-nos o olhar lúcido e nostálgico deste homem, encarcerado entre a obsolescência e a revolução, sobre a paisagem humana e a encenação política de uma sociedade em profundo declínio e transformação. Uma transição que se consagra simbolicamente na longa sequência do baile, considerada uma das mais espectaculares da história do cinema.

Mais do que o enredo, é o ritmo do filme - sublinhado pela sublime banda sonora de Nino Rota - que imprime a carga melancólica, contemplativa e decadente das transformações em curso e da resignação que se revela, enfim, como o único desenlace possível.

Diz-se que Visconti terá revisto na história do Príncipe de Salina uma projecção da história da sua própria família (Visconti, que tinha o título de conde, era descendente directo da casa Sforza de Milão). Talvez por isso esta seja considerado o seu filme mais pessoal. Terá inclusivamente dado indicações a Burt Lancaster para o imitar na fala, gestos, posturas, pois ele próprio era a personificação de um nobre em decadência. 

Burt Lancaster, que tem neste filme uma prestação memorável, não era no entanto a primeira escolha de Visconti para o papel de Don Fabrizio. Esta opulente produção, de cenários e figurinos tão sumptuosos e executados ao detalhe, exigiu um muito grande orçamento, longe de poder ser assegurado só pelos produtores italianos. Assim, para reunir o financiamento necessário para concretizar esta super-produção, foi proposto à americana 20th Century-Fox que completasse o seu orçamento. A Fox, que tinha todo o interesse em participar naquele a que chamou o E Tudo o Vento Levou italiano, exigia no entanto que o protagonista fosse uma estrela de Hollywood e tudo fez para convencer Visconti de que Burt Lancaster era a melhor escolha. Visconti, relutante em ter um “cowboy” a desempenhar o papel de um nobre siciliano, acabou por ter uma magnífica surpresa pela improvável força e carisma que Lancaster trouxe para a sua personagem.

Não é em vão que Il Gattopardo é considerado um dos filmes mais marcantes da história do cinema. Em 1963, no ano de estreia, foi o filme mais visto em Itália e esteve 40 semanas em exibição em França. Martin Scorsese, elegendo-o como o seu filme favorito e o melhor filme alguma vez feito, envolveu-se minuciosamente no restauro digital do filme, que após 12 mil horas de trabalho, recupera toda a riqueza de cores e detalhes da deslumbrante obra-prima de Visconti. É esta versão digital - restaurada em 4K e estreada no Festival de Cannes em 2010.

I am not your negro


I am not your negro, realizado por Raoul Peck, que está a ser um êxito de bilheteira nos Estados Unidos, estreará em breve em Portugal.

Em 1979, James Baldwin escreveu ao seu editor dizendo que o seu próximo projecto, Remember This House, seria um livro revolucionário sobre as vidas e os assassinatos de três dos seus amigos mais próximos : Medgar Evers, Malcolm X e Martin Luther King, Jr. Quando morreu, em 1987, deixou apenas 30 páginas do manuscrito. Este documentário extraordinário dá voz às palavras de Baldwin e, usando preciosos materiais de arquivo, volta a trazer para a ribalta as questões raciais na América. 





Se as Montanhas se Afastam em DVD


Se as Montanhas se Afastam, de Jia Zhang-Ke foi lançado em DVD a 24 de Fevereiro com o Público e nas lojas por apenas 10€.
Se as Montanhas se Afastam é o segundo volume da colecção os melhores Filmes do Mundo, os filmes de 2016 mais apreciados pela crítica e premiados nos principais festivais de cinema internacional, inéditos em DVD.
Se as Montanhas se Afastam fez parte da Selecção Oficial do Festival de Cannes e é um filme que atravessa três épocas diferentes, reflectindo as transformações da sociedade chinesa.

China, final de 1999. Tao, uma jovem rapariga de Fenyang é cortejada por dois amigos de infância, Zhang e Lianzi. Zhang, proprietário de uma estação de serviço, tem reservado para si um futuro prometedor, ao passo que Liang trabalha numa mina de carvão. Com o coração dividido entre dois homens, Tao vai ter de fazer uma escolha que irá marcar o resto da sua vida e do seu futuro filho, Dollar. Num quarto de século, entre uma China em profunda mutação e a Austrália como promessa de uma vida melhor, encontram-se as esperanças, os amores e as desilusões das personagens face ao seu destino.

Seguem-se ainda edições de Eu, Daniel Blake, de Ken Loach a 3 de Março e Na Via Láctea, de Emir Kusturica a 10 de Março.

Ela, de Paul Verhoeven, o primeiro volume da colecção os melhores Filmes do Mundo, continua em banca.

Aquarius de Kleber Mendonça Filho


Aquarius o filme de Kleber Mendonça Filho protagonizado por Sonia Braga estreia a 16 de Março em Portugal. O estreia do filme contará com a presença do realizador em Lisboa.

Sonia Braga é Clara, uma viúva de 65 anos, crítica de música reformada, que nasceu numa família rica e tradicional no Recife, Brasil. Ela é a última residente do Aquarius, um edifício construído nos anos 40, na zona cara junto ao mar da Avenida Boa Viagem, Recife. Todos os apartamentos vizinhos já foram adquiridos pela empresa que apresentou projectos para construir um novo empreendimento. Clara jura que só sairá dali morta e entra numa guerra fria com a empresa, num confronto obscuro, assustador e emocionalmente desgastante. Esta tensão não só perturba Clara como torna as suas rotinas exasperantes, levando-a a reflectir sobre si e aqueles que ama, o seu passado e o seu futuro.


segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Pianista português abre ciclo de concertos com obras de Franz Liszt


Os Serões Musicais no Palácio da Pena arrancam, pelas 21h00, do próximo 4 de Março, com um recital que Vasco Dantas escolheu intitular “As peregrinações musicais de Franz Liszt”. Neste concerto inaugural, o premiado pianista luso traz ao Salão Nobre do Palácio um repertório consagrado a um só compositor, Franz Liszt, considerado por Dantas como “um dos mais fantásticos e provavelmente o mais marcante compositor para piano do século XIX”.

Este ciclo é dedicado ao repertório do século Romântico (XIX) e é inspirado nos saraus promovidos por D. Fernando II e pela sua segunda mulher, a condessa d’Edla, no Palácio da Pena. Ao longo do mês de março, o Salão Nobre abre as suas portas ao sábado à noite para receber quatro recitais, que este ano aliam a música a outras expressões artísticas, como a literatura e as artes plásticas.

O primeiro recital contemplará diversas transcrições de Franz Liszt de obras de outros compositores, combinadas com música original da sua autoria incluída na coleção “Anos de Peregrinação”. Entre as obras originais, Vasco Dantas escolheu interpretar “Três Sonetos de Petrarca”: “três maravilhosas peças escritas entre 1837-39, durante uma das suas viagens por Itália, e inspiradas nos sonetos do poeta italiano Francesco Petrarca (1304-74)”, como descreve o pianista português.

Já as restantes obras remetem para geografias bem diferentes: as transcrições para o piano de obras de outros compositores datam na sua maioria do período em que Liszt se fixou em Weimar (Alemanha) e mostram como ele era exímio na arte de passar para o piano obras, como neste recital, originalmente destinadas ao órgão (“Prelúdio e Fuga”, de Bach), ao canto e piano (“Lieder”, de Schubert) e ao canto com orquestra sinfónica (“Tristão e Isolda”, de Wagner). Por seu turno, a pitoresca “Rapsódia Espanhola” foi fruto da digressão que Liszt empreendeu pela Península Ibérica em 1845, tendo estado em Lisboa em janeiro-fevereiro desse ano, dando concertos públicos e recitais privados, incluindo para o rei D. Fernando II, a quem devemos o Palácio da Pena.

O ciclo Serões Musicais no Palácio da Pena é uma iniciativa conjunta da Parques de Sintra e do Centro de Estudos Musicais Setecentistas em Portugal (CEMSP), tendo por diretor artístico o maestro e violetista Massimo Mazzeo. Este ciclo integra a Temporada de Música Erudita da Parques de Sintra, que inclui também os “Reencontros – Memórias musicais de um Palácio”, no Palácio Nacional de Sintra, em junho, e as “Noites de Queluz – Tempestade e Galanterie”, no Palácio Nacional de Queluz, em outubro.

Sobre Vasco Dantas

Aos 24 anos, Vasco Dantas é já uma certeza da próxima geração de pianistas portugueses. É licenciado pelo Royal College of Music e obteve o grau de Mestre pela Universidade de Münster, onde estudou com o reputado pedagogo Heribert Koch. Já obteve dezenas de prémios em concursos nacionais e internacionais e nos últimos anos vem estabelecendo uma promissora carreira internacional, apresentando-se quer a solo, quer em música de câmara, quer ainda com orquestra.
Conta já com dois registos discográficos, ambos editados pela KNS Classical: “Promenade”, editado em 2015 e onde os famosos “Quadros de uma Exposição” de Mussorgsky figuram ao lado de obras de Liszt; e “Golden Liszt” (2016), integralmente consagrado a obras de Franz Liszt.

Casino Lisboa propõe Os Dias Realistas até 19 de Março


Aplaudida pelos visitantes do Casino Lisboa, a comédia negra “Os Dias Realistas” continua em cena no Auditório dos Oceanos, até ao próximo dia 19 de Março. O ciclo de representações renova-se de, Quinta-Feira a Domingo, tendo como protagonistas Catarina Furtado, João Reis, Manuela Couto e Paulo Pires.

Quando Bambi e João Dias se tornam vizinhos de Tó e Margarida Dias, e lhes invadem o quintal, rapidamente percebem de que têm em comum muito mais que o apelido. As conversas de circunstância misturam-se com revelações mais e menos secretas, a vida de todos os dias dá lugar a reflexões como o casamento, o quotidiano, a vida e a morte. 

Catarina Furtado, João Reis, Manuela Couto e Paulo Pires são os Dias. Dois casais, quatro pessoas, os mesmos dilemas e interrogações. Um texto de Will Eno, escrito e interpretado com o ritmo frenético de um mundo tantas vezes incompreensível.

Casino Estoril acolhe a exposição "5 +5" até 13 de Março


A Galeria de Arte do Casino Lisboa acolhe, até ao próximo dia 13 de Março, a exposição coletiva, “5+5”, que reúne os pintores Cohen Fusé, Diogo Navarro, Francisca Magalhães Barros, Gustavo Fernandes e Rogério Tunes e os escultores, Carlos Ramos, Filipe Curado, Jorge Pé-Curto, Marius Moraru e Rogério Timóteo.

Nesta exposição estão representadas as duas principais modalidades das Artes Plásticas, Pintura e Escultura, através de dez linguagens diferenciadas, onde podemos encontrar na Pintura, desde o hiper-realismo de Gustavo Fernandes, à figuração de Cohen Fusé, argentino radicado em Portugal há três dezenas de anos, ao expressionismo de Diogo Navarro, à emergente Francisca Magalhães Barros que utiliza uma paleta riquíssima de cores até ao abstraccionismo gestualista de Rogério Tunes, artista brasileiro nascido no Rio de Janeiro, titular de um currículo vastíssimo e que expõe pela primeira vez neste espaço.

Na Escultura participam 5 artistas que fazem parte da “família da Galeria”, desde Carlos Ramos com as suas coloridas flores em papel, à criatividade invulgar de Jorge Pé-Curto, às árvores de um mármore branco imaculado de Filipe Curado, ao romeno Marius Moraru com os seus torsos e Rogério Timóteo, artista que foi recentemente seleccionado pela revista X-Working como um dos 100 artistas mais influentes no campo da “Arte tradicional”.

São todos titulares de um selo de garantia de criatividade, originalidade e autenticidade, isto é, de qualidade e habilitados com um currículo, que se pode considerar invejável.

Esta exposição estará patente ao público, todos os dias, das 15 às 24 horas, até 13 de Março de. Por imperativo legal, o acesso aos espaços do Casino Estoril é reservado a maiores de 18 anos. 

Ruy de Carvalho celebra 90 anos em noite de Gala no Casino Estoril


Em noite de Gala, o Casino Estoril acolhe, na próxima Quarta-Feira, 1 de Março, a partir das 19h00, uma festa de homenagem a Ruy de Carvalho no Salão Preto e Prata. Trata-se de um evento especial que celebra o 90.º aniversário, assim como os 75 anos de carreira, de uma das principais figuras do meio artístico nacional. Será inaugurada, ainda, no átrio principal do Casino Estoril a exposição “Retratos Contados do Ruy de Carvalho”.

A homenagem a Ruy de Carvalho culmina com um espectáculo que conta com a participação do seu filho e neto, João e Henrique de Carvalho, assim como de Ana Marta, Bruno Cochat, Dulce Pontes, Fernando Pereira, Henrique de Carvalho, João Correia, João de Carvalho, Luis Represas, Maestro Jorge Quintela, Manuel Freire, Ricardo Gama, Rui Veloso, Toy e Vox Laci.

Como sublinha, a sua filha, Paula Carvalho, no dia 1 de Março, “todos teremos 90 anos. Saudemos então o que de melhor temos em nós, elegendo uma figura, um homem, um actor que reivindica pelo seu/nosso passado, o direito de homenagear algo que muito amamos e que todos prezamos, através da mais nobre poesia, das rimas e do canto que tanto enobreceu a língua e a música portuguesa ao longo da história recente deste país à beira-mar plantado”.

A noite de homenagem a Ruy de Carvalho será, em síntese, o encerramento de um percurso de quase três anos pelos palcos nacionais, do espectáculo “Trovas & Canções”, o qual esteve, também, em cena no Auditório do Casino Estoril. Trata-se de um espectáculo que honra as tradições, os poetas e os cantores portugueses, assente em três gerações de actores, acompanhados por instrumentos, que elevam o fado e as canções mais conhecidas a um nível de sensibilidade e de emoção difícil de igualar.

O espectáculo “Trovas & Canções” renova-se, contudo, no Salão Preto e Prata do Casino Estoril não só para mostrar a vivacidade e a beleza dos grandes poetas e dos melhores criadores de melodias, trazendo a palco os originais vivos, os criadores daquelas canções que todos nós conhecemos e que nunca esquecemos nas nossas tertúlias e na memória das paixões, como também, e muito especialmente, para celebrar os 90 anos do maior e mais reconhecido actor português, um homem que se tornou um símbolo do nosso teatro e uma figura transversal a toda a sociedade.

Com uma carreira ímpar no mundo da representação, no cinema, na televisão e no teatro, Ruy de Carvalho está, actualmente, no elenco da série da RTP1 O Sábio, tendo entrado, antes disso, em produções televisivas como “Massa Fresca” e “Bem-vindos a Beirais”. Recentemente, o ator terminou a participação na peça “As Árvores Morrem de Pé”, que esteve três cinco meses e meio em cena.

O programa inicia-se, às 19h30, com o Jantar de homenagem, seguindo-se, a partir das 21 horas, o espectáculo no Salão Preto e Prata. 



Shylock É o Meu Nome


Shylock É o Meu Nome é o segundo título de uma série que tem sido publicada em mais de 30 países para celebrar o vulto maior do teatro mundial: William Shakespeare. 
Desta vez com a assinatura de Howard Jacobson, escritor britânico de ascendência judaica. Howard Jacobson, um dos autores de língua inglesa mais importantes da atualidade, faz uma recriação de O Mercador de Veneza, de William Shakespeare, mas adaptada ao século XXI. 

Sobre o Autor

Howard Jacobson é um escritor britânico de ascendência judaica. Nascido em 1942, estudou em Cambridge. Em 2010, venceu o Booker Prize com A Questão Finkler. É autor de catorze romances e cinco obras de não ficção.

Canon EOS 5Ds


Chegou nos últimos dias à redacção do "Cultura e Não Só" uma das mais recentes propostas da Canon.
Durante os próximos dias vamos postar aqui várias imagens captadas com essa câmara fotográfica e falar um pouco das suas características técnicas sempre do ponto de vista do utilizador para não corrermos o risco de nos tornarmos maçudos.

O sensor CMOS de 50,6 de enquadramento total consegue registar níveis de detalhe extraordinários. A ultra-alta resolução permite uma grande capacidade de recorte, continuando a proporcionar uma fantástica qualidade da imagem. Mesmo os modos de disparo de 1,3x e1,6x de recorte incorporados produzem ficheiros de 30,5 e 19,6 megapixels, respetivamente.

A EOS 5DS utiliza o Sistema de Controlo de Vibração do Espelho da Canon para reduzir as vibrações provocadas pelos movimentos internos da câmara, que podem estragar a nitidez da imagem e reduzir a resolução. São utilizados cames para mover o espelho para cima e para baixo de forma mais controlada, evitando paragens súbitas e reduzindo também o som de libertação do obturador.

Usufrua de rapidez no processamento da imagem e resposta da câmara – mesmo com as grandes quantidades de dados captados pelo sensor de 50,6 MP graças aos processadores duplos DIGIC 6. Pode captar toda a ação com uma capacidade inigualável para captar imagens com 50,6 de resolução a 5 fps. A conectividade USB 3.0 permite fotografar com rapidez enquanto ligado ao computador e controlo remoto da câmara.

Abaixo algumas imagens captadas com a câmara e sem qualquer tipo de edição.






Noite de Carnaval no Casino Estoril com a melhor música brasileira


Com um genuíno ambiente de folia, o Casino Estoril convida os seus visitantes a celebrar a partir das 23 horas, a tradicional noite de Carnaval. A banda “Toque de Classe” assegura um programa repleto de música e de animação no Lounge D. A entrada é livre.

Com ritmos muitos dinâmicos, a banda “Toque de Classe” privilegia a melhor música brasileira. Um elenco de bailarinas apresenta-se, também, em palco com uma sensual coreografia, acompanhando as contagiantes sonoridades da banda.

Com um percurso musical iniciado, há 12 anos, em Portugal, a banda “Toque de Classe” é reconhecida pelos seus ritmos contagiantes, estabelecendo uma singular interactividade com o público. Trata-se de uma das bandas a actuar em Portugal que revela uma exímia preparação na execução de espectáculos brasileiros, sendo reconhecida pela sua performance em programas festivos, como são os casos das noites de Carnaval.
Quer celebrar o Carnaval em grande estilo este ano?
No Lounge D do Casino Estoril vai ser com ritmos fortes, muita cor e animação!

Casino Estoril celebra o Dia Internacional da Mulher com "Fado no Feminino"


O Casino Estoril celebra, no próximo dia 8 de Março, a partir das 22 horas, o Dia Internacional da Mulher. Trata-se de uma data especial que será assinalada com um espectáculo único intitulado “Fado no Feminino”. Com entrada livre no Lounge D.

Com um enquadramento intimista, “Fado no Feminino” reúne um versátil elenco de seis fadistas. O espectaculo reúne três nomes consagrados: Joana Amendoeira, Mafalda Arnauth, Teresa Siqueira; e três promessas da “canção nacional”: Carlota Faria Blanc, Matilde Mesquitella  e Maria Carvalho e Silva.

No cenário privilegiado do Lounge D, as seis fadistas serão acompanhadas, em palco, por Diogo Lucena Quadros e Bernardo Romão, nas guitarras, e Luis Roquette, na viola. 

“Fado no Feminino” é um espectáculo, a não perder, que reúne, numa só noite, diferentes estilos interpretativos. Com uma abordagem muito própria, as fadistas revelam a verdadeira essência deste género musical, intrinsecamente ligado à cultura portuguesa.

Em noite dedicada ao fado, o Lounge D acolhe, no próximo dia 8 de Março, pelas 22 horas, o espectáculo “Fado no Feminino”. A entrada é livre.

Noite de Carnaval no Casino Lisboa


O Casino Lisboa oferece aos seus visitantes um festivo programa de Carnaval, que terá como protagonistas a banda Dynamite e o Dj Lucio Monteiro. Com um ambiente informal, o Arena Lounge constitui o cenário ideal para uma noite repleta de animação musical. O convite está agendado para as 22h30. A entrada é livre.

Animação musical com a banda Dynamite
Os Dynamite abrem, logo pelas 22h30, o programa de animação no Casino Lisboa. A banda sobe ao palco multiusos do Arena Lounge para apresentar um conjunto de covers inspirados nos melhores registos de funk, soul, r&b e reggae.

Numa proposta revivalista, os Dynamite reúnem um leque variado de registos musicais, prestando homenagem a artistas como, por exemplo, Stevie Wonder, Kool & The Gang, Prince, Jamiroquai ou Ed Motta.

Com criatividade e abordagem próprias, o vocalista Petta, será acompanhado por Pedro Rio Maior na guitarra, João Pestana no baixo, Ricardo Santos ao piano, e Celestino Dias na bateria.

Reconhecidos pela invulgar cumplicidade que estabelecem com o público, os Dynamite escolheram criteriosamente um elenco de composições ideais para celebrar a noite de Carnaval.

Animação musical com Dj Lucio Monteiro
Remonta aos primórdios das selecções de música em Portugal, em que as misturas eram meras colagens de faixas. Nessa mesma altura em que as cassetes eram modernas, as rodelas de vinil eram quase providência divina e as bolas de espelhos eram o ícone disco, que o tempo haveria de  eternizar. 

O Dj Lucio Monteiro “nasce” ai e durante todo este tempo colecciona raridades disco, funk, soul, com que nos vem brindar para uma noite "vinyl-only”!! 

Um apelo à celebração, à maneira antiga, longe de novas tecnologias!

Noites de animação no Casino Lisboa em Março


Com um ambiente informal, o Casino Lisboa reservou para o mês de Março múltiplas propostas de entretenimento. O público poderá acompanhar, de Quinta-Feira a Domingo, espectáculos de música ao vivo. O pole dance e o novo circo estarão, também, em destaque. A entrada é gratuita.

As noites de Quinta-Feira são especiais no Casino Lisboa. Bruno Rosa apresenta, a 2 de Março, um exigente número de Novo Circo “Tecidos”, enquanto Sara e Raquel propõem, a 9 de Março, uma noite dedicada ao pole dance. Para a noite de 16 de Março, João Godinho apresenta-se em Novo Circo “Globo”. Segue-se, a 23 de Março, um concerto de Ricardo Gordo. Para 30 de Março, está agendado o regresso de Jocka Carvalho com Novo Circo “Hand Balance”. 

A animação será reforçada, ainda, de Sexta-Feira a Domingo, com vários registos de música ao vivo protagonizados pelas bandas Souled Out, Hearts and Bones, Stomping at Six, Plágio e Dee Dee and the Drum Killers. O cartaz musical prolonga-se, de Quinta-Feira a Sábado, com as actuações conhecidos DJ’s que selecionam os ritmos ideais pela noite dentro.

Arena Lounge - Palco central
Novo Circo com Bruno Rosa
É já na próxima Quinta-Feira, 2 de Março, a partir das 23 horas, que o novo circo estará em destaque no Casino Lisboa. Bruno Rosa protagoniza um número de elevado grau de dificuldade. Uma linguagem corporal vibrante, sensual e de uma honestidade únicas.

“Qualquer semelhança a ti, aqui apresentada, é pura coincidência. Somos anjos. Somos humanos. Somos amor. Esperava eu que sempre condicional e não de condições ou estatutos. Não preciso escrever objectivos mas preciso de uma marca, a vermelho, para que a possas sentir. #lovealwayswins", sublinha o artista.

Bruno Rosa escolheu voar pela vida. No seu percurso de eterno aprendiz fez parte de grandes e pequenas criações artísticas. Em Portugal ou pelo mundo, entrega-se de alma e coração a cada projecto. A não perder, a partir das 23 horas.

Pole Dance com Sara e Raquel
Bem conhecidas dos visitantes do Casino Lisboa, Sara e Raquel regressam, a 9 de Março, a partir das 23 horas, ao Arena Lounge. São duas apaixonadas por pole dance. Essa paixão juntou-as em performances que combinam a dança com as forças combinadas, flexibilidade e acrobacia. 

Novo Circo com João Godinho
Em noite dedicada ao novo circo, João Godinho apresenta-se, a 16 de Março, pelas 23 horas, no Arena Lounge para protagonizar um surpreendente exercício 

João Godinho, ex-acrobata de alta competição de ginástica acrobática, apresenta um número de pinos verticais, contorção e dança, onde desafia a gravidade num globo dourado cheio de magia.

Concerto de Ricardo Gordo
Ricardo Gordo estreia-se, em concerto, no Arena Lounge, no próximo dia 23 de Março, a partir das 23 horas. Os blues, jazz, swing, hip-pop, folk lusa ou música electrónica são géneros e influências que Ricardo Gordo explora, alargando os horizontes, o ritmo e o timbre único da guitarra portuguesa para lá do fado. É da fusão destes diferentes géneros, do diálogo improvável da guitarra portuguesa com o rock e o heavy metal, do experimentalismo do já chamado fado metal, que lhe vem o reconhecimento como “novo valor da guitarra portuguesa”.

Natural de Portalegre, o multi-instrumentista e compositor Ricardo Gordo licenciou-se na Escola Superior de Artes Aplicadas do Instituto Politécnico de Castelo Branco, onde se encontra a realizar o mestrado em ensino de música – variante de guitarra portuguesa. Os avós eram fadistas, mas Ricardo Gordo nunca se imaginou a tocar guitarra portuguesa. Na infância aprendeu a tocar flauta de bisel e violoncelo, mas interessou-lhe mais a guitarra eléctrica que o pai, também músico e docente, lhe ofereceu aos dez anos. 

Novo Circo com Jocka Carvalho
A arte do Novo Circo estará uma vez mais em destaque, a 30 de Março, pelas 23 horas, no Casino Lisboa. Jocka Carvalho protagoniza um surpreendente número no espaço central do Arena Lounge. 

Onde estão os limites do eu? Até onde posso ir através da imaginação? Estas são as demandas da alma de Jocka Carvalho, um jovem que se define pela procura do seu lugar de expressão.

Arena Lounge – Palco-multiusos
O Casino Lisboa convida, em Março, os seus visitantes a redescobrir um alargado programa de música ao vivo. O Arena Lounge acolhe jovens bandas que apresentam repertórios muito diversificados. São pequenos ciclos de exibições que se renovam, de Sexta-Feira a Domingo. A entrada é livre. 

A banda Souled Out apresenta-se, de 3 a 5 de Março, no Arena Lounge. Com traços de Soul, Funk e Jazz são constituídos por um grupo de músicos de excelência, que cria uma identidade própria e singular. A vocalista Manuela Oliveira será acompanhada por Íris Sarai nas teclas, Nelson Matos na guitarra, Fábio Brito no baixo e Diogo Leónidas na bateria.

Influências de Stevie Wonder, Joss Stone, Etta James, Amy Winehouse e Blackout, por exemplo, propõem ao público uma viagem musical que se distingue pelos ritmos profundos do Soul, contagiantes do Funk e apaixonantes do Jazz.

Os Hearts and Bones actuam, de 10 a 12 de Março, no Arena Lounge. Voz, guitarra e histórias em canção constituem o mote para a banda prestar homenagem às suas referências musicais, não esquecendo os seus próprios temas, escritos ao longo de mais de uma década de parceria.

Com um estilo muito próprio, os Hearts and Bones partilham o amor à música num formato intimista e cru, em que vagueiam tanto os fantasmas do Mississipi como os do Tejo que os viu crescer. O repertório inclui registos de Robert Johnson a Patsy Cline, de Paul Simon a Neil Young, Os Hearts and Bones são Petra Pais (voz) e Luís Ferreira (guitarra), fundadores de uma das mais reconhecidas bandas de blues nacionais, a Nobody´s Bizzness, juntos em dueto e em visita ao blues e à folk norte americana. 

Com actuações muito dinâmicas, os Stomping at Six actuam, de 17 a 19 de Março, no Arena Lounge. Trata-se de uma banda de Swing formada por alunos da Escola do Hot Clube de Portugal e da ESML.

A vocalista Margarida Martins será acompanhada por Zé Andrade no saxofone, André Ferreira no contrabaixo, Tiago Paiva na guitarra, Francisco Duque na bateria e João Almeida no trompete. A banda seleciona um conjunto de standards de swing das décadas 20, 30 e 40, distinguindo-se, em palco, por uma assinalável dose de energia e de empatia.

Num inédito ciclo de actuações, os Plágio apresentam, de 24 a 26 de Março, êxitos do rock, pop, blues, soul e country. Trata-se de um quarteto constituído pela vocalista Vanessa Ferreira, por vezes ao piano, João Loureiro, na guitarra, Raphael Lopes, no baixo, e Ricardo Silva, na bateria. 

Com o intuito de recordar os momentos históricos da revolução musical, como foram as décadas de 60 e 70, os Plágio recriam êxitos dos Queen, Elvis Presley, Beach Boys, Aretha Franklin, James Brown e Tina Turner. A banda interpreta, ainda, outros sucessos mais recentes dos Maroon Five, Joss Stone, Bruno Mars e Amy Whinehouse. Os temas apresentados demonstram liberdade de arranjos musicais, dando lugar à criatividade, engenho e personalidade musical própria da formação. 

Por sua vez, os Dee Dee & The Drum Killers actuam, de 31 de Março a 2 de Abril, no Arena Lounge. Com uma singular cumplicidade em palco, Dee Dee é a vocalista Andreia Nunes, enquanto os The Drum Killers são Gonçalo Sousa, na harmónica, e João Roque, na guitarra e percussão.

Dee Dee interpreta com mestria os blues e os clássicos soul. Por sua vez, os The Drum Killers sabem esse reportório de trás para a frente. Trata-se de uma aventura musical que se iniciou no faroeste alfacinha, mas que já se alastrou por todo o território nacional.

Arena Lounge - Jukebox
O programa de animação musical culmina com as dinâmicas sonoridades da Juke Box. São diferentes DJ’s seleccionam os ritmos ideais para um público predominantemente jovem. A não perder, de Quinta-Feira a Sábado, pouco depois da meia-noite.

Programa de Março
02 - Nuno di Rosso
03 - Dj Al
04 - Yugo Dee

09 - Nery
10 - Johnny Deep
11 - Diogo Pires

16 - Mário Valente
17 - Bruno Safara
18 - Luis Patraquim

23 - Pan Sorbe
24 - Mr. Mute
25 - Luis Leite

30 - Pelota
31 - John Holmes

Por imperativo legal, o acesso aos espaços do Casino Lisboa é reservado a maiores de 18 anos.


sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Mary Poppins Returns


Angela Lansbury juntou-se ao elenco de “Mary Poppins Returns”, a nova sequela do filme da Disney de 1964, “Mary Poppins”, que está a ser filmado nos Shepperton Studios. Irá interpretar Lady Balloon, uma personagem preciosa nos livros infantins de Mary Poppins, de PL Travers. O filme tem data de estreia prevista para Dezembro de 2018.

Vencedora de cinco Tony Awards e vencedora de um prémio honorário da Academia®, com três nomeações aos ÓSCARES® e com várias outras honras, a carreira de Angela Lansbury tem mais de 70 anos. É um membro muito acarinhado da família Disney, tendo sido protagonista em "Se a Minha Cama Voasse..." e dado voz à Sra. Samovar, no clássico de animação "A Bela e o Monstro".

O filme "Mary Poppins Returns" é realizado e produzido por Rob Marshall, protagonizado por Emily Blunt, Lin-Manuel Miranda, Ben Whishaw, Emily Mortimer, Julie Walters, Colin Firth e Meryl Streep. Apresenta três novas crianças Banks, interpretadas por Pixie Davies, Nathanael Saleh e Joel Dawson.

“Mary Poppins Returns" passa-se na década de 1930, na época da depressão em Londres e é extraído do material existente nos sete livros complementares de PL Travers. Na história, Michael (Whishaw) e Jane (Mortimer) que são agora adultos, com os três filhos de Michael e a sua governanta, Ellen (Walters), vivem em Cherry Tree Lane. Depois de Michael sofrer uma perda pessoal, a enigmática ama, Mary Poppins (Blunt), volta a entrar na vida da família Banks e com a ajuda do seu amigo Jack (Lin-Manuel), ajuda a família a redescobrir a alegria que falta nas suas vidas. Mary Poppins apresenta às crianças uma série de personagens coloridas e lunáticas, incluindo a sua prima excêntrica, Topsy (Meryl Streep).

O filme é produzido por Rob Marshall, John DeLuca e Marc Platt. O guião é de David Magee, baseado no The Mary Poppins Stories, de PL Travers. Marc Shaiman e Scott Wittman escreveram as novas músicas.

Uma flor não faz a Primavera.... Canal E!


Março é o mês da Primavera e de um dos mais aguardados regressos do E!: a nova temporada de Keeping Up with the Kardashians está aí! Mas o E! não fica por aqui e traz a passadeira vermelha mais esperada do ano!

ESTREIAS 
Fashion Police: The 2017 Academy Awards
Os Óscares são o evento mais esperado do ano e esta será a 89.ª edição da cerimónia da entrega das “estatuetas douradas”, em que Jimmy Kimmel é o apresentador. Como não poderia deixar de ser, o E! vai estar a acompanhar com o esquadrão maravilha – Fashion Police. Eles não vão deixar escapar nenhum pormenor das indumentárias das suas celebridades preferidas. Giuliana Racinc, Brad Goreski e Melissa Rivers vão escolher os melhores e os piores looks da passadeira vermelha da edição 2017 dos Óscares! Será que o elenco do La La Land vai estar tão bem como as suas nomeações ou será que o elenco do Hidden Figures vai dar que falar?
Não perca o Fashion Police: The 2017 Academy Awards só no E!
Data de Estreia: 1 de Março às 21h00

NOVOS EPISÓDIOS
Keeping Up With The Kardashians – Temporada 13
Vamos respirar fundo, sentar e ter calma porque ela está de volta. Sim, é verdade... Neste mês a nossa família preferida regressa ao E! Keeping Up With the Kardashians volta dia 12 de Março com todas as respostas para as perguntas que ficaram por esclarecer na temporada anterior. Depois do infeliz assalto a Kim Kardashian em Outubro do ano passado e do novo romance de Khloé Kardashian, nesta temporada vai saber em primeira mão, pelo E! tudo o que se passou nos últimos meses e que tem andando ansioso por saber. Por isso não perca e fique atento a uma temporada inesquecível e cheio de peripécias por desvendar. 
Data de Estreia: 12 de Março às 20h00

SÉRIES
Celebrity Style Story – Temporada 2
Celebrity Style Story dá-lhe os melhores 30 minutos de puro entretenimento! O programa conta com grandes nomes como Tyrone Edwards, Gigi Gorgeous, Lindsay Albanese e Stephen Dimmick, os entendidos em pop-culture que irão comentar a vida dos seus famosos, desde Kerry Washington a Jared Leto. Os episódios focam-se em premiações, as famílias mais famosas e os casais mais queridos de Hollywood! 
Data de Emissão: Domingos às 10h00 e 10h30 e episódio final 18 de Março

Revenge Body With Khloé
E neste mês de Março vai poder contar com os últimos episódios de Revenge Body com Khloé Kardashian. Em todos os episódios vê dedicação, empenho, esforço e transformações do outro mundo. Com uma equipa de treinadores e nutricionistas de elite e ainda com uma equipa de glamour, Khloé ajuda os participantes a serem as melhores versões deles mesmos. Não perca aos domingos pelas 21h. Episódio final dia 19 de Março, só no E!
Data de Emissão: Domingos às 21h00 e episódio final 19 de Março às 21h00 

So Cosmo
So Cosmo mostra-lhe o trabalho árduo e as vidas atarefadas das mulheres e homens que inspiram as páginas da revista Cosmopolitan. Toda a equipa tem acesso às primeiras novidades do mundo da moda, da música e das tendências. Mas nem tudo é um mundo cor-de-rosa. A equipa tem que provar dia após dia que consegue superar todas as adversidades e construir das melhores revistas. Continue a acompanhar todo o glamour e drama desta Equipa, só no Canal E!
Data de Emissão:  Sexta-Feira às 20h00

MARATONAS
Keeping Up With The Kardashians
E antes que arranque a nova temporada do Keeping Up with The Kardashians, o E! tem preparados todos os episódios da 12º temporada, todas as aventuras e desventuras, onde vamos poder relembrar os melhores momentos – e, claro, os mais dramáticos – da última temporada. Preparemo-nos para o que aí vem! 
Data de Emissão: 11 e 12 de Março

Revenge Body With Khloe Kardashian
E antes que termine, o E! pensou em si e preparou um dia em que poderá ver todos os episódios do Revenge Body with Khloé Kardashian, a 19 de Março. Não perca todas as transformações inacreditáveis e a “primavera” de cada um dos participantes deste incrível desafio.
Data de Emissão: 19 de Março

Março e Abril na Rua das Gaivotas 6


A abrir o mês de Março, Pedro Lisboa Castella convida o público a entrar numa mata e deparar-se com um corpo que pode ser ouvido, um espaço que se sente e uma imagem que se contempla, na sua instalação Come Walk With Me.  Dias 3 e 4 de Março às 21h.

Miguel Bonneville regressa à RG6 nos dias 10 e 11 de Março às 21h30 para apresentar o seu trabalho autobiográfico MB#6. Um espectáculo sobre a sua natureza fragmentária e a sua constante transformação.

Em Memória Individual Explícita ou Implícita, Filipa Matta conta-nos os seus encontros e como estes formam a nossa identidade por terem uma permanência, inconsciente, no corpo. De 17 a 19 de Março às 21h30.

Nos dias 23, 24 e 25 de Março às 21h30, Sónia Baptista apresenta Assentar  sobre a Subida das Águas. Um trabalho de Dança-Performance sobre o conceito de uma visão poética da possibilidade que resulta também num livro que será apresentado no dia 23 de Março.

Ecco apresenta Por Si Mesmo, uma performance sobre a prática do sem agir, dias 31 de Março e 1 de Abril às 21h30.

Eloquência Insuportável de Ana Trincão é uma peça de dança para dois performers, o público e um espaço aparentemente vazio. Dia 8  de Abril às 22h e  9 de Abril às 19h.

João de Brito apresenta entre os dias 11 e 16 de Abril (ter-sáb 22h / dom 18h) a sua encenação Leôncio & Lena, sobre dois príncipes que se cruzam e se apaixonam por acaso ou então não.

A fechar o mês de Abril, o regresso do projecto curatorial de Susana Pomba, Old School #46, com Alice dos Reis como convidada. É dia 22 de Abril às 22h e a entrada é livre!

As portas do novo Centro de Documentação de Artes Performativas e Mediateca continuam abertas a todos. Entre as 14h e as 20h, de segunda a sexta. Apareçam!

A Rua das Gaivotas 6 inaugurou no dia 6 de Outubro de 2015. A direcção artística é assumida pelo Teatro Praga, que define este novo espaço cultural como “um espaço de portas abertas numa zona histórica de Lisboa, para receber a novíssima produção artística contemporânea que urge descobrir e que é parte indelével da cidade: novos espetáculos de teatro, dança, artes visuais, música, e novas ideias para a literatura e o pensamento.”

Dulce Pontes - Concerto de apresentação do álbum “Peregrinação” no dia 10 de Março


Peregrinar é percorrer um caminho para encontrar algo. Foi o que Dulce Pontes, cantora, instrumentista, compositora, arranjadora, produtora, fez nos últimos 5 anos.

Álbum duplo, Peregrinação é o resultado deste caminho, uma viagem interior e emocional sobre a vida em momentos difíceis e menos difíceis.

Cantado em português, castelhano, galaico-português e com um tema em inglês, Peregrinação reflecte a vivência da artista, conciliando harmoniosamente diferentes autores e estilos musicais.

Em Março, esta Peregrinação será partilhada com todos, no Teatro Tivoli BBVA.


Crime na Casa Museu: últimas datas


Devido ao elevado número de pedidos de reserva, o espetáculo Crime na Casa Museu, criação do Teatro Reflexo, vai regressar à Casa Museu Leal da Câmara, em Sintra, de 9 de Março a 1 Abril, para a sua última temporada.

Crime na Casa Museu, que estreou no dia 7 de Outubro 2016, esteve em cena durante 4 meses, fez mais de 80 apresentações, sempre esgotadas, para mais de 2000 pessoas.

Criado por Michel Simeão, o "Crime na Casa Museu" tem um universo influenciado pelo cinema noir e pelas intricadas tramas eternizadas por Agatha Christie, sendo que aqui o público é o próprio Hercule Poirot. O espectador é convidado a entrar numa espécie de Cluedo e é envolvido num verdadeiro jogo de detetives.


O Conceito

O espectador é convidado a entrar numa espécie de Cluedo, onde irá assistir de forma imersa (dentro do próprio espaço cénico) a um convívio entre amigos que decorre naquela que foi a casa do Mestre Leal da Câmara, figura incontornável do meio artístico português do século passado,  com especial enfoque no seu trabalho de caricaturas.
Tanto Leal da Câmara, como a sua esposa e amigos, encontram-se reunidos nesta animada tertúlia composta por artistas liberais dos anos 20. Porém durante o decorrer da noite, algo grotesco irá acontecer: uma daquelas 7 personagens será alvo de um homicídio a sangue a frio.
A partir daqui, o público é envolvido num verdadeiro jogo de detetives, onde de mão dada com o espírito da vítima, terá de descobrir o autor ou autora de tamanha atrocidade. Para isso, serão convidados a jogar jogos de sorte ou azar, perícia e observação, para terem acesso a cenas secretas, retalhos de uma noite onde os fantasmas de cada um andaram à solta, falando em surdina por entre paredes que têm ouvidos, juntando as peças de um quebra cabeças que apenas os mais astutos conseguirão decifrar. Será dada ainda a oportunidade ao público da confrontação direta com as personagens, que acabarão por ser julgadas por cada um dos presentes.



Eddie Izzard pela primeira vez em Portugal


Eddie Izzard, um dos nomes maiores da comédia mundial, apresenta-se  pela primeira vez em Portugal com o  espetáculo Force Majeure, dia  28 de Março, no Tivoli BBVA, em Lisboa.  

Force Majeure é a maior digressão de comédia de sempre do humorista e ator britânico, distinguido com vários Emmys e considerado “o Pyhton perdido” pelos grandes Monty Pyhton, com quem já partilhou o palco. 
Espetáculo  em inglês, sem legendas.

Marshmello - Nova confirmação e mais uma estreia em Portugal no cartaz do MEO Sudoeste


Marshmello, DJ e produtor, vai fazer vibrar o MEO Sudoeste, dia 3 de Agosto no Palco MEO, em mais uma estreia em Portugal no MEO Sudoeste.

A cada verão que passa, a Zambujeira do Mar mantém a reputação de lugar ideal para ver e ouvir os melhores do mundo. E o 21º MEO Sudoeste não será exceção. Mashmello junta-se assim aos já confirmados DJ #1 Martin Garrix, um dos DJs mais badalados da actualidade, DJ Snake, e à dupla do momento The Chainsmokers.

Para Marshmello a música tem de ser sempre mais importante do que o ego e a imagem do artista. Para afirmar essa ideia usa uma máscara em forma de… marshmallow, atrás da qual esconde a cara e a identidade, só para dar todo o destaque àquilo que considera ser essencial: a música.

Apesar do anonimato, a música de Marshmello tem sido, um sucesso desde 2015, altura do lançamento de faixas tão contagiantes como “FiNd Me” e “BlocKs”. Desde aí, nunca mais parou,  tendo ganho fama com a remistura do hit de Jack Ü com Justin Bieber, “Where Are Ü Now”, ou com remixes oficiais de outros grandes nomes da música como Avicii ou Ariana Grande.

Editou o primeiro disco no início de 2016. “Joytime” foi mais um sucesso, tendo liderado a secção de eletrónica do iTunes logo no dia do lançamento. O single “Keep It Mello”, com o rapper Omar LinX, entrou para a lista de 50 Virais do Spotify.

Com uma alegria contagiante e uma energia que se sente no corpo, Marshmello tem transformado todos os palcos por onde passa numa verdadeira pista de dança. É isso que promete fazer no dia 3 de Agosto na festa de 20 anos do MEO Sudoeste.