quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Trio do Desassossego no CCB


Ricardo Vicente, Catarina Gonçalves e Pedro Lopes formam o Trio do Desassossego, um projeto criado em 2012 e que nasceu da paixão pela música de câmara, pela música e pela arte de Fernando Pessoa, tendo vencido em 2013 o Concurso Prémio Jovens Músicos, na categoria de Música de Câmara, nível superior.
No CCB vão interpretar o Trio em Ré maior de F. Mendelssohn, Fremde Szenen – III de Wolfgang Rihm e o Trio em Sol maior, K564 de Mozart.
O Trio do Desassossego transporta as palavras do autor da Mensagem em cada concerto; antes de cada obra musical, um introito de poesia ou prosa dão vida ao que de mais português Portugal tem: a língua portuguesa.


Programa
W.A.Mozart Trio em Sol maior, K564
F. Mendelssohn Trio em Ré menor
W. Rihm Fremde Szenen - III

Ricardo Vicente, piano
Pedro Lopes, violino
Catarina Gonçalves, violoncelo

Dulce Pontes em digressão


Com Peregrinação, Dulce Pontes "caminha" para cantar  e partilhar com o público o seu mais recente álbum, a editar brevemente.

Em Portugal canta dia 3 de Outubro no palco do Teatro Aveirense e dia 17 no Pavilhão Multiusos de Guimarães. Internacionalmente, Dulce Pontes apresenta-se no Festival "Les Voix Humaines", em Havana, Cuba, dia 11 de Outubro, Sala Palatului em Bucareste, na Hungria, no dia 27 de Outubro e dia 12 de Dezembro no Auditório Kursaal, em San Sebastian, Espanha.

Dacia com caixa de velocidades pilotada “Easy-R”


No início de 2016 a Dacia irá integrar na sua gama uma nova oferta de uma caixa de velocidades pilotada que recebe a designação “Easy-R”. Associada ao motor a gasolina TCe 90 com Stop & Start, esta caixa, de 5 velocidades, oferece uma maior comodidade de utilização graças à ausência de pedal de embraiagem. A caixa Easy-R será disponibilizada nos modelos Logan MCV, Sandero e Sandero Stepway no primeiro trimestre de 2016. 

Associada ao motor TCe 90, a nova caixa de velocidades pilotada Easy-R concilia consumos reduzidos a um maior conforto de utilização e estará disponível a um nível de preço acessível em coerência com os valores da marca Dacia. 
O motor TCe 90 Stop & Start, com um binário máximo de 140 Nm, equipado com a caixa Easy-R anuncia consumos em ciclo misto de 4,9L/100km e emissões de CO2 de 109g/km , idêntico às de uma caixa manual. 



Easy-R: a transmissão sem pedal de embraiagem acessível a todos
A introdução da caixa Easy-R responde às expectativas dos clientes que procuram uma condução mais suave e mais adaptada ao meio urbano. 
A caixa Easy-R proporciona um elevado conforto de condução graças à comodidade associada à ausência de pedal de embraiagem. Os accionadores electromecânicos (comandados por um calculador) substituem-se ao condutor nos actos de desembraiar, mudar de relação e embraiar. 

A caixa Easy-R dispõe de 2 modos de condução : Drive ou Manual (Impulsional). 
No modo Drive é o calculador que comanda as passagens de caixa em função das informações sobre o regime do motor, a velocidade, o tipo de condução, etc.
No modo Manual / Impulsional, é o condutor que efectua as passagens de caixa.

Em comparação com uma tradicional caixa de velocidades manual a caixa Easy-R oferece: 

- Maior conforto e facilidade de utilização: 

  • No modo Drive a caixa selecciona o melhor compromisso entre o consumo e a aceleração evitando a circulação em regimes de rotação do motor demasiado baixos ou demasiado elevados.
  • Para activar o modo Manual / Impulsional, o condutor apenas tem de colocar a manete da caixa na posição M e, em modo sequencial, utilizar o “+” para subir as relações e o “-“ para reduzir.
  • No caso de ser preciso realizar uma forte aceleração a caixa reduz automaticamente (kick down) e pode mesmo reduzir uma ou duas relações de forma a obter a máxima potência do motor.

- Maior manobrabilidade: na posição Drive, o recuo em rampa desaparece uma vez que o automóvel se move assim que se retira o pé do travão (em complemento do Hill Start Assist). Esta função é também particularmente útil para manobras a baixa velocidade ou em engarrafamentos.
- Consumos controlados: a caixa Easy-R oferece um nível de consumos e de emissões de CO2 idênticos ao da caixa manual. E como os accionadores apenas são solicitados para a mudança de relação, o consumo energético da caixa Easy-R é bastante mais reduzido que o de uma caixa automática tradicional.


Qualidade - durabilidade: A utilização de tecnologias electromecânicas em vez de hidráulicas permite assegurar uma maior durabilidade e fiabilidade. Antes de ser colocada no mercado, a caixa Easy-R foi sujeita a 130 000 horas de testes em banco de ensaios. Para além disso 100% das caixas Easy-R são controladas depois da sua montagem na fábrica.

Katia Guerreiro - Até ao Fim


Faro é a próxima cidade portuguesa a receber a fadista que "canta para a lua". No dia 17 de Outubro, Katia subirá pela primeira vez ao palco do Teatro das Figuras de onde parte para a Suíça para um concerto em Vernier, dia 20 de Outubro, regressando ao país a 21 de Novembro para uma apresentação em Genève.

Ainda em Novembro, a fadista tem 6 concertos agendados em França: dia 12 na Salle Malesherbes, em Maison Laffite, dia 15 no Théâtre Gérard Philippe, em Saint-Cyr-l'École, dia 26 no Théâtre des Bouffes du Nord, em Paris, dia 27 no Espace Jacques Prévert, em Aulnay-sous-bois. A digressão termina no Centre Culturel, em Provins, dia 28 de Novembro.

Lotus F1 Team nas mãos da Renault


O Grupo Renault e a Gravity Motorsports S.a.r.l., uma filial da Genii Capital SA, têm o prazer de anunciar a assinatura de uma Carta de Intenções que visa a aquisição potencial, por parte da Renault, de uma participação maioritária no capital do Lotus F1 Team Ltd.

A assinatura desta carta de intenções é o primeiro passo no projecto de criação de uma escuderia Renault na Fórmula 1 em 2016 que dará continuidade aos 38 anos de envolvimento da marca na disciplina rainha dos desportos mecânicos.


O Grupo Renault e a Gravity Motorsports S.a.r.l., irão trabalhar em conjunto nas próximas semanas para transformar esta carta de intenções num acordo definitivo, sob reserva que todos os termos e condições entre o Grupo Renault e a Gravity Motorsports S.a.r.l, bem como de todas as partes interessadas, se concretizem.

Dongfeng Renault anuncia a produção do seu primeiro automóvel eléctrico na China.


Por ocasião da visita de ZHU Yangfeng, Presidente do Dongfeng Group, ao Technocentre da Renault, a Dongfeng Renault Automotive Company (DRAC) anuncia a produção do seu primeiro automóvel eléctrico na China.

A DRAC, co-empresa entre a Dongfeng e a Renault, vai produzir um automóvel eléctrico, sob a plataforma do Fluence Z.E.. Este modelo será produzido na fábrica de Wuhan em 2017 e será comercializado, unicamente no mercado chinês, sob uma marca local da Dongfeng.

Este acordo testemunha a vontade dos Grupos Renault e Dongfeng de oferecerem soluções de mobilidade sustentável, como sublinha Jacques Daniel, Presidente-Director Geral da DRAC, « o acordo ilustra o compromisso da Renault, parceira do COP 21, em matéria de protecção ao ambiente de limitação das emissões de CO2 ».

"A Palavra aos Artistas" - A partir de 6 de Outubro


Por ocasião da exposição Narrativa de uma Colecção - Arte Portuguesa na Colecção da Secretaria de Estado da Cultura (1960-1990), que inaugurou a 15 Julho 2015 no espaço do MNAC-MC na Rua Capelo, o São Luiz Teatro Municipal e o Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado promovem uma mostra dos filmes realizados pelos Artistas Unidos sobre vários artistas cujas obras integram a colecção.

"Tenho esta certeza: não foi cinzento, foi vibrante o que foi acontecendo, o que, mesmo que timidamente, foi sendo inventado a partir daqueles sufocantes anos 50 deste Portugal ainda com uma ditadura que não mais caia. No silêncio dos seus ateliers - ou só quartos -, à margem ou de costas voltadas para as escolas oficiais que quase todos renegaram ou frequentaram com o tédio sumptuoso da juventude, desenharam-se percursos singulares, obstinados, consistentes, ousados, abertos ao mundo - e que hoje ainda se movem, intransigentes, firmes. Sim, nas artes o mundo abria-se. Seria pobre, pequeno, estreito, nem nos anos 50 nem em meados dos 60 havia "mercado". E, no entanto, é deles que veio o meu mundo, deram-me a visão. Filmar estes artistas, o Nikias Skapinakis, a Ana Vieira, o Bartolomeu Cid dos Santos, o Ângelo Sousa, o António Sena, o Joaquim Bravo, o Álvaro Lapa, o José de Guimarães, tão diferentes todos, tão singulares todos, cada qual tão único, foi filmar obras diferentes, pessoas únicas (e quase todas reservadas) fazer filmes diferentes, ouvir (filmar é ouvir) diferentes músicas, ousar fazer retratos daqueles que tanto se esquivam. Porque esta é também a minha história, também foram estes artistas que me fizeram. E eu queria contar isso, contar o que eles me contaram. Outros haveria, outros talvez venha a haver. São só alguns, são só alguns gestos".
Jorge Silva Melo

"A Palavra aos Artistas"
Co-apresentação: MNAC – Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado
Em parceria com Cinema Ideal e Midas Filmes
Teatro-Estúdio Mário Viegas
Entrada livre sujeita à lotação da sala
(levantamento de bilhetes, até dois por pessoa, no próprio dia a partir das 13h)

Resistência ao Vivo no Campo Pequeno - 17 Dezembro


Depois de vinte e dois anos de intervalo, os Resistência tiveram um verão em cheio com o seu novo álbum “Horizonte” e chegam agora ao Campo Pequeno, naquele que é o concerto de natal mais aguardado em Lisboa.

Os novos temas de “Horizonte” serão apresentados junto aos êxitos de “Palavras ao Vento” e “Mano a Mano”, canções intemporais resgatadas ao tempo e de diversas bandas, tocadas em formato acústico por uma orquestra de 11 músicos. 

terça-feira, 29 de setembro de 2015

Príncipe Alberto II do Mónaco recebeu Prémio Tributo no Casino Estoril


Em noite de Gala, o Príncipe Alberto II do Mónaco presidiu à segunda edição do “Le Bal de la Riviera” no Salão Preto e Prata do Casino Estoril. António Vieira Coelho, Administrador da Estoril Sol, deu as boas-vindas ao monarca soberano do principado do Mónaco, oferecendo-lhe uma obra, em óleo/acrílico, intitulada “Sonhar Portugal”, da autoria do artista plástico Luís Vieira-Baptista.

Foram mais de 400 convidados, entre os quais se destacaram ilustres membros da realeza e celebridades internacionais, que marcaram presença no Salão Preto e Prata do Casino Estoril. 


Após o Jantar de Gala, Catarina Furtado apresentou a Cerimónia de Prémios Riviera que culminou com a subida ao palco do Príncipe Alberto II do Mónaco para receber o “Prémio Tributo”. Seguiu-se um leilão de caridade da Christie’s. A noite prosseguiu com as actuações do cantor Anselmo Ralph, do comediante Ricky K e com a representação de “Mozart” e de “Carnaval”, de Filipe La Féria. Já depois da meia-noite Michelle e Dj Nebur asseguraram a animação, dando inicio ao “Le Bal de la Riviera”.

Após o expressivo mediatismo registado na primeira edição, em 2014, o Casino Estoril recebeu, uma vez mais, o “Le Bal de La Riviera”, um evento idealizado pelo príncipe Charles-Philipp d’Orléans, marido da duquesa Diana de Cadaval, cujas receitas reverteram para a Fundação Alberto II do Mónaco.


"Panorama" dos SillySeason



O Teatro Nacional D. Maria II apresenta, de 2 a 4 de Outubro, na Sala Estúdio, o terceiro espectáculo integrado no Ciclo Recém-nascidos, uma iniciativa anual que dedica um mês de programação a novos artistas e companhias. A proposta do colectivo SillySeason – Panorama – inscreve-se no cruzamento de linguagens de vídeo e som, instalação e arquitectura e coloca em cena um espectáculo que questiona as diferentes ideias de História, a partir de uma reflexão sobre o tempo de vida de um homem e da temporalidade própria de um espectáculo.

A primeira edição do Ciclo Recém-nascidos contou com uma estreia de Raquel André e um espectáculo d’Os Possessos.  De 9 a 11 de Outubro a companhia Terceira Pessoa subirá ao palco com Primeira infância: um fabulário. Partindo do universo dos primeiros anos de vida e das histórias desses tempos, este espectáculo centra-se na figura da Maria Rita, uma criança de nove anos que começou a fazer espectáculos com a Terceira Pessoa aos seis.

Os Improváveis trazem A Fábrica ao Casino Lisboa a 6 de Outubro


O Casino Lisboa inicia, no próximo dia 6 de Outubro, às 21h30, um divertido ciclo de representações protagonizado pelo grupo Os Improváveis. Trata-se de uma imperdível comédia de improviso intitulada “A Fábrica”, cujas actuações se renovam, às Terças-Feiras, no Auditório dos Oceanos.

Os Improváveis propõem um espectáculo pleno de interactividade com o público. Eles são 3. Eles são divertidos. Eles são surpreendentes. Eles são peritos na arte de improvisar. Eles são Os Improváveis.

"O público pede, Os Improváveis fazem!" é o lema deste grupo que prima pela constante busca de novos caminhos e aplicações da sua arte. Marta Borges, Pedro Borges e Telmo Ramalho são actores profissionais que se especializaram em Comédia de Improviso. Desde 2008, já participaram em inúmeras formações e workshops com os maiores entre os maiores profissionais a nível mundial.

Por cá, Os Improváveis mantêm uma actividade diversificada, distinguindo-se pelas suas notáveis actuações em espectáculos, formações corporate, animações de reuniões, apresentações de galas e muitos outros eventos absolutamente prováveis!

Em “A Fábrica”, o espectáculo do momento,  tudo é improvisado: sem guião ou personagens fixos, a acção é criada em tempo real, a partir das dicas recebidas da plateia. Esta interactividade entre actores e público torna cada apresentação única e impossível de repetir.

Mas, como “A Fábrica” vai “fechar”, Os Improváveis recomendam “aproveite a última temporada, em Outubro e Novembro, no Auditório dos Oceanos do Casino Lisboa”.


Silver Arrows conquistam o pódio no Japão


Lewis Hamilton venceu este fim de semana o Grande Prémio do Japão alcançando a 41ª vitória da sua carreira e igualando o recorde de vitórias de Ayrton Senna;
Nico Rosberg alcançou a segunda posição e o 37º pódio. Os Silver Arrows da Mercedes-Benz terminaram esta época por 8 vezes na primeira e segunda posição;
Após uma partida bastante disputada, Lewis Hamilton passou a liderar a corrida com Nico Rosberg a cair para a quarta posição;


Nico Rosberg teve uma recuperação formidável, com paragens na volta 15 e 29 para troca de pneus, passando de seguida Bottas e Vettel para alcançar a segunda posição;
A equipa MERCEDES AMG PETRONAS lidera o Campeonato de Construtores com 506 pontos, em segunda posição a encontra-se a Ferrari com 337 pontos;
Lewis Hamilton mantém a liderança no Mundial de Pilotos com 277 pontos.

Bentley apresenta o Bentayga: o SUV mais rápido, potente, luxuoso e exclusivo do mundo


A Bentley Motors apresenta o Bentayga, o novo apogeu no segmento dos SUV’s que, ao mesmo tempo, redefine a oferta nesta categoria. O Bentley Bentayga combina um luxo sem precedentes com um rendimento sem paralelo e uma grande versatilidade para uma utilização diária. Com o novo motor W12 de 6.0 litros de duplo turbocompressor, o Bentayga é o SUV más rápido, potente, luxuoso e exclusivo do mundo. Não só proporciona uma autêntica experiência de condução de um Bentley como também incorpora uma variedade de características tecnológicas totalmente inovadoras.
O seu luxuoso e moderno interior foi concebido totalmente à mão na Grã-Bretanha, pelo que o Bentayga pode presumir ter o habitáculo mais elegante do mundo com níveis de precisão insuperáveis. 


Os detalhes em metal, madeira e couro – incluindo tolerâncias meticulosas entre os elementos da guarnição - definem um novo padrão em design automóvel. O nível de perfeição pode apenas ser alcançado graças à experiências de excepção dos técnicos da Bentley na fábrica em Crewe.
Wolfgang Dürheimer, Presidente e Director Executivo da Bentley Motors, salienta: “O Bentayga é, sem dúvida, o Bentlei dos SUV’s. Redefine o luxo na categoria dos SUV e oferece uma experiência genuína Bentley em qualquer ambiente graças a uma combinação de um nível inigualável ao detalhe, à sua capacidade de rodar em qualquer tipo de terreno e a uma tecnologia vanguardista. Estamos ansiosos por ver como este extraordinário veículo cimenta o forte crescimento e o êxito nas vendas Bentley num futuro próximo. O Bentayga é o próximo passo no futuro ousado da nossa marca”.
Com um comprimento de 5141 mm, uma largura de 1998 mm (sem espelhos), uma altura de 1742 mm e uma distância entre eixos de 2992 mm, o estilo do Bentayga é tipicamente o de um modelo da Bentley. Destaque para as quatro ópticas redondas dianteiras em LED, para a grelha do radiador de grandes dimensões, para as jantes com um diâmetro entre 20 e 22 polegadas e ainda pelos farolins que destacam um motivo gráfico em forma de “B”.
No sumptuoso interior os acabamentos são de excepção, combinando materiais como o metal, a madeira e a pele genuína. Está disponível em duas configurações: com cinco ou quatro lugares, neste último caso com bancos individuais traseiros que possuem regulação eléctrica em 18 vias, massagem, aquecimento e apoio para os pés. Os mesmos estão divididos por uma consola que possui suportes para copos, compartimentos de arrumação e tomadas USB.
De série são os bancos dianteiros reguláveis electricamente em 22 vias e o tecto panorâmico (cobre 60% da área do tejadilho, num total de 1,35 m2); enquanto os lugares traseiros contam com um novo sistema de entretenimento composto por tablets Android removíveis de 10,2 polegadas e dotados de ligações 4G; Wi-Fi, Bluetooth e onboard de alta velocidade. 


Estão disponíveis, em opção, dois sistemas de som (o mais sofisticados dos quais de origem Naim, com 1950 Watt e 18 altifalantes); e bancos dobráveis instalados na bagageira, para permitir desfrutar da paisagem quando em incursões por locais que a tal incentivem. Para uma maior personalização o programa Mulliner satisfaz qualquer gosto do cliente.
Em termos tecnológicos, a plataforma do Bentayga é a mesma do novo Audi Q7, mas com algumas soluções específicas. É o caso do sistema Dynamic Ride de controlo do rolamento, o primeiro a contar com barras estabilizadoras activas de accionamento eléctrico através de uma corrente de 48 Volt. A suspensão possui uma geometria de triângulos sobrepostos na frente, e multilink atrás. Como em toda a gama de modelos da Bentley, dispõe de amortecimento pneumático, com quatro níveis de altura ao solo que poder ser seleccionados pelo condutor.
Destaque também para o reforçado sistema de tracção integral permanente (para conseguir suportar o elevado binário oferecendo pelo motor e as exigências de uma condução fora de estrada) e ainda para o facto de este ser o Bentley que oferece mais modos de condução, através do sistema Drive Dymanics Mode e do opcional Responsive Offroad Settting. Um total de oito modos podem ser seleccionados através de um comando rotativo.
Sob o capot, encontramos no Bentayga um novo motor W12 biturbo de 6,0 litros com injecção directa e indirecta, combinado com uma caixa automática de oito velocidades, que faz deste o SUV mais poderoso, veloz e exclusivo do mundo. Com 608 Cv de potência e um impressionante binário máximo de 900 Nm, também as prestações são inigualáveis por qualquer outro SUV: aceleração 0-100 km/h em 4,1 segundos e 301 km/h de velocidade máxima.


Continental GT Speed Convertible: o Grande Turismo mais elegante do mundo
O Bentley Continental GT Speed Convertible apresenta uma nova versão actualizada. O novo desenho do exterior inclui para-choques mais pronunciados que proporcionam à parte dianteira do veículo um aspecto mais possante. Além disso estão disponíveis três novas cores para realçar ainda mais a emblemática silhueta da carroçaria do GT.
As alterações estendem-se ao interior. O luxuoso habitáculo da gama Continental possui um novo desenho nos detalhes dos bancos, nos elementos metálicos, na instrumentação de condução, no volante e nas patilhas da caixa de velocidades. As novas opções de materiais e de tonalidades da pele também são uma novidade nesta renovada versão. Além disso, o sistema Wi-Fi de a bordo, que proporciona a ligação a todos os dispositivos portáteis presentes no veículo, está agora disponível para toda a gama Continental.
Com a finalidade de preservar a reputação do rendimento de excepção que desfruta este modelo, foi aumentada a potência e o binário do motor W12 de 6.0 litros e duplo compressor: em vez de 575 Cv e 700 Nm passa a oferecer 590 Cv e 720 Nm, respectivamente. Uma melhoria acompanhada por uma redução no consumo de combustível e uma maior eficiência.


Mulsanne Speed: velocidade inigualável sem qualquer esforço 
O Mulsanne Speed completa a exposição dos modelos de produção da Bentley presentes em Frankfurt. Pensando no condutor, o Mulsanne Speed proporciona a experiência de condução mais rápida e luxo artesanal no mundo.
Está equipado com o potente motor V8 de 6¾ litros e duplo turbocompressor de Bentley, capaz de acelerar o Mulsanne Speed de 0 a 100 km/h em 4,9 segundos e de alcançar una velocidade máxima de 305 km/h. As suas modernas características de desenho exterior e interior convertem o Mulsanne Speed num dos maiores expoentes do tradicional luxo britânico.

Bentley GT3
O Continental GT3 da Bentley fez uma pausa na temporada 2015 de competição para fazer parte da gama de modelos da Bentley nesta edição do IAA. Este veículo de competição possui todo o potencial do Continental GT na sua máxima expressão, proporcionando todo o partido do rendimento e da resistência próprios dos Bentley de produção.

Bentley Inspirator: uma viagem com personalização
A inspiração pode agora ser transformada em recomendação, através da mais recente inovação da Bentley: o app Inspirator.
Mediante a função da câmara do dispositivo, o software de reconhecimento facial de emoções mede as expressões no rosto do utilizador e como eles reagem perante uma variedade de imagens emocionais e evocativas.
Estas reacções são, então, interpretadas pelo aplicativo para depois configurar um Bentley personalizado à mediada do cliente, fornecendo ideias e sugestões para opções individuais com base nas suas necessidades, gostos e preferências.


Bentley Collection
A Bentley Motors apresenta em Frankfurt a nova linha da Bentley Collection. Trata-se de mais de 100 novos artigos que encarnam a essência da marca Bentley com um nível artesanal incomparável e uma extraordinária meticulosidade na sua elaboração. Esta gama é composta por seis colecções: Style, Business, Home, Heritage, Colour e Bentley.

Mercedes Great overLand Adventure


A expedição mundial da Mercedes-Benz com um GLA e um GL, baptizada com o nome de Great overLand Adventure e que irá atravessar durante os próximos meses 6 continentes e 27 países, passou por Portugal onde ficou a conhecer a Nazaré e um anfitrião muito especial - Garrett McNamara. A cadeia de televisão NDTV em conjunto com a publicação AutoX, tiveram a oportunidade de conhecer o embaixador da Mercedes-Benz no Forte São Miguel Arcanjo, antes de entrarem na água para conhecerem de perto o Canhão da Nazaré e as sensações que os surfistas vivem quando se preparam para surfar as ondas gigantes da Nazaré. Durante mais de seis meses, o GLA e o GL irão atravessar diversas paisagens na Ásia, Europa, África, América do Norte, América do Sul e Austrália antes de voltar à sua base, a unidade de produção na Índia. Próxima paragem desta aventura – Marrocos.


Plena de espírito de aventura, adrenalina e muito fascínio, tudo numa só aventura épica, o Mercedes-Benz GLA embarcou em Junho de 2015 numa aventura a nível mundial com um dos seus SUVs mais versáteis de sempre. Baptizada de "Great overLand Adventure" (GLA), este desafio vai colocar à prova este modelo fabricado na Índia, num teste realista das qualidades de resistência que uma aventura desta envergadura coloca, atravessando diversos tipos de geografias e climas, à volta do globo. 


O GLA, que saiu da linha de montagem da fábrica da Mercedes-Benz de Pune, na Índia, vai atravessar 6 continentes e 27 países num périplo de mais de 50.000 km, antes de regressar a Pune, passados seis meses, para dar início a um programa de televisão que vai contar toda a aventura. 

Para esta "Great overLand Adventure", a Mercedes-Benz Índia conta com a parceria da rede de televisão NDTV que irá relatar toda a história ao longo dos 6 meses de aventura, bem como da revista Evo e AutoX.



Xutos & Pontapés, Acústico "SE ME AMAS"



Há muitas histórias dentro da História dos Xutos & Pontapés. A história do «acústico» é uma das mais bonitas. Porque há coisas que não são planeadas mas podem ser muito importantes. Há momentos, inesperados, em que uma banda renasce porque se reencontra: consigo mesma, com as suas canções e com o público.

Em 1995, de uma emissão de rádio, fez-se um disco – Ao Vivo na Antena 3 – que mudou o modo como este país sentiu a força da música dos Xutos & Pontapés. As canções, já feitas hinos, tornaram-se ainda maiores e – depois disso, por causa disso – nada voltou a ser como antes.

Agora, vinte anos depois, Tim, Zé Pedro, Kalu, João Cabeleira e Gui revisitam esse momento tão singular nas suas carreiras: «Se me amas» é o regresso dos Xutos & Pontapés ao formato (quase) acústico, por duas noites apenas. Um encontro feliz e raro, feito de desafio e cumplicidade, entre músicos totalmente entregues à essência de canções que fazem parte da vida. Da deles e da nossa.

Preço Bilhetes: de 15€ a 35€

Vodafone Mexefest - Peaches, Da Chick, Seven Davis Jr


Desde há muito que os que passeiam pela Avenida estão habituados a ouvir o melhor que se faz na música independente tanto internacional como nacional. Os três nomes que hoje se anunciam são três grandes exemplos disso mesmo: Peaches, Da Chick e Seven Davis Jr.

Está de regresso um dos grandes ícones pop do século XXI. Peaches acaba de lançar o álbum “RUB” e estará também em Portugal para o Vodafone Mexefest em Novembro para apresentar o novo álbum. Canadiana, a viver em Berlim, Merril Nisker é uma artista de corpo inteiro. Com discos e aparições em palco sempre cheias de energia e potência, mistura como ninguém a eletrónica, o hip hop e o punk rock. Um dos grandes nomes que vai desfilar pela Avenida, a não perder.

Uma das mais promissoras revelações da música electrónica nacional dos últimos tempos é Da Chick. O último “Chick to Chick”, lançado este ano, mostrou aquilo que todos já vaticinavam, uma artista de mão cheia que funde como ninguém o funk da velha escola com o groove eterno da soul, uma mistura explosiva que poucos conseguiriam fazer soar bem. Arrebatadora em palco, virá ao Vodafone Mexefest para pôr toda a gente a dançar com a sua energia contagiante.

Texano de nascença, mas há muito a viver na Califórnia, Seven Davis Jr cresceu a ouvir grandes nomes como Michael Jackson, Prince, Stevie Wonder ou Aretha Franklin e isso nota-se bem nas suas sonoridades. Cantor, mas também produtor, em 2014 assinou pela Ninja Tune para lançar o seu primeiro álbum. “Universes” já está disponível e vai ser apresentado no Vodafone Mexefest.

O bilhete único para os dois dias do festival está já à venda nos locais habituais, a 40€ até ao dia 30 de Setembro, passando a 45€ a partir de 1 de Outubro e a 50€ nos dias do Festival.

Já disponível na App Store e Google Play está também a app do Vodafone Mexefest. Os clientes Vodafone podem adquirir o bilhete único do festival com 5€ de desconto.

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

"Pirate Route" é o disco de estreia de COLTON BENJAMIN


"Pirate Route" marca a estreia discográfica de Colton Benjamin e está disponível nas lojas digitais no dia 16 de Outubro.
Nascido e criado em Lisboa, o percurso académico do Luso-Angolano leva-o a passar grande parte do último par de anos entre Londres e Estocolmo. “Pirate Route” chega assim na sequência de dois anos a assimilar vibrações urbanas de três cidades em particular. Colton traz-nos no seu timbre intenso, jazz experimental preenchido pelas suas influências soul, funk e blues.
Colton começa a cantar no grupo de hip hop/soul Legião Vermelha e de seguida como a voz principal da banda Bambs Cooper. Depois de anos a assumir um papel secundário de apoio a vários artistas portugueses, como Jorge Fernando, Virgul, Nuno Guerreiro ou Dino Santiago, chega o momento de nos apresentar o seu primeiro trabalho a solo. Influenciado pela colecção de vinis da família onde pontificam o jazz e a bossa nova, para além de artistas como Curtis Mayfield, Isaac Hayes, Jimi Hendrix ou Nat King Cole, ainda ambientes como o funk e soul dos anos 90 de D'Angelo, Bilal ou Jamiroquai foram fundamentais para descobrir o seu próprio som.

O álbum conta com a abençoada colaboração de Royal Brandy (Holanda), Daniel Alexander (The Illumination Experience), Leslie Roxen Tan (Holanda), Paulo Carvalho (Nu Soul Family), Pedro Mourato (Skills & Bunny Crew), D-Compost no apoio técnico e o jazzman Miguel Teixeira.

Incentivado a permanecer fiel à sua visão artística pelo amigo de longa data e produtor António Fonseca (Kiss and Die Productions, Amsterdão), bem como por Paulo Carvalho aka the Bassman (Nu Soul Family) parceiro em muitos outros projectos, Colton tem nas letras à flor da pele uma boa parte do seu encanto. Aborda temas como os altos e baixos do romance, cruzamentos culturais das suas viagens e observações sócio-políticos. A intensidade das canções baseia-se nas experiências pessoais que têm um imediatismo subliminarmente relacionável e emocional.



“Sail Away” é o single que antecipa o álbum de estreia. Colton traz neste tema os altos e baixos de um relacionamento compartilhado jazisticamente, retratando a efemeridade de uma perspectiva pouco sóbria de compreender o amor."

#smart effect - ou como encolher dois carros


Para quem não conduz um smart, estacionar na cidade é uma tarefa que se pode revelar complicada. Foi precisamente a pensar nas pessoas que não conduzem um smart que a marca decidiu encolher automóveis para ganhar mais espaço na cidade.  Impossível? Não, é o #smarteffect.

O #smarteffect nasce da ideia de proporcionar às pessoas que não têm um smart, a sensação de estacionar um smart. O fortwo é o citadino original, com características únicas e as pessoas sabem disso. Mas uma coisa é saber, outra coisa é experienciar.  

Mas afinal o que é o #smarteffect? É uma experiência da smart em Portugal, que decorreu nas ruas de Lisboa, no Príncipe Real e na Rua do Quelhas, onde quem tentava estacionar entre dois automóveis, via o seu espaço aumentar. 
Como? Os automóveis estacionados encolhiam. Para o efeito, foram construídos dois automóveis especiais que recolhiam no local e em tempo real. 



Curiosidades do processo de produção, desafios e dificuldades
Os automóveis que encolhem foram todos construídos de raiz e em fibra de vidro. Foram necessárias 2 viaturas reais Mercedes-Benz (Classe C Station e Citan) para desmontar peças e para construir os moldes em tamanho real. Algumas das peças originais, como os retrovisores, puxadores, faróis, grelhas, para-choques, foram aplicadas depois nos moldes o que fez com que fosse praticamente imperceptível ver que as viaturas não eram verdadeiras.
O chassis de cada molde é simplesmente uma estrutura que é comandada à distância para “esticar” e “encolher”.

Activação #smarteffect
A ativação decorreu nos dias 14 e 15 de Setembro na Rua do Quelhas (junto ao ISEG) e no jardim do Príncipe Real.

Curiosidades da activação 
Um senhor quis abrir as portas da station para ter a certeza que não estava lá uma pessoa a encolher o automóveis.
Uma rapariga foi perguntar se de futuro iam construir automóveis que encolhem para poder ter mais espaço no estacionamento e nas garagens.
Um senhor não queria acreditar que os automóveis eram falsos pois eles tinham vidros. 
O #smarteffect foi concebido criativamente pela BBDO Portugal em parceria com a produtora Jack The Maker e a RC Racing.

Casino Lisboa acolhe espectáculo "Crossing Bridge" amanhã


É já amanhã a partir das 21h30, que o Auditório dos Oceanos do Casino Lisboa acolhe o espectáculo unitygate “Crossing Bridge”. Trata-se de um versátil espectáculo de música, dança e multimédia protagonizado por Companhias e artistas profissionais sino-lusos.

“Crossing Bridge” distingue-se pela qualidade cénica das Companhias Soda City Experimental Workshop, Amalgama Companhia de Dança, Stella & Artists, Dancecology, Casa de Goa e participação dos alunos da ESD entre outros artistas convidados.

Num dos momentos mais aguardados da noite, a Companhia Soda City de Macau apresenta um excerto da peça “Memory Bleuprint II”, a qual foi seleccionada para o “Macao Art Festival 2015”. 

Esta criação de teatro dança e multimédia  distingue-se pelo profundo trabalho de pesquisa das memórias da ponte Portugal Macau, através de pessoas, símbolos, lembranças e sensações. Foi um processo que passou por dezenas de entrevistas, registos, estudos de memórias e patrimónios materiais e imateriais, resultando num trabalho artístico de características únicas.

E a criação conjunta sino-lusa “Reflexion to the Futur”, que reflecte o cruzamento cultural de artistas sino-lusos, as suas reflexões pelo corpo Dançante, numa linguagem contemporânea com direcção partilhada entre Sandra Battaglia, Stella Ho e  Rui Filipe Reis na música.

“Crossing Bridge” promove, assim, um verdadeiro intercâmbio cultural com uma singular criação artística entre o Oriente e o Ocidente, conciliando originais apontamentos de dança, música e multimédia.


Recorde-se que, o projecto “Unitygate” é da autoria da Amalgama Companhia de Dança (Associação Cultural sem fins lucrativos) com organização partilhada com entidades Sino Lusas (Macau|Portugal) e vem na sequência de um percurso ligado a Macau desde 2011, no âmbito de uma colaboração com o Governo Macaense, onde a directora da Amalgama (Sandra Battaglia) foi convidada pelo Instituto Cultural de Macau para a direcção artística de dois projectos ligados à Arte, num contexto pluridisciplinar e multicultural.

O Projeto “Unitygate” expressa-se em três vertentes:

1. Plataforma de Workshops - Plataforma Internacional de Intercâmbio Cultural (dança, música, expressão plástica, voz, práticas orientais, culinária, fotografia, vídeo)
2. Painel Criação e Espectáculos - Espectáculos (oriente e ocidente), palestras, performances, Jam session, Exposições
3. Video Art , Site Specific e Video Reportagem (Workshops/Filmes/Mostras /Palestras Processos).

O Auditório dos Oceanos do Casino Lisboa recebe, assim, um dos pontos altos do programa “Unitygate 2015” agendado para Portugal, que decorrerá até ao próximo dia 11 de Outubro. 

Mário Assis Ferreira reuniu ilustres personalidades no lançamento de “Egoísta - mas não só”


Foi no El Corte Inglés, perante uma sala repleta de familiares e amigos, onde se identificavam ilustres personalidades de relevo da sociedade portuguesa, que Mário Assis Ferreira lançou o livro “Egoísta - mas não só”, editado pela Gradiva. A sessão de lançamento foi apresentada por Guilherme d’Oliveira Martins, Director do Centro Nacional de Cultura; Helena Rafael, em representação da Gradiva; e Daniel Gouveia, a quem coube a revisão da obra.

Na apresentação do livro, Guilherme d’Oliveira Martins dirigiu algumas palavras de reconhecimento e louvor ao autor, realçando “o génio e a criatividade, bem evidentes na revista “Egoísta”. “A palavra “Egoísta” não tem, no sentido que lhe é dado na revista que Mário Assis Ferreira tem animado e dirigido com paixão, uma outra acepção que não seja a de dar valor à singularidade da pessoa humana, em lugar do seu isolamento e da sua indiferença”, sublinhou.

Guilherme d’Oliveira Martins refere, ainda, que “Mário Assis Ferreira é, antes de tudo, um homem generoso, aberto, disponível, para quem a inteligência é a capacidade de compreender os limites e de não estarmos sós. Daí “Egoísta- mas não só”. Os horizontes são múltiplos. E perante os leitores sucedem-se os temas na extraordinária colecção da revista”. 

“Os textos que aqui se reúnem constituem um desafio à reflexão para além das aparências. E se nos lembrarmos de duas presenças muito caras ao autor, Agustina Bessa-Luís e Vasco Graça Moura, podemos perceber que é a procura do talento e do génio que animam a sua paixão pela vida e pela literatura”, conclui.


Mário Assis Ferreira congratulou-se por a sua obra constituir uma homenagem à revista “Egoísta” lançada, em 2000, pela Estoril Sol. “No que diz respeito à intemporal permanência das ideias vertidas sobre a múltipla transversalidade de temas que a “Egoísta” abordou, “melhor ou pior, o Leitor saberá julgar”, adianta o autor. “Mas, sempre me restará o orgulho de ser Director e de ter escrito para todas as edições de uma “Revista de Culto” que, graças ao Conselho de Administração da Estoril Sol, à dedicação da sua editora, Patrícia Reis, à imaginação do “designer”, Henrique Cayatte e ao labor de uma equipa criativa foi consagrada com 70 prémios, nacionais e internacionais, − mais que o número das suas 61 edições!”.

O autor terminou, confessando que “cada escrito é a decantação de uma experiência vivida, de uma alegria celebrada, de uma lágrima contida. Afinal, uma autobiografia de sentimentos, um roteiro de emoções…Talvez porque tenha sido o coração a escrever e a razão a temperar. Talvez por dizer, pensando, o que seria fácil dizer sem pensar”.

Por sua vez Daniel Gouveia disse que “foi um privilégio fazer a revisão desta obra”, da autoria de “um amigo de longa data com quem vivi momentos memoráveis na adolescência e juventude” e partilhou, ainda, com a assistência memórias sobre os tempos do grupo musical Quinteto Académico, nomeadamente, sobre as inesquecíveis digressões que ambos fizeram.
Em representação da editora Gradiva, Helena Rafael congratulou-se com lançamento desta “obra singular que celebra os 15 anos da revista “Egoísta” e recordou, ainda, o êxito do Prémio Literário Revelação Agustina Bessa-Luís, uma parceira que a Gradiva mantém, desde 2008, com a Estoril Sol.

Perante uma sala cheia, a cerimónia de lançamento de “Egoísta - mas não só” culminou com uma sessão de autógrafos de Mário Assis Ferreira.

QUE GRANDE POUCA-VERGONHA! (morde com todos os dentes que tens na língua) de Sofia Areal


No Teatro da Politécnica até 31 de Outubro
3ª a 6ª das 17h00 
Sáb. das 15h00 até ao final do espectáculo

Entrada Livre

"O título desta exposição é uma paródia sobre as relações entre pessoas, pares ou não, nas suas mais diversas variantes.
Foi, no final da adolescência, através da leitura de Nathalie Sarraute e Roland Barthes que se firmou o interesse pela palavra como manifestação da vida, da comunicação entre as pessoas. A falar dos outros, falamos de nós próprios. Eu, tu, ele, ela, nós... E Basta! Que grande pouca-vergonha!" - Foi assim que Sofia Areal explicou o conceito por trás desta exposição ao "Cultura e não Só"

"Jogadores" de Pau Miró


No Teatro da Politécnica até 24 de Outubro
3ª e 4ª às 19h00 
5ª e 6ª às 21h00 
Sáb. às 16h00 e às 21h00
Reservas - 961960281

Em Coimbra, no Teatrão, de 28 a 30 de Outubro às 21h30

"É fácil prever o futuro. Basta olhar para o céu. Ou para o espelho. Se te vires ao espelho, podes saber o futuro." Pau Miró, Jogadores

"É como se estas personagens se tivessem esquecido do texto e estivessem à espera que voltasse. Perderam o pulsar do mundo, e só têm uma maneira de o recuperar, talvez demasiado arriscada, seguramente demasiado perigosa. E louca. E também desesperada. Ao fim e ao cabo, no entanto, a única maneira." Pau Miró

"Personagens sem esperança, à deriva, sem trabalho, perdidos num mundo que já não é o seu, aparentemente "normais" mas com um fundo de mistério e turbulência que vão mostrando pouco a pouco. Jogadores trata dos páramos da meia-idade e do vício do risco, do colocar-se em perigo: a vertigem como forma de escape de uma realidade opaca". Marcos Ordóñez

Vodafone Mexefest - Bully, Georgia, The Parrots


A novidade é a maior marca do Vodafone Mexefest. De três países diferentes, três nomes novos que prometem surpreender: Bully, Georgia e The Parrots.

Os Bully chegam de Nashville, mas não são feitos de country. Quarteto liderado pelo génio de Alicia Bognanno, revê-se no rock dos anos 90 de nomes como Dinossaur Jr., The Breeders ou Liz Phair, reinventando-o para os nossos dias. O quarteto traz o álbum de estreia editado em Junho, “Feels Like”, e promete, com os seus poderosos riffs de guitarra, fazer incendiar a plateia.

Georgia é Georgia Barnes. Jovem música, produz, compõe e toca mil instrumentos. O seu talento materializou-se em Agosto passado no título homónimo de estreia. Um disco onde a pop impera, mas recheada de estilos como dub, ragga, grime ou punk. 

De Madrid, The Parrots. Com edições em formatos EP, têm conquistado palcos pela Europa, apresentando um frenético som garage e surf-rock. Os concertos do trio são explosivos de vibração e absolutamente contagiantes.

O bilhete único para os dois dias do festival está já à venda nos locais habituais, a 40€ até ao dia 30 de Setembro, passando a 45€ a partir de 1 de Outubro e a 50€ nos dias do Festival.

Já disponível na App Store e Google Play está também a app do Vodafone Mexefest. Os clientes Vodafone podem adquirir o bilhete único do festival com 5€ de desconto.

João Blümel "Imprevisivel" com Inês Meneses - Amanhã no Cinema São Jorge


Depois de múltiplas sessões esgotadas no Cinema São Jorge e de uma temporada no Auditório do Casino Estoril, “Imprevisível” regressa ao palco que o viu estrear, em 3 sessões exclusivas e recheadas de convidados especiais.

Em "Imprevisível", o mentalista interage com o público presente, fazendo experiências psicológicas e testando a sua previsibilidade, com muito humor, jogos psicológicos e leitura de mentes à mistura. 

Uma hora e meia de puro entretenimento, em que João Blümel aposta dinheiro, resolve crimes, estimula a criatividade do público presente e até viaja no tempo! Tudo com a ajuda do público e dum convidado especial em cada espectáculo! Inês Meneses, Rui Massena e Ana Bacalhau, terão uma participação muito especial e recheada de surpresas para o grande público.

Não perca esta divertida e ousada viagem de 90 min aos segredos da mente, onde tudo, mas mesmo tudo, pode acontecer!

Preço Bilhete: 12€

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

UHF lançam "O melhor de 300 canções" a 30 de Outubro


O novo disco dos UHF representa mais de 300 canções, mas o número redondo diz tudo: é, finalmente, a colectânea global dos UHF, sem sombras editoriais.

Dois discos onde couberam 37 canções, também porque o 37.º aniversário da banda celebra-se em Novembro.

O primeiro disco, O Rock, reúne 21 singles dos UHF; o segundo disco, E o Roll, completa este Best Of com mais 14 sucessos e dois inéditos. 

Nova aplicação inova na experiência de compra nas lojas IKEA


A IKEA acaba de lançar uma nova aplicação móvel para clientes, a IKEA Store, disponível para tablet e smartphone, com a qual a visita às lojas IKEA pode ser ainda mais agradável e prática. O download da aplicação é gratuito e está disponível no Google Play (Android) ou na Apple Store (iOS). 


TUDO SOBRE OS PRODUTOS IKEA 
Agora é mais fácil e rápido encontrar o que pretende. A nova aplicação IKEA Store apresenta como principais funcionalidades a possibilidade de preparar a sua lista de compras e saber onde estão os produtos nas lojas IKEA. Pode ainda pesquisar pela referência ou digitalizar o código de barras, número do artigo ou um código QR e aceder às informações de produto em detalhe. É também possível consultar as informações atualizadas de stock em Loja.

MAIS PARA MEMBROS IKEA FAMILY
Pode optar por iniciar a sessão na sua conta IKEA ou criar uma nova conta para que sincronizar a sua lista de compras no computador, smartphone ou tablet. Se for membro IKEA FAMILY pode guardar e utilizar um cartão digital IKEA FAMILY no seu dispositivo, bem como receber ofertas especiais.

Encontre a loja IKEA mais próxima e consulte todas as informações sobre a mesma, incluindo horário de funcionamento, morada, contactos e um mapa do espaço interior.

Sintra Press Photo: vem aí a 1ªedição


A primeira exposição anual de fotojornalismo no concelho, o Sintra Press Photo inaugura no dia 10 de Outubro no MU.SA(Museu das Artes de Sintra), em Sintra, sob a temática "Conflito".

Com o objectivo de homenagear e aproximar o público do olhar do repórter de guerra, esta iniciativa exibe o trabalho de três fotojornalistas internacionais, cuja missão é relatar factos e documentar testemunhos históricos, promovendo assim uma consciencialização da opinião pública: Manu Brabo, Paulo Nunes dos Santos e Ross McDonnell.

Durante a inauguração, o Sintra Press Photo promove um encontro com os fotógrafos convidados. Manu Brabo, Paulo Nunes dos Santos e Ross McDonnell irão brindar os presentes com uma conversa sobre o que é ser repórter de guerra na actualidade, partilhando as suas experiências profissionais. O encontro será moderado pelo jornalista Ricardo Alexandre, responsável pelo programa "Visão Global" da Antena 1.

Para a organização, o Sintra Press Photo contribui para a diversidade e riqueza das ofertas culturais do concelho de Sintra. Este é um evento organizado pela União das Freguesias de Sintra e a Reflexo Associação Cultural e Teatral e conta com o apoio da Câmara Municipal de Sintra.

Sobre os fotógrafos

Vencedor, entre muitos outros prémios, do Pulitzer Prize Breaking News Photography, em 2013, Manu Brabo é um fotojornalista espanhol, cujo trabalho incide principalmente nas situações de conflito social pelo mundo fora. Desde 2007 tem trabalhado a temática do impacto dos desastres naturais, mudanças políticas, revoluções e guerras em países como Honduras, Haiti, Bolívia, Kosovo, Líbia, Egipto, Síria, entre outros. Durante os últimos anos, Manu tem trabalhado para várias ONGs e agências internacionais de notícias como EPA ou The Associated Press e as suas fotografias tem sido publicados nos mais conceituados blogs, revistas e jornais.

O português Paulo Nunes dos Santos, que vive na Irlanda desde 2002, colabora regularmente com o semanário Expresso, Courrier Internacional, The New York Times, Le Monde, Al Jazeera e outras publicações internacionais. Especializou-se desde cedo na cobertura de conflitos armados, crises humanitárias e tensões político-sociais. Documentou extensivamente a Primavera Árabe desde o início da revolta no Egipto, passando pela revolução Líbia e pelo conflito na Síria. Acompanhou o nascimento do Sudão do Sul, o continuo conflito entre os rebeldes Nuba e as forças leais a Omar al-Bashir no Sudão do norte e presenciou o avanço das tropas francesas sobre o território ocupado por rebeldes islamitas no norte do Mali. Mais recentemente, tem seguido o desenrolar da crise ucraniana, desde os dias sangrentos da Praça Maidan ao conflito no leste do país.

Nascido em Dublin, Ross McDonnell tem visto o seu trabalho ser premiado, quer como fotógrafo, quer como realizador. As suas fotografias já foram publicadas na Revista Time, The New York Times, MSNB, The Sunday Times Magazine, Art in America, The Observer, Washington Post, The Fader, Time Out New York, Vice Magazine, The Irish Times, New York Magazine, Adbusters, Juxtapose, The Sunday Tribune, entre outros. Desenvolveu um projecto no Afeganistão focado nas cidades de Cabul e Mazaar-i-Shariff, nas Honduras sobre violência doméstica e igualdade de género e no norte do Quénia sobre o impacto das alterações climáticas nas comunidades tribais em África. O seu filme "Colony" foi laureado no International Documentary Film Festival Amsterdam com o Prémio 'First Appearance' Award para primeira longa-metragem.

Maria Berasarte regressa com Súbita - Nas lojas a 30 de Outubro


A artista espanhola María Berasarte, reconhecida como a melhor voz estrangeira do Fado, apresenta o seu segundo álbum no final deste mês.

“Súbita” é um regresso à adolescência, sem limites e irreverente. María Berasarte descreve-o como essencial, é um trabalho feminino, de mensagens directas, notas limpas, e também frágil, com espaço para o sussurro.

“Palhaço de Gismonti”, “Txoria txori” de Mikel Laboa, “Piensa en mí” de Agustín Lara são alguns dos temas do novo álbum. “Súbita” conta com arranjos de grandes músicos como Jose Luis Montón na guitarra flamenca, e José Peixoto na guitarra clássica, num duelo de sonoridade elegante e único.

 María Berasarte surpreendeu Portugal com o seu sentimento tão particular na forma de cantar. “Todas las horas son viejas”, o seu primeiro álbum que não deixou ninguém indiferente e abriu as portas a colaborações com Rodrigo Leão, Dulce Pontes, Cristina Branco, Mário Laginha, Paulo Carvalho, Hélder Moutinho, José Peixoto, Carlos Bica, Mário Pacheco o João Afonso, tendo também participado nos 45 anos de carreira de Carlos do Carmo.

O primeiro álbum de María Berasarte simboliza a melancolia, o rigor e o respeito, e em “Súbita” são reivindicadas as pequenas histórias vividas, o autêntico e o próprio. Um disco a não perder!



"Hasta no grabar el disco de fados no sentí  el permiso de incorporarlo a mi canto, un canto que abarca diferentes sonoridades ibéricas y que necesitaba permitirse ciertas libertades para lograr un sonido auténtico y verdadero". Maria Berasarte

Cat Power em Portugal com dois concertos em nome próprio


A norte-americana Chan Marshall, conhecida pelo pseudónimo Cat Power, vai passar por Portugal para dois espectáculos em nome próprio. Dia 31 de Outubro, a artista irá actuar em Lisboa, no Grande Auditório do CCB, e no dia seguinte, 01 de Novembro, ruma ao Porto para actuar no Hard Club.


Depois do bem sucedido "Jukebox", Cat Power traz a Portugal, com dois concertos em nome próprio, o seu último disco de estúdio,  "Sun", editado em 2012. Este álbum foi gravado durante três anos em quatro locais diferentes, tendo começado por Malibu (num estúdio criado por ela), Silver Lake, Miami e Paris. Chan Marshall considera "Sun" um renascimento, neste que diz ser o seu trabalho mais pessoal.



Ao longo da sua carreira a artista conta com nove discos de estúdio e fortes elogios da crítica. 

Siemens assinala 40 anos de vanguarda no desenvolvimento tecnológico para a Saúde


A Siemens assinala este ano o 40.º aniversário do lançamento do seu primeiro Tomógrafo Computorizado (TC) e o desenvolvimento alcançado pela Divisão que gere esta tecnologia, a qual impulsiona, há décadas, o mercado da TC e do diagnóstico clínico com inovações como a tecnologia espiral, multicorte e, mais recentemente, de fonte dupla.

Nestes 40 anos de actividade, o portefólio da empresa foi construído de forma consistente e disponibiliza actualmente soluções que vão desde os robustos sistemas para cuidados básicos até ao tomógrafo mais rápido e potente do mundo. Esta vasta oferta tecnológica por parte da multinacional alemã faz com que hoje em dia sejam examinados três pacientes a cada segundo com um sistema de TC Siemens.

“A Siemens, em conjunto com os seus clientes e parceiros de investigação clínica, tornou possível nos últimos 40 anos o que outros nem ousaram tentar”, afirma Walter Märzendorfer, CEO da unidade de negócio Computed Tomography and Radiation Oncology da Siemens Healthcare, destacando a mais recente inovação tecnológica da empresa nesta área: “a tecnologia de fonte dupla”.

Escola de Actores John Frey Studio for Actors


A escola JFSA está novamente a receber candidaturas para a participação no curso anual pela mão de John Frey e com a técnica de Sanford Meisner. Este curso é dedicado a todos aqueles que tem o sangue quente e alma sedenta de se expandir. 
Os alunos são fornecidos através deste programa, de ferramentas fundamentais para o actor (acting, corpo e voz), e acima de tudo ficam habilitados para trabalhar com singularidade e espontaneidade única, em teatro, cinema ou televisão. Uma harmonia entre o conhecimento e amor à Arte de John Frey com a teoria de Meisner, estimulando cada nervo do corpo a dar o seu potencial e a seguirem os seus instintos duma maneira verdadeiramente fiel à sua essência. 

A primeira parte do curso foca-se numa série de exercícios de improvisação que visam a construção de um verdadeiro instrumento para o actor, que vai aprender a trabalhar a partir do coração e não da cabeça, e a criar reacções emocionais espontâneas ao que lhe está acontecer no momento da cena - “Acting in the moment”.

A segunda parte do curso centra-se no estudo de cena, na análise de argumento e na construção do personagem. Os alunos aprenderão as ferramentas fundamentais da técnica para criar uma cena e construir um personagem, passo a passo, desde a primeira leitura à cena final. No final do programa os actores apresentarão um “showcase” destinado ao público em geral.

DATAS DO CURSO:
6 de Outubro de 2015 a 30 de Junho de 2016

Exposição "A Viagem de Darwin" - Templo da Poesia, Parque dos Poetas, Oeiras


"Suba a bordo" de "A Viagem de Darwin" esta é a proposta da UAU que  se encontra patente no Parque dos Poetas em Oeiras, de terça a domingo, a partir do dia 1 de Outubro encerra as 18 horas.

Em 1831, Charles Darwin, o jovem naturalista e biólogo inglês, que abandonou a medicina e o objectivo (imposto pelo seu pai) de se tornar clérigo da Igreja Anglicana, aceitou o convite de John Henslow e Adam Sedgwickint e partiu  à descoberta de novos países e dos seus territórios, analisando em detalhe a sua fauna, flora e geologia.

Na bagagem trouxe observações, anotações e colecções de espécies cuja a análise e estudos posteriores lhe valeram o título de “Pai da Biologia Moderna”.

Nesta exposição, siga passo-a-passo esta viagem e acompanhe o processo de construção da teoria fundamental da biologia, a selecção natural das espécies.


Huawei Lança Edição Exclusiva P8lite David Carreira


A Huawei, uma das líderes mundiais em soluções de Tecnologias de Informação e Comunicação lança uma edição especial do seu famoso smartphone P8lite com conteúdos exclusivos do cantor e actor David Carreira.

Para além de todas as características técnicas inovadoras do Huawei P8lite, esta edição exclusiva David Carreira inclui várias fotos inéditas do cantor, que podem ser  visualizadas a qualquer hora e lugar ou até mesmo partilhadas com amigos, permite também ver e ouvir um momento acústico privado com excelente qualidade áudio, e ainda aceder ao seu contacto pessoal, para falar com o próprio directamente.

Este lançamento marca o início de uma parceria entre a Huawei e o David Carreira, tornando este embaixador da marca, para surpreender os fãs e trazê-los mais próximos do seu ídolo....tudo através de um simples toque no seu Huawei P8lite.



O Huawei P8lite
O Huawei P8lite apresenta um design simples com um ecrã táctil de 5.0 polegadas IPS totalmente laminado e uma superfície suave e plana. Tem 7.7 milímetros de espessura, o que permite a sua utilização com uma mão, mantendo uma perfeita interacção entre o smartphone e o utilizador.

O Huawei P8lite está equipado com uma câmara frontal de 5MP e uma câmara traseira de 13MP permitindo além das funcionalidades de melhoramento dos rostos nas fotografias, como alisamento, branqueamento, emagrecimento do rosto, aperfeiçoamento dos olhos ou recurso de polimento da imagem de nível 10, também funções de embelezamento de rosto em gravações e chamadas de vídeo.

O Huawei P8lite tem múltiplas e divertidas funções de câmara, como fotos instantâneas, captura de sorriso, adicionamento de som na foto, foco de temas em movimento, foco manual, pressão de som, panorama, e captura contínua, para permitir aos utilizadores desfrutar verdadeiramente da fotografia móvel e tirar fotografias fantásticas.

O Huawei P8lite apresenta uma capacidade de áudio de alto nível devido a uma câmara de som BOX integrada. Para além disso, as colunas traseiras e as frontais em separado, evitam a dispersão em ambientes de baixa frequência. Ambos proporcionam uma saída de som de qualidade Hi-Fi.

Alimentado por um processador octa-core Kirin 620 chipset de 64 dígitos 1.2 GHz, o Huawei P8lite proporciona uma conectividade ultra-rápida 4G LTE Cat4 com uma velocidade de download de 150Mpbs.
  
O Huawei P8 lite edição especial David Carreira está disponível, livre de operador, por um PVP de 269,90€.