sexta-feira, 29 de maio de 2015

Miguel Sousa Tavares em sessão de autógrafos na Feira do Livro de Lisboa


O escritor Miguel Sousa Tavares estará no espaço da editora Clube do Autor no próximo dia 4 de Junho, quinta-feira, às 19h00, para assinar os seus livros e conversar com os respectivos leitores.

Além desta, estão também agendadas sessões de autógrafos com os escritores Mário Zambujal (dia 30 de Maio às 16h30), Helena Sacadura Cabral (dia 31 de Maio às 16h30), José Manuel Saraiva (dia 30 de Maio às 15h30), Gonçalo Cadilhe (dia 30 de Maio às 19h00), José Jorge Letria (dia 31 de Maio às 18h00), Luísa Castel-Branco (dia 6 de Junho às 16h30) e Margarida Rebelo Pinto (dia 6 de Junho às 15h30), entre outros.

Edição inglesa de "Philippa of Lancaster - English Princess, Queen of Portugal


Para assinalar os 600 anos da morte de D. Filipa de Lencastre, a Livros Horizonte edita em língua inglesa o primeiro best-seller de Isabel Stilwell, “Filipa de Lencastre — A Rainha que mudou Portugal”. O romance histórico que já vendeu mais de 55 mil exemplares, conta a vida da única princesa inglesa que foi rainha de Portugal, e mãe da Ínclita Geração.

A tradução inglesa, agora publicada, leva mais longe a História de Portugal e a obra desta autora, permitindo também a quem visita Portugal e a muitos estrangeiros que aqui residem, conhecer os principais protagonistas da mais antiga aliança no mundo, o Tratado de Windsor, estabelecido exactamente durante este reinado.

Recorde-se que Filipa de Lencastre morreu de peste negra a 15 de Julho de 1415, com 55 anos. Mulher de uma fé inabalável, conhecida pela sua generosidade, empreendedora e determinada a mudar os usos e costumes de uma corte tão diferente da sua, foi mãe do seu primeiro, de oito filhos, aos 28 anos. A chamada Ínclita Geração, que um dia, como ela, partiria em busca de novos mundos, e mudaria para sempre os destinos da nação. Dez dias depois da sua morte, no dia 25 de Julho, e apesar de devastados pela morte da pedra basilar da família Avis, partiram de Lisboa 240 embarcações e um exército de 20 mil homens, entre os quais o rei D. João I, e os seus três filhos mais velhos, D. Duarte, o Infante D. Henrique e D. Pedro. A Praça de Ceuta cairia cerca de um mês depois. D. Filipa não esperaria outra coisa dos seus filhos.

Num romance baseado numa investigação histórica cuidada, Isabel Stilwell conta-nos, agora em inglês, a vida de uma das mais importantes rainhas de Portugal. Desde a sua infância em Inglaterra, onde conhecemos a corte do século XIV, à sua chegada a Portugal, onde somos levados numa vertigem de sentimentos e afectos, aventuras e intrigas. 

Noites de música ao vivo no Casino Lisboa em Junho


Num ambiente festivo, o Casino Lisboa renova, em Junho, o seu versátil programa de música ao vivo. O Arena Lounge recebe, de Quinta-Feira a Domingo, ao início da noite, várias bandas nacionais, enquanto de Quinta-Feira a Sábado, acolhe, pouco depois da meia-noite, diferentes DJ’s que escolhem os ritmos ideais prolongando a animação pela madrugada dentro. A entrada é livre. 


Arena Lounge - Palco-multiusos
Adriano Diouf regressa, de 4 a 7 de Junho, ao Arena Lounge para interpretar algumas composições originais e outros êxitos que marcam o panorama do jazz, do blues e do soul.

“O meu verdadeiro começo na música foi quando participei na 1ª Gala dos Ídolos, em 2010. Fui reconhecido pelo júri do programa por ter um “timbre abençoado”, dos mais bonitos no decorrer daquele programa, com prestações confiantes e interpretações pessoais em palco. Terminei com um fantástico 4º lugar no concurso”, recorda Adriano Diouf que será acompanhado, em palco, por Ernesto Rodrigues ao piano, Nuno Correia no baixo, e José Guerreiro na bateria.


Por sua vez, a banda D-Soul será, de 11 a 14 de Junho, a grande protagonista da animação musical no Arena Lounge. Ao piano, Danny interpreta temas bem conhecidos do público, sendo acompanhado por Riqo, na guitarra, e Ciro Lee, na bateria.

Os D-Soul revisitam vários clássicos internacionais do soul e r&b como, por exemplo, "Human Nature" de Michael Jackson, "Ordinary People" de John Legend ou "What's Going On" de Marvin Gaye. 


Pela primeira vez no Casino Lisboa, os Midnight Club Blues Band actuam, de 18 a 21 de Junho. No intuito de reviver os blues, esta banda toca alguns dos “standards” mais representativos deste estilo musical, executando também vários temas originais presentes num CD gravado recentemente. 

Os Midnight Club Blues Band iniciaram, há três anos, o seu percurso artístico. A banda de Oeiras é constituída pelo vocalista Ivan d´Almeida, Paulo Leitão Moura na guitarra, Rui Carvalho no baixo, Luis Ligeiro na bateria, e Diogo Martins no teclado. 

Os Kind of Soul apresentam-se, de 25 a 28 de Junho, no Arena Lounge para recriar composições de soul, jazz e pop. Trata-se de um projecto de covers que propõe ao público com uma sonoridade diferente e arranjos próprios, com os quais ninguém fica indiferente.

Com uma identidade muito próprio, a vocalista Laura Fontoura sobe ao palco-multiusos, acompanhada por Bruno Duro no baixo, Nuno Pires nos teclados, e Rui Carvalho na bateria.


Arena Lounge - Jukebox
O programa de animação musical sugere, ainda, de Quinta-Feira a Sábado, pouco depois da meia-noite, diferentes Dj’s que escolhem os ritmos ideais, assegurando um serão pleno de animação. A entrada é livre. 

Programa:
Junho
04 - Nery
05 - Diogo Pires
06 - CVLT

11 - Mr. Mute
12 - Luís Leite
13 - Miguel Kellen

18 - Ka§par
19 - Johnny Deep
20 - Nuno di Rosso

25 - Trol 2000
26 - Dj Al
27 - Luís Patraquim

"A Minha Prisão" de Isaltino Morais


É hoje colocado à venda, o tão esperado livro,  A Minha Prisão de Isaltino Morais. Um relato impressionante, a sua vivência ao longo dos 429 dias que esteve preso, junto com mais 750 reclusos na prisão da Carregueira.
Ao longo do livro aponta o dedo a magistrados e políticos, denuncia as grandes falhas do sistema judicial e penal e foi atrás das grades que assistiu à vitória eleitoral do movimento político com o seu nome, que escreveu um extenso diário, do qual ressalta a desumanidade da prisão e os sentimentos de revolta decorrentes da injustiça de que diz ter sido alvo.

O autarca, recluso n.º 721, recorda que era o único condenado por fraude fiscal, em contraste com o grande número de violadores, pedófilos e homicidas, a forma como era tratado  por «Presidente» ou «Tio Isaltino», as vezes que se cruzou nos corredores e no pátio da prisão com Vale e Azevedo, Carlos Cruz ou Ferreira Diniz, a morte de um companheiro de cela por falta de intervenção médica, a forma como se tornou vegetariano por necessidade, os quilómetros que percorreu em círculos para cansar o corpo e vencer as insónias e, as cartas que recebeu e a ansiedade pelo momento das visitas da família.

Sinopse
Em 2013, o presidente da Câmara Municipal de Oeiras foi preso na sequência de um processo polémico relacionado com fraude fiscal. Metade do País aplaudiu a detenção deste homem poderoso, ex-ministro e ex-militante de topo do PSD, vendo-a como um claro exemplo de independência da Justiça; mas a outra metade indignou-se pela humilhação infligida a um dos autarcas mais competentes de Portugal, de um líder com obra feita, relacionando a sua condenação com perseguição política.
Isaltino Morais ficaria preso uns longos 429 dias. Habitou a cela colectiva 407 da Carregueira, numa ala onde todos os presos eram mais novos e cumpriam penas maiores do que ele. De resto, entre os 750 homens que constituíam a população prisional, o autarca era o único condenado por fraude fiscal, em contraste com o grande número de violadores, pedófilos e homicidas. Tratado por «Presidente» ou «Tio Isaltino», cruzou-se diversas vezes nos corredores e no pátio da prisão com Vale e Azevedo, Carlos Cruz ou Ferreira Diniz. Assistiu à morte de um companheiro de cela por falta de intervenção médica, testemunhou numerosas cenas de violência, foi sujeito a revistas todo nu nas rusgas em busca de droga e telemóveis e sentiu as adversidades da cadeia duplicarem com as sucessivas greves dos guardas. O recluso n.º 721 deu-se bem com todo o tipo de homens e até fez amigos, como o muçulmano a quem ofereceu secretos de porco inadvertidamente. Provou aguardente clandestina, encontrou consolo nas centenas de cartas que recebeu e ansiou pelo momento das visitas da família, sobretudo as do filho Afonso, de 11 anos. Enquanto isso, tornou-se vegetariano por necessidade, percorreu quilómetros em círculos para cansar o corpo e vencer as insónias. Refugiou-se na fé, na contemplação da natureza e nas raras boas notícias que lhe foram chegando. Foi atrás das grades que assistiu à vitória eleitoral do movimento político com o seu nome e que escreveu um extenso diário, do qual ressalta a desumanidade da prisão e os sentimentos de revolta decorrentes da injustiça de que diz ter sido alvo. Com o dedo apontado a magistrados e políticos, denunciando as grandes falhas do sistema judicial e penal, A MINHA PRISÃO é um livro contundente. É o relato da descida ao inferno de um homem com um carisma invulgar e um testemunho cru a que nem os admiradores nem os adversários de Isaltino Morais poderão ficar indiferentes.


Biografia
Isaltino Morais, nascido em Mirandela, em 1949, Isaltino Morais mudou-se para Lisboa aos 18 anos e cumpriu o serviço militar em Angola, durante a Guerra Colonial. Em 1976 ingressou na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, onde concluiu a sua licenciatura em 1981. Nessa Faculdade foi monitor das disciplinas de Direito Constitucional, Direito Internacional Público e Direito Administrativo, exercendo simultaneamente funções como magistrado do Ministério Público e de assessor do Gabinete de Apoio Técnico-Legislativo do Ministério da Justiça. Aderiu ao PSD em 1976 e candidatou-se por este partido à Câmara Municipal de Oeiras em 1985. Foi eleito presidente com 44,4% dos votos e renovou por sucessivas vezes o mandato nas eleições autárquicas: em 1989, com 43,6% dos votos; em 1993, com 31,1%; em 1997, com 48,27%; em 2001, com 55%. Foi também presidente do Conselho de Administração dos SMAS de Oeiras e Amadora, presidente do Conselho de Administração da Municípia, SA (sistemas de informação geográfica e cartografia), presidente da Assembleia Geral da Taguspark, SA e é actualmente presidente do Conselho de Administração da Fundação Marquês de Pombal. Em 2002 foi nomeado Ministro das Cidades, Ordenamento do Território e Ambiente no governo liderado por Durão Barroso e, em 2005, regressou ao cargo de presidente da Câmara de Oeiras, desta vez sem o apoio do PSD e com o movimento independente Isaltino - Oeiras Mais à Frente, que saiu vencedor das eleições desse ano com 34,05% dos votos. Em 2009 seria reeleito para um novo mandato, com 41,52% dos votos.
Foi também vice-presidente da Junta Metropolitana de Lisboa (1992-1997) e da Associação Nacional de Municípios Portugueses (1997-2002). Representou o Governo de Portugal no Comité de Peritos para os Assuntos Sociais do Conselho da Europa (1987-1991) e integrou o Comité das Regiões da União Europeia (1994-2002). Isaltino Morais tem várias obras publicadas no âmbito do Direito Constitucional, Gestão Autárquica e Ordenamento do Território.

Casino Estoril presta homenagem a Miguel de Unamuno no próximo dia 3 de Junho


Celebrando-se, no próximo mês de Junho, 80 anos da presença de Miguel de Unamuno no Estoril e tendo o jornalista e escritor espanhol Agustin Remesal publicado recentemente um excelente livro sobre as andanças de Unamuno por diversas regiões de Portugal, a Galeria de Arte do Casino Estoril, que no seu historial assinala a realização de diversos eventos culturais ligados a Espanha, irá promover na próxima Quarta-Feira, dia 3 de Junho, às 19 horas, uma “Homenagem a Unamuno”.

A Galeria de Arte do Casino Estoril acolhe, assim, um programa que inclui o lançamento do livro “Por Tierras de Portugal un viaje com Unamuno” de Agustin Remesal, com apresentação de Eduardo Lourenço e/ou José Carlos de Vasconcelos; Uma exposição de desenhos da autoria de Unamuno; e a apresentação da obra original do Tango “Mi Corazón” da autoria e por Silvestre Fonseca.

Recorde-se que Agustin Remesal, um escritor e jornalista, natural de Zamora foi distinguido, em 2014, com o “Prémio Eduardo Lourenço”, atribuído anualmente pelo Centro de Estudos Ibéricos da Guarda. Trata-se de um prémio patrocinado pelas Universidades de Coimbra e de Salamanca.

O livro de Remesal, grande amigo de Portugal e dos portugueses e que foi correspondente da TVE, de 2000 a 2004, tem por tema as muitas visitas, algumas de férias, que Unamuno fez a Portugal, percursos que Agustin também realizou para uma recolha de elementos “in loco”. Por sua vez, as cópias dos 10 desenhos apresentados são exemplares da colecção de mais de 260 unidades que se encontram no arquivo da Casa (um Museu de Unamuno, em Salamanca).

Este evento que terá a honrosa presença do Embaixador de Espanha e que deverá suscitar o interesse de muitos espanhóis residentes no nosso País, terá também uma componente musical de Silvestre Fonseca compositor e professor de guitarra clássica, que irá interpretar a obra original, de sua autoria, do Tango “Mi Corazón”.

quinta-feira, 28 de maio de 2015

7ª Arte - Estreias de cinema de 28-05-2015

Estreias de cinema de 28 de Maio de 2015

Esta semana dentre as várias estreias de cinema nas salas nacionais o "Cultura e não Só" destaca as seguintes:


Tomorrowland - A Terra do Amanhã

Frank Walker já foi um inventor prodigioso e cheio de esperança no futuro. Agora, decepcionado com o mundo, tudo o lhe sobra desse passado são ilusões. Casey Newton, por seu lado, é uma adolescente brilhante e sempre receptiva a novidades. Quando ela descobre um objecto que a leva para uma realidade paralela, vê o seu destino cruzar-se com o de Frank. Os dois embarcam assim numa aventura que os transportará a Tomorrowland, um enigmático local existente num tempo e lugar indefinidos. Esta viagem mudará não apenas as suas vidas, mas também o futuro da Humanidade...
Um filme de aventura com realização de Brad Bird ("The Incredibles - Os Super-Heróis“, "Ratatui", "Missão Impossível: Operação Fantasma"), que escreve o argumento em parceria com Damon Lindelof. O elenco conta com George Clooney, Britt Robertson, Hugh Laurie e Kathryn Hahn, entre outros.


Big Game - Instinto Caçador

Na sequência da intercepção por terroristas do "Air Force One" (avião presidencial norte-americano), enquanto sobrevoava a Finlândia, o Presidente dos Estados Unidos (Samuel L. Jackson) é evacuado de emergência. Ferido e abandonado à sua sorte no meio de uma floresta gelada, não sabe que rumo tomar. É então que conhece Oskari (Onni Tommila), um rapaz de 13 anos que, a meio de um exercício de iniciação à idade adulta, foi deixado na floresta durante 24 horas com apenas um arco e flecha. Agora, com homens armados no seu encalço, o Presidente sabe que a sua vida depende de Oskari e das suas capacidades de sobrevivência àquele lugar hostil… Estreado no Festival de Cinema de Toronto (Canadá), um filme de acção e aventura realizado pelo finlandês Jalmari Helander, que se baseia no romance homónimo de Dan Smith.


Poltergeist

Eric e Amy Bowen acabaram de se mudar para uma grande casa nos subúrbios com os seus três filhos. Todos se sentem entusiasmados com a perspectiva de viver naquele lugar e dar início a uma nova etapa das suas vidas. O que eles nunca poderiam prever era que aquela casa estivesse assombrada por espíritos perturbados. Madison, a filha mais nova, irresistivelmente atraída pelo televisor, começa a conversar com as "pessoas da TV". Certo dia, a menina desaparece e a sua voz é ouvida do outro lado do ecrã a pedir socorro. Desesperados e sem saberem o que fazer para salvar a criança, Eric e Amy decidem procurar a ajuda de uma equipa de estudiosos do paranormal. Mas o pesadelo ainda mal começou...
Realizado por Gil Kenan ("A Casa Fantasma", "Cidade das Sombras"), é o "remake" do filme de culto com o mesmo nome realizado, em 1982, por Tobe Hooper, com argumento e produção de Steven Spielberg. 

Aliança Renault-Nissan parceiro oficial do COP21


A Aliança Renault-Nissan, líder mundial na mobilidade zero emissões, será parceiro oficial da conferência das Nações Unidas COP21 que se realizará de 30 de Novembro a 11 de Dezembro, e colocará à disposição uma frota de 200 automóveis eléctricos.

O acordo de parceria foi assinado hoje entre a Aliança Renault-Nissan e o Secretariado Geral encarregado da preparação e da organização da 21ª Conferência Anual (chamada COP21). A frota de automóveis eléctricos assegurará o transporte dos delegados acreditados para o evento.

São esperados, nesta cimeira anual sobre o clima, mais de 20 000 participantes, oriundos de 195 países, e as Nações Unidas utilizarão, pela primeira vez, uma frota de automóveis zero emissões para assegurar o transporte dos participantes.

A cimeira de Paris tem um duplo objectivo: obter um novo acordo universal sobre as alterações climáticas destinado a acompanhar a transição para economias de carbono reduzido, e o início da distribuição do Fundo Verde criado para ajudar os países em vias de desenvolvimento a reduzir as suas emissões de CO2.

«Temos o prazer de anunciar que a Aliança Renault-Nissan faz parte dos parceiros oficiais da organização do COP21 de Paris. A frota de automóveis 100% eléctricos da Aliança irá contribuir para fazer da conferência de Paris sobre o clima - COP21, um evento neutro em emissões de carbono uma vez que a tecnologia dos veículos eléctricos permite reduzir, da forma mais eficaz, as emissões de gases de efeito de estufa no sector dos Transportes» declara Laurent Fabius, Ministro dos Negócios Estrangeiros e do Desenvolvimento Internacional, Presidente do COP21.

«A tecnologia dos veículos 100% eléctricos é uma solução eficaz para o transporte prático e acessível e tem um impacto positivo no clima e na qualidade do ar nas nossas cidades. Agora é preciso difundi-la em grande escala graças ao trabalho conjunto dos parceiros envolvidos» declara Carlos Ghosn, Presidente Director-Geral da Aliança Renault-Nissan. 

A frota de automóveis para o COP21 será composta pelos modelos Renault ZOE, Renault Kangoo Z.E e Renault Fluence Z.E, bem como pelos modelos Nissan LEAF e Nissan e-NV200 na versão de 7 lugares. Estes automóveis estarão à disposição dos delegados 24h/24h e 7d/7d nos diversos locais onde se desenrola a conferência. 

A Aliança Renault-Nissan irá ainda trabalhar com outras empresas em França para implementar, em locais estratégicos, uma rede de mais de 50 pontos de carregamento rápido e carregamento standard, que serão alimentados a 100% por energia com origem em fontes renováveis. Os pontos de carregamento rápido permitirão carregar os automóveis de 0 a 80% da sua capacidade em menos de 30 minutos.



Aliança Renault-Nissan: Líder mundial nas vendas de veículos 100% eléctricos

A Aliança Renault-Nissan é líder mundial nos veículos zero emissões, e a única a dispor de uma gama completa de modelos 100% eléctricos. Desde Dezembro de 2010, data de comercialização do primeiro modelo, o Nissan LEAF, a Aliança já vendeu quase 250 000 automóveis eléctricos. A Aliança é responsável por cerca de um em cada dois veículos eléctricos vendidos no mundo, incluindo o quadriciclo Twizy da Renault, e a van Nissan e-NV200, comercializada na Europa e no Japão desde 2014.

A Aliança Renault-Nissan irá participar, também, na exposição internacional Solutions COP21 que terá lugar no Grand Palais de Paris e onde serão apresentadas soluções para lutar contra as alterações climáticas. Esta exposição, que terá lugar de 4 a 10 de Dezembro, colocará em evidência as soluções para a redução das emissões de CO2 propostas por cidades, empresas e outras organizações nos quatro cantos do mundo. A Aliança irá expôr veículos eléctricos e mais de uma dezena serão colocados à disposição do público para a realização de ensaios.


SOBRE A ALIANÇA RENAULT-NISSAN
A Aliança Renault-Nissan é uma parceria estratégica, existente desde 1999 e em 2014 a Aliança vendeu cerca de 8,5 milhões de automóveis em 200 países. A Aliança tem outras colaborações estratégicas com vários construtores de automóveis como a alemã Daimler, a japonesa Mitsubishi, a chinesa Dongfeng e a indiana Ashok Leyland. Por outro lado, a Aliança é accionista maioritário da empresa que controla a AVTOVAZ, fabricante russo da marca Lada. 

Novo HR-V combina a dinâmica de um Coupé com a robustez de um SUV


Masaki Kobayashi é um apaixonado pelo novo HR-V. Como Líder de Projecto de design do HR-V, ele conhece todas as linhas e curvas, a sensação de cada material no habitáculo de alta qualidade e tem orgulho na forma como o pragmatismo, a precisão e o design emocional se fundem para criar algo de único. Aqui, ele dá-nos uma panorâmica de como o HR-V foi concebido e realizado. 
" A intenção não era apenas criar um SUV mais pequeno", explicou ele. „"A Honda já tem o CR-V, um modelo que combina as virtudes de um SUV e de um automóvel convencional e de menor peso, pelo que o HR-V teria de ser algo de diferente. A equipa de desenvolvimento definiu o objectivo de criar um novo valor ou um novo tema desde o início do projecto."
Esse novo tema foi combinar a elegância e a fluidez de um Coupé com a funcionalidade e a robustez de um SUV. Nas palavras de Kobayashi, „"O ponto principal foi combinar a robustez e a posição de condução elevada – os valores-chave de um SUV – com um novo nível de emoção. „"Assim, criámos um conceito exterior à volta do tema “emoção e robustez” e um conceito interior a que chamámos “"habitáculo amplo e personalizado"”. A ideia era fundir valores aparentemente opostos e conflituosos e criar algo de completamente novo."

Esta abordagem foi construída à volta de um cliente-tipo de perfil dinâmico e exigente. Kobayashi e a sua equipa definiram como cliente-tipo „"pessoas activas que gostam da sua vida familiar e do seu trabalho. Estas pessoas têm um elevado sentido de equilíbrio entre moda e funcionalidade." Encontrar este equilíbrio no HR-V provou ser um desafio. „"Foi bastante difícil obter o espaço interior necessário, a facilidade de utilização e a capacidade pura, juntamente com o design dinâmico e emotivo", refere Kobayashi. „"Contudo, o processo revelou-se relativamente simples: Os designers determinaram o espaço e a disposição dos elementos do veículo e definiram os pontos de rigidez. A partir daqui, os designers que trabalharam no exterior e no interior puderam trazer à vida este conceito, dentro dos parâmetros de rigidez estabelecidos."
Se a teoria se revelou simples, o intenso período de fusão de um interior dinâmico e versátil com um perfil inerentemente robusto, eficiente em termos de aerodinâmica e resistência, revelou ser extremamente exigente. „É óbvio que, na realidade, as coisas não são assim tão directas!", revela Kobayashi com um sorriso. „"Os designers e os engenheiros discutiram e analisaram tudo ao milímetro… E bem se pode dizer que foram discussões, no verdadeiro sentido da palavra! Mas isso abriu-nos as portas para o que projecto pudesse realmente tomar forma." 
Depois da conclusão desta fase conceptual, teve início a fase de criação do modelo do HR-V. 
"Este processo demorou bastante tempo", revela Kobayashi. „Esta fase envolveu o desenho, a criação do modelo e, depois, a repetição da verificação à escala real de forma a obtermos uma noção realista de como seria o aspecto do HR-V na estrada. Foi aí que o design começou finalmente a ganhar forma e vida e onde pudemos testar formas e formatos em que o interior pudesse respirar, mas criando ao mesmo tempo fluidez e tensão."
A coesão do design do HR-V é testemunho deste processo intenso e de elevado detalhe, algo que orgulha o Sr. Kobayashi. „"A fusão do espaço do habitáculo com uma boa aerodinâmica e uma parte inferior da carroçaria bastante robusta tornou-se a base do formato dinâmico do HR-V," explicou, „"e é muito gratificante termos conseguido criar um produto que  não faz compromissos em termos de dimensões, funcionalidade e design." Isto significa um interior repleto de aspectos práticos e funcionalidade, com um sentido de espaço e diversão. „"A posição de condução é muito semelhante à de um Coupé e oferece uma sensação de agilidade e dinamismo, mas como o depósito está colocado em posição central, para além da presença de elementos como os Bancos Mágicos, o HR-V oferece bastante espaço para os passageiros e enorme flexibilidade. Esta combinação originou enorme satisfação entre a equipa de design." 


"No exterior, as formas dinâmicas são muito agradáveis, assim como a elevada qualidade das superfícies e os detalhes complexos mas contínuos," disse o Sr. Kobayashi. „"Posso dizer que, quando a equipa viu o protótipo completo pela primeira vez, o orgulho foi o sentimento dominante, porque sentimos que conseguimos criar algo de especial com este veículo e que os nossos objectivos tinham sido todos alcançados. Acredito que o HR-V possui a elegância e o aspecto atraente para brilhar em qualquer lugar, mas com uma sensação de robustez. E o meu sonho e determinação de criar um verdadeiro „"automóvel centrado no condutor" foram alcançados." 
O novo HR-V é um produto nascido da determinação e do desejo de oferecer algo de inovador e refrescante, mas centrado na realidade da vida das pessoas e das famílias. A Honda oferece um ambiente único para a criação de novos produtos. „"A Honda é uma empresa onde podemos usar a nossa vontade de criar novos valores sem estarmos agarrados ao passado", explicou Kobayashi. „É isso que nos motiva. Para quem cria, é um ambiente interessante e estimulante. A sensação de avançar e de ouvir os utilizadores que convivem com os nossos produtos em todo o mundo é muito entusiasmante."

  • A fusão de um Coupé com um SUV cria uma combinação única
  • O conceito exterior transmite „"emoção e robustez"
  • O conceito interior oferece um "habitáculo amplo e personalizado"
  • Data de lançamento, em toda a Europa, no próximo Verão


Em Portugal, a chegada do HR-V está prevista para o final do Verão. Roger Solergibert, Director da Divisão Automóvel da Honda Motor Europe, para Espanha e Portugal, comentou: “Depois de termos sido pioneiros no segmento SUV, em 1999, com o lançamento do HR-V original, já não falta muito até que o novo HR-V fique disponível nos concessionários portugueses. Temos grandes expectativas para este modelo, que irá competir num segmento muito importante, com concorrentes muito interessantes e liderado nos últimos anos pelo Qashqai. Desde a sua apresentação, realizada no salão de Genebra, que temos recebido diversos contactos e manifestações de grande interesse pela parte dos nossos clientes.”

Cuca Roseta apresenta novo disco “Riû” no Casino Estoril a 2 de Junho


Em concerto exclusivo no Casino Estoril, Cuca Roseta apresenta, no próximo dia 2 de Junho, pelas 21h30, o seu novo disco “Riû”. A artista sobe ao palco do Salão Preto e Prata para interpretar as composições que integram seu terceiro disco de estúdio, o qual atingiu já os primeiros lugares do top nacional. Com produção de Nelson Motta, “Riû” teve a participação de grandes nomes do panorama musical, entre os quais se incluem Djavan e Bryan Adams.

Em “Riû”, tendo como base o fado, a cantora e compositora amplia as suas influências musicais e estéticas. É fácil reconhecer um encontro entre a canção portuguesa e a música popular brasileira ou entre a pop e a morna.

Conduzida pela batuta de Nelson Motta, o prestigiado produtor brasileiro que assinou discos de Elis Regina, Marisa Monte ou Daniela Mercury, Cuca tem o condão de aqui cantar aquilo a que o produtor intitula como “world fado”, um fado virado para fora, que todo a gente quer ouvir e que bebe as influências que afinal lhe estiveram na origem.

Para isso também, contou com a escrita e a composição de uma lista de nomes que enriquecem o alinhamento de “Riû”: Jorge Palma, Sara Tavares, Júlio Resende, Mário Pacheco, João Gil, Jorge Drexler, Ivan Lins e Nelson Motta. A fadista apresenta ainda dois temas originais compostos especialmente para ela por Bryan Adams e Djavan. Aliás, com este último, Cuca interpreta um dos únicos duetos que cantor e compositor brasileiro concordou fazer nos últimos anos, o tema “O Amor Não é Somente Amor”.

Isto sem que Cuca Roseta tenha deixado de compor e escrever como nos foi habituando nos trabalhos anteriores. “Tanto” e “Amor Ladrão” são assinados totalmente por si, cruzando também em outros temas os seus próprios poemas com novas músicas de grandes compositores.

“Riû” sucede ao platinado álbum de estreia, o homónimo “Cuca Roseta”, produzido pelo argentino Gustavo Santaolalla (consagrado produtor internacional detentor de dois Óscares e inúmeros Grammys) e ao igualmente galardoado “Raiz”, álbum onde Cuca assume a composição da maior parte dos temas, co-produzido por ela e Mário Barreiros.

“Riû”, nas palavras da artista, é “um disco alegre cujas letras positivas mostram o outro lado do fado - intenso mas esperançoso.”

O concerto agendado para o próximo dia 2 de Junho, às 21h30, no Salão Preto e Prata do Casino Estoril, tem carácter exclusivo, sem venda de bilhetes. Terá entrada gratuita quem comprar o disco “Riû” nas lojas Fnac até ao dia 31 do corrente mês.

85.ª Feira do Livro de Lisboa


A Gradiva vai estar representada na 85.ª edição da Feira do Livro de Lisboa que começa hoje e que decorrerá até dia 14 de Junho no Parque Eduardo VII.

De 28 de Maio a 14 de Junho, no Parque Eduardo VII, em Lisboa, venha conhecer as novidades da Gradiva , compre livros a preços especiais e aproveite para pedir um autógrafo aos autores. Conheça aqui o programa para esta 85.ª edição da Feira do Livro de Lisboa.


De 28 de Maio a 14 de Junho, em simultâneo com a Feira do Livro de Lisboa, a Gradiva realiza mais uma Feira do Livro On-Line, com descontos especiais em todos os títulos (excepto nas novidades abrangidas pela Lei do Preço Fixo). Se não pode deslocar-se ao Parque Eduardo VII, aproveite os preços apelativos que lhe propomos e vá à Feira do Livro sem sair de casa.

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Os Tuneza nos Coliseus de Lisboa e Porto


Os Tuneza voltam aos palcos portugueses para dois grandes espectáculos, dia 26 de Junho no Coliseu de Lisboa e dia 27 no Coliseu do Porto.

Dois espectáculos que marcam o regresso a Portugal, daquele que é considerado o mais conceituado grupo humorístico de Angola depois de no ano passado terem esgotado o Coliseu dos Recreios, regressam a Lisboa e vão pela primeira vez ao Porto, para dois espectáculos de Stand up Comedy com um convidado especial, o Nilton.

Constituído em 2003 pelos actores Daniel Vilola “Costa”, Orlando Rodrigues, Gilmário Vemba, Cesalty Paulo, José Chieta “Tigre”, “Os Tuneza”, nascem  como grupo humorístico, sendo o resultado da junção de vários elementos que integravam o agora extinto grupo de teatro “Colectivo de Artes Tuneza Teatro”.

A partir da data em que se assumem como um grupo de humor, passam a suprir uma lacuna que se fazia sentir no panorama das artes cénicas em Angola, revelando-se como o primeiro grupo de humor angolano verdadeiramente digno desse nome.

Com uma trajectória invejável, passaram pelos maiores canais de televisão do país com programas de bastante sucesso, os Tuneza tornaram-se um fenómeno de sucesso e admiração e prometem conquistar cada vez mais os portugueses.

Com exibições, sempre marcadas pela irreverência e criatividade, prometem fazer dos dias 26 e 27 de Junho dias inesquecíveis!

Melhore o seu jogo com o Smart Tennis Sensor da Sony


Os fãs de ténis podem tirar partido das mais recentes tecnologias móveis e inteligentes para os ajudar a atingir os seus objectivos desportivos. Com o SSE-TN1W Smart Tennis Sensor da Sony ligado ao seu dispositivo inteligente, nunca foi tão fácil seguir o seu desempenho no ténis com precisão. Analise, reveja, partilhe e compare o seu progresso com objectivos concretos, mantendo-se motivado para continuar o seu caminho em direcção à melhor jogada.

O "Ás" escondido na manga

A Sony associou-se ao principal fabricante de equipamentos de ténis, a Wilson, bem como à HEAD, Prince e YONEX, de modo a garantir uma compatibilidade perfeita entre o Smart Tennis Sensor e as suas raquetes elegantes e de alto desempenho, bem conhecidas por várias gerações de tenistas. Graças à sua aposta em tecnologias de detecção e aos recém-desenvolvidos mecanismos de análise de vibração, nunca foi tão fácil analisar o seu desempenho no ténis. Depois de carregar o sensor, retire a tampa do logótipo da raquete, aplique o anel de fixação na extremidade do punho e coloque o sensor de ténis na anilha. Ligue o sensor e comece a jogar - o dispositivo vai começar a gravar uma vasta gama de dados, como o número de pancadas, o ponto de impacto da bola, o tipo de swing, a velocidade do swing, a velocidade da bola e o spin da bola.

Com a bateria completamente carregada, o SSE-TN1W tem autonomia para 180 minutos, permitindo-lhe analisar encontros completos sem ter de recarregar o dispositivo. Pode rever os dados de uma pancada em tempo real ou quando o jogo terminar. Ligue o sensor de ténis ao seu smartphone ou tablet, faça a transferência sem fios e aceda aos dados gravados através da aplicação Smart Tennis Sensor , que pode transferir gratuitamente através do Google Play ou da App Store. A aplicação pode gravar jogadas completas e, simultaneamente, apresentar o vídeo gravado e as estatísticas das pancadas, permitindo-lhe associar os dados a uma determinada parte do seu jogo ou sessão de treino. Juntamente com o seu treinador, pode ver os dados das pancadas em directo num smartwatch, smartphone ou tablet sem ter de sair do court, tendo aconselhamento em tempo real.

Analise, reveja e partilhe o seu jogo

A aplicação Smart Tennis Sensor permite-lhe rever os dados gravados de várias formas. Veja os resumos das jogadas, analise os dados actuais e os mais antigos e defina objectivos, para seguir o seu progresso durante longos períodos de tempo. Ao visualizar os dados gravados terá um melhor entendimento dos seus pontos fortes e dos pontos a melhorar. Até pode partilhar os seus feitos com os amigos, nas redes sociais, e mostrar como o seu jogo está a melhorar rapidamente!

Ao utilizar a reprodução em câmara lenta e ao criar uma sequência de fotografias com o Motionshot poderá dividir cada movimento em partes, permitindo-lhe perceber em detalhe os pontos em que pode melhorar o seu jogo.

Para Marc DiPizzo, Director de Vendas e Marketing para a Europa, “O Smart Tennis Sensor da Sony é muito fácil de configurar e não necessita de equipamentos complexos ou desconfortáveis, para que se concentre apenas no que é mais importante naquele momento - o jogo. Depois de terminar o jogo, pode utilizar os dados recolhidos e analisá-los, de modo a melhorar a sua técnica para a próxima vez.”

Mesmo quando trocar de raquete, o sensor pode ser mudado facilmente em qualquer altura, juntamente com os dados gravados, para outro modelo de raquete compatível, fazendo do Smart Tennis Sensor da Sony um parceiro duradouro no desenvolvimento do jogador.


Em Junho no Goethe-Institut


No mês de Junho, o Goethe-Institut Lisboa presta homenagem ao Prémio Nobel da Literatura, o escritor alemão recentemente falecido, Günter Grass, com várias actividades, sob o tema "Grass, o cidadão engajado". Nesse contexto, estará patente no Goethe-Institut Lisboa a exposição "Der Butt”, que apresenta obras originais de 1982 do escritor, sobre o seu livro com o mesmo título, de 1977. Haverá também uma mesa redonda sobre o legado de Günter Grass, moderada por Peter Hanenberg, director do CECC - Centro de Estudos de Comunicação e Cultura da Católica.

Durante o próximo mês irá realizar-se o Ciclo Cinema e Ópera, dedicado ao compositor Richard Wagner, cujo 202º aniversário se celebraria a 22 de maio. Neste ciclo vão ser exibidos um documentário do cineasta alemão Werner Herzog intitulado "A Transformação do Mundo em Música" sobre o compositor, no dia 3 Junho, e a ópera "Tristão e Isolda", a propósito do 150º aniversário da sua estreia, em duas partes, nos dias 17 e 24 de Junho.

O livro "Da Ética do Silêncio à Poética do Encontro", de Paul Celan, vai ser apresentado no Goethe-Institut Lisboa, no dia 2 de Junho, pela tradutora Gilda Lopes Encarnação. Já no dia 4 de Junho, a escritora May Ayim estará a apresentar a sua mais recente obra "Ser ou não ser", na Biblioteca do Goethe-Institut, em Lisboa.

No âmbito da Noite da Literatura Europeia, um projecto, que procura despertar o interesse pela literatura europeia contemporânea de uma forma criativa e original, o Goethe-Institut Lisboa irá apresentar no dia 6 de Junho, excertos de "3000 Euros", o mais recente romance do escritor Thomas Melle, que estará presente na sessão. A leitura terá lugar na Padaria de São Roque, no Príncipe Real.

Inserido no programa "Animatographo", um ciclo de cinema dedicado a toda a família que reúne contos pertencentes ao imaginário colectivo, é exibido o filme "Cinderela", em Braga, no dia 13, com o apoio do Goethe-Institut Lisboa.

Para fechar o ciclo de conferências internacionais Crítica e Valor, a professora catedrática de Teoria da Literatura na Universidade Nova de Lisboa, Silvina Rodrigues Lopes, dará uma conferência intitulada "Da Crítica na Transformação do Mundo". Esta conferência tem lugar no auditório do Museu Serralves, Porto, dia 25 de Junho, às 18h30.

EDP Beach Party


Depois de, no ano passado se ter batido recordes de afluência num evento de música electrónica, a Nova Era com o apoio da C. M. de Matosinhos, apostam forte na edição de 2015 com dois dias de EDP Beach Party, antevendo, mais uma vez, um tremendo sucesso.
E sempre com o melhor cartaz de música electrónica. Dias 3 e 4 de Julho, Matosinhos, volta a ser o palco da festa mais esperada do Verão, com um cartaz de luxo, apenas comparável aos melhores festivais de EDM internacionais.

Pré-venda
A pré-venda está a terminar: 31 de Maio será o último dia para adquirir bilhetes a 15 euros (1 dia) e 25 euros (2 dias) de festival.
A partir de 1 de Junho, os bilhetes passam a custar 20 e 30 euros, respectivamente.


Bilhetes VIP
Também já estão disponíveis nos locais habituais, os bilhetes Vip que, além de darem acesso uma uma zona lounge exclusiva, com todas as comodidades, incluem bebidas
Os bilhetes VIP têm lotação limitada: 1 dia, com direito a 1 bebida custa 50 euros. Passes VIP 2 dias, com direito a 2 bebidas custam 80 euros.

Caixa Ribeira - Horários do Festival


Está tudo pronto para que o Fado assente arraiais na Ribeira do Porto. Camané, Carminho, Gisela João, Katia Guerreiro, Ricardo Ribeiro, Frei Hermano da Câmara ou Maria da Fé entre muitos outros gigantes do Fado marcarão presença na primeira edição do Caixa Ribeira e já estão prontos para levar música às margens do Rio Douro.


As duas noites serão imperdíveis e a agenda, com os horários e as actuações nos diferentes espaços da Ribeira, já está disponível no site oficial do Festival em www.caixaribeira.pt/cartaz para que todos possam programar as noites 12 e 13 de Junho e construir o seu próprio roteiro.

7º Sumol Summer Fest - Pack 7 Amigos


Para comemorar a 7ª edição, o Sumol Summer Fest lança a promoção “Pack 7 Amigos Sumol Summer Fest” onde na compra de 6 passes com campismo, o festival oferece o 7º. Assim, neste pack cada passe custará 61€ por pessoa, em vez do preço normal de 72€.


Nos dias 2, 3 e 4 de Julho, o primeiro fim-de-semana de férias depois dos exames, o Sumol Summer Fest oferece a possibilidade de festejar este momento com um grupo de amigos: 7 amigos com 7 passes com Camping pelo preço de 6 . Esta promoção é válida até aos dias do Festival e está disponível na Blueticket e locais habituais.

Casa Assombrada: o medo é psicológico


A partir do dia 12 Junho, as portas da Quinta Nova da Assunção, em Belas, Sintra, vão abrir-se ao público, para uma experiência inédita em Portugal e verdadeiramente arrepiante: a Casa Assombrada.

Todas as sextas e sábados, entre as 21h30 e as 24h, o público mais audacioso poderá visitar este palacete do século XIX, com mais de 25 assoalhadas e extensos jardins, e ouvir histórias reais da casa.
As portas abrem-se 6 vezes por noite de 30 em 30 minutos, com um limite máximo de 9 pessoas por visita e cada pessoa terá um audioguide, sendo conduzida, ao longo casa, por uma voz, que relata episódios insólitos relacionados com o sobrenatural. Esta é uma experiência de grupo sobre o medo, que envolve todos os sentidos e que criará momentos em que a coragem será posta à prova. O objectivo final deste jogo é encontrar a saída da casa.

A Quinta Nova da Assunção tem estado fechada ao público e pertence à Câmara Municipal de Sintra, que financiou o projecto.

Esta experiência é da responsabilidade da Reflexo – Associação Cultural e Teatral, que em 2011, estreou pela primeira vez em Portugal o conceito de visitas guiadas a uma casa assombrada em Alcântara. Ao fim de 4 anos de investigação e preparação, foi elaborado todo um novo conceito à volta da mesma temática.



REGRAS E OUTRAS INFORMAÇÕES:

  • A visita tem uma duração média de 50 minutos.
  • É aconselhável roupa e calçado confortável.
  • É expressamente proibido entrar na propriedade com qualquer tipo de aparelho electrónico, seja de comunicação, captação de imagem ou som ou ainda qualquer outro tipo de objecto gerador de luz, (ex. lanternas, isqueiros, lasers ou outros.)
  • Existe um sistema de vigilância e segurança interna sempre ativo.
  • A experiência é para maiores de 16 anos e não é recomendada a grávidas ou pessoas com problemas cardíacos.
  • Uma vez iniciada a visita, é impossível haver desistências, à semelhança de uma montanha russa ou de um voo de avião.
  • As visitas são feitas única e exclusivamente por marcação, com horários pré-definidos que têm de ser escrupulosamente cumpridos.
  • As portas abrem-se 6 vezes por noite de 30 em 30 minutos, com um limite máximo de 9 pessoas por entrada.

NOS Alive alinhamento do Palco Raw Coreto by G-Star.


Raury, Nice Weather For Ducks, Les Crazy Coconuts, Prana, Naked Affair, Pista, DJ set Zé Pedro (Xutos e Pontapés), DJ set Fernando Alvim e DJ set Pedro Ramos (Rádio Radar/Black Balloon) fecham alinhamento do Raw Coreto by G-Star Raw. 
O Raw Coreto volta este ano a marcar presença no NOS Alive’15 com uma programação de luxo, que reúne os mais proeminentes nomes da cena indie. Aos já anunciados Basset Hounds, Cave Story, Light Gun Fire, Los Waves, Tape Junk e Tracy Vandal juntam-se agora novas confirmações que concluem o alinhamento para os três dias do festival. 


Raury, cantor e compositor norte-americano conhecido pelo seu estilo ecléctico que junta o funk, soul, hip-hop e folk, irá subir ao Raw Coreto dia 11 de Julho. O músico revelação, que se encontra na lista dos 15 finalistas para o BBC Music Sound 2015, vai estrear-se em Portugal no NOS Alive’15, onde apresentará a sua primeira mixtape de originais, “Indigo Child”. Este ano o músico faz parte do projecto Raw for The Oceans, uma iniciativa da marca holandesa, que tem como objectivo recolher plástico dos oceanos e transformá-lo em denims.
Nesse mesmo dia sobem também ao palco os portugueses Pista, que se estreiam igualmente no festival, e Pedro Ramos, voz de sucesso da Rádio Radar e programador das noites Black Balloon, com um DJ set que promete fazer a festa no Raw Coreto. 
No dia 10 de Julho, aos já anunciados Tape Junk e Los Waves, juntam-se Prana, Naked Affair e Fernando Alvim com um DJ set. Já no dia 09 de julho, o Raw Coreto recebe em palco Nice Weather for Ducks, Les Crazy Coconuts e o DJ set de Zé Pedro (Xutos e Pontapés). Os já revelados Basset Hounds e Light Gun Fire irão actuar igualmente neste dia.

A selecção artística deste palco procura reforçar a qualidade da música independente. O cartaz apresentado para este ano volta a colocar o Palco Raw Coreto como um ponto de paragem obrigatório no Passeio Marítimo de Algés.
Este palco único em forma de coreto conta pela segunda vez consecutiva com o patrocínio da G-Star RAW. A marca holandesa reforça a sua aposta na música e neste que é um dos 10 maiores festivais da Europa, enquanto patrocinadora oficial do NOS Alive'15.
O Passeio Marítimo de Algés vai receber o NOS Alive'15 nos dias 09, 10 e 11 de Julho. Os bilhetes do festival encontram-se à venda nos locais habituais.

HANGAR: actividades de Maio a Setembro


Inserido no programa 180º Artistas a Sul, começa no próximo dia 29 de Maio, no Hangar, Centro de Investigação Artística, o Ciclo de Cinema Angolano, que contempla três janelas temporais do cinema angolano: as políticas culturais do pós-independência,a tentativa de desenvolvimento de novas políticas culturais no pós-guerra e a regência da produção independente.
O filme de arranque deste ciclo é "O Ritmo do N'Gola Ritmos" (1978) de António Ole, que vai ser exibido no dia 29 de Maio, às 18h30, e a que sucede uma conversa de Ana Balona de Oliveira, investigadora de pós-doutoramento no Centro de Estudos Comparatistas da Universidade de Lisboa e no Instituto de História de Arte da Universidade Nova de Lisboa e Professora Assistente no Courtauld Institute of Art, Universidade de Londres. 

Até Setembro vai ser ainda possível conhecer as obras de realizadores, como: Antonio Ole, Ruy Duarte de Carvalho, Zezé Gamboa, Maria João Ganga, Mário Bastos, Kiluanje Liberdade, Inês Gonçalves e Ondjaki. 

Já no próximo dia 5 de Junho, às 18h30, acontece a sessão GPS – VÍDEO ARTE DAS CARAÍBAS, com projecção de sete vídeos, que olham para o lugar da sociedade e do indivíduo em constante mudança no contexto sócio-cultural da região do Caribe. Os artistas participantes são: Argelia Bravo (Venezuela), María Teresa Díaz Nerio (República Dominicana), María Elvira Dieppa (Colômbia), Joëlle Ferly (Guadalupe), Pascal Meccariello (República Dominicana), Sheena Rose (Barbados) e Lázaro Saavedra (Cuba). A organização desta sessão é de Carlos Garrido Castellano

A exposição Princípio Tautológico continua até ao dia 27 de Junho, na galeria do Hangar.  No âmbito desta exposição, o Serviço Educativo tem agendada uma visita guiada para escolas no dia 28 de Maio e para o público geral no dia 30 de Maio.

Para as crianças durante todo o Verão, o Mini-Hangar apresenta vários ateliers, dirigidos a crianças entre os 5 e os 9 anos: Viagens Imaginárias Pelo Mundo (29 de Junho a 3 de Julho), Fabulário (6 de Julho a 10 de Julho), Museu de História Natural de Biologia Inventada (13 de Julho a 17 de Julho), Criações Irrequietas (20 de Julho a 24 de Julho), Jogos Reflectores de Luz (27 de Julho a 31 de Julho).

O HANGAR tem direcção e coordenação de Ana Almeida (Serviço Educativo), Andreia Páscoa (Produção), Bruno Leitão (Curadoria) e Mónica de Miranda (Direcção Artística).


Caixa Alfama '15 - Anabela, Ângelo Freire e Os Marialva


O Caixa Alfama vai para a sua 3ª edição e o cartaz vai-se completando, com três novas confirmações: Anabela, Ângelo Freire e Os Marialvas.


Anabela é uma cara conhecida da TV e do teatro. Como actriz, é presença habitual nas produções de Filipe Lá Féria - "Jasmim ou o Sonho do Cinema", "My Fair Lady", "Música no Coração" e "Jesus Cristo Superstar", entre outras de enorme êxito. Como cantora, a sua voz doce revelou-se com clamor, aos 16 anos de idade, no ano em que venceu o Festival RTP da Canção, com o conhecido tema “A Cidade (até ser dia)”. Multifacetada, apresentou em 2015 o seu 9º disco – “Casa Alegre” -, com muitos fados, contando com participações de luxo como Tiago Torres da Silva, Miguel Gameiro, Pedro Silva Martins e Cátia Oliveira.

Enquanto instrumentista, Ângelo Freire acompanha com regularidade nomes como Ana Moura, Mafalda Arnauth, Carminho, entre outros grandes fadistas. De voz encantadora, junta os dois talentos, elevando-o como um nome reconhecido no universo do Fado, e é assim que o poderemos ver e ouvir no Caixa Alfama de 2015.

Os Marialva são Manuel da Câmara, Francisco Martins e Rodrigo Pereira. Cantam as histórias do campo, dos toiros e das gentes, alteando o fado castiço e tradicional. Com o disco “Campo e Tradições” na bagagem, o trio estará pela primeira vez este ano no Festival Caixa Alfama.

 Já Confirmados:

Anabela, Ângelo Freire, António Chaínho e Convidados, Artur Batalha, Diana Vilarinho, Joana Amendoeira, João Ferreira Rosa, Marco Rodrigues, Os Marialva, Raquel Tavares

terça-feira, 26 de maio de 2015

Leilão de guitarra autografada por Mark Knopfler


O edpcooljazz, em parceria com o Município de Oeiras, através do Programa Oeiras Solidária, vai realizar um leilão solidário com a licitação de uma guitarra que será autografada por Mark Knopfler à frente do vencedor momentos antes de subir ao palco do festival mais cool.

A receita do leilão reverte na totalidade para a Instituição de Solidariedade Social CerciOeiras, mais propriamente para a aquisição de material técnico essencial para o bem-estar dos utentes da instituição: cadeiras de rodas e gruas de transferência, um desumidificador para o tanque de hidroterapia ou até mesmo uma carrinha de 9 lugares, dependendo do valor angariado.

Mark Knopfler, que actua no edpcooljazz no dia 28 de Julho, no Parque dos Poetas, disponibilizou-se a participar nesta iniciativa levada a cabo na 12ª Edição do edpcooljazz. Esta iniciativa vai dar oportunidade a um fã do artista não só de adquirir uma guitarra autografada pelo lendário Ex-Dire Straits mas também de o conhecer pessoalmente no dia do concerto, no momento da assinatura e entrega da guitarra. O vencedor da iniciativa receberá ainda o bilhete para o concerto de Mark Knopfler.

O Leilão irá ser realizado na plataforma esolidar , uma plataforma de comércio solidário, e decorrerá já a partir do dia 26 de Maio até dia 30 de Junho . Os interessados em participar podem aceder à plataforma a partir dessa data e fazer a sua licitação, que tem como valor base 499 €, e o valor máximo licitado até ao término do leilão será do vencedor desta iniciativa.

De acordo com o Presidente da Câmara Municipal de Oeiras, Paulo Vistas, «esta iniciativa conjunta com o edpcooljazz faz todo o sentido para o nosso Programa Oeiras Solidário, onde tentamos apoiar ao máximo as Instituições de Solidariedade do concelho, que muito têm contribuído para o bem-estar, reabilitação e integração dos seus utentes na sociedade».

Por sua vez, a organização do edpcooljazz refere que esta iniciativa «vem reforçar a ligação que temos vindo a estabelecer com o município de Oeiras e todas as iniciativas que possamos desenvolver com os artistas para beneficiar e apoiar as instituições que dele fazem parte serão sempre impulsionadas por nós».

Regulamento para participação no Leilão/Procedimentos Entrega de Guitarra:

- O Leilão tem início no dia 26 de maio até ao dia 30 de Junho;
- Cada participante pode licitar mais do que uma vez se pretender cobrir o valor mais alto até à ao último dia do leilão;
- Os participantes têm que estar devidamente identificados e indicar contacto telefónico;
- O vencedor recebe uma declaração da licitação para fins solidários;
- No momento da entrega só é autorizada a presença do vencedor;
- O anúncio do vencedor será feito através da plataforma esolidar;
- A entrega será feita ao vencedor no dia 28 de Julho, dia do concerto;
- O vencedor será contactado para formalizar a iniciativa e entrega do bilhete de concerto;

Sobre a CerciOeiras
Cooperativa de Educação e Reabilitação dos Cidadãos com Incapacidade, CRL, é uma Cooperativa de solidariedade social e de Utilidade Pública, fundada em 1975, que tem como missão integrar, educando, reabilitando e cuidando, ao longo da vida, dos seus utentes e das suas famílias, com excelência e sustentabilidade.
Os seus valores assentam no respeito pela pessoa, pautando a sua conduta por princípios de respeito, cordialidade, responsabilidade, confiança e transparência na relação com utentes, colaboradores, cooperadores, comunidade, estado, outras organizações da sociedade civil, empresários e comunicação social.
Procura a melhoria contínua da qualidade dos serviços prestados, tendo em conta as necessidades e expectativas de todos os parceiros, bem como, procura acrescentar valor através do esforço colectivo e do trabalho em rede, valorizando a complementaridade, as competências e as realizações individuais em prol da sua missão.
Ao longo da sua existência tem promovido o desenvolvimento de novas ideias nas áreas da reabilitação/habilitação, do ambiente e das tecnologias de informação e comunicação transformando, em permanência, o contexto onde se insere no sentido da coresponsabilização na construção de uma sociedade mais justa e inclusiva.


MARK KNOPFLER

28 Julho, Parque dos Poetas

ABERTURA DE PORTAS – 19h00
INÍCIO DO CONCERTO – 21h30

PREÇOS:
Plateia VIP – 60 €
Plateia A – 50 €
Plateia B – 45 €
Plateia C – 40 €
Bancada Nascente e Poente – 30 €
Bancada Norte – 25 €
Plateia em pé – 25 €

Gisela João à conquista da Europa


A Fadista Gisela João, um dos maiores fenómenos recentes da música popular portuguesa, começa a conquistar de forma cada vez mais sólida o seu espaço internacional. No número de Junho, já nas lojas, a prestigiada revista inglesa de world music Songlines atribui a classificação máxima de cinco estrelas ao disco homónimo de Gisela João, garantindo-lhe o estatuto Top of the World – que distingue os melhores lançamentos de toda a música mundial a cada mês. Em resultado dessa distinção, Gisela figura igualmente no CD distribuído gratuitamente com a revista, com o tema “Madrugada sem Sono”, ao lado de outras estrelas da world music como Bassekou Kouyaté, Lau e Alireza Ghorbani.

A convite da revista, Gisela João irá também apresentar-se na quinta edição do Songlines Encounters Festival, em Londres, na sala Kings Place, a 4 de Junho. Ainda no âmbito do festival, por ocasião da sua estreia em solo britânico, Gisela prolongará a estada no território com concertos em Manchester, Bury St Edmunds e Southampton, numa pequena digressão parte do Songlines Encounters Festival on Tour.
Mas Gisela não se ficará por aqui e logo em seguida partirá para Paris, com concerto agendado para o Théâtre de la Ville, a 11 Junho, na abertura da sexta edição do festival Chantiers d’Europe. França, na verdade, já se rendeu ao encanto de Gisela João com a actuação da fadista em Março no festival Babel Med Music, em Marselha, merecedora dos mais rasgados elogios e inclusivamente de comparações à intensidade de Amy Winehouse.
As boas notícias continuam e, ainda em França, caberá à fadista que carrega de forma mais sedutora a contemporaneidade abrilhantar em Arles, a 16 de Julho, a primeira parte do concerto da Orquestra Buena Vista Social Club.
Acabou-se o segredo: a Europa está a enamorar-se por Gisela João e a partir daqui só se antevê uma extraordinária história de amor.

Exposição João Onofre - Chiado8 - 29 de Maio - 22H00


Inaugura a 29 de Maio, pelas 22H00, a primeira exposição de um ciclo de oito mostras da Coleção António Cachola no Chiado 8 - Espaço Fidelidade Arte Contemporânea, com uma seleção de obras de João Onofre. 

Comissariado por Delfim Sardo o ciclo assinala o arranque de um programa alargado de itinerâncias do MACE - Museu de Arte Contemporânea Elvas, que culminará em 2017, ano em que o espaço que acolhe em permanência a Colecção António Cachola, celebra o seu décimo aniversário.

Todos os trabalhos expostos pertencem à Colecção António Cachola e nesta apresentação exploram a relação entre artista e coleccionador, bem como distintas fases da obra de Onofre - Sem Título (We will never be bored), 1997, foi a peça de estreia do artista em vídeo e o seu primeiro comprador foi, precisamente, António Cachola; Tacet, 2014, a obra mais recente e que é agora exposta pela primeira vez em Portugal, foi co-produzida pelo coleccionador, sendo claro o acompanhamento e representação da obra do artista pela colecção.

João Onofre é um dos artistas mais destacados da cena contemporânea portuguesa e a presente exposição oferece um percurso pela sua obra, guiado por uma das maiores colecções privadas nacionais. Além do vídeo Tacet, 2014, a mostra integra a apresentação de mais dois trabalhos inéditos em Portugal.


A inauguração da exposição contará com a presença de João Onofre, António Cachola e do curador Delfim Sardo. Os convidados terão oportunidade de conhecer em pormenor e em primeira-mão cada um dos trabalhos expostos, bem como o conceito curatorial da mostra e a ambição que orienta todo este ciclo expositivo, dedicado à celebração do MACE e da Coleção António Cachola.

A exposição de João Onofre estará patente de 1 de Junho a 17 de Julho, poderá ser visitada de segunda a sexta entre as 10h00 e as 20h00, com entrada livre. A segunda mostra deste ciclo da Colecção António Cachola está já programada para Julho e reunirá obras de Fernanda Fragateiro e Ângela Ferreira.


Sobre a Colecção António Cachola:

A Colecção António Cachola, em depósito no Museu de Arte Contemporânea de Elvas, é uma das mais significativas colecções de arte contemporânea portuguesa. A representação que António Cachola (num determinado momento com a colaboração do crítico e curador João Pinharanda) concebeu, possui uma paisagem de fundo - a arte que, em Portugal, foi sendo criada pelos artistas que desenvolveram o seu percurso a partir da década de oitenta do século passado, ou que a partir deste arco temporal definiram a sua presença. O início das aquisições, nos primeiros anos da década seguinte de 1990, são reveladores da observação de proximidade de obras e percursos artísticos de que a colecção é testemunho e a revelar critérios apurados de escolha. 
A colecção, que continua em aberto, é composta por obras nos suportes e técnicas mais diversos, espelhando a multiplicidade das práticas artísticas contemporâneas.


Sobre o Ciclo de Exposições Coleção António Cachola no Chiado 8:

O ciclo resulta de um protocolo entre a Companhia de Seguros Fidelidade e o MACE, que compreende a apresentação, entre 2015 e 2017, de oito exposições da Colecção António Cachola, com curadoria de Delfim Sardo. As exposições, serão individuais, como é o caso da presente mostra de João Onofre, ou de confronto e diálogo entre obras e artistas, procurando reflectir novas visões sobre a colecção, constituindo também uma forma de observação da arte produzida por artistas portugueses contemporâneos.


Sobre João Onofre:

Nasceu em Lisboa, em 1976, onde vive e trabalha. Estudou pintura na Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa  e concluiu o Master of Fine Arts no Goldsmiths College em Londres. O seu trabalho tem sido amplamente difundido em vários museus e galerias internacionais.


Festival Internacional de Tango de Lisboa


De 3 a 7 de Junho, a magia do tango invade a cidade das 7 colinas com a 13ª edição do Festival Internacional de Tango de Lisboa!
Num dos bairros mais típicos da nossa cidade, a mítica Voz do Operário abre os braços para acolher este evento e as centenas de turistas do mundo inteiro que viajam para Lisboa pela paixão pelo Tango Argentino!
No espectáculo de abertura TANGO & FADO (3 Junho, 21h) encontram-se em Lisboa. Tango, um sentimento que se dança, e Fado, um sentimento que se canta, encontram-se hoje mais próximos que nunca. Ambos consagrados como património intangível da Humanidade pela UNESCO juntam-se num espectáculo único com os bailarinos de tango argentino convidados pelo FTL e acompanhados por uma orquestra ao vivo 


Como não poderia deixar de ser, todas as noites do Festival terão Milongas e este ano, pela primeira vez, o Festival terá Milongas nas tardes de sábado (6 Junho) e domingo (7 Junho).
As Milongas são grandes bailes de Tango onde impera a magia do salão e a exímia destreza dos tangueros vindos de todo o mundo para conviver num grande evento de Tango. Para além de orquestra ao vivo é natural assistir-se à demonstração dos grandes bailarinos convidados do FTL.

Durante o Festival, todas as tardes, workshops serão ministrados pelos bailarinos e mestres convidados pelo FTL - pares de bailarinos de tango argentino reconhecidos como os melhores a nível mundial -, aulas para todos os níveis inclusivamente para quem nunca tenha dado um passo de dança no Tango Argentino (estas com preços reduzidos e até mesmo gratuitas em dias específicos)!

Prémios Literários da Estoril Sol têm prazos prorrogados até 15 de Junho


Foi prorrogado, até ao próximo dia 15 de Junho, o prazo de recepção das obras originais para a 8ª edição do Prémio Literário Revelação Agustina Bessa-Luís e dos romances publicados para a 18ª edição do Prémio Literário Fernando Namora. 

A Estoril Sol decidiu, assim, prolongar o prazo de recepção das candidaturas, no intuito de corresponder às solicitações de vários de autores e editoras, interessados em participar nos concursos que prestam homenagem aos dois grandes escritores. O júri, comum a ambos os Prémios, será presidido por Guilherme D`Oliveira Martins.


Lançado, em 2008, no quadro das comemorações do 50º aniversário da Estoril Sol, o Prémio Literário Revelação Agustina Bessa-Luís, no valor de 10 mil euros, propõe-se distinguir, anualmente, um romance inédito de autor português, sem qualquer obra publicada no género e com idade não superior a 35 anos.

Recorde-se que, o Prémio Literário Revelação tem como objectivo primordial encontrar novos talentos e dinamizar as Letras portuguesas, contando, ainda, com o apoio da Gradiva para a edição da obra vencedora.

Por sua vez, o Prémio Literário Fernando Namora, no valor de 15 mil euros, destina-se a galardoar uma obra de ficção (romance ou novela), de autor português, editada em 2014, desde que o escritor não tenha sido premiado nas três edições anteriores. 

Com periodicidade anual, o Prémio Literário Fernando Namora consolida uma tradição prestigiada nos meios literários. Bruno Vieira do Amaral, com o seu romance “As Primeiras Coisas”, foi o vencedor no ano passado.

O Júri dos Prémios Literários da Estoril Sol, além de Guilherme D`Oliveira Martins, em representação do Centro Nacional de Cultura, inclui José Manuel Mendes, pela Associação Portuguesa de Escritores, Manuel Frias Martins, pela Associação Portuguesa dos Críticos Literários, Maria Carlos Gil Loureiro, pela Direcção Geral do Livro, Arquivos e Bibliotecas, Maria Alzira Seixo, Liberto Cruz e João Lobo Antunes, convidados a título individual e, ainda, Nuno Lima de Carvalho e Dinis de Abreu, pela Estoril Sol.


O prazo de recepção das candidaturas aos Prémios Literários da Estoril Sol termina, assim, impreterivelmente, no próximo dia 15 de Junho.

Casino Estoril inaugurou no sábado o XXVIII Salão de Primavera


A Galeria de Arte do Casino Estoril, inaugurou no passado Sábado, dia 23 de Maio, o XXVIII Salão de Primavera/Prémio Rainha Isabel de Bragança. O 1º Prémio desta colectiva, patrocinado pela Estoril Sol III, no valor de 1500 euros, foi atribuído a Filipa Tojal, finalista da Faculdade de Belas Artes do Porto. 

O XXVIII Salão de Primavera/Prémio Rainha Isabel de Bragança é uma exposição colectiva em que participam os finalistas do curso de Pintura, das Faculdades de Belas Artes das Universidades de Lisboa e Porto.

“Foi em 1981 que esta Galeria lançou o projecto para divulgar trabalhos de finalistas das duas faculdades, que os seus professores considerassem mais qualificados para seguir a carreira artística. Facto singular é o de que os professores que, no corrente ano, seleccionaram os finalistas das duas faculdades, Professor Hugo Ferrão, da Faculdade de Lisboa e Professor Domingos Loureiro, da Faculdade do Porto, foram há alguns anos, também eles finalistas, quando participaram nos Salões de Primavera, tendo os seus trabalhos distinguidos com Menções Honrosas”, recorda Nuno Lima de Carvalho, Director da Galeria de Arte.

A inauguração foi muito concorrida, tendo os visitantes sido recebidos pelos administradores da Estoril Sol, Sr. Choi Man Hin, e sua mulher Miu Fong Leng; e Engº António Vieira Coelho e sua mulher, Conceição Vieira Coelho.

Lima de Carvalho, Director da Galeria de Arte, agradeceu o apoio que ao longo dos anos tem recebido das duas Faculdades e dos Professores, Joaquim Lima Carvalho, Isabel Sabino e Hugo Ferrão, da Faculdade de Lisboa e do Professor Domingos Loureiro, da Faculdade do Porto.

Esta exposição ficará patente ao público, todos os dias, das 15 às 24 horas, até 23 de Junho. Entrada grátis.

segunda-feira, 25 de maio de 2015

"Moça Esquiva" o novo e surpreendente video dos Diabo na Cruz


A emblemática canção de funklore, “Moça Esquiva”, é o novo single escolhido do álbum “Diabo na Cruz”. Terceiro single e terceira faixa do terceiro disco da banda, “Moça Esquiva” candidata-se a seguir as pisadas dos êxitos radiofónicos “Ganhar o Dia” e "Vida de Estrada” ao apresentar-se em vídeo sem vergonha de ser a incursão mais pop da banda de “Roque Popular” até à data. 
Rumo ao verão, aqui fica “Moça Esquiva”:


Entretanto, os Diabo na Cruz continuam em Tour nacional.

Aqui as próximas datas:

5 Junho - Mafra - Achada - Festival
6 Junho - Vila Nova de Milfontes - FEITUR
11 Junho - Abrantes - Festas
13 Junho - Alcoutim - Feira de Artesanato
20 Junho - Ourém - Festas
23 Junho - Anadia - Festa do Vinho
26 Junho - Lisboa - Arraial de Benfica
28 Junho - Almeirim - Festas
4 Julho - Vila Franca de Xira - Festa do Colete Encarnado
10 Julho - Ponte de Lima - Feira da Caça e Pesca
15 Julho - Cinfães do Douro
17 Julho - Porto Alto - Festas
24 Julho - Mêda - Festival Mêda +
25 Julho - Ponte da Barca - Festival Folk Celta
1 Agosto - Vieirinhos - Festas
15 Agosto - Amora - Festas
22 Agosto - Bidoeira de Cima - Festas
29 Agosto - Espinho - Concertos da Alameda
5 Setembro - Viseu - Feira de S. Mateus
12 Setembro - Santarém - Gançaria