segunda-feira, 29 de maio de 2017

Cultura e Não Só de férias até 12 de Junho


Até ao próximo dia 12 de Junho o "Cultura e Não Só" vai estar encerrado para férias, voltamos dia 13 de Junho com as melhores noticias de todos os quadrantes, cultura e não só...

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Sony apresenta em Lisboa a sua nova gama de produtos


Entre as novidades apresentadas em Lisboa pela Sony destaca-se o espetacular televisor OLED 4K HDR BRAVIA® A1; a nova revolucionaria camara fotográfica α9; as coloridas colunas XB10, XB20, XB30, XB40; os auscultadores sem fios XB950 e MDR-1000X e a Barra de Som Compacta HTMT301, com um design que combina elegantemente com a sala de estar.

Nova gama de TVs 4K HDR com tecnologia OLED e tecnologia LED
A nova série de TVs Sony 4K HDR foi concebida para proporcionar maior brilho e contraste. Os novos televisores BRAVIA aproveitam da melhor forma o conteúdo 4K HDR (High Dynamic Range), graças à combinação do seu processador de imagem único e às tecnologias do dispositivo de exibição.

Para oferecer uma seleção mais alargada de televisores 4K HDR, a Sony introduz o 4K HDR OLED TV sob o nome de "BRAVIA OLED". A série A1 proporciona uma experiência visual completamente nova, graças a uma combinação de qualidade de imagem superior garantida pelo OLED com X1 Extreme, o primeiro sistema de som do mundo, e do seu fator de forma exclusivo e inovador. Graças aos 8 milhões de píxeis com autoiluminação do OLED, a série A1 assegura uma experiência visual significativamente mais enriquecedora com tons pretos sem precedentes, cores autênticas, imagens nítidas e um ângulo de visualização livre. O X1 Extreme controla com precisão o extraordinário número de píxeis e aumenta a capacidade do OLED em oferecer uma imagem 4K HDR excecional.

A Sony apresentou também o televisor KD65XD93 Full HD que possui tecnologia exclusiva da Sony, incluindo o novo processador 4K HDR, concebido com Slim Backlight Drive™ que proporciona a melhor qualidade de imagem.

A revolucionaria cãmara fotográfica α9
Esta nova câmara tem um desempenho superior às SLRs mecânicas. Apresenta um visor eletrónico sem bloqueios, o obturador anti distorção, silencioso, sem vibrações e de alta velocidade que aumenta o conjunto de situações de captação.

A α9 permite que o respetivo visor eletrónico apresente não só imagens do objeto, disponíveis em sistemas convencionais, mas também a imagem final de uma fotografia. Graças a um novo sensor de imagem que gere todas estas funções, pode superar todas as expectativas com a α9.

A Sony a9 tem um sensor CMOS de 24 megapixels com leitura super-rápida, permitindo um obturador eletrônico completamente silencioso.

Mais potencia com os novos auscultadores e colunas EXTRA BASS
A família EXTRA BASS™ da Sony acelera a pulsação com graves vibrantes e reproduz as batidas e a emoção da discoteca. As quatro novas colunas sem fios portáteis, em quatro tamanhos diferentes e várias opções de cor, possuem a nossa tecnologia EXTRA BASS exclusiva para proporcionar um som potente e graves profundos, para além de efeitos de luz que garantem um ambiente de festa.

Quatro novas colunas sem fios EXTRA BASS™ (XB10, XB20, XB30, XB40) foram concebidos para se desfrutar da música com graves potentes, proporcionam novas funções para iluminação (XB 20, XB30 e XB40) permitem levar a música favorita para onde quer que vá, graças ao seu design resistente à água e à longa autonomia da bateria até 24 horas.

Para guardar os graves potentes só para si, a Sony apresenta os novos auscultadores MDR-XB950N1 com a mesma tecnologia EXTRA BASS num design sem fios. Suportam o streaming de áudio Bluetooth® e a conetividade simplificada com tecnologia Near Field Communications (NFC), facilitando a ligação sem fios. Graças a estes auscultadores, a sua festa privada nunca acaba independentemente de onde estiver, com uma bateria totalmente carregada que dura até 22 horas. Estes auscultadores sem fios permitem-lhe ainda atender ou fazer chamadas convenientemente com as mãos livres, graças ao microfone integrado e à conetividade Bluetooth®. Após emparelhar o seu telemóvel, basta premir o botão do telefone no auscultador para atender e voltar a premi-lo para desligar a chamada. A reprodução musical é automaticamente retomada, assim que a chamada for terminada.

Alargando a gama de auscultadores sem fios com cancelamento de ruído, a Sony apresentou o seu topo de gama, os MDR-1000X - os primeiros que permitem assumir o controlo da sua experiência de audição com o SENSE ENGINE™, ajustando as funções de cancelamento de ruído aos seus ouvidos graças à função "Personal NC Optimizer". Além disso, apresentam pela primeira vez o modo "Quick Attention" que lhe permite encostar a palma da sua mão ao exterior do auscultador para conversar com alguém, sem ter de retirar o equipamento. Estas experiências de audição únicas são proporcionadas pela tecnologia recentemente desenvolvida SENSE ENGINE™.

Uma nova barra som surround com design harmonioso
A nova barra de som compacta HTMT301, foi concebida para combinar harmoniosamente com os materiais do mobiliário, oferecendo uma experiência de som puro, natural e de elevada qualidade ao mesmo tempo que funciona como coluna sem fios para a audição de música.

Com ligações Bluetooth® e NFC para efetuar o streaming de música a partir do telemóvel e com um simples toque de dedo, esta coluna tem também porta USB integrada, que permite ligar dispositivos USB para uma fácil reprodução.

Graças ao processamento S-Force PRO Front Surround, esta barra melhora o som de qualquer conteúdo, reproduzindo um som surround tipo cinematográfico.


Ian Morris analisa como evoluíram os valores humanos


Como evoluíram os valores humanos? No livro Caçadores, Camponeses e Combustíveis Fósseis, que chegou recentemente às livrarias, o reconhecido historiador, arqueólogo e antropólogo inglês Ian Morris apresenta uma análise inovadora e progressista sobre a temática. O autor defende que a cada mudança de paradigma energético, está associada uma mudança de valores na sociedade.

Isto significa que a temática das energias renováveis tem implicações muito mais profundas do que perda de mercado das petrolíferas ou o sítio onde abastecemos o nosso carro: é, em si, revolucionária a um nível profundo. E ninguém melhor do que Ian Morris para o clarificar.

O autor de O Domínio do Ocidente, não só ajuda o leitor a compreender as mudanças que a nossa cultura tem vindo a sofrer, como também o conduz à reflexão sobre com que valores queremos construir as sociedades do futuro.

Sobre o Autor

Ian Morris é professor de História na Universidade de Stanford. Nascido em Stoke-on-Trent, Inglaterra, em 1960, vive agora nas montanhas de Santa Cruz, na Califórnia. Dirigiu inúmeras escavações arqueológicas na Grécia e em Itália e já editou 11 livros, entre os quais O Domínio do Ocidente e Guerra! Para Que Serve?, ambos publicados pela Bertrand Editora. 

Brother apresenta nova gama para ambientes profissionais


A Brother, especialista em impressão e tecnologia, lançou uma nova gama de equipamentos laser a cores para empresas. A gama é composta por três impressoras HL-L8260CDW, HL-L8360CDW, HL-L9310CDW, e quatro equipamentos multifunções: DCP-L8410CDW, MFC-L8690CDW, MFC-L8900CDW e MFC-L9570CDW, perfeitamente adaptados aos ambientes profissionais de hoje, que procuram rapidez, flexibilidade de utilização e um custo total de impressão muito competitivo, para que imprimir, não seja uma complicação.

Os equipamentos da nova gama laser a cores da Brother incluem características específicas para trabalhar de forma eficiente e potenciar a poupança. Oferecem uma velocidade de impressão até 31ppm a preto e a cores e um alimentador automático de documentos com capacidade até 80 folhas, para digitalizar de forma rápida e simples (até 100ipm em frente e verso), diretamente para a nuvem ou para a rede. Todos os equipamentos contam com um visor tátil a cores, que permite que os utilizadores criem um menu personalizado, com os seus próprios acessos diretos às opções mais procuradas, para uma maior produtividade.

Kids Natural assinala o Dia da Criança com chegada a novos pontos de venda


O snack de fruta 100% natural e sem açúcares adicionados chega esta semana ao Continente, Intermarché, retalho tradicional através do Recheio e Estações de Serviço Prio. A marca assinala o Dia da Criança alargando o número de superfícies comerciais em que está presente e com o lançamento do site que permite a compra online. Aos sabores morango/banana e pêssego/manga juntam-se, brevemente, novos sabores, com a inclusão de lácteos e cereais nas receitas.

“Quando a marca foi lançada no início do ano não estávamos à espera de um sucesso tão imediato. Na primeira semana em que estivemos nas superfícies comerciais os nossos produtos esgotaram em todas as lojas”, comentou André Paiva da Improve Flavours.

Neste Dia da Criança a marca desafia os pais a encontrarem nos pontos de venda os purés de fruta Kids Natural. E mesmo que não tenham um ponto de venda por perto, podem sempre recorrer à loja online (www.improveflavours.com).

“Portugal foi apontado recentemente como um dos 5 países europeus com maior taxa de obesidade infantil. Como pais sempre tivemos a preocupação de oferecer algo saudável aos nossos filhos, e assim surgiu a Kids Natural. É um produto saboroso, que as crianças adoram, 100% natural, de fruta, sem corantes, conservantes ou aromas artificiais. As receitas originais vão continuar a fazer as delícias dos mais pequenos, com sabores que remetem para o prazer das guloseimas, mas sem açúcares adicionados, e que prometem ser também os melhores amigos dos pais: muito práticos, sem necessidade de frio, portáteis e com embalagens tão divertidas quanto resistentes. Kids Natural é um snack que pode ser levado para a escola, praia, viagem...”,  acrescentou André Paiva.

NHOM NHOM


Chega hoje às livrarias portuguesas «NHOM NHOM», o livro de receitas para bebés, com inúmeras sugestões fáceis e divertidas para os mais pequenos. Para garantir que não fica nada no prato, Joana Barrios compila as receitas que começou a preparar depois de ter sido mãe. Com combinações muito saborosas, a autora inclui no seu rol a primeira sopa dos bebés, pratos de carne e peixe, sobremesas, petiscos e muito mais, apresentando aos seus leitores pratos e porções equilibradas. 
Com dezenas de receitas saudáveis e criativas, Joana Barrios, mãe, autora, atriz, viajante, começou a trabalhar no seu livro «NHOM NHOM» depois do nascimento do seu primeiro bebé. E sem comida enlatada. 

«Uma nota: odeio latas. E odeio coisas já feitas, porque sou das que faz tudo por gosto. Sou das que demolha grão e feijão, das da retira o fio ao feijão-verde, das que faz os nuggets e os hambúrgueres e tudo o que é “fast food” em casa. Sou dessas que faz a granola e odeia os pacotes. Pronto, já disse», afirma Joana Barrios na introdução do livro. «A hipótese de educar um palato completamente novo e de lhe dar a experimentar a infinidade de combinações que se podem fazer tornou-se, para mim, uma das formas de educar mais importantes no processo de crescimento da minha Filha. Sem histeria, sem fundamentalismos, sem restrições, ou dietas ou planos avant-garde. Nada new age, também.» 

Sobre a Autora

Joana Barrios é autora, mãe da Mercedes e do Santi, actriz, figurinista, encenadora, alentejano-lisboeta, viajante, designer, escrutinadora da cultura pop, amante de comida e mulher de Carlos – não necessariamente por esta ordem cronológica e/ou de relevância. Pode ser vista nos palcos por onde deambula com o Teatro Praga; pode ser lida em trashmedia.com; pode ser ouvida e vista no Canal Q. É bem provável que, no intervalo entre este texto ser escrito e este livro ser publicado, a Joana já esteja a fazer mais uma dúzia de coisas… ou três.»

Smart apoia Festival de Arte Urbana em Lisboa



Lisboa acolhe a 2ª edição do Festival de Arte Urbana conhecido por “Muro”, que acontece até ao próximo domingo, em Marvila. A smart, como marca essencialmente urbana, junta-se a este evento no sentido de ajudar a reabilitar e colorir a cidade de Lisboa e as zonas que mais carecem de intervenção. Para o efeito, a smart convidou os artistas MAR e RAM, da conhecida dupla de intervenção artística - ARM Collective, para interpretarem uma obra inspirada no modelo mais conhecido da Marca: o smart fortwo. A obra, denominada art fortwo, será elaborada em dois edifícios fluindo para a estrada onde ambos os estilos se irão cruzar simbolizando as ligações humanas, uma vez que este festival que se integra na iniciativa da União de Cidades Capitais Ibero-americanas com o tema “Passado e Presente”.
O Festival tem lugar em Marvila, onde, serão intervencionadas 15 empenas, 3 balneários comunitários e 2 blocos de habitação numa ação inserida nas iniciativas de Lisboa como Capital Ibero-Americana da Cultura. Devido a este facto, o festival conta com diversos artistas internacionais e com máxima visibilidade em toda a comunidade internacional.
A smart, para além de ser a viatura oficial do evento, fará aqui nascer o seu projeto art fortwo. Partindo do seu modelo mais icónico, o smart fortwo, ao reabilitar quatro edifícios na Rua Chianca de Garcia, através das mãos dos conceituados artistas MAR e RAM – dois artistas, dois estilos, uma obra de arte – art fortwo. Serão ainda intervencionados diversos edifícios no Bairro Marquês de Abrantes, Bairro dos Alfinetes e no Bairro da Quinta da Salgada por vários artistas. 
A 2ª edição do Festival de Arte Urbana é organizado pela GAU (Galeria de Arte Urbana), Câmara Municipal de Lisboa e em parceria com a smart, a GEBALIS e a Junta de Freguesia de Marvila.



Cozinha Vegetariana para Festejar


Gabriela Oliveira, a autora dos livros de cozinha vegetariana mais vendidos em Portugal, lança o seu novo livro de receitas. Disponível a partir de 2 de Junho, «Cozinha Vegetariana para Festejar» responde a uma das perguntas que os vegetarianos mais ouvem: “Mas o que comes no Natal, na Páscoa ou num jantar com os amigos?”

Com dezenas de sugestões, «Cozinha Vegetariana para Festejar» inclui entradas e refeições leves, pratos principais, sobremesas e sugestões de menus para um vasto leque de festas e ocasiões especiais. Festas de aniversário, Natal, Páscoa e Piqueniques são apenas alguns dos momentos nos quais se pode ter verdadeiras delícias vegetarianas.

A festa de lançamento do livro acontecerá a 4 de Junho, domingo, às 11:30, na Feira do Livro de Lisboa, no espaço Autores Que Nos Unem, do Grupo Porto Editora, e contará com Aldina Duarte para apresentar o livro. No maior evento cultural do país, Gabriela Oliveira estará também presente a 10 de Junho, para um showcooking com as receitas do seu mais recente livro, e 18 de Junho para uma sessão de autógrafos.

Neste Dia da Criança celebre com a Canon os pequenos ‘grandes’ momentos da vida


A Canon está presente em todos os momentos importantes da vida, desde a celebração dos primeiros passos, às primeiras papas, ao primeiro dia de escola, às primeiras festas de aniversário, aos primeiros amigos e aos que ficam para a vida. Todos estes momentos especiais culminam na celebração de um dia em particular, o Dia Mundial da Criança. E porque os mais novos já dominam a tecnologia melhor que os pais, a Canon não se esqueceu de preparar umas sugestões para os deixar com um sorriso de orelha a orelha.

Aos momentos de comer e dormir...
O seu pequenote ainda está na fase em que só come e dorme? A Canon tem o presente indicado para a hora da papa, sempre com maior estilo. Os babetes personalizados com diferentes câmaras da Canon, incluem desde o design mais moderno ao mais vintage. Escolha aquele que combina melhor com o estilo do seu bebé e com o seu! (Tamanho S/M/L/XL). PVP: 10,49 €

Aos momentos de muito trabalho...
Os trabalhos e projetos para a escola são mais que muitos, e a pressa para terminá-los a tempo de ir jogar à bola com os amigos ainda maior, certo? Esta multifuncional é a ajuda que eles precisam para imprimir os projetos escolares com boa qualidade, rapidez e baixo custo, graças aos tinteiros de alto rendimento disponíveis. A Canon PIXMA MG3050 Series tem também impressão e digitalização móvel e ligação Wi-Fi, para que possa ser utilizada por todos lá em casa. É ainda perfeita para imprimir fotografias com a máxima qualidade, que valem a pena pendurar nas paredes lá de casa. P.V.P.: 59,99€

Aos primeiros momentos digitais...
As suas crianças já se encontram naquela fase em que acham que querem ser crescidos, estão registados nas redes sociais, e tiram selfies, atrás de selfies com os amigos para mostrar os bons momentos que passam juntas? Ou até mesmo aquela selfie com a família, em que todos se têm que baixar para caber na fotografia? A PowerShot SX620 HS é a máquina ideal. Para além do seu pequeno compacto, que permite guardar em qualquer mochila, apresenta uma resolução de 20,2 MP e Wi-Fi e NFC integrado que permite fotografar remotamente e partilhar as fotografias diretamente nas redes sociais. P.V.P.: 249,99 €

Aos primeiros momentos de férias com os amigos...
O verão aproxima-se e eles já gostam de aproveitar uns dias no verão com os amigos? Não deixe que as primeiras férias passem em branco e ajude-os a criar momentos para mais tarde recordar. Com o calor, aproxima-se a vontade de ir à praia e dar uns mergulhos. Nesta altura eles são uns autênticos peixes que querem descobrir mais e aventurarem-se. Por isso aproveite para tirar umas fotografias debaixo de água com a Canon PowerShot D30, que é uma camara à prova de água que suporta profundidades até 25m. Esta câmara compacta e resistente a aventuras apresenta uma resolução de 12,1 megapixéis e resultados magníficos mesmo com pouca luminosidade. P.V.P.: 299€

Aos momentos de artista...
Se acha que o seu rebento está a começar a desenvolver uma paixão especial pela fotografia, porque não oferecer uma prenda que lhe permita alimentar este gosto especial. A Canon IXUS 190 é a melhor câmara para qualquer criança que começa a dar os primeiros passos na fotografia e que merece a melhor qualidade. Esta câmara leve e compacta é muito fácil de utilizar e apresenta uma resolução de 20 MP, zoom ótico de 10x e conectividade Wi-Fi e NFC. Inclui ainda filtros criativos, como olho de peixe ou efeito miniatura, para tornar a arte de fotografar ainda mais divertida, e está disponível em três cores diferentes. P.V.P.: 179,99€


Midas distribui três filmes que estão em Cannes


A Midas irá distribuir em Portugal três filmes que estão em competição no Festival de Cannes, que termina no dia 28 de Maio: 120 Battements par Minute de Robin Campillo, Good Time, dos irmãos Safdie e In the Fade de Fatih Akin.

Vilages, Visages, de Agnès Varda e JR, exibido em Sessão Especial na Selecção Oficial também será estreado em Portugal pela Midas Filmes. 

A Midas adquiriu ainda os direitos do filme de abertura da Quinzena dos Realizadores: Un Beau Soleil Intérier de Claire Denis e do novo filme de Philippe Garrel, L’Amant d’un Jour, também apresentado na Quinzena. 

Operação David Lynch


A partir de 1 de Junho, no cinema IDEAL estreia David Lynch: The Art Life, acompanhado de um programa de curtas-metragens inéditas e são repostos Twin Peaks: Fire Walk with Me e Mulholland Drive, “o melhor filme do século XXI”, restaurado em 4K. 

Por ocasião da estreia da nova série Twin Peaks, a Midas Filmes destaca o trabalho do mítico realizador numa OPERAÇÃO DAVID LYNCH com a estreia do documentário David Lynch: The Art Life, de Rick Barnes, Jon Nguyen, Olivia Neergaard-Holm e um programa que integra a reposição em cópia digital restaurada em 4K de Mulholland Drive, “o melhor filme do Século XXI” na mais recente votação de 177 críticos de cinema de todo o mundo organizada pela BBC, a reposição de Twin Peaks: Fire Walk with Me, e a estreia de Twin Peaks: The Missing Pieces e um programa de curtas, nunca exibidas comercialmente.
Esta Operação terá lugar em Lisboa, no cinema IDEAL, de 1 a 14 de Junho, sendo que o filme David Lynch: The Art Life estreia em simultâneo no Porto e o conjunto de todos os filmes circulará depois por todo o país..


Em David Lynch: The Art Life, David Lynch leva-nos numa viagem íntima pelos seus anos de formação, desde a infância idílica numa pequena cidade dos Estados Unidos, até às ruas escuras de Filadélfia, identificando os momentos que moldaram um dos realizadores mais enigmáticos do cinema. David Lynch: The Art Life retrata a arte, a música e os primeiros filmes de Lynch, trazendo luz à escuridão do seu mundo único, dando aos espectadores um conhecimento mais aprofundado do homem e do artista. Como Lynch refere “Acho que sempre que se faz algo, como uma pintura ou qualquer coisa do género, vai-se com uma ideia e por vezes o passado pode invocar essas ideias e colori-las e, ainda que sejam novas ideias, o passado dá-lhes cor.” Somos convidados a entrar e é nos dado a conhecer o estúdio de Lynch nas montanhas acima de Hollywood, enquanto este nos conta histórias pessoais do seu passado que se desenrolam como cenas dos seus filmes. Alguns personagens estranhos são destacados, para novamente se desvanecerem, deixando uma marca permanente em Lynch enquanto artista. Testemunhamos os medos, os equívocos e lutas que Lynch supera e pelo caminho conhecemos as várias pessoas que o ajudaram a moldar. Torna-se evidente no início da vida de Lynch que este vê o mundo de forma diferente, absorvendo as suas sombras e tecendo um sonho, como se de uma tapeçaria se tratasse, onde a sua audiência mundial se emaranha. Este filme é dedicado à filha mais nova de Lynch como um memorial privado de um pai para uma filha. Ao afastar as cortinas do ícone esperamos revelar David Lynch enquanto indivíduo.

Mulholland Drive deu o prémio de Melhor Realizador a David Lynch em 2001 no Festival de Cannes . 
Rita sofre um acidente e perde a memória em Mulholland Drive, uma das estradas nos arredores de Hollywood. É ajudada por Betty, uma jovem aspirante a estrela que acabou de chegar a Los Angeles. Do outro lado da cidade, Adam, realizador de cinema, descobre que a Máfia controla o seu último trabalho. Um cowboy, uma vidente, um anão e alguns ilusionistas... Uma história de amor na cidade dos sonhos.

Twin Peaks: Os Últimos Sete Dias de Laura Palmer é um filme que pretende ser a “prequela” da famosa série de televisão, que vai agora ter uma nova temporada. E o inédito Twin Peaks: The Missing Pieces são as cenas cortadas, numa montagem de Lynch que pretende iluminar e dar outro folêgo ao filme. 

quinta-feira, 25 de maio de 2017

I Am Not Your Negro continua em exibição


I Am Not Your Negro - Eu não sou o teu Negro, o documentário de Raoul Peck sobre James Baldwin, continua em exibição em Lisboa, no Cinema Ideal e em Cascais, no Cinema da Villa e teve um amplo destaque na imprensa portuguesa que o considerou um espelho da América.

Em 1979, James Baldwin escreveu ao seu editor dizendo que o seu próximo projecto, Remember This House, seria um livro revolucionário sobre as vidas e os assassinatos de três dos seus amigos mais próximos : Medgar Evers, Malcolm X e Martin Luther King, Jr. Quando morreu, em 1987, deixou apenas 30 páginas do manuscrito. Com narração de Samuel L. Jackson, este documentário extraordinário dá voz às palavras de Baldwin e, usando preciosos materiais de arquivo, volta a trazer para a ribalta as questões raciais na América.

Nomeado ao Oscar de Melhor Documentário, o filme está a ser um êxito de bilheteira nos Estados Unidos.

Paula Rego. Histórias e Segredos em DVD


Sessão especial de lançamento no sábado, 27 de Maio às 18h00 no Cinema IDEAL, o realizador Nick Willing conversa com a jornalista Ana Sousa Dias, seguida de sessão do filme - aos primeiros 80 espectadores, oferta especial: na compra do bilhete oferta do DVD.

Estreado no passado dia 6 de Abril, o filme Paula Rego. Histórias e Segredos realizado por Nick Willing, tem sido um tão inesperado como gratificante sucesso de público. Ao fim de sete semanas de estreia, e ainda em exibição em Lisboa em dois cinemas (Ideal e Monumental), o filme foi já visto por quase quinze mil espectadores em todo o país.

Até 31 de Maio, o cinema Ideal – que exibe o filme diariamente às 18:00 horas - terá uma promoção especial com bilhete ao preço único de 5,€ ou bilhete mais DVD por apenas 9,€.


Flower Power Fest Cascais


Com o apoio da Câmara de Cascais, Beach Boys Band, Ten Years After são algumas das icónicas bandas que vão poder transformar Cascais no ambiente Woodstockiano. Pela praia de Carcavelos vão passar também as melhores bandas-tributo, como os italianos Watch, reconhecidos pelos originais, como a réplica perfeita dos Genesis, e a grande homenagem a uma incontornável personalidade da música pop, recentemente desaparecido: David Bowie. Na voz de David Brighton, David Bowie será recordado num memorável espectáculo Space Oddity, pela primeira vez na Europa, vindo de Los Angeles.
O reggae roots estará representado através dos Inner Circle, Big Mountain e nesta 4ª edição do festival não foi esquecido o disco-sound dos Ottawan.
A Câmara Municipal de Cascais apadrinha aquele que já foi eleito como o melhor novo festival em Portugal e melhor pequeno festival da Península Ibérica, numa altura em que também foi distinguido pelo Ministério do Ambiente como um dos festivais com melhores práticas ambientais.

Depois do sucesso das 3 ultimas edições, sempre em crescimento em número de espetadores nacionais e estrangeiros, o Flower Power Fest muda-se da Costa Alentejana para Cascais com uma nova designação e volta a assumir-se, nesta 4.ª edição, como um festival, diferente e com uma atitude artística inovadora e arrojada. “o festival da e para a família”, veio para ficar. O Festival “Flower Power Fest Cascais” apresenta a 3, 4 e 5 de Agosto, na Praia de Carcavelos, bandas, artistas e DJ`s, com de 8 horas de música por dia e muito mais. O festival da e para a família
Para além das 8 horas de música, espalhadas por três dias, não vai faltar animação ou não fosse este um festival familiar, também ele jovem e que não exclui ninguém.
O programa engloba actividades para pais filhos e netos, jogos tradicionais, workshops, megaparque de insufláveis, yoga, artesanato, pintura, fotografia e muito mais.




Concerto da Banda da Armada em Elvas


A Banda da Armada atua no Cine-Teatro Municipal de Elvas amanhã pelas 21.30 horas, por ocasião da inauguração do Monumento da Marinha.

Os 113 músicos que compõem a Banda da Armada e que representam, atualmente, o legado de quinhentos anos de existência de formações musicais na Armada, vão apresentar em Elvas o mais recente reportório da banda.

O concerto insere-se no programa de inauguração do Monumento da Marinha que vai ser inaugurado no dia seguinte, 27 de Maio, pelas 11.00 horas, numa cerimónia que conta com a presença do presidente da Câmara Municipal de Elvas, Nuno Mocinha e do Chefe do Estado-Maior da Armada, Almirante António Silva Ribeiro, entre outras entidades civis e militares.

A cerimónia terá lugar na rotunda que faz a ligação à urbanização do Revoltilho e o bairro de Santo Onofre, local onde o monumento ficará exposto à população e contará com uma breve atuação da Banda da Armada.

José Gonçalez apresenta álbum “Improvável” no Casino Estoril a 31 de Maio


Em noite dedicada à música portuguesa, José Gonçalez apresenta, a 31 de Maio, a partir das 22 horas, o seu novo álbum “Improvável” no Salão Preto e Prata do Casino Estoril. Trata-se de um espectáculo único, no qual José Gonçalez partilha o palco com os 10 artistas que participaram neste seu novo álbum: Cuca Roseta, FF, Filipa Cardoso, Gonçalo Salgueiro, Jorge Fernando, José Cid, Júlio Resende, Maria da Fé, Sangre Ibérico e Vitorino.

“Improvável”, o novo disco de José Gonçalez, com o selo da Sony Music, marca o regresso do artista às edições discográficas. “Alentejo, Um Ar de Festa” é o single de apresentação deste trabalho, uma ode à região de onde Vitorino e José Gonçalez são naturais.

Neste disco, José Gonçalez assume todas as autorias, letras e músicas dos dez temas que o compõem, à excepção do dueto com Cuca Roseta, uma parceria com Tozé Brito. Para cada tema, José Gonçalez convidou dez dos mais brilhantes artistas portugueses para consigo interpretarem as canções, escritas a pensar em cada um.

A produção ficou a cargo do mais galardoado produtor e um dos mais brilhantes músicos portugueses, Jorge Fernando. Na guitarra portuguesa, Ângelo Freire e José Manuel Neto; na viola, Jorge Fernando; no baixo, Francisco Gaspar e Máximo Ciuro; no cavaquinho e bandolim, Edu Miranda; nas percussões, Rafa Zamorano; na bateria, David Jerónimo; e nas teclas, José António Pedro.

Nas palavras de José Gonçalez: “Deve ouvir-se este disco, não enquanto um disco de fado, mas um disco de música, feito por muita da gente do fado! Fica o desafio para que se possa ouvir este disco até ao fim, convidando cada um dos ouvintes a uma viagem inesperada e surpreendente, numa clara fusão de géneros, sensibilidades, e influências, onde até a electrónica se mistura e funde com os textos, e os instrumentos tradicionalmente portugueses.”

Casino Estoril inaugura XXX Salão de Primavera no próximo Sábado


É já no próximo Sábado, dia 27, às 17 horas, que inaugura na Galeria de Arte do Casino Estoril, o XXX Salão de Primavera/Prémio Rainha Isabel de Bragança, na qual participam finalistas das faculdades de Belas Artes de Lisboa e Porto, escolhidos pelos seus professores. 

Nesta 30ª edição participam os seguintes artistas: Ana Garcia Mascarenhas, Ana Pelayo Henriques, Ana Rita Sobreira, Bruno Ferraz, Francisca Pinto, Henrique Palmeirim Lázaro, JDAGGE, Joana Passos. João Maria Pacheco, João Ribeiro, Leonor Saunders, Maria Inês Melo, Maria João Ferreira, Maria Luzia Cunha, Mariana Teotónio, Natacha Marques de Oliveira, Nathalie João, Nicoleta Sandulescu, Raquel Oliveira, Ricardo Marcelino e Rui Neiva.

Esta exposição está dotada de um prémio/aquisição, Prémio Rainha Isabel de Bragança, no valor de 1500 euros, patrocinado pela Estoril Sol, que o júri atribuiu à estudante finalista da Faculdade das Belas Artes de Lisboa, Nicoleta Sandulescu, natural de Orhei, Moldávia, que reside em Portugal desde 2009 e que conta já com um currículo significativo, com a realização de uma exposição individual, participação em 6 colectivas e outras acções como seja a ilustração de um livro de António Lobo Antunes, sendo, ainda, titular de vários Prémios.

Foram atribuídas cinco menções honrosas aos seguintes finalistas: Ana Pelayo Henriques, natural do Porto; Maria Luzia Cunha, do Porto; Nathalie João, de Paris, França; Raquel Oliveira, da Póvoa de Varzim e Rui Neiva, de Sintra. 

“Pelos 30 Salões de Primavera já realizados, passaram até hoje um total de 1005 jovens artistas, muitos dos quais foram distinguidos com prémios e menções honrosas e que hoje ocupam lugares de relevo”, sublinha Nuno Lima de Carvalho Director da Galeria de Arte do Casino Estoril.

Esta exposição ficará patente ao público até ao dia 19 de Junho, todos os dias, das 15 às 24 horas. Por imperativo legal, o acesso aos espaços do Casino Estoril é reservado a maiores de 18 anos. 

Prazo de candidaturas aos Prémios Literários da Estoril Sol termina a 31 de Maio


Expira, já no próximo dia 31 de Maio, o prazo de recepção de obras originais para a 10ª edição do Prémio Literário Revelação Agustina Bessa-Luís e das obras de ficção (romance ou novela) candidatas à 20ª edição do Prémio Literário Fernando Namora. Trata-se de uma das mais prestigiadas iniciativas que integram o calendário de eventos com relevância cultural. O júri comum aos dois Prémios será presidido por Guilherme D `Oliveira Martins.

Em relação ao Prémio Revelação Agustina Bessa-Luís, é de registar que, desde o ano passado, foi abolido do seu Regulamento o limite dos 35 anos de idade, cláusula que o Júri considerou estar a condicionar o aparecimento de novos valores. 

Com a extinção dessa norma considerada restritiva, a Estoril Sol corresponde, assim, aos pedidos manifestados por numerosos candidatos que estavam impossibilitados de participar no concurso. Mantém-se, contudo, a obrigatoriedade do romance concorrente ser inédito, e de autor português, “sem qualquer obra publicada no género”. 

A 10ª edição do Prémio Revelação Agustina Bessa-Luís terá o valor de 10 mil euros e, nos termos do Regulamento, será publicado pela Editora Gradiva, de acordo com o protocolo existente com a Estoril Sol.

Juntamente com o Prémio Literário Revelação, mantém-se aberto o período de candidaturas ao Prémio Literário Fernando Namora, instituído regularmente desde 1988, e cujo Júri foi presidido, durante vários anos, por Agustina Bessa-Luís e, posteriormente, por Vasco Graça Moura. 

Com periodicidade anual, o Prémio Literário Fernando Namora tem o valor de 15 mil euros e distingue uma obra de ficção (romance ou novela), de autor português, editada em 2016, desde que o escritor não tenha sido premiado nas três edições anteriores. 

 Recorde-se que, Afonso Cruz, foi o vencedor no ano passado com o seu romance "Flores”. Nas anteriores edições, foram distinguidos, ainda, João de Melo, Maria Isabel Barreno, Urbano Tavares Rodrigues, Manuel Alegre, Armando Silva Carvalho, António Lobo Antunes, Nuno Júdice, Miguel Real, Mário Cláudio, Luísa Costa Gomes, Gonçalo M. Tavares, Paulo Castilho e José Eduardo Agualusa. ". É de registar que Mário de Carvalho (1996 e 2008) e Teolinda Gersão (2001 e 2015) bisaram o prémio.

Casino Lisboa recebe “Exótika” a 31 de Maio


O Auditório dos Oceanos do Casino Lisboa recebe, na próxima Quarta-Feira, 31 de Maio, a partir das 21h30, o espectáculo de Pole Dance “Exótika”. Referência do Pole Dance a nível mundial, a ucraniana Anastasia Sokolova será a grande protagonista de um espectáculo que concilia originais momentos de dança com registos de pura sensualidade.

Único e extravagante, “Exótika” é um espectáculo de Pole Dance que se distingue pela participação de Anastasia Sokolova, conhecida internacionalmente pela sua participação no programa de televisão Got Talent Ucrânia, onde chegou a finalista. 

Sinónimo de erotismo e sensualidade, “Exótika” remete-nos para o imaginário dos clubes nocturnos, contando-nos diferentes histórias, através do movimento de personagens tão variadas como show girls, strippers, contorcionistas.

Provocante e perturbador, “Exótika” é imperdível!

7ª Arte - Estreias de cinema de 25-05-2017

Estreias de cinema de 25 de Maio de 2017



Esta semana dentre as várias estreias de cinema nas salas nacionais o "Cultura e não Só" destaca as seguintes:



Piratas das Caraíbas: Homens Mortos Não Contam Histórias

Johnny Depp regressa ao grande ecrã na pele de uma das suas personagens mais carismáticas: Jack Sparrow, o mais excêntrico e sedutor pirata da história da pirataria. Desta vez, o inimigo a enfrentar é o impiedoso Armando Salazar, um capitão da marinha espanhola que lidera um exército de marinheiros fantasmas disposto a exterminar todos os piratas à face da Terra. Ameaçado de morte, a única esperança de salvação de Sparrow consiste em encontrar o Tridente do deus Poseidon, que dá a quem o possui o total domínio dos sete mares…
Produzido pela Walt Disney Pictures e pela Jerry Bruckheimer Films e distribuído pela Walt Disney Studios Motion Pictures, esta é a quinta aventura da saga "Piratas das Caraíbas", desta vez com realização de Joachim Rønning e Espen Sandberg (a dupla responsável por "Bandidas", "Max Manus" ou "Kon Tiki - A Viagem Impossível"). Para além de Depp como protagonista, o filme conta novamente com a participação de Geoffrey Rush, Orlando Bloom e Keira Knightley. A juntar-se ao elenco estão Brenton Thwaites, Carina Smyth e Javier Bardem no papel do vilão Salazar. 



O Sentido do Fim

Tony Webster é um homem de meia-idade cuja existência tranquila é perturbada quando recebe uma carta de um advogado a comunicar que alguém lhe deixou um diário em testamento. Essa circunstância vai reavivar memórias com mais de quatro décadas: os companheiros da faculdade e a lembrança de um grande amor, mas também as terríveis consequências de acções impensadas da sua já tão distante juventude...
Realizado por Ritesh Batra (que ficou conhecido pela sua primeira longa-metragem, "A Lancheira"), segundo um argumento de Nick Payne, um filme dramático que adapta a obra homónima escrita por Julian Barnes, que lhe valeu o Booker Prize em 2011. A dar vida às personagens estão os actores Jim Broadbent, Charlotte Rampling, Harriet Walter, Emily Mortimer e Michelle Dockery, entre outros.



Por Onde Escapam As Palavras

A história de uma família em luto após a trágica morte da filha, vítima de um ataque terrorista. A forma como cada um encara a dor da perda, erguendo-se ou deixando-se abandonar ao sofrimento, vai alterar a forma de relacionamento entre todos.
Assinado por Luís Albuquerque ("Dom", "Dança dos Flamingos", "Geme… La Vie"), um filme dramático com o tema do terrorismo como pano de fundo, que quer ser, nas palavras do realizador, "uma homenagem a todas as mortes precoces, mas, principalmente, uma mensagem de esperança a todos que a elas sobrevivem". Os actores Bruno Manique, Leonor Nobre, Mário Bertô, João Damasceno, Isabel Girão, Beatriz Dias, Pedro "Mocho", Miguel Babo, Alexandra Curado, Paula Queirós, Nuno Café, Tó Zé Ferreira e Carlos Santos dão vida às personagens.

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Fóssil raro de Pterossauro em leilão internacional por 235 mil euros


Foi recentemente encontrado em Solnhofen Plattenkalk, na Alemanha, um fóssil de um Pterossauro de grandes dimensões, que se estima remontar ao tempo Jurássico, e que está em leilão na Catawiki, (www.catawiki.pt) até ao próximo dia 28 de Maio. 

O facto de se tratar no mais raro dos objetos encontrados até agora em Solnhofen Plattenkalk faz com que o fóssil se torne numa peça bastante requisitada para museus, por colecionadores ou investidores e consequentemente alcance um valor de leilão bastante elevado. Os especialistas da Catawiki apontam para que este fóssil com mais de 150 mil anos possa obter um valor de leilão entre 175 e 235 mil euros.

“Os fósseis na área de Solnhofen estão a tornar-se cada vez mais raros, e ainda assim este Pterossauro é um dos mais raros de sempre. Neste sentido, estamos a contar com o interesse de colecionadores e investidores que estejam dispostos a pagar um valor elevado por uma peça tão excecional como esta”, explica Alejandro Sánchez, Diretor-geral da Catawiki em Portugal. “As grandes dimensões do fóssil e a própria raridade da peça faz com que se torne no objeto ideal para estar exposto num museu, por exemplo”.


Alcoolémia - Novo disco "XXV Anos"


"XXV Anos” marca o regresso dos Alcoolémia num disco que celebra duas décadas e meia de rock e estrada do grupo de “Não Sei Se Mereço”, e que estará à venda no dia 9 de Junho.
O grupo lançou o convite a uma série de amigos que admiram, para celebrar e revisitar os seus maiores sucessos. Entre as vozes de músicos já consagrados, e novos valores, os Alcoolémia contam com a participação de António Manuel Ribeiro (UHF), Nelson e Sérgio Rosado (Anjos), Carlos Tavares (Grupo de Baile), Nuno Norte, Zeal (Dr. Estranho Amor), Maria João, Vasco Duarte (Ossos do Oficio), Alfredo Costa (Skills and Bunny Crew) e Tiago Estrela (Rock em Stock). Paulo Borges (GNR) está a cargo das teclas.

"XXV Anos" é um álbum de celebração, para os fãs do grupo, e de descoberta para novos públicos.
"Não Sei Se Mereço" é um dos temas revisitados, que conta com a participação de Carlos Tavares (Grupo de Baile) e Nuno Norte, um tema para recordar ou descobrir os "XXV Anos" dos Alccolémia.
Amanhã  os Alcoolémia apresentam-se, ao vivo, em Lisboa no Cinema S. Jorge, pelas 21h00.


Portugal é palco de evento internacional Business Storm


Nos dias 1 e 2 de Junho, representantes da Google, Thomson Reuters, World Economic Forum, Harvard, The Founder Institute, World Bank Group, Startups 500, entre outros, estão em Portugal para partilhar conhecimento, com mais de 200 empreendedores e businessman locais e internacionais.

Business Storm chega, pela primeira vez, a território nacional e proporciona um universo de experiências: o contacto direto com os oradores, sessões interativas para estimular a criatividade, trainings, workshops e masterclasses.

Esta iniciativa cruza temas que ditam as grandes tendências empresariais: desenvolvimento de negócio, inovação, indústria 4.0 e soft skills como tomada de decisão, técnicas de vendas e gestão de stress. Os participantes vão viver uma experiência inovadora e capaz de gerar know-how e ferramentas essenciais para gerir os seus negócios.

No primeiro dia, o evento pretende reunir duas centenas de empresários e, no segundo, o Business Storm será restrito a apenas 35 participantes, que terão sessões de network diretamente com os oradores internacionais.

No Business Storm, os oradores são mais do que meros speakers. Eles treinam e trabalham junto dos participantes. São eles: Suhas Gopinath (o mais jovem CEO do mundo, Embaixador do World Economic Forum e Conselheiro do Ministério da Ciência e Tecnologia da Índia e do World Bank Group), Kelvin Lee (líder da Estratégia Global da Thomson Reuters), Elan Oren (empreendedor com mais de 10 êxitos num valor total superior a mil milhões de euros, Growth-Hacker & Serial Entrepreneur Tecnológico) e Aleks Bozhilov (criador da Crowdholding e Account Manager na Google), entre outros.

A primeira edição do Business Storm decorreu em Sofia, Bulgária, onde estiveram presentes mais de 70 indústrias, 50 parceiros estratégicos e representantes de 23 países.

A edição deste ano conta com o apoio do DNA Cascais e da Câmara Municipal de Cascais. Os trabalhos “indoor” vão, por isso, decorrer na Casa das Histórias – Museu Paula Rego, em Cascais.

O acesso ao Business Storm pode ser adquirido no site oficial (http://lisbon.business-storm.com/) com passes que vão dos €135 aos €395. Os interessados deverão seguir a página oficial do Business Storm no Facebook (https://www.facebook.com/BusinesStorm/) onde são lançados passatempos que dão descontos nos acessos ao evento.

Casa Assombrada - O Internato


Depois do sucesso dos projetos Casa Assombrada (2015), que esteve em cena mais de um ano, e de Crime na Casa Museu (2016), o Teatro Reflexo apresenta: Projecto Casa Assombrada - O Internato. Com estreia marcada para dia 22 de Junho, às 21h, este novo espetáculo estará em cena na Antiga Casa dos Magistrados, em Sintra. 

Projecto Casa Assombrada - O Internato é uma criação de Michel Simeão que pretende emergir o espectador numa experiência hiper-realista de terror, no decurso da sua 1h20 de duração. Nesta experiência, o espectador pode envolver-se na narrativa e determinar o desenrolar da mesma em alguns casos ou ser apenas um mero observador. Serão apresentadas duas sessões por noite, às 21h e às 23h, de quinta a sábado, até ao final do ano, encontrando-se a casa fechada em Agosto.

Nesta nova experiência do criador Michel Simeão, é introduzido ao público o teatro hiper-realista, numa narrativa que se encontra fragmentada pelos vários aposentos do Internato. O enredo, no seu todo, desagua num verdadeiro thriller de terror de cortar a respiração.

Ao contrário da Casa Assombrada de Belas, não existe uma voz que conta o que aconteceu. Também não existirão “jump scares” ou sustos fáceis atrás da porta. A história desenrola-se à frente do espetador. A intensidade do Internato vai fazer-se sentir consoante a disponibilidade cognitiva e a inteligência emocional do público.

No Internato tudo é possível. O público terá a seu cargo a responsabilidade de ligar as várias histórias que lhe serão apresentadas. Mas quem quiser ser apenas mero observador também encontra aqui o seu lugar. O espetador só irá até onde a sua audácia permitir. 

A estrutura da experiência prevê que o espetador se desloque livremente pelo Internato, escolhendo aquilo a que quer assistir. Poderá, assim, envolver-se na própria narrativa e determinar o desenrolar da mesma em alguns casos. Existem objetivos de um jogo que se vai desenhando durante a noite, com tarefas para realizar, portas para desbloquear e missões para cumprir.

O espetáculo, radicalmente diferente do original Casa Assombrada de Belas, acontece numa casa no centro da vila de Sintra, a antiga Casa dos Magistrados. O edifício com cerca de 20 assoalhadas é património da Câmara Municipal e será palco de uma assombrosa experiência de terror imersivo.

Noite da Literatura Europeia 2017 - 24 de Junho


No sábado, 24 de Junho, a zona do Carmo/Trindade volta a acolher a Noite da Literatura Europeia, o serão literário de entrada livre mais intenso de Lisboa e que transforma a capital numa verdadeira babel europeia!

A Noite da Literatura Europeia apresenta em 2017 a sua 5.ª edição com a participação de 11 autores de 11 países europeus. Entre as 18h30 e as 23h30 decorrem leituras com uma duração de 10 a 15 minutos, que se realizam de meia em meia hora, para dar ao público a possibilidade de visitar os diversos espaços e assistir a todas as sessões. 

Entre o romance e a não-ficção, passando pelo teatro e até pela literatura infantil, o programa deste ano percorre o sonho e a fantasia, o jornalismo, o amor e o futebol, a culinária, o campo e a cidade, a aventura e a matemática, as relações familiares e tantos outros temas que não cabem nestas linhas.
Amanhã há mais, de Tilman Rammstedt (Alemanha), é apresentado com grande originalidade por um narrador que ainda não nasceu. A história que conta é a dos pais, muito antes de se conhecerem. A autora Kathrin Röggla (Áustria), cuja obra literária cruza uma grande variedade de técnicas e níveis da linguagem, baseou-se nos relatos jornalísticos sobre o 11 de setembro de 2001 para escrever a peça fake reports, mostrando precisamente o que acontece quando a linguagem falha e a realidade e a ficção se confundem.

Cristina Peri Rossi (Espanha) é uma das mais importantes escritoras em língua espanhola. Com O amor é uma droga dura conduz o leitor numa experiência do texto, da sedução e dos dilemas causados pelo desejo e pela paixão. Arto Paasilinna (Finlândia) conta com mais de duas dezenas de livros, traduzidos em diversas línguas. A lebre de Vatanen é um romance de culto nos países nórdicos que relata uma viagem e um reencontro com a natureza. 

À espera de Bojangles, primeiro romance de Olivier Bourdeaut (França), parece aliar o otimismo das comédias de Frank Capra à fantasia da Espuma dos dias, de Boris Vian, enquanto As ligações culinárias de Andreas Staikos (Grécia), considerado um dos mais importantes dramaturgos do seu país, une dois vizinhos apaixonados pela culinária e pela mesma mulher. Café amargo, da multipremiada autora Simonetta Agnello Hornby (Itália), cruza a história de uma mulher com a história da Sicília, dos Fasci à instauração do regime, das leis raciais à Segunda Guerra Mundial.

Dose dupla da autora, ilustradora e designer de comunicação, Catarina Sobral (Portugal) com Achimpa e O meu avô, ambos recomendados no Plano Nacional de Leitura para o 3.º e 2.º anos de escolaridade respetivamente. Este ano a Noite da Literatura Europeia faz ainda um desvio até ao outro lado do Atlântico com o livro Futebol: O Brasil em campo de Alex Bellos (Reino Unido), colunista do The Guardian, que publicou também outra das obras apresentadas, Alex no país dos números: Viagem pelo maravilhoso mundo da matemática.

Jiří Hájíček (República Checa) é um dos mais bem-sucedidos escritores checos da atualidade. O romance Pau de chuva, que completa a livre “trilogia rural do desassossego moral”, ganhou o tradicional concurso Livro do Ano, do jornal Lidové noviny, realizado desde 1928. Por último, de Matéi Visniec (Roménia), o autor dramático romeno mais representado no seu país e que foi distinguido com diversos prémios a nível europeu, Teatro decomposto ou O homem-lixo, uma série de módulos para composição teatral sem ordem definida.
Os excertos destas obras serão lidos por atores portugueses em espaços como o Quartel do Carmo da GNR, o Círculo Eça de Queirós, o Claustro do Museu de S. Roque, a Sala de Extrações da Lotaria e o Teatro da Trindade, entre outros.

As leituras de Itália, Portugal, Reino Unido, República Checa e Roménia contarão com a presença dos autores. 

A Noite da Literatura Europeia é uma iniciativa da EUNIC Portugal, que conta com o apoio da Representação da Comissão Europeia em Portugal, e se realiza no âmbito das Festas de Lisboa, em parceria com a EGEAC.

Dulce Pontes - 11 Outubro no Coliseu Porto


Peregrinar é percorrer um caminho para encontrar algo. Foi o que Dulce Pontes, cantora, instrumentista, compositora, arranjadora, produtora, fez nos últimos 5 anos. Álbum duplo, Peregrinação é o resultado deste caminho, uma viagem interior e emocional sobre a vida em momentos difíceis e menos difíceis. Cantado em português, castelhano, galaico-português e com um tema em inglês, Peregrinação reflecte a vivência da artista, conciliando harmoniosamente diferentes autores e estilos musicais.  

Afrojack no MEO Sudoeste


A edição que marca os 20 anos de MEO Sudoeste tem o seu desfecho a 5 de Agosto e contará para terminar em festa, com Afrojack, um dos nomes mais importantes da música de dança da atualidade, no Palco MEO.

O holandês Afrojack é indiscutivelmente um dos nomes mais importantes da música de dança da atualidade. Vencedor de um Grammy, tem colaborado com alguns dos maiores nomes da música mundial – com Pitbull e Ne-Yo no single “Give Me Everything”, com David Guetta em “Titanium,” e também com Madonna, Chris Brown, Beyoncé e tantos outros. É presença constante no top da Billboard, tendo no currículo atuações nos maiores festivais do mundo, como Coachella, Ultra, Tomorrowland ou Electric Daisy Carnival.

Em 2014 editou o seu disco de estreia, “Forget The World”, um registo sobre a importância de nos focarmos naquilo de que realmente gostamos, libertando toda a nossa paixão pela vida e ignorando a negatividade dos outros. Tudo isto, claro, com muita vontade de dançar ao som das batidas house de um dos melhores DJs do mundo. Está dada a receita de Afrojack para o público do MEO Sudoeste, dia 5 de Agosto, no Palco MEO.


"Fábrica de Nada" de Pedro Pinho estreia 25 maio em Cannes


"Fábrica de Nada", filme realizado por Pedro Pinho e produzido pela Terratreme, é apresentado pela primeira vez ao público na Quinzaine des Réalisateurs do Festival de Cannes amanhã

Os últimos anos que vivemos em Portugal e na Europa, trouxeram a impressão de vivermos um período de redefinição brutal da forma como nos acostumámos a olhar para o mundo. Em muitos momentos a ausência de perspectivas e de discursos válidos sobre o momento presente trouxeram-nos um sentimento de impotência. A "Fábrica de Nada" pretende partir daí. A falência de uma Fábrica de elevadores (como tantas outras que fecham todos os meses nas periferias industriais de Lisboa) serve de microcosmos e parábola para explorar dramaticamente as texturas e consequências desse sentimento de impotência que atravessou a grande maioria das pessoas durante este período das nossas vidas.

Sob o signo da falência, as personagens tentam manter-se de pé e procurar os caminhos da reconfiguração da sua vida. Conduzidos por uma urgência e uma pulsão de vida qualquer que ainda lhes resta, ao verem colapsar o seu trabalho e todas as instituições que julgavam sólidas vêem-se empurrados a embarcar – com relutância e medo – numa experiência inesperada, numa aventura colectiva.

"Fábrica de Nada" tem assegurada a distribuição na China e França, sendo que a estreia comercial nas salas francesas está marcada para o dia 13 de Dezembro.

Sara Lawrence no Festival Med


Tar Road é o primeiro single lançado pela cantora/ compositora Sara Lawrence e pode ser ouvido em várias plataformas digitais.
O concerto de estreia do projecto decorreu a 13 de Maio, no dia da Cidade de Quarteira. A excelente recepção valeu-lhe a inclusão no alinhamento da 14ª edição do Festival Med em Loulé.

"Tar Road é o tema que achei que melhor representantava o ínicio deste projecto e do meu caminho!" diz a cantora/compositora que tenciona lançar vários temas no ano corrente, baseados nas suas experiências de vida. Actualmente, Sara está também a trabalhar no videoclipe deste primeiro single, que será apresentado brevemente. Quanto a Sara Lawrence e ao futuro fica a promessa de que iremos conhecer mais de si ao longo do ano. 

Sara Lawrence natural de Quarteira e de influências australianas, com a sua sonoridade única e linguagem expressiva, compondo e cantando sempre a sua realidade. Mistura as raízes do Folk, a sonoridade do Indie e a essência alternativa com a linguagem Pop para trazer o mais real e honesto à música da atualidade. Quando ao vivo, actua com a sua banda os "bullets", composta por André Mendes (teclado), David Vistas (guitarra), Rafael Morgado (baixo) e Francisco Santos (bateria), fazendo uma analogia à maneira como dispara as suas emoções nas suas canções sem medo e com determinação!

Mercedes-Benz a criar SUVs de luxo há 20 anos


Foi há vinte anos que a Mercedes-Benz apresentou o Classe M em Tuscaloosa, estado do Alabama nos EUA. Seguindo as pisadas do lendário Classe G, o antecessor do atual e bem-sucedido GLE marcou a entrada da marca no segmento dos Sport Utility Vehicle (SUV). Ao mesmo tempo, ambos os veículos forneceram a base para o atual e extenso portfólio de produtos da Mercedes-Benz neste segmento de mercado, que também inclui os modelos GLA, GLC e GLC Coupé e GLS, além do Classe G, GLE e GLE Coupé.

No todo-o-terreno, nenhum modelo brilha mais do que o Mercedes-Benz Classe G que é produzido desde 1979. No entanto, no início dos anos 90, a marca de Estugarda também reconheceu potencial noutro segmento de mercado dos veículos de todo-o-terreno: veículos confortáveis, desportivos e que a nível tecnológico são extremamente semelhantes aos veículos ligeiros de passageiros.

Os principais aspetos deste concept car foram definidos em 1993. Três anos mais tarde no North American International Auto Show (NAIAS) em Detroit, a Mercedes-Benz apresentou o "AAVision", um estudo muito aproximado da versão de produção. A designação deste concept car refere-se ao segmento de "All Activity Vehicles" (AAVs), que mais tarde ficou conhecido como "Sport Utility Vehicles" (SUVs).

Em Maio de 1997, o Mercedes-Benz Classe M (W 163) foi apresentado ao mundo. Este SUV combinava o melhor de dois mundos: a tração integral, elevada altura ao solo e um generoso espaço interior, que são atributos importantes dos típicos veículos de todo-o-terreno. Este modelo era ainda caracterizado por um excelente conforto de condução a elevada velocidade em estrada, uma elevada versatilidade do interior e um design harmonioso. 

Nova fábrica para este tipo de veículo
A construção do Classe M teve início na nova fábrica da Mercedes-Benz em Tuscaloosa, estado de Alabama nos EUA. Desde então foi nesta fábrica que a Mercedes-Benz produziu praticamente todos os seus SUVs de segmento médio-alto e de luxo. A decisão da construção de uma fábrica nos EUA para um novo veículo de tração integral foi anunciada em 1993 por Werner Niefer, Presidente da Mercedes-Benz AG. Tuscaloosa tornou-se a região onde a Mercedes-Benz construiu a primeira fábrica para produzir um novo veículo ligeiro de passageiros fora da Alemanha. A produção do Classe M – inicialmente apenas foi produzido o modelo ML 320 foi iniciada em fevereiro de 1997.

A 21 de Maio de 1997, a Mercedes-Benz inaugurou oficialmente a fábrica para coincidir com a apresentação do Classe M. Quatro meses antes, no NAIAS show em 1997, o chassis, a cadeia cinemática com tração integral inteligente e o recém-desenvolvido motor V6 de 3.2 litros estavam presentes no salão. Com o Classe M, a Mercedes-Benz assumiu a posição de liderança no bem-sucedido segmento SUV. O novo modelo foi alvo de uma procura igualmente forte e teve uma receção extremamente positiva pela imprensa especializada. 

Entre 1999 e 2002, o W 163 foi produzido na fábrica de Graz da Steyr-Daimler-Puch AG na Áustria – onde o Classe G também foi produzido desde a sua introdução no mercado – e também na fábrica de Tuscaloosa. Inicialmente, o ML 320 apenas estava disponível na América do Norte. Desde março de 1998 em diante, os clientes Europeus também tiveram a oportunidade de comprar o Classe M. Além do motor V6 de 160 kW (218 CV) de potência, também foi disponibilizada uma segunda versão, o ML 230, com motor de quatro cilindros e uma potência de 110 kW (150 CV). Seguiram-se outras versões do primeiro Classe M, desde o ML 270 CDI (120 kW/163 CV) ao ML 55 AMG (255 kW/347 CV).

Impulso internacional
O Classe M foi uma das melhores histórias de sucesso dos novos produtos da Mercedes-Benz dos anos 90. O seu conceito versátil deu um forte impulso internacional para um novo tipo de veículo que excedeu em larga medida a própria Marca. Com a segunda geração do Classe M, o W 164 produzido desde 2005, a Mercedes-Benz consolidou ainda mais este desenvolvimento positivo. A fábrica de Tuscaloosa foi expandida e o número de empregados foi duplicado.

Contrariamente ao primeiro Classe M com uma carroçaria composta por secções fechadas, no W 164 foi adotada uma construção em que o chassis e a carroçaria formam uma só unidade. A suspensão também foi aperfeiçoada. Daqui resultou uma melhoria do conforto de condução juntamente com uma maior rigidez torsional para a utilização em todo-o-terreno. A gama de versões de motores foi alargada desde o ML 280 CDI 4MATIC (140 kW/190 CV) ao ML 63 AMG 4MATIC (375 kW/510 CV) com um motor V8 de quatro válvulas por cilindro. No New York International Auto Show de 2009, a Mercedes-Benz apresentou o ML 450 HYBRID desenvolvido para o mercado dos EUA. Este modelo estava equipado com um motor V6 a gasolina e dois motores elétricos com uma potência total de 250 kW (340 CV). No mesmo ano, o Classe M um milhão saía da linha de produção em Tuscaloosa.

A terceira geração do Classe M, o W 166, foi apresentada a nível mundial no International Motor Show (IAA) de 2011 em Frankfurt. O foco principal do desenvolvimento desta geração incidia num menor consumo de combustível, melhor conforto de condução tanto em estrada como em todo o terreno e nos inovadores sistemas de assistência e de segurança. Desde o facelift do modelo no outono de 2015, o W 166 foi designado de GLE. Esta medida tornou claro o seu posicionamento como um modelo do segmento SUV e pertencente à família de modelos associados ao Classe E. Em finais de 2016, cerca de 2.4 milhões de SUVs do segmento médio-alto (GLE e o GLE Coupé desde 2016) e do segmento de luxo (GLS) foram produzidos na fábrica de Tuscaloosa.

terça-feira, 23 de maio de 2017

Peter Grimes no Teatro Nacional São Carlos de 30 de Maio a 7 Junho


Um tema que me é caro – a luta do indivíduo contra as massas. Quanto mais cruel é a sociedade, mais cruel é o indivíduo. Assim Benjamin Britten definiu Peter Grimes, estreada em Londres, em 1945, a sua primeira ópera a recolher sucesso público e crítico e considerada hoje uma obra do repertório padrão. Inspirada largamente no longo poema narrativo de George Crabbe, “The Borough”, a trama desenrola-se algures numa aldeia piscatória fictícia da costa leste da Inglaterra, decerto semelhante à de Aldeburg que viu crescer Crabbe e onde Britten viveu até ao final dos seus dias. A música é construída em torno da relação atormentada entre o pescador Grimes e a sua comunidade, e a tragédia inicia-se quando ele é interrogado sobre a morte de um seu aprendiz. Socialmente excluído, será deixado ao público decidir qual a verdadeira natureza de Peter Grimes, personagem de uma obra-prima da ópera do século XX.

Bush fazem digressão europeia


Os ingleses Bush acabam de anunciar a sua primeira digressão europeia desde os últimos quatro anos, que inclui seis datas em Inglaterra, arrancando com um concerto no The Forum, em Londres, dia 21 de Setembro, e terminando precisamente em Lisboa, dia 11 de Outubro, no Coliseu de Lisboa. Esta é a tournée de apresentação do novo álbum de originais, “Black and White Rainbows”, editado no passado mês de Março.
Durante o período em que Gavin Rossdale se encontrava como líder de equipa no The Voice UK, no passado mês de Março, a banda deu um concerto único e esgotado em Londres, onde apresentaram um alinhamento absolutamente extraordinário que contou com alguns dos maiores hits e ainda com temas do novo álbum. Gavin voltou a provar porque é que é considerado um dos melhores vocalistas rock. 
​Até à data, os Bush já venderam mais de 20 milhões de discos e contam com 18 singles no Top 40 das principais rádios mundiais. Neste momento a banda encontra-se em digressão na América do Norte e chega à Europa dia 21 de Setembro, com 16 concertos em agenda.
O álbum de estreia dos Bush, “Sixteen Stone”, foi seis vezes disco de platina e o seu sucessor, “Razorblade Suitcase”, foi #1 nas tabelas norte-americanas, tendo inclusive conquistado o disco de ouro. Gavin Rossdale recebeu em 2013 o prestigiado prémio Ivor Novello, na categoria "Maior sucesso internacional".
​Os Bush são Gavin Rossdale, voz e guitarra, Chris Traynor, guitarra e baixo, Corey Britz, baixo, e Robin Goodridge, bateria.


Fatboy Slim no Super Bock Super Rock


Está a chegar mais uma edição do festival Super Bock Super Rock! De 13 a 15 de Julho, o Parque das Nações, em Lisboa, vai receber milhares de pessoas com o mesmo objetivo: encher os corações de música autêntica. O cartaz está quase completo, com nomes incontornáveis como Red Hot Chili Peppers, Future, Deftones, New Power Generation feat. Bilal, London Grammar, entre muitos outros. A estes gigantes da música vai juntar-se ainda Fatboy Slim, que atua no Palco Super Bock no dia 15 de Julho.

Quentin Leo Cook, também conhecido por Norman Cook, é Fatboy Slim, um dos projetos musicais mais cativantes e originais dos últimos vinte anos. Viajante entre inúmeros géneros musicais, Fatboy Slim consegue combinar como ninguém house, acid funk, hip-hop e eletrónica, numa amálgama de sons que não deixa ninguém indiferente.

Na década de 90 foi baixista na banda The Housemartins e fez parte do projeto Pizzaman, o bem-sucedido trio que formou com Tim Jeffery e JC Reid. Quando adotou o nome de código de Fatboy Slim, começou com o objetivo de dar asas à sua criatividade sem grandes pretensões. Curiosamente tornou-se no maior sucesso deste músico britânico. Discos como "Better Living Through Chemistry" ou "You've Come a Long Way, Baby” são, ainda hoje, uma influência para músicos de todo o mundo. Temas como "The Rockafeller Skank" ou "Praise You" têm o condão de animar qualquer pista de dança.

Apesar de ser para muitos o maior produtor do Reino Unido e, certamente, um dos DJs mais cotados do mundo, Fatboy Slim nunca parou de arriscar e experimentar, como prova o disco de 2010 com David Byrne: “Here Lies Love”. É essa vitalidade que o caracteriza e que vai trazer para o Super Bock Super Rock, no dia 15 de Julho, num concerto que se espera explosivo e eletrizante, à boa maneira de Fatboy Slim.

Ópera de Giuseppe Verdi 26 e 27 Maio - Coliseu Porto e Campo Pequeno


Corcunda e bobo da corte, Rigoletto é um homem mal-amado, que todos goza e por todos é desprezado. A sua única alegria é a filha Gilda, cujo amor pelo Duque de Mântua vai resultar em tragédia...
Composta por Giuseppe Verdi, com libreto de Francesco Maria Piave, Rigoletto é uma ópera em 3 actos, a apresentar pela Opera del Mediterraneo sob direcção do maestro Fernando Alvarez. 


Vinte Retratos


A exposição “Vinte Retratos”, de Ricardo Leite na galeria temporária do Núcleo de Arte Contemporânea (NAC) de Tomar ficará patente até 30 de Junho, integra a comemoração do 13.º aniversário do NAC e o Dia Internacional dos Museus.

Nestes retratos, Ricardo Leite reinterpreta, através de desenhos em papel ou pintura a óleo, os rostos de personalidades como Júlio Pomar, Siza Vieira, José de Guimarães, Maria do Céu Guerra, Maria Teresa Horta, Mário Cláudio, José Sasportes, Gonçalo Byrne, entre outros.

Esta é a 54.ª exposição temporária do NAC, criado na sequência da doação feita pelo professor José-Augusto França, e pode ser visitada de quarta a domingo, das 9h30 às 12h30 e das 14h00 às 18h00.

“Folheia-se pois o álbum num salão actualíssimo, e nele deparamos com a nitidez que nos salva dos desastres planetários, e nos conduz à esperança do face a face com aquilo que fundamentalmente somos, um quadro fisionómico que prescinde de justificação. E se o mesmo não acontecer a Narciso, restar-nos-á prosseguir na averiguação do que sucede além do espelho, território através do qual Ricardo Leite nos guia com mão seguríssima.” (Mário Cláudio)

Ricardo Leite nasceu no Porto em 1970. É licenciado em Artes Plásticas-Pintura, pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, frequentando o Doutoramento em Arte e Design da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Minho. Foi assistente convidado nas Faculdades de Belas Artes e de Arquitetura da Universidade do Porto. Expôs, entre outros locais, na Exposição do BP/Amoco Award na National Portrait Gallery, Londres e Aberdeen Gallery, Aberdeen (2000); no Centro de Estudos Judiciários, Lisboa (2009); na Galeria Trindade, Porto (2011); na Casa da Galeria, Santo Tirso (2011); na Galeria do Museu Nogueira da Silva, Braga (2011). Recebeu vários prémios pelo seu trabalho.