sexta-feira, 30 de agosto de 2019

Born-Folk antecipam disco com vídeoclip "Heat and Rum"


Os Born-Folk antecipam o disco com vídeoclip "Heat and Rum", esta música representa o km 1 de todo o trabalho em si e é, porventura, o baluarte do EP de estreia dos Born-Folk. Na letra está patente toda a simbologia ligada à temática do surf, calor, ondas, raparigas a exibirem-se e toda a parte subliminarmente escondida para M/18. O nome no EP deve-se, inclusive, a algo que é dito em dada altura, "I'm coming inside". Sonoramente, é uma música de verão, descontraída, carregada de surf tremolo na guitarra e voz delicada. “Heat and Rum” é uma alegoria para outros títulos foneticamente possíveis (um trocadilho), na verdade é caso para dizer como nos filmes: "Isto não é o que parece". Nenhum dos membros da banda faz surf, por enquanto, mas são claramente adeptos do ambiente casual chill. Há assobio, harmonias, e há o barulho da água a correr da querida Quinta das Conchas.

A ideia do vídeo era ter uma série de imagens de ambiente descontraído de surfistas a tentar domar o mar agitado, de mulheres vistosas e provocantes a passear como se de ondas se tratassem. Na montagem há a procura dum equilíbrio da cor com o preto-e-branco de forma a criar um jogo que depois se inverte. É um exercício visual que pretende acompanhar a vibe imposta pelo som mas, seguramente, é mais fácil visualizar do que explicar. Quiçá, faltou o Rum!

Come Inside! é editado dia 25 de Outubro, um disco que apresenta 5 temas que tentam explorar diferentes ideias sonoras, onde o simbolismo e a ironia são presença assídua nas letras, bem como na própria imagem da capa.

Sobre a Banda 

Junho de 2019 marca oficialmente o início dos Born-Folk, banda fundada na cidade de Lisboa por 3 músicos com vontade de assumir uma epopeia sonora conjunta para bem da humanidade. Com influências oriundas de épocas distintas, a banda descompromete-se com algum movimento em particular, assumindo uma dimensão criativa “pop”, livre e eclética. O grupo quer chegar ao âmago do coração, são assumidamente casuais românticos. A ideia de re/nascer (Born) sucessivamente através da intrínseca simplicidade (Folk) está na origem do nome da banda.


Time For T lançam videoclip "Screenshot"



“Screenshot” é o segundo single a abrir caminho para o álbum Galavanting do grupo Time for T a ser editado no próximo dia 4 de Outubro. O tema foi lançado pela Street Mission Records, uma nova parceria feita entre a banda e a editora que começou em Londres, mas agora baseia-se em Lisboa e conta com outros artistas nacionais como Marinho e Niki Moss.

O single tem tido uma excelente recepção, já conta com mais de 30 mil plays no Spotify e quando foi tocado no passado sábado no Festival Vodafone Paredes de Coura, foi cantado por grande parte do público.

A ideia para o vídeo surgiu após Tiago Saga e o amigo e grande realizador Rui Major começarem a desembrulhar ideias. Decidiram levar o título do tema literalmente para o vídeoclipe, tentando capturar um screenshot de várias vidas e personalidades diferentes, como numa representação de um espaço-tempo único, transversal à realidade contemporânea da nossa sociedade.

A intenção foi unir as pessoas todas pelo uso, quase ridículo, do telemóvel. Um objecto que tem invadido as nossas vidas gradualmente nos últimos anos, sendo quase uma extensão física e espiritual da nossa pessoa. A realidade é que fazemos tudo com o telefone na mão e por isso quiseram abordar estes contextos de uma forma amplificada, surrealista e absurda, com o objectivo de atribuir um tom satírico, que é cómico numa primeira observação, mas chocante quando consciencializamos que é bastante real. Curiosamente, ao longo do processo de definir e produzir novas situações a filmar, consoante abordávamos as pessoas com a proposta, muitas vezes elas próprias se reviam na situação, e consciencializavam o absurdo da mesma. Inicialmente o filme seria todo construído apenas com retratos de pessoas ao telemóvel, em ritmo lento. No entanto, em narrativa paralela, decidimos construir uma acção que retratasse as questões consequentes a estas utilizações dos smart phones. A mensagem pertinente a partilhar é a alienação que os telemóveis pode criar entre as pessoas, um paralelo à moralidade de "Smart Phones, Stupid People".

É aí que surge o lip-sync e performance do Tiago Saga, sempre com o telemóvel na mão, a deambular num cenário inóspito, numa coreografia contemporânea que o leva a caminho de lado nenhum, em que o cansaço, o desequilíbrio, o sofrimento, a exaustão, a dor e o desespero nada importam desde que o telemóvel esteja com ele (até quando cai fica com ele na mão), quase numa referência à “última gota de água no deserto”. 

Nesse sentido, a câmara também foi coreografada com essa inquietude, sendo desequilibrada, ansiosa, entre focos e desfoques, numa procura de algo que não é concreto e definido.

Para a cinematografia, a abordagem a preto e branco surgiu como um proposta estética que o Rui Major queria explorar na sua obra há algum tempo. Vimos neste filme a oportunidade certa, uma vez que embora seja um retrato da realidade dos nossos tempos presentes, o preto e branco confere-lhe um tom intemporal. Desprovido da cor não o enquadramos numa estética ou era, o que facilmente definiria um estilo e um tempo na história associado, deixando o contexto narrativo dos personagens e telemóveis a única referência à época. Sem os ruídos da cor, a abordagem cinematográfica em enquadramentos de retrato, com pequenos e discretos zoom-in, surgiu pela permissa do vortex onde entramos quando concentrados no telefone, em que nos isolamos de tudo à volta e o tempo passa a ser lento e/ou indefinido.



TOUR
08 Setembro/ Molinos/ Consuegra (duo)
14 Setembro/ Suave Fest/ Guimaraes (solo)
12 Outubro/ Os Artistas/ Lagos
16 Outubro/ Sala X/ Sevilha
17 Outubro/ Fun House/ Madrid
24 Outubro/ Festival Verao Azul/ Faro (solo)
25 Outubro/ Plano B/ Porto
26 Outubro/ Cambra Fest/ Vale de Cambra

Gigantes: Os Senhores do Mundo



A maioria da riqueza mundial é controlada por uma nova elite global que tem nas suas mãos o nosso futuro económico, e neste livro o ex-diretor do Project Censored Peter Phillips desvenda quem são esses protagonistas. 

O livro inclui nomes como Mark Zuckerberg, Bill Gates, Jeff Bezos, Jamie Dimon e Warren Buffett. À medida que a riqueza mundial se concentra num número cada vez mais restrito de intervenientes, os gestores e as firmas responsáveis pela gestão de activos diminuem na mesma proporção. De acordo com a Oxfam International, a classe capitalista mundial transnacional está concentrada em 200 gestores, cada um deles responsável pela gestão de mais de um bilião de dólares em activos. 

Cada capítulo de Gigantes: Os Senhores do Mundo identifica pelo nome os membros deste clube internacional de multimilionários, as suas 17 companhias financeiras globais – incluindo ONG como o Grupo dos Trinta e a Comissão Trilateral – e os seus protectores transnacionais, para que o leitor possa, pela primeira vez, identificar quem constitui a rede de influência, onde se concentra a riqueza, como são reprimidos os movimentos sociais e como pode a riqueza ser redistribuída para uma efectiva mudança sistémica.

Um livro de Peter Phillips, editado pela Saída de Emergência em Setembro.

2ª temporada de "New Amsterdam" estreia na Fox life



‘New Amsterdam’, o drama médico inspirado pelo mais antigo hospital público da América, regressa à FOX Life para a sua 2ª temporada. Baseado no livro ‘Doze Pacientes: Vida e Morte no Hospital Bellevue’, de Eric Manheimer, este drama médico segue o brilhante e encantador Dr. Max Goodwin (Ryan Eggold), o mais recente director médico da instituição. Este hospital em Nova Iorque é um dos poucos hospitais capaz de tratar pacientes com ébola, prisioneiros e até mesmo o presidente dos Estados Unidos da América. Goodwin luta para impedir que a burocracia interfira no atendimento aos pacientes e está determinado a restaurar o hospital para lhe devolver a glória que o colocou no mapa.

Na segunda temporada da série continuaremos a acompanhar a jornada do Dr. Max Goodwin na tentativa de reformar um dos hospitais públicos mais antigos dos Estados Unidos, de maneira a oferecer o melhor atendimento possível aos seus pacientes.
A primeira temporada terminou com um grande cliffhanger, já que os médicos se encontravam situação bastante perigosa após um acidente de ambulância. Nesta ambulância seguiam Dr. Max Goodwin (Eggold), Dr. Lauren Bloom (Janet Montgomery), Dr. Helen Sharpe (Freema Agyeman), Georgia (Lisa O'Hare) e Luna. Neste último episódio conseguimos ver Max com Luna e Georgia, no entanto não sabemos o que aconteceu com Lauren e Helen…



Estreia: Quinta-feira, dia 26 de Setembro, às 22h20
Emissão: Quintas-feiras, às 22h20

Título Original: ‘New Amsterdam’
Género: Drama
Episódios: Cerca de 20 episódios de aproximadamente 60 minutos
Criador: David Schulner
Elenco: Ryan Eggold, Jocko Sims, Tyler Labine, Anupam Kher, Janet Montgomery, Freema gyeman, Lisa O’Hare
Produtores Executivos: Aaron Ginsburg, Peter Horton, Eric Manheimer, Dvid Schulner, David Foster, Michael Slovis, Kate Dennis
Produção: Universal Television em associação com Pico Creek Productions e Mount Moriah

Sonoridades brasileiras e africanas na 3.ª edição do FIGaia



O Auditório Municipal de Gaia é o cenário escolhido para a expressão da canção em português de outros continentes: a 14 e a 18 de Setembro, pelas 21 horas, Tiganá Santana e Lura trazem à terceira edição do FIGaia – Fórum Internacional de Gaia os sons tipicamente brasileiros e africanos, numa celebração das tradições musicais que unem os distintos povos do mundo lusófono.

Tiganá Santana, um dos grandes talentos da música brasileira, é natural de Salvador da Baía e considera-se um aprendiz de mestres universais como João Gilberto, Dorival Caymmi, Cole Porter, Pixinguinha e Ali Farka Touré. A 14 de Setembro, um concerto que expressa a aventura e a experiência humanas desvenda um compositor genial em temas que percorrem as memórias e as paisagens da herança afro-brasileira.

A 18 de Setembro é Lura quem faz ecoar a canção: alvo de inúmeras e eloquentes críticas na imprensa nacional e internacional, Lura carrega na voz a força das raízes crioulas e um talento que a sublinha como uma das mais reconhecidas cantoras africanas. Nascida em Lisboa, é apaixonada pela música de Cabo Verde, cantando a essência mestiça do povo cabo-verdiano.

Espaço Kids, a LEGO® na Comicon Portugal



No espaço Kids, a LEGO® não quer que te falte nada e por isso preparou um conjunto de actividades em que vais poder participar durante os quatro dias da Comic Con Portugal 2019. Consulta a lista abaixo e fica a par de todas as actividades que a LEGO® preparou para ti.

Adivinha quantas peças: Aqui, os visitantes vão ter de adivinhar quantas peças LEGO® estão dentro de um jarro. Ao final do dia, o palpite mais certeiro ganha um prémio da marca. A participação neste desafio faz-se através de um post público no Instagram com a hashtag #LEGOCCPT. O vencedor é depois contactado via Instagram e o prémio deverá ser levantado no stand da LEGO® durante o evento.

Hidden Side: Esta nova gama da  LEGO® está à tua espera para que brinques com ela e jogues com a nova App de realidade aumentada LEGO® Hidden Side. Passa no stand da marca e fica a conhecer esta novidade.



Desafio de Construção LEGO® - Velocidade: Neste desafio tens 30 minutos para construir um set LEGO®. O construtor mais rápido a terminar a construção recebe um prémio.

Palestra: "Trabalhar a brincar – Como é a vida de um LEGO® Designer?". Fica a saber como é ser um designer na LEGO®, com esta palestra, onde poderás esclarecer todas as tuas dúvidas e fazer várias questões ao designer LEGO® Star Wars™, César Carvalhosa Soares, que vem da Dinamarca para participar na Comic Con Portugal.

Desafio Criatividade: Neste desafio, todos os concorrentes têm as mesmas peças. Com elas, cada um terá que fazer uma criação, ao seu gosto e de acordo com a sua imaginação. No final, o mais criativo ganha um prémio. O Designer da LEGO®, César Carvalhosa Soares, vai ser o júri deste desafio. Será que és tu que o vais surpreender?

"Workshop Criativo – as infinitas possibilidades do Sistema LEGO®": Neste workshop prático, o designer da LEGO®, César Carvalhosa Soares, vai dar-te várias dicas e mostrar-te as infinitas possibilidades de criação e combinação das peças Lego. Aproveita a oportunidade de aprender com o melhor e não faltes a este workshop!

XBOX na Comic Con Portugal


A XBOX vai marcar presença, de 12 a 15 de Setembro, na área Gaming da Comic Con Portugal 2019, com uma incrível ativação, onde todos vão poder experimentar os seguintes jogos:


  • Rocket League: jogo de futebol no estilo arcada, combinado com o caos automobilístico, com jogabilidade intuitiva e competição fluida, baseada na física.
  • Forza Horizon 4: Aventura-te sozinho ou junta-te a outros para explorar a bela e histórica Grã-Bretanha, num mundo aberto partilhado, em que podes conduzir mais de 450 carros.
  • Mortal Kombat 11: Um clássico jogo de luta com personagens icónicas e totalmente otimizado para a Xbox One X.
  • NBA 2K20: Com os melhores gráficos e a melhor mecânica de jogo da sua classe, modos de jogo revolucionários e funcionalidades ímpares de controlo, vive o verdadeiro espírito do Basketball.
  • Gears 5: De uma das sagas mais aclamadas da história dos jogos, o Gears está maior do que nunca - com cinco modos emocionantes e a campanha mais aprofundada de sempre.
  • PES 2020: Este reconhecido jogo de futebol, continua a trabalhar para melhorar o realismo e a autenticidade e oferece importantes melhoras dentro e fora do campo de futebol.

HP Anuncia Novas Experiências de Gaming Impressionantes


No decorrer da Gamescom 2019, a HP anunciou um novo conjunto de software e serviços OMEN, e novo hardware OMEN e Pavilion Gaming, concebido para proporcionar experiências de jogo arrebatadoras para jogadores de todos os níveis.

O fenómeno de Gaming tornou-se global, com 2,3 mil milhões de pessoas a jogarem atualmente em todo o mundo. O objectivo dos jogadores se destacarem nos jogos em que participam vai para além do hardware, e procurar o limite é mais comum do que nunca. Trinta e oito por cento dos jogadores são motivados pela capacidade de dominar um jogo e trinta e cinco por cento estão focados na competição e no desenvolvimento do jogo. Com a introdução do Coaching e dos novos serviços de Gaming do OMEN Command Center, os jogadores nunca param de melhorar e de conseguir o melhor desempenho.

Para além de novo software e serviços de gaming, a HP anunciou novos monitores e acessórios que incluem o ecrã OMEN X 27 Display preparado para eSports, os auscultadores OMEN Mindframe Prime Headset, e o teclado OMEN Encoder Keyboard e vários produtos da crescente linha de acessórios OMEN Transceptor. O Pavilion Gaming também deixa a sua marca com o novo Desktop Pavilion Gaming, o novo teclado Pavilion Gaming Keyboard 800 e o primeiro portátil de gaming da HP com processador AMD, o Pavilion Gaming 15. Este portfolio é complementado com os monitores HP 22x e HP 24x, ideais para jogadores que procuram qualidade com um orçamento limitado.

quinta-feira, 29 de agosto de 2019

Exposição na Casa-Museu Medeiros e Almeida


“Fragmentos da Memória” é a exposição de pintura que a Casa-Museu Medeiros e Almeida, em Lisboa, recebe de 3 a 14 de Setembro. Esta é a segunda exposição individual de João Amoêdo Pinto, que reúne 20 peças assentes na exploração dos materiais e das suas memórias, assim como de memórias do próprio autor.

Resultado de um trabalho desenvolvido ao longo de 2019, este conjunto de obras teve como início a exploração plástica dos “restos” de maquetas de arquitetura. João Amoêdo Pinto explorou estas superfícies fragmentadas através da sua justaposição a superfícies desconstruídas que tratou, plasticamente, com diferentes materiais que se conjugam, sob a abordagem e tratamento final de preto no branco.

Este trabalho e a utilização de materiais alternativos, resultantes também da recolha na rua, levaram a uma segunda fase no processo. Os mesmos foram tratados diretamente sob uma linguagem comum no que respeita à expressão plástica do autor, que assume a fragmentação resultante da sua intervenção ativa e expressionista sobre estas superfícies.

A memória de espaços, tempos e sentimentos de João Amoêdo Pinto surge em fragmentos no trabalho presente nesta exposição, como afirma o artista: “A memória assalta-me em fragmentos, do tempo que vivi, das palavras que disse e que não disse, de tudo o que sinto e me emociona, das influências que aceito e bebo como se fossem memórias minhas. A obra conduz-me à medida que a desenvolvo, fragmentada e intuitiva”. As peças têm, elas próprias, títulos relacionados com tempos ou momentos vividos e sentidos intimamente, como Raining at my window ou What If.

Sobre o Autor 

João Amoêdo Pinto nasceu em Lisboa, em 1967, e nesta cidade viveu a maior parte da sua vida. Cresceu numa família de arquitetos, colecionadores de arte e artistas, o que lhe proporcionou entrar em contacto com o mundo da arte ainda muito jovem.

Ter vivido fora de Portugal e, como surfista, ter viajado pelo mundo, permitiu a João Amoêdo Pinto entender melhor o ser humano e as diferenças sociais e culturais.

Desenvolveu a sua expressão artística entre 1989 e 1994, quando o design e a publicidade (a sua profissão) o desafiaram a desenvolver a sua criatividade de uma forma diferente. Em 2016, mudanças profundas na sua vida, juntamente com uma procura de crescimento emocional e espiritual, trouxeram-no de volta à expressão artística.

O trabalho de João Amoêdo Pinto é ditado pelo seu estado espiritual mais profundo: “Quando olho para o meu trabalho, seja com raiva, desapego, preocupação, alegria ou dor, faço-o sempre com entrega. Autodidata como artista, para mim, os temas são “insights” que refletem a minha cultura, estado de espírito, alma e experiências de vida, assim como a minha busca interior”.

"Campo" de Tiago Hespanha estreia em Setembro



A longa-metragem Campo , realizada por Tiago Hespanha e produzida pela Terratreme, estreia nas salas de cinema no dia 26 de Setembro.

Filmado em Alcochete, na maior base militar na Europa, este filme parte da experiência deste lugar para reflectir sobre a natureza das coisas, físicas e humanas, transcendentes e misteriosas, aqui presas num ciclo de repetição permanente. "Aproximei-me dos homens e dos animais que aqui habitam e encontrei excitação, obsessão, curiosidade mas também rotina e aborrecimento. Mas o que vivi apontava sempre para a transcendência do mundo e da vida, maiores que este lugar", afirma Tiago Hespanha, realizador de CAMPO e sócio fundador do colectivo Terratreme. Hespanha assinou a realização de filmes como  Revolução Industrial (corealização Frederico Lobo, 2014), Visita Guiada (2009) ou O Presente que Veio de Longe (2008).

Campo tem sido exibido em festivais de todo o mundo (Cinéma du Réel, Hotdocs, Hong Kong International Film Festival), tendo recebido o Prémio First Look no Festival de Locarno em 2018 para apoio à pós-produção e o Prémio Melhor Realizador para Longa Metragem Portuguesa no IndieLisboa 2019.

Além desta estreia comercial em Portugal, está também assegurada a distribuição comercial de Campo na Alemanha e Brasil ainda em 2019 e em Espanha em 2020.

Depois de Campo, a produtora Terratreme vai ainda estrear nas salas portuguesas Tempo Comum de Susana Nobre e Alva de Ico Costa, em Outubro e Novembro, respectivamente.

Campo tem o apoio financeiro da RTP e do ICA.



Sinopse
A palavra ‘campo’ vem do latim capere (capturar). Na Antiguidade, nos arredores de Roma ficava o ‘Campo de Marte’, o terreno onde se treinavam os soldados. Hoje, nos arredores de Lisboa, fica a maior base militar da Europa. Neste campo, encontrei militares a treinarem missões fictícias, enquanto astrónomos observam estrelas e um rapaz toca piano para veados selvagens que espreitam os homens à noite. Aqui vi a vida manifestar-se nas suas dimensões mais extremas e, aparentemente, contraditórias. CAMPO parte da experiência deste lugar para reflectir sobre a natureza das coisas, físicas e humanas, transcendentes e misteriosas, aqui presas num ciclo de repetição permanente


Temperos da Argas – Alimentação Saudável e Natural em Família



A família é o mais importante. É o nosso tudo. É por ela que tentamos encontrar uma alimentação mais saudável, consciente e sustentável, onde valorizamos o que é nosso e o que está escrito nos nossos genes, adequando esse conhecimento a uma vida moderna. Partindo deste pressuposto, Márcia Patrício apresenta-nos neste livro opções para facilitar a introdução de uma alimentação com inspiração paleo na sua família. Dicas e sugestões para ajudar nesta mudança, os alimentos que deve privilegiar, as receitas para pequeno-almoço, refeições principais e snacks, não faltando os lanches infantis e marmitas, as opções mais amigas das dietas e até as deliciosas adaptações de doces que nos marcam a memória.

Um livro de Márcia Patrício, editado pela Saída de Emergência, em Setembro.

“Era uma vez em Goa” no Museu do Oriente




O Museu do Oriente dedica o mês de Setembro a Goa, desvendando olhares sobre este território, antes e imediatamente após a integração na Índia, em 1961, através do ciclo de cinema “Era uma vez em Goa: Identidade e Memórias no Cinema”. Em sete sessões, dos dias 4 a 29, às 18h00, os filmes e documentários apresentados revelam perspectivas de realizadores portugueses e goeses que problematizam a sua complexidade identitária e cultural. A entrada é gratuita. 

O ciclo apresenta filmes provenientes de arquivos públicos – da Rádio e Televisão Portuguesa, do Centro de Audiovisuais do Exército (CAVE), da Filmoteca Española –, por vezes desprovidos de som, que serão comentados por especialistas. Em contraponto aos filmes “oficiosos”, produzidos pela propaganda, serão mostradas investigações de realizadores não goeses, como “Eternal Foreigner” (2003), de Paula Albuquerque, e “Pátria Incerta” (2005), de Inês Gonçalves e Vasco Pimentel ou “A Dama de Chandor” (1998), de Catarina Mourão, numa cópia restaurada com o apoio da Fundação Oriente.

“Era uma vez em Goa” integra também filmes goeses contemporâneos, documentais e um filme ficcional konkani, que fixam percepções pessoais, mas que atestam quer a singularidade identitária goesa, quer um cuidado em fixar as alterações culturais e da ecologia do território.

O primeiro filme ficcional konkani, “Mogacho Anvddo” (1950) foi filmado, em Goa, por Jerry Braganza, ainda durante o colonialismo português. “Digant” (2012), de Dnyanesh Moghe, é um filme ficcional que participa no esforço de manutenção de uma produção de cinema local, em koncani, estando ligado, pela abordagem temática, às preocupações, pela via documental, de outros realizadores goeses.

Agrupados sob o título “Comunidades goesas e culturas em filmes documentais”, “Caazu” (2015), de Ronak Kamak; “Dances of Goa” (2012), de Nalini Elvino de Sousa; “Shifting Sands” (2013), de Sonia Filinto e “Saxtticho Koddo – O Celeiro de Salcete” (2018), de Vince Costa reflectem sobre práticas ancestrais que estão hoje ameaçadas.

Neste encontro entre Portugal e Goa através do cinema, “I Am Nothing”, de Ronak Kamat, fixa aspectos da vida e obra de Vamona Navelcar, um dos maiores vultos da pintura na Índia, que afirma a sua identidade goesa sem jamais esquecer a ligação a Portugal. 

“Era uma vez em Goa: Identidade e Memórias no Cinema” é co-organizado pela Fundação Oriente, em parceria com o Centro de Audiovisuais do Exército e com a RTP, através da cedência de materiais fílmicos. Todos os filmes são legendados em português ou em inglês.



Ciclo de Cinema

“Era uma vez em Goa: identidades e memórias no cinema”
4, 8, 13, 18, 22, 27 e 29 Setembro
Auditório e Sala Beijing

18h00
Entrada Gratuita, mediante levantamento prévio de bilhete

Casino Estoril acolhe XXXIX Salão Internacional de Pintura Naif



Em destaque na Galeria de Arte, os visitantes do Casino Estoril podem contemplar, até 10 de Setembro, o Salão Internacional de Pintura Naïf mais antigo do mundo. A 39ª edição desta emblemática mostra colectiva presta homenagem a Arménio Ferreira.

Desde a realização da primeira edição, em 1980, mais de 500 artistas apresentaram cerca de 5200 obras na Galeria de Arte do Casino Estoril. A entrada é livre.

É inquestionável que se deve a Nuno Lima de Carvalho, como Director da Galeria de Arte do Casino Estoril, a visibilidade que a Pintura Naïf alcançou, nas últimas quatro décadas, no contexto das Artes Plásticas em Portugal.

O trabalho desenvolvido na promoção da Arte Naïf tem dado frutos. Como exemplo podemos destacar que anualmente esta é a exposição mais visitada de todas as organizadas por esta Galeria. De sublinhar, também, o facto de muitos dos nossos grandes artistas serem ou terem sido apreciadores convictos da Pintura Naïf: Francisco Relógio, Carlos Botelho, Martha Telles, Thomás de Mello/Tom, Artur Bual, Manuel Cargaleiro e Júlio Pomar reconheceram-lhe mérito e estatuto artístico, ao lado de todas as outras correntes. “É uma Arte concebida sem pecado”, como tão magnificamente a definiu Júlio Pomar”.

Estão em destaque obras de A.Barbosa, A.Réu, Antero Anastácio, Arménio Ferreira, Augusto Pinheiro, Bento Sargento, Conceição Lopes, Deborah Collens, Dulce Ventura, Elza Filipa, Fernanda Azevedo, Leonel Pereira, Luiza Caetano, Manuel Castro, Maria Tereza, Nell e Rute Castro.



No Salão Internacional de Pintura Naïf, do corrente ano, já na 39ª edição, é homenageado Arménio Ferreira, artista nascido em 1935, em Oliveira, Braga, e que é uma referência nacional dentro desta modalidade pictórica. Foi radiotelegrafista militar, durante 13 anos, tendo ingressado na TAP em 1969, onde exerceu funções de supervisor de operações de voo, durante 20 anos. Iniciou-se na prática da pintura naïf no início da reforma, por volta dos anos 90. Não tem preferência por temas. Escolhe-os segundo a inspiração do momento e as encomendas, que vai recebendo, segundo diz.

O XXXIX Salão Internacional de Pintura Naïf estará patente ao público, até 10 de Setembro, todos os dias, das 15 às 24 horas. A entrada é livre. 

O acesso à Galeria de Arte do Casino Estoril é livre, sendo que a partir das 22 horas, é exclusivamente para maiores de 14 anos, e para maiores de 10 anos quando acompanhados pelos pais.

Ballers estreia na HBO Portugal



A série de comédia Ballers acompanha o mundo glamoroso e impiedoso do futebol profissional, através da perspectiva de antigos e actuais jogadores que lutam para continuar em jogo. Ballers é protagonizada por Dwayne Johnson - “The Rock”, no papel da ex-superestrela Spencer Strasmore, que se reinventou como gestor financeiro de atuais jogadores. Criada por Stephen Levinson ("Boardwalk Empire"), a bem sucedida série de comédia volta para a sua quinta e última temporada de oito episódios, em exclusivo, na HBO Portugal.

Esta temporada começa com Spencer (Dwayne Johnson) a desfrutar pacificamente da reforma e a reflectir sobre o passado, quando uma oferta, demasiado boa para ser recusada, chega até ele e o leva de volta para o covil dos leões, agora como dono de uma equipa. Na sequência da distância de Spencer, um ambicioso Joe (Rob Corddry) aposta agressivamente em tornar o Sports X maior do que nunca com a ajuda de um novo companheiro, Lance (Russell Brand). Enquanto isso, Ricky (John David Washington) é surpreendido por um contratempo que o obriga a considerar um novo futuro e a  testar a determinação física, mental e emocional. Charles (Omar Miller) descobre que ser Diretor Geral significa sujar as mãos, Vernon (Donovan W. Carter) muda o foco para o seu amor pelo jogo profissional, apesar da prudência de Reggie (London Brown) e Jason (Troy Garity) decide levar a sua carreira ao próximo nível.

Do elenco habitual regressam John David Washington, Rob Corddry, Omar Miller, Donovan Carter, Troy Garity, London Brown e Brittany S. Hall.

Entre as estrelas convidadas estão Russell Brand, Carl McDowell, Jazmyn Simon, Jay Glazer, Mark Schlereth, Robert Wisdom, Richard Schiff, Steven Weber e Emayatzy Corinealdi.

O elenco convidado para a quinta temporada inclui ainda Catherine Haena Kim, Odell Beckham Jr., Melvin Gordon, Rick Fox, Mikey Alfred, Randy Couture, DeAndre Hopkins, Derwin James, Von Miller, Malcolm Jenkins e Dante Fowler, Jr.

Ballers foi criada por Stephen Levinson; com produção executiva de Stephen Levinson, Mark Wahlberg, Dwayne Johnson, Dany Garcia, Peter Berg, Rob Weiss, Karyn McCarthy e Julian Farino; supervisão de Janace Tashjian, Rashard Mendenhall e Steve Baker; produção de Julie Camino, David Levinson, Denis Biggs, Colby Parker Jr., Don J. Hug, Tommy Armor IV; co-produção, Sarah Potts, Natalie Lindeman e Olivier Arnese


ASUS volta a marcar presença na Comic Con Portugal


A ASUS volta a marcar presença na Comic Con Portugal 2019, com um espaço exclusivo, composto por três áreas distintas: Espaço 30th Years of Fighter; Um Novo Desafio; ASUS Pop Up Store.


Espaço 30th Years of Fighter
A celebrar 30 anos, a ASUS traz a este espaço, com o apoio da Capcom, um ecrã gigante e uma edição especial de 30º aniversário do Street Fighter.
Já imaginaste defrontar os teus amigos num combate um contra um, de todas as edições do Street Fighter. Esta é "A" oportunidade de ficares a conhecer as edições mais antigas e/ou de jogar as últimas edições, no melhor cenário possível. Para isso, a ASUS preparou dois Arcade Fighting Sticks, um PC topo de gama e um ecrã gigante só para ti e para os teus amigos. E como se isto não fosse já espetacular, haverá ainda prémios para os vencedores e direito a desforra para os perdedores.

Um Novo Desafio
Aqui, poderás encontrar um jogo nacional que será lançado apenas em 2020. Mas como a ASUS não quer que te falta nada, através dos melhores portáteis do mundo, não só vais poder ficar a conhecer este jogo, que só vais poder jogar em casa no próximo ano, como vais poder também participar num desafio que envolve esse jogo surpresa... e ganhar vários prémios!

ASUS Pop Up Store
Pela primeira vez num evento deste género, a ASUS vai ter um ponto de venda onde vais poder encontrar alguns dos seus produtos, que normalmente não encontras nas lojas. A juntar a isso, a neste espaço vais ainda poder encontrar promoções únicas, criadas exclusivamente para a Comic Con Portugal 2019.

Estreias de cinema de 29 de Agosto de 2019


Esta semana dentre as várias estreias de cinema nas salas nacionais o "Cultura e não Só" destaca as seguintes:



O Falcão Manteiga de Amendoim

Tudo começa quando Zak, um rapaz com síndrome de Down, decide fugir da casa de acolhimento onde vive e aventurar-se no mundo, determinado a inscrever-se numa escola profissional de "wrestling". É assim que conhece Tyler, um fora-da-lei de bom coração que o acolhe e quer ajudá-lo a concretizar o seu sonho. Com o passar dos dias, os dois tornam-se próximos. A sua cumplicidade vai conquistar Eleanor, uma jovem que, num impulso inesperado, larga tudo e para os acompanhar na aventura. É assim que os três se vão deixando levar pela vida e se vêem a fazer coisas que apenas os grandes amigos são capazes de fazer.
Com Shia LaBeouf, Dakota Johnson, John Hawkes, Bruce Dern e Zack Gottsagen nos papéis principais, uma comédia dramática sobre amizade e capacidade de superação, com argumento e realização dos estreantes Tyler Nilson e Michael Schwartz. 



47 Metros: Medo Profundo

Mia está no México, de visita a Grant, o pai, que se dedica a estudar uma cidade maia inundada pelas águas do mar. Apesar de um pouco contrariada por ser obrigada a conviver com a nova família do progenitor, Mia resolve tirar o máximo partido daqueles dias. É assim que ela e três amigas vão fazer mergulho em segredo na gruta subaquática onde Grant está a trabalhar. Ali, enquanto percorrem as ruínas de um templo, as raparigas vão deparar-se com um tubarão-branco, um dos mais perigosos predadores do reino animal. Com oxigénio suficiente para apenas mais uma hora, têm de tentar controlar o pânico e encontrar uma saída daquele labirinto de pedra, antes que seja demasiado tarde. 
Com Sophie Nélisse, Brianne Tju, Sistine Rose Stallone e Corinne Foxx (a primeira é filha de Sylvester Stallone; a segunda, de Jamie Foxx) nos papéis principais, um filme de terror realizado pelo britânico Johannes Roberts, segundo um argumento seu e do espanhol Ernest Riera – tal como acontecera no anterior "47 Metros de Terror" (2017). 



Blinded by the Light - O Poder da Música

Luton (Inglaterra), década de 1980. Javed, um jovem imigrante paquistanês, tenta adaptar-se à cultura de um país radicalmente diferente do seu, ao mesmo tempo que se esforça por respeitar e seguir as tradições da sua família. Um dia, um amigo mostra-lhe uma cassete com as músicas de Bruce Springsteen. Aquelas letras, que ecoam no mais profundo de si mesmo, vão transformá-lo. Com elas, vai aprender qual o seu lugar no mundo e perceber o que existe de comum entre si e os que o rodeiam. Mas o pai, um homem com resistência à mudança, vai ter dificuldades em aceitar as suas escolhas.
Com assinatura da realizadora inglesa de origem indiana Gurinder Chadha ("Joga Como Beckham", "A Noiva Indecisa", "Adeus Índia"), um filme que transpõe para o grande ecrã o livro de memórias do jornalista Sarfraz Manzoor que, ao lado da realizadora e de Mayeda Berges, também se responsabiliza pelo argumento. Estreado no Festival de Cinema de Sundance (EUA), conta com Viveik Kalra, Hayley Atwell, Rob Brydon, Kulvinder Ghir e Nell Williams nos papéis principais. "Blinded by the light", o título do filme, é também o nome de uma música escrita por  Bruce Springsteen, que faz parte do álbum "Greetings from Asbury Park, N.J.", editado em 1973. 

quarta-feira, 28 de agosto de 2019

Musical "Oiçam OItentamente" em destaque no Casino Estoril


Em destaque no Auditório, o musical “Oiçam Oitentamente” continua a conquistar os visitantes do Casino Estoril. Trata-se de um espectáculo, de Henrique Feist, que convida o público a recordar composições que marcaram, precisamente a década de 80 do século XX. O ciclo de representações renova-se, de Sexta-Feira a Domingo, até ao próximo dia 15 de Setembro.


Com uma matriz revivalista, “Oiçam Oitentamente” é mais uma produção da Artfeist que tem esgotado sucessivamente o Auditório. O público pode acompanhar, ao longo de duas horas, um extenso elenco de canções que se tornaram verdadeiros ícones dos anos 80. 

O musical “Oiçam Oitentamente” distingue-se pelo seu estilo muito dinâmico, reunindo em palco Henrique Feist, Mariana Pacheco, Diogo Leite e Valter Mira. A Direcção musical está a cargo de Nuno Feist.


Ka Baird ao vivo no Musicbox



A artista/performer norte-americana Ka Baird está de regresso a Portugal em Outubro. Desta feita, em nome próprio depois de ter estado no nosso país como opening act da última tour de Josephine Foster. 

Este concerto no Musicbox servirá para Ka Baird apresentar-nos o seu novo álbum Respires a ser lançado em breve.

Ka Baird notabilizou-se pelas suas participações/colaborações com artistas como Andrew Fitzpatrick (no projeto Azha), Camilla Padgitt-Coles (no projeto Tropical Rock) ou Taralie Peterson (no projeto Spires That in the Sunset Rises). A solo, editou até aos dias de hoje, os discos See Sun Think Shadow (2015), A Love Supreme (2016) e Sapropelic Pycnic (2017). As suas performances já foram apresentadas em teatros, clubes, galerias e museus. Casos destes últimos, por exemplo, o Museum of Contemporary Art (Chicago) e o MoMA PS1, Ou em festivais como o TUSK (Newcastle, UK), Incubate (Tilburg, Netherlands), KRAAK (Brussels, Belgium), Le Guess Who (Utrecht, Netherlands), e o Festival Of Endless Gratitude (Copenhagen, DK). Ka Baird tem tido também residência artística em locais como o Experimental Sound Studio (Chicago, IL) e o Pioneer Works (Brooklyn).

Ao vivo, Ka Baird distingue-se pela multiplicidade de instrumentos/ritmos, bases sonoras utilizadas. Num misto de improvisação e de música pré gravada.

Pode ser redudante esta mesma afirmação, mas no caso de Ka Baird, os concertos são mesmo únicos, irrepetíveis.




Ka Baird | Musicbox Lisboa 28 Outubro 2019
22:30 | €10

Encontros e Encontrões de Portugal no Mundo



O que têm em comum Pêro da Covilhã, Catarina de Bragança, Eça de Queiroz, Maria Ramos, Annie Silva Pais ou Carlos Queiroz? Serem portugueses e terem andado pelo mundo fora, uns simbolizando encontros de culturas, outros dando verdadeiros encontrões, daí o nome deste livro.

A escolha destes portugueses foi quase fruto do acaso: o autor cruzou-se com um artigo curioso num diário estrangeiro, ou com o comentário de um embaixador, conversou com outro jornalista, viu  um poster na parede de um restaurante ou visitou umas ruínas esquecidas.

Com este livro vamos descobrir como os portugueses (e não só na era das Descobertas) sempre gostaram de andar pelo mundo e dar-se com gentes de outras paragens. E portugueses, neste livro, são todos aqueles de cultura portuguesa, sejam um santo católico nascido em Goa ou um marinheiro das Caraíbas filho de um português e uma angolana.

Um livro de Leonídio Paulo Ferreira, editado pela Saída de Emergência, nas livrarias em Setembro.


HP anuncia movas experiências de gaming



No decorrer da Gamescom 2019, a HP anunciou um novo conjunto de software e serviços OMEN, e novo hardware OMEN e Pavilion Gaming, concebido para proporcionar experiências de jogo arrebatadoras para jogadores de todos os níveis. 

O fenómeno de Gaming tornou-se global, com 2,3 mil milhões de pessoas a jogarem actualmente em todo o mundo. O objectivo dos jogadores se destacarem nos jogos em que participam vai para além do hardware, e procurar o limite é mais comum do que nunca.

Trinta e oito por cento dos jogadores são motivados pela capacidade de dominar um jogo e trinta e cinco por cento estão focados na competição e no desenvolvimento do jogo 3 . Com a introdução do Coaching e dos novos serviços de Gaming do OMEN Command Center 4, os jogadores nunca param de melhorar e de conseguir o melhor desempenho.


Para além de novo software e serviços de gaming, a HP anunciou novos monitores e acessórios que incluem o ecrã OMEN X 27 Display preparado para eSports, os auscultadores OMEN Mindframe Prime Headset, e o teclado OMEN Encoder Keyboard e vários produtos da crescente linha de acessórios OMEN Transceptor. O Pavilion Gaming também deixa a sua marca com o novo Desktop Pavilion Gaming, o novo teclado Pavilion Gaming Keyboard 800 e o primeiro portátil de gaming da HP com processador AMD, o Pavilion Gaming 15. Este portfolio é complementado com os monitores HP 22x e HP 24x, ideais para jogadores que procuram qualidade com um orçamento limitado.

“OMEN é uma marca inclusiva de uma comunidade, comprometida com a desenvolvimento de um ecossistema de classe mundial que inclui o melhor hardware, software, conteúdo e serviços”, disse Anne-Sophie Hadberg, Diretora Geral, EMEA Personal Systems da HP Inc. 

“Com o software e hardware mais recentes, incluindo o OMEN Command Center, o OMEN X 27 e o Pavilion Gaming Desktop, a HP está a enriquecer as experiências de gaming ajudando os jogadores a melhorar as suas capacidades e a continuar a progredirem”.



Ajudar os Jogadores a Vencer
OMEN Command Center 4 – está disponível para qualquer PC com Windows 10 através do Windows Store – e a nova versão apresenta uma série de novas funcionalidades concebidas para o tornar num hub de gaming;
 Coaching 5 para os PCs OMEN com suporte no lançamento para o League of Legends e no futuro para outros jogos. Esta ferramenta, baseada em IA e desenvolvida pela Mobalytics, analisa as capacidades de jogo e disponibiliza informações importantes sobre pontos fortes e fracos para melhorar o desempenho do jogador.
 Com o My Games 6 , os jogadores podem gerir os seus dispositivos e ter acesso às suas bibliotecas de jogos a partir de um local central, fornecendo acesso rápido e fácil aos seus jogos favoritos. Inclui monitorização em tempo real para acompanhar as horas dispendidas com determinados jogos em conjunto com informações semanais.
 As novas características Profiles 7 permitem criar perfis de jogos para os PCs e acessórios OMEN e incluem suporte para o teclado OMEN Sequencer Keyboard e o OMEN Photon Mouse.
 Com o Rewards Beta 8 (da Versus Systems) lançado nos EUA, os jogadores podem ganhar prémios enquanto se divertem com os seus jogos favoritos, melhorando as suas capacidades e competindo com outros jogadores.



Preço e Disponbilidade
 O OMEN X 27 Display estará disponível na EMEA em outubro por €689.
 O OMEN Mindframe Prime Headset estará disponível na EMEA em agosto por €199.99.
 O OMEN Encoder Keyboard estará disponível na EMEA em outubro por €139.99.
 O OMEN Transceptor Bags estará disponível na EMEA em agosto a partir de €49.99.
 O Pavilion Gaming Desktop estará disponível na EMEA em Outubro a partir de €749 (AMD)
e €799 (Intel).
 O Pavilion Gaming 15 Laptop estará disponível na EMEA em Novembro a partir de €799
 O Pavilion Gaming Keyboard 800 já está disponível na EMEA com o preço de €99.99.
 O monitor HP 22x estará disponível na EMEA em setembro com o preço de €169.
 O monitor HP 24x estará disponível na EMEA em setembro por €229.
 O Game Coaching está já disponível no Command Center na EMEA, enquanto o Rewards
será lançado no Command Center na EMEA no início de 2020.

Paço de Arcos em festa



Paço de Arcos vai estar em festa até dia 1 de Setembro, na 50.ª edição das celebrações em honra do Senhor Jesus dos Navegantes no Jardim Municipal de Paço de Arcos.

Com um programa muito diversificado, não faltarão os eventos religiosos, eventos culturais, demonstrações desportivas, workshops de danças, animações infantis e actuações musicais.

No dia 1 de Setembro, realiza-se mais uma regata Patrão Lopes, promovida pelo Clube Desportivo de Paço de Arcos.

Destaque ainda para o programa religioso com a tradicional procissão e o encerramento das festas com um espectáculo piromusical a decorrer na Praia Velha de Paço de Arcos.

- Consultar aqui o programa completo.

Bia Ferreira ao vivo no Musicbox



Depois de ter estado em Portugal no passado mês de Fevereiro, a cantora, compositora, multi instrumentista e activista Bia Ferreira, está de volta ao nosso país. 12 de Novembro é o dia. Musicbox Lisboa o local.

Bia Ferreira define a sua música como MMP: Música de Mulher Preta. Toca desde os seus 15 anos de idade e, mesmo sem qualquer álbum editado, tem sido uma das novas revelações da música brasileira tendo sido nomeada aos Women Music Award 2018, participou no Pulso Red Bull Music e foi convidada a participar no musical sobre Elza Soares.

Finalmente, está prestes a ser editado o primeiro álbum Um Chamado.

A música Cota Não É Esmola (na sua versão ao vivo no Sofar Sounds em Curitiba) já tem mais de 7 milhões de visualizações no You Tube.

Bia Ferreira | MusicBox Lisboa 12 Novembro 2019
22:30 | €12


Gaming na Comic Con Portugal 2019


Integrado num ambiente descontraído e de festa, com pufs em vez de cadeiras e num auditório em que se pode comer um snack, enquanto se aguarda a nossa vez de jogar, o palco “Split Screen” quer trazer para a área Gaming da Comic Con Portugal 2019 os videojogos que, geralmente, jogamos em casa com a família e/ou vários amigos.

Aqui, todos os visitantes, de todas as idades, vão ser convidados a ser as estrelas em palco. O ecrã gigante no centro do palco ocupa o lugar da televisão que temos na nossa sala de estar e é por lá que vão passando vários jogos de consolas e PC.


Entre os oito jogos a concurso, selecionados pelo público e fãs da Comic Con Portugal nas redes sociais do evento, haverá uma competição para definir qual o jogo mais divertido. Todos os participantes e espectadores vão poder votar na qualidade do jogo que estão a ver e jogar. No final do dia, os jogos com pior classificação são eliminados, num processo de seleção que culmina com um frente a frente entre os três jogos mais votados no último dia da Comic Con Portugal 2019, 15 de Setembro.

No final do evento serão anunciados e galardoados os melhores split screens da Comic Con Portugal 2019.

Dueto Luz no Casino Lisboa


O Casino Lisboa recebe o Dueto Luz, a partir de hoje. Patricia Alves e Cláudio Alves apresentam-se no palco multiusos do Arena Lounge para homenagearem nomes consagrados da música portuguesa e brasileira. Com entrada gratuita, até ao próximo Sábado, 31 de Agosto.

Após cinco anos a tocar juntos, os irmãos Patrícia Alves (voz) e Cláudio Alves (voz e guitarra), decidiram formar um projecto que une a paixão que partilham pelo Fado Português e a Música Popular Brasileira. 

Com um registo intimista, o Dueto Luz recupera êxitos de compositores e músicos como, por exemplo, Djavan, Paulinho da Viola, António Carlos Jobim, Paulo de Carvalho, Alberto Janes, Amália Rodrigues ou Alain Oulman, que se combinam numa harmonia perfeita.


Ciclo de música ao vivo com os Dueto Luz
De Quarta-Feira, dia 28, a Sábado dia 31 de Agosto
Com dois sets: das 22h10 às 23h00 e das 23h30 às 00h20

terça-feira, 27 de agosto de 2019

Novo Circo com Miguel & Pedro no Casino Lisboa


Aplaudidos pelos visitantes do Casino Lisboa, Miguel & Pedro continuam a protagonizar notáveis espectáculos de Novo Circo. No amplo espaço do Arena Lounge, a experiente dupla apresenta um exigente número em Straps. Com entrada livre, de Quarta-Feira a Sábado, 28 a 31 de Agosto, a partir das 23h20.

Miguel & Pedro, dois acrobatas aéreos e de solo, apresentam o seu trabalho em dupla. São duas actuações completamente novas e inovadoras, especialmente concebidas para o Arena Lounge do Casino Lisboa. 

Entre quedas e demonstrações de força, Miguel & Pedro contam-nos uma história onde a entreajuda é necessária para a sobrevivência, a técnica de voo e rotação, e a sua dinâmica, são o caminho a percorrer para alcançar o objectivo. Deixe-se levar pela beleza da magia do Circo. Silêncio! Que a história será contada.

"Dia de Portas Abertas” na Rota dos Vinhos Verdes



A 7 de Setembro, a Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes (CVRVV) promove um “Dia de Portas Abertas” na Rota dos Vinhos Verdes, em que cerca de uma dezena de quintas da Região estão abertas ao público para receber visitas e proporcionar provas de Vinho Verde.

Sem marcação prévia, entre as 10 e as 19 horas, é possível conhecer as empresas, as vinhas e as referências do portfólio de cada produtor associado, havendo ainda propostas de actividades complementares em alguns dos aderentes da Rota dos Vinhos Verdes.

A iniciativa, destinada aos consumidores de Vinho Verde, permite conhecer os vários perfis de vinhos da Região e contactar directamente com os produtores e o território. Pela primeira vez, os aderentes da Rota dos Vinhos Verdes abrem portas numa acção conjunta que investe na proximidade e na descoberta das várias sub-Regiões.

Recorde-se que a Rota dos Vinhos Verdes abrange 49 concelhos no Noroeste de Portugal, nos quais o Vinho Verde serve de mote para partir à descoberta de quintas, adegas, restaurantes, unidades de alojamento e empresas de animação turística que oferecem diversas propostas de actividades e itinerários, proporcionando experiências culturais associadas à temática do vinho. 

A Rota dos Vinhos Verdes, para além de coordenar as acções propostas pelos operadores, apresenta um plano de acções anual, do qual fazem parte as caminhadas pelo território, provas e circuitos temáticos e uma abordagem pedagógica sobre a Região dos Vinhos Verdes.

O Despertar de Cthulhu



Lovecraft escreveu nos anos 20 do século XX uma das mais famosas histórias da literatura fantástica americana. Cthulhu, o grande ancião que sonha e que espera nas profundezas do abismo do oceano negro, tornar-se-á por si próprio o símbolo de todo o universo criado pelo autor de Providence, e ganha vida nestas páginas ilustradas pelo reconhecido François Baranger.

Fascinado desde sempre por esta obra povoada por criaturas que espreitam dos recantos mais sombrios e por Anciães titânicos cujo único olhar é suficiente para nos fazer mergulhar na loucura, François Baranger, ilustrador reconhecido mundialmente pelos seus talentos de concept artist para cinema e videojogos, começou a trabalhar na tarefa «ciclópica» de reproduzir em imagem os principais contos de H. P. Lovecraft.

Um livro de H. P. Lovecraft, editado pela Saída de Emergência, nas livrarias em Setembro.



“Fragmentos da Memória” é a exposição de pintura que a Casa-Museu Medeiros e Almeida, em Lisboa, recebe de 3 a 14 de Setembro. Esta é a segunda exposição individual de João Amoêdo Pinto, que reúne 20 peças assentes na exploração dos materiais e das suas memórias, assim como de memórias do próprio autor.

Resultado de um trabalho desenvolvido ao longo de 2019, este conjunto de obras teve como início a exploração plástica dos “restos” de maquetas de arquitetura. João Amoêdo Pinto explorou estas superfícies fragmentadas através da sua justaposição a superfícies desconstruídas que tratou, plasticamente, com diferentes materiais que se conjugam, sob a abordagem e tratamento final de preto no branco.

Este trabalho e a utilização de materiais alternativos, resultantes também da recolha na rua, levaram a uma segunda fase no processo. Os mesmos foram tratados directamente sob uma linguagem comum no que respeita à expressão plástica do autor, que assume a fragmentação resultante da sua intervenção activa e expressionista sobre estas superfícies.

A memória de espaços, tempos e sentimentos de João Amoêdo Pinto surge em fragmentos no trabalho presente nesta exposição, como afirma o artista: “A memória assalta-me em fragmentos, do tempo que vivi, das palavras que disse e que não disse, de tudo o que sinto e me emociona, das influências que aceito e bebo como se fossem memórias minhas. A obra conduz-me à medida que a desenvolvo, fragmentada e intuitiva”. As peças têm, elas próprias, títulos relacionados com tempos ou momentos vividos e sentidos intimamente, como Raining at my window ou What If.



João Amoêdo Pinto nasceu em Lisboa, em 1967, e nesta cidade viveu a maior parte da sua vida. Cresceu numa família de arquitetos, colecionadores de arte e artistas, o que lhe proporcionou entrar em contacto com o mundo da arte ainda muito jovem.

Ter vivido fora de Portugal e, como surfista, ter viajado pelo mundo, permitiu a João Amoêdo Pinto entender melhor o ser humano e as diferenças sociais e culturais.

Desenvolveu a sua expressão artística entre 1989 e 1994, quando o design e a publicidade (a sua profissão) o desafiaram a desenvolver a sua criatividade de uma forma diferente. Em 2016, mudanças profundas na sua vida, juntamente com uma procura de crescimento emocional e espiritual, trouxeram-no de volta à expressão artística.

O trabalho de João Amoêdo Pinto é ditado pelo seu estado espiritual mais profundo: “Quando olho para o meu trabalho, seja com raiva, desapego, preocupação, alegria ou dor, faço-o sempre com entrega. Autodidata como artista, para mim, os temas são “insights” que reflectem a minha cultura, estado de espírito, alma e experiências de vida, assim como a minha busca interior”.





Exposição“Fragmentos da Memória”
3 a 14 de Setembro de 2019

Casa-Museu Medeiros e Almeida
Rua Rosa Araújo, 41
1250–194 Lisboa
Tel. (+351) 213 547 892

2.ª a Sábado, das 10h00 às 17h00 
Encerra ao Domingo

Visita à Fábrica de Água da Charneca



No âmbito do projecto Ciência Viva no Verão, realiza-se no dia 28 de Agosto, com início pelas 10 horas, uma visita à Fábrica de Água da Charneca (ETAR), Arelho, Óbidos. 

Esta actividade resulta de uma parceria entre a Águas do Tejo Atlântico, a Associação PATO e com o apoio da Câmara Municipal de Óbidos.

Segundo uma nota da organização, “após utilização, a água é encaminhada para tratamento, valorizada, sendo depois devolvida ao meio natural. A Fábrica de Água da Charneca, principal infraestrutura de saneamento da BH da Lagoa de Óbidos, contribuiu para a despoluição deste ecossistema. Serve os municípios de Bombarral, Cadaval e Óbidos”.

A equipa desta acção é composta por: Sara Duarte (Direcção de Comunicação e Desenvolvimento – Educação Ambiental da Águas do Tejo Atlântico) e Sara Moreira (Associação PATO).

O ponto de encontro será junto à Fábrica de Água (ETAR), após a localidade do Arelho, pelas 10h00. Idade mínima: 8 anos. Recomenda-se o uso de calçado fechado e confortável. Os visitantes menores de 16 anos deverão ser acompanhados de adultos.

A participação é gratuita, mediante inscrição no site do Ciência Viva no Verão*, em http://www.cienciaviva.pt/veraocv/home/

*Nas férias a ciência sai à rua com centenas de acções de participação gratuita em todo o país, organizadas por centros Ciência Viva, instituições científicas, autarquias, empresas e associações científicas.

Chicago estreia Teatro da Trindade INATEL a 11 de Setembro



Passado nos loucos anos 20, Chicago conta-nos a história de duas rivais de vaudeville, acusadas de assassínio. 

Velma, uma estrela de clubes nocturnos, cumpre pena por ter morto o marido e a irmã, depois de os apanhar juntos; Roxie, uma ambiciosa corista, foi parar atrás das grades por matar o amante.

Ambas socorrem-se dos serviços de Mama Morton, a chefe das guardas prisionais, e do astuto advogado Billy Flynn, para criarem um frenesim mediático e prepararem o seu regresso, em grande, ao mundo do showbiz.



Chicago é um dos musicais com maior sucesso no mundo. Baseado numa peça de teatro com o mesmo nome, escrita pela repórter Maurine Dallas Watkins, o musical foi distinguido com 6 Prémios Tony e seis Óscares para a adaptação para cinema de Rob Marshall.

A produção original, coreografada por Bob Fosse, estreou-se na Broadway em 1975 e teve mais de 900 apresentações, tendo percorrido mais de 24 países e sendo interpretado em 12 línguas diferentes.

Ensaio Solidário
10 de Setembro | 21h30
Receitas revertem a favor da Casa do Artista
Bilhetes: 12€ ( preço único)

Estreia dia 11 de Setembro
Quarta a Sexta às 21h00 | Sábado às 16h30 e às 21h00 | Domingo às 17h00
Bilhetes: 14€ a 22€