sexta-feira, 29 de abril de 2016

"Jason Bourne" - Primeiro Trailer


Matt Damon regressa ao seu papel mais icónico em “Jason Bourne”. Paul Greengrass, o realizador de “Supremacia” e “Ultimato”, volta a juntar-se a Matt Damon neste novo capítulo do franchise Bourne, da Universal Pictures, em que o ex-agente mais letal da CIA sai da sombra.

A “Jason Bourne” juntam-se ainda Alicia Vikander, Vincent Cassel e Tommy Lee Jones, enquanto Julia Stiles volta a interpretar o seu papel na saga. O filme produzido por Frank Marshall, Jeffrey Weiner, Paul Greengrass, Matt Damon, Gregory Goodman e Ben Smith. Baseado nas personagens criadas por Robert Ludlum, o argumento é escrito por Paul Greengrass e Christopher Rouse.


"Jason Bourne não é um super-herói; não utiliza uma capa ou uma máscara. Ele não é desse género de tipos. Ele é apenas um homem comum. Acho que quando as pessoas veem o Jason Bourne conseguem imaginar como poderiam reagir naquelas situações e naquelas circunstâncias, e quando o vemos a pensar e a conseguir arranjar um plano e a executar esse plano, é incrivelmente emocionante." Paul Greengrass

Vanessa da Mata nos Coliseus em Junho


No começo da carreira, há 13 anos, Vanessa da Mata apresentava-se apenas com dois violões. Mas aí vieram os hits, já no primeiro disco, liderado por "Não me Deixe Só". E, desde então, a lista de sucessos aumentou e a banda cresceu, assim como os palcos - na turnê "Vanessa da Mata canta Tom Jobim", por exemplo, mais de 120 mil pessoas compareceram em uma única apresentação na Praia de Ipanema. Na última Virada Cultural, em São Paulo, foram quase 150 mil.
Em turnê com "Segue o Som", quinto disco de estúdio e sétimo de carreira, a cantora e compositora matogrossense faz pequena pausa na estrada para apresenta um formato especial e intimista, que retoma seu início de carreira.
Acompanhada somente de piano (Danilo Andrade), violão e guitarra (Mauricio Pacheco), Vanessa da Mata despe nesses shows - exclusivos - canções que têm formado o repertório da turnê atual, "Segue o Som". E também aproveita para visitar músicas antigas da carreira e até de outros compositores, que lhe serviram de referência.
A cantora e compositora avisa: será uma oportunidade única para os fãs, sem qualquer previsão de continuidade ou registo. "Será um 'Segue o Som' mais íntimo. Não existe vontade de fazer um novo disco mais intimista ou qualquer outra coisa parecida com esse show. Apenas uma vontade de mudar e ser mais rebelde com as tendências que nos tentam vertiginosamente impor uma regra. Sou uma pessoa que geralmente quebra regras que não me fazem sentido prolongado", finaliza Vanessa.
Após alguns anos sem vir a Portugal, eis que temos a oportunidade, de ver Vanessa da Mata, em apresentação única, e intimista, a 24 de Junho no Coliseu de Lisboa e 25 de Junho no Coliseu do Porto, em concertos irrepetíveis.

Benjamin Clementine de regresso a Portugal


Benjamin Clementine está de regresso a Portugal dias 1 e 2 de Junho para dois espectáculos únicos, nos Coliseus de Lisboa e Porto. Chega apenas alguns meses após a digressão que conquistou o público e a crítica em Braga, Aveiro, Porto, Lisboa e Faro, com todos os concertos esgotados. Os bilhetes para o concerto de dia 1 de Junho, no Coliseu dos Recreios, e dia 2 de Junho, no Coliseu do Porto, estão à venda nos locais habituais. At Least For Now é o disco de estreia de Benjamin Clementine, lançado em Abril de 2015, que foi reconhecido como um dos melhores álbuns do ano por numerosas publicações de referência e distinguido com o Mercury Prize 2015, o prestigiado galardão da indústria fonográfica britânica. Pianista autodidacta, com um percurso de vida atribulado, Benjamin Clementine é um talento precoce, que cresceu inspirado em figuras como Leonard Cohen. Desde que participou no programa televisivo da BBC2 Later ... with Jools Holland em 2013, tornou-se no artista mais partilhado no Spotify, foi distinguido com o Best New Act em Les Victoires de la Musique, esgotou espectáculos em toda a Europa e nos EUA, e tocou nas primeiras partes dos concertos de artistas como Cat Power, Tune-Yards ou Woodkid e nos festivais de verão Wilderness Festival, com curadoria de Bjork, e no Meltdown Festival, de David Byrne.

Luís Franco-Bastos a “Voz da Razão” hoje no Coliseu


Depois do enorme sucesso da sua anterior digressão “Roubo de Identidade”, Luís Franco-Bastos regressa à estrada com novo espectáculo a solo: “Voz da Razão”.
O novo material que Luís Franco-Bastos apresenta baseia-se numa nova perspectiva sobre o mundo, numa nova fase da sua vida, agora que atingiu a maturidade tanto pessoal como artística.
Os comediantes dão a conhecer a pessoa que são através do seu material e o Luís Franco-Bastos que apresenta este espectáculo não é a mesma pessoa que apresentou os seus espectáculos anteriores Passou por novas experiências, chegou a novas conclusões e a sua visão da política, do futebol, da sociedade, da música ou das relações entre homens e mulheres, é mais complexa e crítica.
A esquizofrenia vocal e as personagens que sempre o caracterizaram continuam presentes mas, através da voz dos outros, Luís Franco-Bastos exprime a sua própria. De todas as vozes que vivem na sua cabeça, passou a dar ouvidos principalmente a uma: a Voz da Razão.

O Espião de Austerlitz


Um crime no Estado-Maior de Napoleão! Nas vésperas da batalha decisiva de Austerlitz, o acontecimento assume uma gravidade dramática. Napoleão convoca a Boulogne-sur-Mer o mais brilhante investigador da polícia imperial, Donatien Lachance.
Quem matou Pierre Levasseur, ajudante-de-campo de Napoleão? Haverá um espião infiltrado no Grande Exército?
Para solucionar o enigma e afastar a ameaça que paira sobre o destino da França, Lachance segue Napoleão na sua campanha mais gloriosa, aquela que conduzirá os veteranos de Boulogne à batalha de Austerlitz. Ao longo da investigação, que mergulha no coração da estratégia de um dos maiores chefes militares da História, conseguirá Donatien reconquistar a mulher, Olímpia, republicana fervorosa tomada de uma paixão ardente por um jovem aristocrata ligado ao regime?

Sobre o Autor

Ex-director do Le Nouvel Observateur e actualmente à frente do Libération, o autor, Laurent Joffrin é um jornalista e investigador de reconhecido mérito. Na linha dos policiais no cenário da Roma Imperial de Steven Saylor, O Espião de Austerlitz faz parte de uma série de grande sucesso das aventuras com o comissário Lachance, que a Gradiva começa com este título a editar em Portugal.

Selena Gomez no MEO Arena


A multiplatinada cantora e actriz Selena Gomez anuncia a tournée europeia que começa em Helsínquia, no dia 10 de Outubro, e termina em Lisboa, no MEO Arena, no dia 16 de Novembro. 

"The Revival Tour” é a tournée que sucede o seu último álbum “Revival” que vendeu quase 7 milhões de cópias e mais de 22 milhões de singles em todo o mundo. Os singles "Same Old Love", "Good For You" e "Hands to Myself" atingiram o primeiro lugar do top de dezenas de rádios em todo o mundo.

"Investi de alma e coração para tornar esta tournée em algo muito especial", “Mal posso esperar por chegar à Europa e estar cara a cara com os meus fãs.” diz Selena, para quem este novo álbum “marca um novo e importante capítulo” da sua vida. “Estou ansiosa para subir ao palco e apresentar estas canções!”. 


O novo álbum da artista valeu-lhe boas críticas por parte da imprensa que considerou este novo disco como o símbolo e a imagem de uma artista pop em ascensão e “com uma força nunca antes vista”, segundo a Rolling Stone, que considera que este álbum vai “converter alguns cépticos do seu instagram e levá-los para a pista de dança”. 

A voz de Same Old Love, Good For You, Hands to Myself, Like You Like a Love Song entre outros êxitos, estará no MEO Arena a 16 de Novembro.

Querida, Comprei uma Orquestra amanhã no Tivoli BBVA


Uma comédia muito sonora!

Uma mulher chega a casa e é surpreendida pelo marido, que lhe comprou um presente. Pode parecer romântico, mas as coisas complicam-se quando percebe que, em vez de flores ou bombons, ele decidiu comprar uma orquestra.
Sim, isso mesmo: uma orquestra! Com instrumentos, pautas, músicos e maestro...
E é aqui que as coisas começam a desafinar...


Acompanhados pela Orquestra da Cidade, sob direcção do maestro Nuno de Sá, Joana Pais de Brito e Carlos Moura protagonizam uma comédia onde o amor não sai de tom nem desafina.

António Chainho ao vivo com Rui Veloso, Hélder Moutinho, Mafalda Arnauth e Adiafa


Rui Veloso, Hélder Moutinho , Mafalda Arnauth e Adiafa , são alguns dos cúmplices de António Chainho que prometem tornar inesquecível a noite de 31 do Maio no Teatro Tivoli BBVA. O concerto, encerra  oficialmente as comemorações dos 50 anos de carreira do Mestre da Guitarra Portuguesa - considerado pela Songlines Magazine um dos “50 músicos mais influentes da World Music”.

Para além de muitos outros convidados do álbum Cumplicidades, Rui Veloso partilha pela primeira vez o palco com António Chainho numa noite simbólica para o artista que ajudou a moldar a história da música popular em Portugal e a projectá-la por todo o mundo.
A 31 de Maio junta o seu talento singular a duas formas musicais classificadas Património Imaterial da Humanidade: o Fado e o Cante alentejano.

Hélder Moutinho, Mafalda Arnauth e Adiafa, ajudam a reflectir a essência do talento do Mestre António Chaínho - nascido no Alentejo - que começou por juntar a tradição rural com o Fado de Lisboa e os fundiu com as “músicas do Mundo”. Com um relevante papel pedagógico através das escolas que fundou (Lisboa, Santiago do Cacém, Grândola e Madeira) e uma carreira notável, António Chainho, significa guitarra em Português.
Este, será um momento único e especial de partilha e celebração do incomparável talento de Mestre da Guitarra Portuguesa.

One Man Alone no Palácio do Bolhão


Hoje e amanhã o Teatro da Didascália apresenta o seu espectáculo "One Man Alone", no salão nobre do Palácio do Bolhão no Porto.  

"One Man Alone" é um espectáculo a solo, literalmente a solo. Sem contracena, operador de luz ou som, o actor vê-se assim obrigado a prosseguir o seu espectáculo interpretando e operando ao mesmo tempo a própria luz que o ilumina e a música que acompanha a cena.

A peça retrata a vida de um padeiro, solitário, que a altas horas da noite, nos intervalos de cozedura do pão, se diverte a brincar com os seus instrumentos de trabalho, numa tentativa de escape ao quotidiano do seu ofício monótono e repetitivo.

Bruno Martins, o director artístico da companhia, único actor da peça e simultaneamente operador de luz e som, salienta que o facto de o espectáculo ser todo ele conduzido por uma só pessoa, funciona como uma espécie de metáfora à criação artística contemporânea. Uma metáfora às condições de trabalho, na maioria das vezes precárias, em que os artistas se vêm obrigados a trabalhar, agravadas com a actual conjuntura socioeconómica.

O espectáculo é uma comédia divertida que assenta no virtuoso jogo físico do actor, na capacidade de se multiplicar nas várias personagens que dão vida às suas fantasias, e na sua capacidade de surpreender através dum espectáculo onde a magia é aliada da simplicidade.

Casino Lisboa inaugura duas exposições no âmbito do centenário da Aviação Militar


O Casino Lisboa inaugura hoje pelas 17 horas, duas originais exposições, associando-se às comemorações do centenário da Aviação Militar. A Galeria de Arte, localizada no amplo espaço circundante ao Arena Lounge, acolhe a exposição “Aviação Militar em Portugal: Ontem e Hoje!”, enquanto a Galeria de Arte Panorâmica, no 3º piso, exibe a exposição de pintura “Aeronáutica, Nas Asas do Vento”, da autoria de António de Lemos Viana. 

Em parceria com a Força Aérea Portuguesa, o Casino Lisboa associa-se, assim, às comemorações do centenário da Aviação Militar em Portugal. Com entrada livre, ambas as exposições estarão patentes até 3 de Julho.


Exposição “Aviação Militar em Portugal: Ontem e Hoje!”
A Galeria de Arte, situada no amplo espaço circundante ao Arena Lounge, acolhe a exposição “Aviação Militar em Portugal: Ontem e Hoje!”. Trata-se de uma exposição que reúne uma singular mostra fotográfica e duas emblemáticas aeronaves da Força Aérea Portuguesa: um modelo Tiger Moth e um Blanik.

LET-23 Super Blanik: Foi realizado, em 1988, o primeiro voo dos planadores L-23 Super Blanik. Surgiram devido ao sucesso dos seus antecessores L-13 Blanik - fabricados em 1955. A fábrica LET foi responsável pelas duas construções e pela dinamização destes exemplares pelo mundo, muitos dos quais ainda operacionais. Os planadores L-23 Super Blanik foram escolhidos pela Academia da Força Aérea dos Estados Unidos e pela Academia da Força Aérea Brasileira para treino básico de duplo-comando.

A Força Aérea Portuguesa adquiriu três destas aeronaves em 1996, com o objectivo de substituir os motoplanadores Fournier RF-10. Os Super Blanik foram entregues, em Março desse mesmo ano, ao Centro de Voo do Departamento de Actividades Aéreas da Academia da Força Aérea. Foram utilizados numa fase inicial de aprendizagem dos alunos-pilotos, nomeadamente na prática de descolagem e aterragem, sendo normalmente rebocados pelas aeronaves Chipmunk.

De Havilland DH-82 Tiger Moth: Portugal operou um total de 151 Tiger Moth, tendo a Aeronáutica Militar adquirido os primeiros em 1932 aquando da substituição dos Caudron G-3 e dos Avro-504K. Foram adquiridas várias unidades da versão DH-82A sendo alguns desses modelos com a fuselagem em contraplacado, em vez de tela, e com um motor de 130 hp ao invés dos 120 hp originais. Em 1938, obteve-se a licença de construção, sendo construídos até 1952 nas Oficinas Gerais de Material Aeronáutico 91 aparelhos da versão DH-82A.

A Aviação Naval operou, também, os Tiger Moth, especificamente na versão DH-82A II com algumas modificações: derivas anti-vrille instaladas na traseira da fuselagem e fendas nas asas superiores para aumento de sustentação. Quando a Força Aérea procedeu à sua substituição pelos De Havilland Chipmunk, em 1956, cedeu alguns destes aparelhos a Aeroclubes nacionais, continuando a formar pilotos ao longo dos anos. O Museu do Ar possui vários exemplares, destacando-se o primeiro (matrícula 101) a ser produzido nas OGMA.



Exposição “Aeronáutica, Nas Asas do Vento”, de António de Lemos Viana
A Galeria de Arte Panorâmica, situada no piso 3, exibe a exposição de Pintura “Aeronáutica, Nas Asas do Vento”, de António de Lemos Viana. Nascido, em Lisboa, em 1959, António de Lemos Viana ingressou, aos 18 anos, na Força Aérea Portuguesa onde serviu com a especialidade de operador radarista de detecção em Unidades do Sistema de Defesa Aérea e como operador do simulador de voo Alpha-Jet na Base Aérea nº11, em Beja. Enquanto fez o seu percurso na carreira militar não abandonou a pintura. Frequentou o curso de pintura da Sociedade Nacional de Belas Artes (SNBA), tendo tido como professores Rui Mário Gonçalves e Rolando Sá Nogueira, entre outros.

A qualidade dos seus trabalhos cedo mereceu o apoio e estímulo das chefias e camaradas de armas, tendo desenvolvido a sua actividade de pintor e desenhador, valorizando a temática Aeronáutica. Foi convidado a pintar o exterior de aviões um trabalho em que foi precursor, numa tradição que caracteriza diversas esquadras da Força Aérea Portuguesa. Desenvolveu um vasto trabalho em diversas áreas como o desenho, a pintura a óleo, acrílico, aguarela e a aerógrafo. São exemplo deste último a pintura da fuselagem de dois aviões Alpha-Jet da Força Aérea, Esquadra de voo 301 “Jaguares” e alguns veículos como o VW “carocha”, entre outros. No entanto, é sem dúvida o trabalho a óleo sobre tela o de maior preponderância no seu percurso e aquele que privilegia.


A exposição é parte de um conjunto de obras afectas ao acervo patrimonial da Força Aérea e que se encontram expostas no Estado Maior da Força Aérea em Alfragide, Academia da Força Aérea e Centro de Estudos Aeronáuticos em Sintra, e ainda, na Base Aérea nº11, Esquadra 103 em Beja.

Ambas as exposições estarão patentes ao público de 29 de Abril a 3 de Julho, de Domingo a Quinta-Feira, das 15h00 às 03h00, e às Sextas-Feiras, Sábados e vésperas de feriado, das 16h00 às 04h00, no Casino Lisboa.

quinta-feira, 28 de abril de 2016

Espelho Meu


Louise L. Hay é um verdadeiro fenómeno de popularidade e os seus ensinamentos têm ajudado milhares de pessoas a conseguirem alcançar o bem-estar nas suas vidas. Espelho Meu, que chega às livrarias dia 6 de maio, é um guia prático de 21 dias para ajudar a transformar a vida de cada um, desenvolvendo amor-próprio e a encarar o mundo como um lugar seguro regido pelo amor. 
Ao longo de três semanas são propostos vários exercícios ao espelho e de escrita, tudo para que seja favorecido o desenvolvimento da autoconfiança e auto-estima. «O trabalho com o espelho constitui um dos presentes mais generosos que pode oferecer a si próprio. Basta um simples segundo para dizer ‘Olá, miúdo!’, ou ‘Estás com bom aspecto!’, ou ‘Estou a divertir-me à grande!», explica a autora. 
Espelho Meu é um livro bastante prático no caminho da tomada de consciência das capacidades e superação da resistência à mudança, para que se criem novos hábitos mentais e se abram portas para uma vida mais plena e alegre. 

Sobre a Autora

Louise L. Hay é uma das fundadoras do movimento New Age. Com uma obra traduzida em mais de 25 idiomas e com mais de 50 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo, é uma das autoras de maior sucesso de sempre. Através da sua filosofia positiva e das suas técnicas de cura, tem ajudado milhões de pessoas a criar o bem-estar nas suas vidas.

A Vida é um Milagre


Após uma experiência de quase-morte devido a um problema cardíaco grave e inesperado, Karen Henson Jones partiu para uma aventura espiritual pelo Butão, Índia, Itália e Israel. A Vida é um Milagre é um testemunho grandioso sobre essa jornada, sobre o duro embate de saúde de uma jovem na altura com 30 anos e com um futuro promissor na área financeira, e da sua mudança de perspetiva de vida à procura de um novo sentido. 
A Vida é um Milagre é um best-seller nos Estados Unidos e tem inspirado milhares de pessoas, entre elas figuras públicas. Britney Spears é um exemplo, tendo partilhado recentemente na sua conta de Instagram que se rendeu à leitura deste livro. 
Como a própria autora afirma, «este livro é uma lanterna para as pessoas que estão nas trevas», mostrando os benefícios de saúde da meditação e da espiritualidade. Os leitores de Comer, Orar, Amar, de Elizabeth Gilbert, vão identificar-se com este livro. 

Sobre a Autora

Karen Henson Jones é fundadora do Malibu Beach Yoga, na Califórnia, e assistente do monge budista Khen Rinpoche, fundador da Siddhartha School e abade do mosteiro Tashi Lhunpho, na Índia. É formada pela Universidade de Cornell e pela London Business School.

Special Correspondent de Ricky Gervais em exclusivo na Netfilx


Esta sexta-feira prepare-se para assistir a uma reportagem de guerra muito especial! Special Correspondent é o novo filme realizado, protagonizado e escrito pelo britânico Ricky Gervais, com estreia exclusiva na sexta-feira, 29 de Abril, no serviço de streaming.

O enredo de Special Correspondent centra-se num jornalista de rádio de Nova Iorque, Frank Bonneville (Eric Bana), cuja arrogância e estilo de vida decadente minam a sua carreira. Com o seu emprego em risco, ele finge estar na linha da frente de uma guerra no Equador, quando de facto está confortavelmente escondido num restaurante espanhol em Queens, com o seu técnico de som Ian Finch (Ricky Gervais).


Além de Ricky Gervais e Eric Bana, o elenco do filme é composto por Vera Farmiga (Bates Motel, Up in the Air), Kelly Macdonald (Boardwalk Empire, Brave), Kevin Pollak (The Usual Suspects, Casino), America Ferrera (Ugly Betty, How to Train Your Dragon), Raúl Castillo (Looking, Cold Weather) e Benjamin Bratt (Modern Family, 24: Live Another Day).

O filme é uma co-produção de Bron Studios e Unanimous Entertainment. Os produtores são Ricky Gervais, Unanimous de Chris Coen, Bron de Aaron L. Gilbert, Manuel Munz e Larry Sanitsky. Jason Cloth e Ron McLeod são também produtores executivos.

GNR celebram 35 anos com dois grandes espectáculos


Os GNR são uma referência incontornável da música feita em Portugal e do imaginário dos portugueses ao longo dos últimos 35 anos. Essa relação de proximidade será celebrada com dois concertos com um alinhamento totalmente dedicado aos seus maiores êxitos e convidados de peso.

As letras únicas de Rui Reininho, assim como o seu carácter singular em palco, aliadas às composições de Tóli César Machado e linhas de baixo de Jorge Romão são responsáveis por inúmeros singles que continuam a marcar várias gerações.


Depois dos primeiros singles “Portugal na CEE” e “Sê um GNR”, começa uma longa lista de êxitos como “Dunas”,  “Efectivamente”, “Bellevue”, “Morte ao Sol”, “Video Maria”, “Sangue Oculto”, “Pronúncia do Norte”, “Ana Lee”, “Sub-16”, “Mais Vale Nunca”, “Tirana”, “Popless”, “Asas (eléctricas), “Sexta-Feira”, ou “Cadeira Eléctrica” do mais recente álbum Caixa Negra .

Foi este último registo que deu origem à recente nomeação para “Melhor Grupo” nos Globos de Ouro de 2016, que já tinha sido considerado Melhor Álbum do Ano para a Revista Blitz e um dos 10 Melhores para o semanário Expresso.

Dois espectáculos que marcam um momento alto na carreira da icónica banda do Porto. Duas grandes produções que percorrem as memórias da banda até à actualidade.


Todos os momentos merecem um toque especial neste Dia da Mãe


Como diz o provérbio “Mãe, há só uma” e por isso todos os dias são únicos quando partilhados com a nossa mãe. Para este Dia da Mãe adicione um toque especial e conte com esta selecção de produtos Sony para a surpreender. Mostre o quanto a conhece, escolhendo uma prenda que é ideal para responder às suas necessidades e de acordo com as suas preferências.

Auscultadores h.ear on Wireless NC MDR-100ABN
A sua mãe adora cor e não deixa nada ao acaso na aparência, mas também não abdica da melhor música. Então neste dia da mãe ofereça o melhor do mundo do design e do mundo da tecnologia áudio com os auscultadores, Sony h.ear on NC. Os novos h.ear on wireless NC são os auriculares mais glamorosos da alta tecnologia; disponível em várias cores e feitos com os melhores materiais. Com uma autonomia até 20 horas, são ideais para levar para qualquer lado. As tecnologias Bluetooth e NFC permitem que, com um só toque, possa ouvir música sem fios. Com tecnologia LDAC proporciona o melhor som com alta resolução, porque transmite cerca de três vezes mais dados do que o áudio Bluetooth convencional. 

Colunas sem fios h.ear go SRS-HG1
Para verdadeiras amantes da música, a prenda ideal neste dia da mãe é a coluna sem fios, portátil, de alta resolução, mais pequena do mundo, a h.ear go. Da mesma colecção que os h.ear on wireless NC, está disponível em várias cores, e são construídas com a melhor tecnologia Sony, para que posso usufruir de cada música como se fosse a primeira vez. Graças à tecnologia de amplificador digital S-Master HX™ desenvolvida para áudio de alta resolução que reduz a distorção e o ruído numa vasta gama de frequências para um som realista e rico. As tecnologias DSEE HX™ e ClearAudio+™ vão transformar qualquer sítio numa verdadeira sala de concertos. Ofereça à sua mãe a verdadeira liberdade musical, com áudio de alta resolução, onde e quando ela quiser e com acesso a uma grande colecção musical com o Google Cast™ e o Spotify Connect. 

Walkman série NW-A20
Com um design fresco e elegante o novo Walkman® NW-A20 traz-lhe a melhor definição de áudio HD, para que possa se deixar mergulhar na melhor qualidade de som, viajando para longe das distracções do mundo exterior. Se a sua mãe têm uma colecção musical como nenhuma outra, o walkman NW-A20 oferece a opção de utilizar um cartão de memória para que não lhe falte nenhuma música em todos os momentos. E poderá usufruir da melhor qualidade de som com tecnologia de alta resolução sem compressão para que possa ouvir as músicas tal como as artistas as criaram. 

Auriculares h.ear in wireless MDR-EX750BT
A colecção h.ear não deixa nada ao acaso, adaptando-se a todos os gostos e necessidades sempre com a melhor qualidade e design. Se a sua mãe prefere auriculares aos auscultadores, os h.ear in wireless MDR-EX750BT foram criados a pensar nas suas necessidades. Desenhados para uma experiência musical diária elegante, confortável e leve que se utiliza à volta do pescoço sem fios com tecnologia Bluetooth e NFC com tecnologia LDAC, compatível com tecnologia de áudio em alta-resolução. Incluí também um microfone HD para poder atender as suas chamadas sem mexer no smartphone. Com uma autonomia até 7,5 horas para que a sua mãe possa ouvir música todo o dia. E para as mais exigentes, os auriculares h.ear in incluem um fio amovível para ligar ao seu MP3 ou Smartphone caso fique sem bateria. 

Walkman® à prova de água e de pó NW-WS410 Series
A sua mãe é uma verdadeira desportista, adora correr ou nadar? Então o Walkman Sony NW-WS410 à prova de água e de pó foi feito a pensar nos seus momentos a correr à beira-mar ou a nadar na piscina. Com apenas 32 gramas e até 12 horas de autonomia é o melhor companheiro de treino. Seleccione as suas músicas favoritas, ajuste-o e depois é só ir treinar. Disponível em várias cores para poder escolher a cor preferida da sua mãe. 

Câmara fotográfica DSC-WX500
Conseguiu convencer a sua mãe a aderir à moda das selfies? Agora eleve as selfies a um novo nível com a câmara DSC-WX500 da Sony com um ecrã LCD reclinável a 180 graus, assim não vai correr o risco de que a Selfie fique com má qualidade. A nova Sony DSC-WX500 é a mais pequena câmara do mundo com zoom óptico de 30x e lentes ZEISS®. Agora é só escolher o melhor lugar ao lado da sua mãe e registar todos os vossos momentos. 

12ª edição do Jazz im Goethe-Garten - 5 A 15 de Julho


O Jazz im Goethe-Garten (JiGG) chega a Lisboa em Julho para mais uma edição de concertos num dos jardins mais bonitos da capital portuguesa.  

Nos finais de tarde de 5 a 15 de Julho, no Goethe-Institut em Lisboa, vão soar sons que revelam as tendências actuais do jazz europeu, uma verdadeira viagem sonora repleta de revelações e descobertas, num ambiente descontraído e familiar.  


Quinteto Sandro Norton convida Gary Burton - no CCB a 17 de Maio e em Coimbra a 20 deMaio


Sandro Norton traz a Portugal um dos mais conceituados músicos de Jazz da cena mundial Gary Burton.

Burton, músico de um invejável palmarés que averba 6 Grammys e vários outros prémios de prestígio internacional, apresenta-se em concerto com um dos mais virtuosos músicos da atualidade, SANDRO NORTON, o terceiro guitarrista a quem Burton concede o privilégio de partilhar o palco, sendo os outros Pat Metheny e Ralph Towner!

A partilhar este palco estarão também Carlos Barretto, Mário Barreiros, João Salcedo e Luis Trigo (Lisboa) e Filipe Raposo e Filipe Teixeira (Coimbra) em duas noites preenchidas pelos repertórios de Gary Burton e o cd “Flying High…at the heart of it”, de Sandro Norton.

Delicie-se e “vibre” com este conjunto de músicos de luxo, alguns dos melhores instrumentistas da cena musical portuguesa e mundial.

Ricardo Ribeiro no Coliseu de Lisboa


Para apresentação do seu quarto disco a ser editado pela Warner na Primavera de 2016, Ricardo Ribeiro escolhe a catedral da música ao vivo e sobe ao palco do Coliseu de Lisboa em nome próprio, a 30 de Abril.
Desde 2013, ano em que editou o CD “Largo da Memória”, que Ricardo Ribeiro tem percorrido os mais variados palcos nacionais e internacionais. Com mais de 80 concertos realizados desde então, o fadista fez parte das mais diversificadas programações, quer com o trio de fado, quer com o guitarrista Pedro Jóia em duo ou ainda com o quarteto do alaudista Rabih Abou-Khalil.
Em 2014, passou por salas distintas nos Estados Unidos da América, Espanha, França, Alemanha, Canadá, Áustria, Noruega, Angola, Argélia, Marrocos e também em Portugal.
O fadista foi nomeado para Melhor Artista 2015 pela reputadíssima revista britânica Songlines, ficando entre os quatro finalistas desta mesma categoria.
Ricardo Ribeiro integrou o elenco de artistas do CD tributo a Amália Rodrigues – “Amália - As Vozes do Fado” – interpretando os temas “Grito” e “Maria La Portuguesa”, este último em dueto com Javier Limón.
A 30 de Abril dá a conhecer o seu novo álbum numa das mais emblemáticas salas do país.

7ª Arte - Estreias de cinema de 28-04-2016

Estreias de cinema de 28 de Abril de 2016


Esta semana dentre as várias estreias de cinema nas salas nacionais o "Cultura e não Só" destaca as seguintes:



Capitão América: Guerra Civil

Devido a uma série de missões que originaram danos colaterais considerados evitáveis, o Governo norte-americano decide que a equipa de Vingadores precisa de supervisão adequada. É então criado um sistema de registo dos super-heróis, cujo trabalho terá de ser sempre controlado por um membro governamental autorizado. A partir de agora apenas poderão agir se forem formalmente solicitados. Esta nova posição vai gerar conflitos internos na equipa, cujas opiniões se dividem. De um lado está o Capitão América, que se rebela por considerar a liberdade dos Vingadores essencial para o perfeito funcionamento das suas missões; do outro está o Homem de Ferro que, contra todas as expectativas, aprova a decisão. Entre eles surge uma tensão difícil de controlar que porá em causa não apenas a amizade e união de todos, mas também a segurança da Humanidade.
Realizado por Anthony e Joe Russo (a dupla responsável por "Capitão América: O Soldado do Inverno"), segundo um argumento de Christopher Markus e Stephen McFeely, um filme de acção e aventura baseado na popular série de banda desenhada da Marvel, criada por Joe Simon e Jack Kirby e publicada pela primeira vez em 1941. O elenco de luxo conta com Chris Evans, Robert Downey Jr., Scarlett Johansson, Sebastian Stan, Anthony Mackie, Elizabeth Olsen, Paul Bettany, Jeremy Renner, Paul Rudd e Tom Holland, entre muitos outros. 



Um Dia de Mãe

Com o aproximar da celebração de mais um dia da mãe, várias mulheres vão ter de reflectir sobre o peso da maternidade. Sandy é a mãe solteira de dois rapazes que luta por se manter de pé e que ainda não superou o facto de ter sido trocada por uma mulher mais jovem; Miranda é uma escritora famosa que hoje se arrepende de ter dado a sua filha Kristin para adopção; Kristin – hoje uma mulher prestes a constituir a sua própria família –, decide que é chegado o momento de reencontrar a progenitora e fazer as pazes com o passado; Jesse, a melhor amiga de Kristin, ao perceber as suas angústias, dá-se conta do quão distante se sente da sua própria mãe e o quanto deseja fortalecer os laços. Estas mulheres, de personalidades distintas, vão ver os seus destinos cruzarem-se de um modo totalmente inesperado…
Com realização de Garry Marshall ("Regras para Ser Feliz", "Dia dos Namorados", "Ano Novo, Vida Nova!"), uma comédia romântica sobre as alegrias e tristezas inerentes à condição de mãe nas suas várias fases e perspectivas. O elenco conta com Jennifer Aniston, Kate Hudson, Julia Roberts, Jason Sudeikis, Timothy Olyphant, Margo Martindale, Shay Mitchell e Jon Lovitz. 



O Profeta

Tido como rebelde pelo poder governativo, o pintor e poeta Mustafa encontra-se a cumprir prisão domiciliária. Durante todo o tempo de clausura, fica amigo de Kamila, a empregada doméstica, e de Almitra, a filha desta. Com apenas oito anos, a pequena Almitra é uma criança extraordinariamente inteligente e cheia de vida. Com ela, Mustafa vai partilhar os seus pensamentos mais profundos, numa reflexão sobre a condição humana, o amor, a amizade, a vida, a morte, o Bem e o Mal.
Com produção da actriz Salma Hayek, que também dá voz a uma das personagens, "O Profeta" é um filme de animação que adapta a obra com o mesmo nome, escrita em 1923 pelo ensaísta, filósofo, poeta e pintor de origem libanesa Gibran Khalil (1883-1931). Sendo uma produção colectiva, conta com a assinatura de Roger Allers, Paul e Gaëtan Brizzi, Joan C. Gratz, Mohammed Saeed Harib, Tomm Moore, Nina Paley, Bill Plympton, Joann Sfar e Michal Socha. Para além da voz de Hayek, a versão original inclui as vozes de Liam Neeson, Quvenzhané Wallis, Alfred Molina, John Krasinski e Frank Langella.

quarta-feira, 27 de abril de 2016

De La Soul completam programação do Palco Super Bock no Super Bock Super Rock


Pelo Palco Super Bock do 22º Super Bock Super Rock passarão alguns dos maiores nomes da música actual que, durante três dias, prometem oferecer alguns dos melhores concertos do ano. Está confirmado o último nome do palco, um dos colectivos mais importantes da história da música, que passará pelo Festival no último dia, o mesmo de Kendrick Lamar e Orelha Negra. Dia 16 de Julho, no Palco Super Bock: De La Soul.

O trio De La Soul é considerado um dos colectivos mais reconhecidos e icónicos do mundo da música. Formados em 1987, são constituídos por Kelvin Mercer (Posdnuos, Mercenary, Plug Wonder Why, Plug One), David Jude Jolicoeur (Trugoy the Dove, Dave, Plug Two) e Vincent Mason (P.A. Pasemaster Mase, Maseo, Plug Three). Inovadores, sempre na margem alternativa do género, fundiram o hip hop com o jazz e o funk e o seu lado criativo revelou-se pela genialidade no uso de samples. Durante 20 anos editaram 8 LPs. O de estreia, “3 Feet High and Rising” (1989), foi considerado uma obra-prima e votado Álbum do Ano pela revista NME. Em 2008 foram homenageados na quinta edição do VH1 Hip Hop Honors, e contam ainda no seu currículo com a colaboração com os Gorillaz, na música “Feel Good Inc.”, uma das mais reconhecidas e apreciadas de sempre. Do seu vasto currículo constam também digressões conjuntas com nomes como A Tribe Called Quest, Nas, The Pharcyde, entre outros.  2016 marca o seu regresso. 11 anos depois do último álbum “The Grind Date”, os De La Soul voltarão este ano com o seu novo disco “And The Anonymous Nobody” e com parceiros de luxo. Damon Albarn, Usher, Snoop Dog ou David Byrne são alguns dos nomes que irão participar no estrondoso regresso do trio norte-americano.

Nome imperdível para os amantes de Música, os De La Soul fazem parte da história da Música das últimas décadas e vão arrebatar o público no 22º Super Bock Super Rock.

Telmo Pires actua amanhã às 23h00 no Arena Lounge do Casino de Lisboa


O fadista Telmo Pires apresenta ao vivo o seu novo álbum, “Ser Fado”, amanhã às 23h00, no Arena Lounge do Casino de Lisboa. Este concerto segue-se aos dois espectáculos oficiais de lançamento do disco – dia 19 de Fevereiro no Museu do Fado e dia 12 de Março em Berlim, num concerto completamente esgotado – e mostra os novos rumos deste fadista que, embora sem esquecer o seu lado cosmopolita e de cidadão do mundo, em “Ser Fado” parte à redescoberta das tradições mais profundas da canção popular de Lisboa. No Casino de Lisboa, Telmo Pires será acompanhado por Bruno Chaveiro (guitarra portuguesa), Cajé Garcia (viola de fado) e Yami Aloelela (baixo).

Até dia 6 de Maio pode inscrever-se e concorrer ao 10º Encontros de Fado de Almada


A décima edição dos Encontros de Fado de Almada vai voltar a ocupar o palco do Auditório Fernando Lopes-Graça, em Almada, durante três noites de Maio e Junho. Iniciativa da Câmara Municipal de Almada, os Encontros de Fado destinam-se mais uma vez à descoberta de fadistas pouco conhecidos ou ainda desconhecidos do grande público e proporcionando atraentes prémios para o vencedor, segundo e terceiro classificados: a gravação de um CD-EP com cinco temas em estúdio profissional para o primeiro classificado e um concerto, em Outubro e no mesmo auditório, dos três primeiros.

Durante todo o concurso os fadistas (concorrentes e convidados) serão acompanhados por André M. Santos (viola de fado), Hugo Edgar (guitarra portuguesa), Vasco Sousa e Rodrigo Serrão (contrabaixo).

Os interessados em concorrer à edição 2016 já podem consultar o regulamento no site da Câmara Municipal de Almada e inscrever-se, até dia 6 de Maio, através desta ligação na internet: http://www.m-almada.pt/encontrosfado

Josef Salvat e Diogo Piçarra no MEO Sudoeste


O cartaz dos dias 4 e 6 de Agosto do Palco MEO fica completo com dois jovens nomes que têm surpreendido o panorama musical. No dia 4, a juntar-se a Martin Garrix, Wiz Khalifa e Virgul, a estreia em Portugal do australiano Josef Salvat. No dia 6, o português Diogo Piçarra fará companhia aos planetários Sia, Steve Aoki e James Morrison.

Para uma experiência única repleta de conforto no campismo do MEO Sudoeste, o Festival apresenta este ano algumas novidades até para os gostos mais exigentes.

Josef Salvat estreou-se este ano com o disco “Night Swim”. O australiano radicado em Londres, faz da sua capacidade interpretativa e das melodias pop cativantes os ingredientes mais-valia da sua música. Com electrónica a chegar detalhada e precisa, as canções de Salvat são simples, mas incrivelmente viciantes, encantando melódica e facilmente quem o ouve em disco ou ao vivo. Dia 4 de Agosto estreia-se em Portugal, no Palco MEO.

No dia 6 de Agosto, Diogo Piçarra. É um dos jovens que melhor oferece a música pop em território nacional. A televisão deu-lhe visibilidade, mas o seu talento confirmou-se definitivamente através do disco de estreia do ano passado, “Espelho”. Despojadas e elegantes, as composições de Piçarra chegam em várias velocidades, fazendo emergir, sem excepções, a sua extraordinária voz.

Novidades de camping no MEO Sudoeste

Na 20ª edição, o Festival apresenta uma oferta alargada e diversificada nas opções para quem prefere ficar no MEO Sudoeste e assim usufruir integralmente dos 9 dias, com o máximo conforto:

Nomad Pop Up Hotel: Este campismo de luxo proporcionará uma experiência única a todos os que por lá passarem. A partir de 27€ por noite, por pessoa, os utilizadores terão acesso a chuveiros e WC privados, localização privilegiada junto ao canal, transporte exclusivo desde o acampamento até ao recinto, segurança e assistência, pequeno-almoço, área de descanso e chill out, sessões de yoga, música ao vivo, zonas de carregamento de telemóvel, parque de estacionamento perto do campismo e um “closet” para que todos se preparem convenientemente para as noites de Festival.

The Tangerine Fields: Para quem quer chegar ao Festival já com a tenda montada e tudo pronto para se acomodar, o Tangerine Fields é uma das melhores opções. A partir dos 145€ por pessoa, os clientes têm direito a passe para todos os dias do Festival e ainda uma tenda já montada num espaço reservado.

Free Spirit Camping: Também para quem quer chegar ao MEO Sudoeste com tudo pronto, o Free Spirit Camping, disponibiliza uma zona privativa, com tendas já montadas,  para ser só chegar e aproveitar o Festival. Com pacotes a partir dos 165€ por pessoa já com tenda, colchonete,  saco-cama e bilhete incluído. Tem ainda à disposição a possibilidade de um pequeno- almoço diário por mais 30€, para os campistas que assim desejarem. 

Para assinalar as vinte edições do festival, o MEO está a preparar uma série de novidades que serão anunciadas até ao Verão e à semelhança das anteriores edições terá disponível vários serviços que vão facilitar a vida dos festivaleiros através da tecnologia:

Wifi em todo o recinto

São 15 hectares de cobertura Wifi, disponível em todo o recinto, incluindo o parque de campismo. A qualquer hora, em qualquer lugar deste festival, será possível partilhar os melhores momentos, pesquisar informação, ver os vídeos dos artistas que vão actuar e estar em contacto com o mundo.

App TV

Já está disponível para todos os clientes MEO a nova app de TV, MEO SW 2016, que permite comprar bilhetes, acompanhar a evolução do cartaz, conhecer os perfis dos artistas e recordar a edição de 2015. Tudo isto acessível através da área MEO Apps do menu MEO ou do botão azul do comando. 

Rita Guerra comemora 30 anos com dois grandes concertos


Rita Guerra irá celebrar 30 anos de carreira, no dia 4 de Novembro, no Coliseu de Lisboa, dia 12, no Multiusos de Guimarães e será acompanhada pela Banda de Música da Força Aérea.

É uma das maiores e mais queridas artistas nacionais da actualidade e é ao vivo que revela o melhor de si, com uma voz poderosa e um carisma e simpatia únicos.
Nestes dois concertos, a cantora em conjunto com Banda de Música da Força Aérea, irá percorrer os seus êxitos e temas que a marcam enquanto artista e pessoa. 

Rita Guerra começou a cantar aos 16 anos e gravou o primeiro disco aos 23. Foi cantora residente no Casino do Estoril durante mais de 20 anos, representou Portugal na Eurovisão e é dela a voz Portuguesa de algumas das mais bonitas canções da Disney, em filmes como: Aviões, Rei Leão, Pequena Sereia, Tarzan, Hercules, Príncipe do Egito, etc..
Gravou centenas de canções, algumas delas com alguns dos seus maiores ídolos como Michael Bolton, Ronan Keating, Paulo de Carvalho e muitos outros. Editou 12 discos e coleccionou primeiros lugares no Top e discos de platina. 
Em 2016, 32 anos passados desde que cantou profissionalmente pela primeira vez, Rita Guerra resolveu fazer um resumo de carreira e editou “No Meu Canto” – O melhor de Rita Guerra, disco que serve de base à nova Tour.

A cantora é seguida por uma legião de fãs que a acompanha fielmente. Prova disso é o facto de ser a cantora feminina Portuguesa com maior número de seguidores nas redes sociais.

Memorial do Convento, de José Saramago em Sintra


A ÉTER – Produção Cultural apresenta no Centro Cultural Olga Cadaval em Sintra, dia 6 de Maio, às 22 horas o espectáculo de Teatro "Memorial do Convento", em cena há 9 anos, visto por mais de 200 mil pessoas de todo o país.
Gratuito para o Público do espectáculo a ÉTER em parceria com a ÚNICA-Mixing Cultures oferecem a Instalação Multimédia “CABAÇA”, no MU.SA – Museu das Artes de Sintra, uma experiência interactiva baseada na atmosfera característica da Guiné-Bissau e da sua diversidade cultural em forma de som, vídeo, luz.

Sinopse

Unidos por um amor maravilhoso, Blimunda e Baltasar reúnem-se a Padre Bartolomeu de Gusmão e ao seu sonho de voar. A Passarola, máquina voadora, misto de barco e de pássaro, nasce do saber científico de Padre Bartolomeu, da força de trabalho de Baltasar e dos poderes de Blimunda recolhendo as vontades humanas (“as nuvens fechadas”) que alimentarão a máquina e a farão voar. A história encantada, que revolucionou a literatura portuguesa, do nascimento de um convento no século XVIII. Na presente adaptação dramatúrgica, a relação dinâmica entre os cinco actores, a música original, a luz e os espaços cénicos dão vida a dezassete personagens e a momentos essenciais de Memorial do Convento.

Como Publicar o Seu Livro de Rita Canas Mendes, chega às livrarias dia 13 de Maio


Não é por acaso que se fala em «escrever um livro, plantar uma árvore e ter um filho» para aludir a uma vida realizada. Com este título – Como Publicar o Seu Livro – Rita Canas Mendes apresenta um manual sobre tudo aquilo que é importante saber antes de publicar um livro, procurando dar resposta às mais variadas dúvidas de um novo autor. 
Este é um livro bastante completo e único no mercado sobre este tema, procurando ajudar um futuro autor a fazer chegar a sua obra ao público nas melhores condições possíveis. «Não basta escrever um óptimo texto e esperar que tudo o resto aconteça sozinho. Os autores podem e devem analisar o mercado e conhecer os processos por dentro, de modo a alcançarem os melhores resultados, conforme as suas motivações e objectivos. Autores mais informados são, necessariamente, autores mais bem-sucedidos», afirma Rita Canas Mendes no seu livro. 
Como Publicar o Seu Livro é ‘aquele’ manual-chave para quem planeia escrever uma obra, para quem terminou o seu primeiro romance, para o doutorado que concluiu a sua tese e quer publicá-la, para o escritor experiente que pretende compreender melhor o que se passa nos bastidores, para o autor de livros infantis que está prestes a negociar condições contratuais, para todos os que ponderam a auto-edição e para os curiosos em geral. No fundo, para todos aqueles que amam livros e sonham publicar o seu.

Como abordar uma editora, o contrato editorial, o processo de publicação, como promover um livro – marketing e comunicação -, a relação com o público e os parceiros, os direitos de autor e impostos são alguns dos muitos tópicos abordados neste guia.

Sinopse

 «Já quase toda a gente pensou em publicar um romance, uma autobiografia, uma coletânea de poemas, um guia prático, uma compilação de receitas ou um ensaio. Não é por acaso que falamos em “escrever um livro, plantar uma árvore, ter um filho” para aludir a uma vida realizada. Escrever e publicar uma obra pode ser, de facto, muito empolgante. Contudo, por não saberem ao certo como funciona a edição, muitas pessoas sentemse perdidas ou acabam por deixar as suas ideias na gaveta. Quer já tenha o seu manuscrito pronto ou ele esteja apenas idealizado, este guia irá mostrar-lhe que publicar não é assim tão difícil e que fazê-lo bem está ao seu alcance. Se ainda não começou a escrever, convém que conheça à partida aquilo que irá encontrar na fase de publicação, até para perceber se o investimento na escrita da obra vale a pena. Se já concluiu o original, este guia irá dar-lhe todas as ferramentas para os próximos passos. Esteja escrito ou não, o seu livro já existe como projecto e deve ir pensando nas opções que terá ao dispor quando chegar o momento de o editar.»

Sobre a Autora

Rita Canas Mendes, formada em Filosofia e com uma pós-graduação em Edição, Livros e Novos Suportes Digitais, trabalha há vários anos no mundo dos livros. Depois de ter ocupado diferentes cargos em editoras de referência — como a Antígona ou a Actual Editora —, em 2011 criou a Com Texto, Serviços Editoriais, para colaborar directamente com autores e empresas. Entre outras coisas, faz tradução literária e acompanha projectos na área editorial. Há textos seus publicados aqui e ali, dedica-se à tipografia e tem ideias em catadupa. 

Estoril Sol institui 9ª edição ao Prémio Literário Revelação Agustina Bessa-Luís


O júri do Prémio Literário Revelação Agustina Bessa-Luís aboliu o limite de idade de 35 anos para os autores que pretendam candidatar-se. Trata-se de uma decisão que procura dinamizar o aparecimento de novos valores. O prazo de recepção das obras termina no próximo dia 31 de Maio.

 A 9ª edição do Prémio Literário Revelação Agustina Bessa-Luís terá o valor de 10 mil euros e, nos termos do Regulamento, será publicado pela Editora Gradiva, conforme o protocolo existente com a Estoril Sol. O júri será presidido por Guilherme D `Oliveira Martins.

Com a abolição dessa norma considerada restritiva, a Estoril Sol vai ao encontro do desejo manifestado por numerosos candidatos ao concurso, que se viam impossibilitados de nele participarem. Mantém-se, contudo, a obrigatoriedade do romance concorrente ser inédito, e de autor português, “sem qualquer obra publicada no género”. 

Recorde-se que, em 2015, o romance vencedor do Prémio Literário Revelação Agustina Bessa-Luís foi “Fredo”, de Ricardo Daniel Fonseca Mota, em fase de edição. 

Segundo a acta do Prémio, ao escolher “Fredo” o Júri teve em conta a natureza intrínseca de um romance “narrado na primeira pessoa numa linguagem sóbria (…), assente num registo quase confessional”  que  “ acompanha a descoberta que um jovem (Adolfo Maria) vai fazendo dos silêncios e da solidão que sempre acabou por marcar os horizontes de vida e, sobretudo,  as suas mágoas e tristezas “.

Juntamente com o Prémio Literário Revelação, a Estoril Sol mantém o Prémio Literário Fernando Namora, instituído regularmente desde 1988, e a cujo Júri presidiu, durante vários anos, Agustina Bessa-Luís. 

Novo smart fortwo BRABUS e smart forfour BRABUS


Com 109 CV, os novos modelos smart BRABUS estão entre os veículos mais desportivos do seu segmento. Além do potente motor sobrealimentado, a suspensão desportiva BRABUS Performance com ESP® especialmente adaptado, a direcção e a configuração desportiva da caixa de velocidades de dupla embraiagem twinamic, com função Race Start, acrescentam os ingredientes essenciais e tornam estes modelos BRABUS em desportivos altamente apelativos. Estes estão também equipados de série com uma linha de equipamento desportivo para o interior e exterior. Disponíveis nas versões fortwo, fortwo cabrio e forfour, os novos smart BRABUS celebraram a sua estreia mundial no Salão Automóvel de Pequim (de 25 de Abril a 4 de Maio de 2016). Os primeiros modelos estarão em exposição nos concessionários portugueses a partir de Setembro de 2016. 
Os novos modelos smart BRABUS são mais potentes do que quaisquer outros modelos smart. Comparativamente ao modelo anterior, os valores máximos de potência e binário foram aumentados para 80 kW/109 CV às 5750 rpm e 170 Nm às 2000 rpm. Com este aperfeiçoamento foram obtidas prestações desportivas com o smart fortwo BRABUS a acelerar dos 0 aos 100 km/h em 9.5 segundos, enquanto o smart forfour BRABUS atinge uma velocidade máxima de 180 km/h.


Os modelos desportivos topo de gama da última geração smart destacam-se em termos visuais com o painel difusor traseiro em cinzento mate com ponteiras de escape cromadas e com as jantes de liga leve BRABUS Monoblock IX com acabamento mate. O smart fortwo está equipado com pneus desportivos Yokohama 185/50 R 16 H (dianteiros) e 205/40 R 17 H (traseiros). O smart forfour está equipado com pneus 185/45 R 17 H (dianteiros) e 205/40 R 17 H (traseiros). O smart fortwo coupé e forfour BRABUS também estão equipados de série com tecto panorâmico.




Viviane - Espectáculos "Confidências 10 anos a solo " no Porto, Faro e Lisboa


Viviane é uma cantora, compositora e letrista portuguesa que se deu a conhecer com o grupo pop-rock "Entre Aspas" nos anos 90. Na última década, Viviane iniciou a sua carreira a solo traçando um percurso firme e coerente, um percurso em que Viviane espelhou a sua ideia muito pessoal de uma música  nova,  sem  fronteiras.  Uma  música  em  que  a  tradição  e  a  modernidade,  o  apelo das raízes e da invenção livre, onde o fado, chanson française, jazz manouche, bossa-nova ou música latino-americana são revistos à luz de uma sensibilidade pop apurada, elegante e sofisticada. No seu espetáculo Viviane apresenta-se num formato essencialmente acústico onde se cruzam  os  sons  da  guitarra  portuguesa,  da  guitarra  acústica,  do contrabaixo,  da  melódica,da flauta, do piano e da bateria. No seu concerto, Viviane convida-nos para uma viagem através das suas memórias pessoais e musicais onde têm encontro marcado canções profundas e sentimentais, e temas alegres e divertidos em que o público é frequentemente convidado a participar. Viviane é uma das vozes mais carismáticas da música portuguesa com uma já longa experiência  musical  e  uma  voz  única  e inconfundível.  A  sua  atitude  singular  e o  seu registo  envolvente,  irá  proporcionar  um  excelente momento  musical  através  de  um concerto que será certamente inesquecível.

terça-feira, 26 de abril de 2016

Casino Estoril distribui em mesa Caribbean Stud Poker um prémio superior a 50 mil euros


Um frequentador ganhou um jackpot de, precisamente, 50 mil e 940 euros na Sala Mista do Casino Estoril. O feliz contemplado tentou a sorte numa mesa de Caribbean Stud Poker, recebendo um expressivo prémio, correspondente a 100% do valor acumulado.

O premiado que desejou manter o anonimato, recebeu um dos maiores jackpots atribuídos, desde o início do ano, nos modernos espaços reservados ao Jogo do Casino Estoril.

Com preferência pelos jogos de carteado, o frequentador optou, desta vez, por efectuar algumas apostas numa das mesas de Caribbean Poker, obtendo uma sequência máxima de cor, composta por Ás, Rei, Dama, Valete e 10, neste caso do naipe de espadas.

O Casino Estoril distribui, assim, pela segunda vez, este ano, o prémio máximo no Caribbean Stud Poker, consolidando a sua elevada taxa de devolução de prémios. Recorde-se que, no passado dia 31 de Janeiro, um frequentador de nacionalidade portuguesa tentou a sorte na Sala Mista, obtendo uma sequência real na casa 6 do poker 12, ganhando, precisamente, 279 mil e 240 euros.

Com uma elevada afluência de visitantes, o Casino Estoril distingue-se por oferecer um inovador programa de entretenimento e de lazer, enquadrado com uma generosa política de distribuição de prémios.

Ciclo de exposições 2016 – Pequenos formatos Grandes Artistas na Microarte


Filipe Curado e Luiz Morgadinho são a escolha da Microarte galeria para 2ª exposição do “ ciclo expositivo de 2016 – Pequenos formatos Grandes artistas”. Filipe Curado e Luiz Morgadinho têm em comum o facto de serem artistas residentes da galeria há vários anos. Ambos são presença assídua nas exposições e mostras que têm a chancela da Microarte Galeria. 


Filipe Curado _ Pequenos Paraísos 
Para esta exposição o escultor Filipe Curado (Leiria, 1978) traz-nos 30 pequenas esculturas tituladas “pequenos paraísos”. As esculturas são feitas em bronze, pedra preta calcário, amarelo negrais e mármore branco. Filipe Curado é um escultor autodidacta. A arte de esculpir a pedra iniciou-se em 1996. Apresentou em 2011 a Exposição “Orgânica Arbor”, na Microarte Galeria, um conjunto de peças nas quais foi possível percepcionar uma espécie de acústica própria da árvore, através do ritmo construtivo das esculturas, onde as superfícies planas, convexas e côncavas “brincam” com os vazios. Em 2014 fez parte da colectiva “ Lanscape Line” na Microarte onde apresentou uma série de trabalhos consistente à volta das várias morfologias que formam um montado alentejano. Apesar da utilização de várias pedras e das várias tonalidades e texturas que comportam em si, existe nas suas peças uma indiscutível orgânica, um sentido de continuidade de superfícies que nos faz visualizar um só volume. A dureza da pedra torna-se, assim, aos nossos olhos, maleável. 


Luiz Morgadinho _ Ao pequeno-almoço com René Magritte 
Original de Coimbra, onde nasceu em 1964, Luiz Morgadinho é também um pintor autodidacta. Durante o seu percurso frequentou o Circulo de Artes Plásticas de Coimbra e o Curso de Artes e Técnicas do fogo na Escola de Avelar Brotero. Os seus trabalhos, tanto de pintura como escultura, tocam a linguagem plástica do surrealismo. Utilizando o ilusionismo fotográfico como motor da criação. Luiz Morgadinho constrói composições onde conjuga objectos e imagens de diferentes realidades. 

Microarte
Centro Comercial Roma
Lisboa

Anna é uma boa mulher (a maior parte do tempo)


Anna é uma mulher casada, à beira dos quarenta anos, com três filhos pequenos. Embora tenha uma vida tranquila e abastada, sente-se a desmoronar. À deriva e cada vez mais incapaz de se relacionar com o marido, um banqueiro emocionalmente indisponível, ou mesmo com os seus sentimentos, Anna tenta estimular-se com novas experiências, que incluem uma série de aventuras sexuais às quais se entrega com um à-vontade que a surpreende até a si mesma. O adultério, porém, tem a sua própria moral e quando Anna decide pôr fim aos casos extra-conjugais, percebe que desencadeou uma terrível cadeia de eventos. As tensões agravam-se, ela perde o controlo sobre as mentiras que conta e descobre qual o destino de uma mulher que já não pode voltar atrás. Profundo e intenso, este romance narra a história inesquecível sobre o casamento, a fidelidade, a sensualidade, a moralidade e, acima de tudo, acerca do eu. Alternando entre o amor e a luxúria, a culpa e a vergonha, as desculpas e as razões, a história de Anna é emocionante e revela, com sinceridade, como nos criamos a nós mesmos, como nos perdemos e as escolhas, por vezes desastrosas, que fazemos para nos encontrarmos a nós próprios. 

Sobre a Autora

Jill Alexander Essbaum é autora de várias colectâneas de poesia e o seu trabalho tem surgido em antologias como The Best American Poetry e The Best American Erotic Poems: From 1800 to the Present. Ganhou o prémio de poesia Bakeless Poetry. Uma boa mulher é o seu romance de estreia. 

400 anos depois, Shakespeare na Bertrand Editora


A Bertrand Editora traz para Portugal o projecto iniciado pela Hogarth, casa editorial inglesa que desafiou escritores do nosso tempo a recriarem os textos de Shakespeare numa série de romances.

Hamlet, O Rei Lear, Otelo, Macbeth, A Tempestade, A Fera Amansada, O Mercador de Veneza e O Conto de Inverno serão as histórias do dramaturgo de Stratford-upon-Avon recriadas por Gillian Flynn, Tracy Chavelier, Jo Nesbo, Margareth Atwood, Howard Jacobson, entre outros.

O primeiro livro será publicado em Portugal em Setembro deste ano, pela Bertrand Editora. A série Bertrand Shakespeare terá oito títulos e arranca com The Gap of Time (título original) , a recriação de Jeanette Winterson de O Conto de Inverno.

Noite de fado com Silvana Peres e Gonçalo Castelbranco no Casino Estoril


Em noite de fado no Casino Estoril, agendada para amanhã a partir das 23 horas, Silvana Peres e Gonçalo Castelbranco sobem ao palco do Lounge D acompanhados por Diogo Lucena Quadros e Bernardo Romão, nas guitarras, e Luis Roquette, na viola. A entrada é livre.

Silvana Peres canta em diversas casas de fado de Lisboa. Com 26 anos, recorda que o interesse pelo fado começou num convívio de amigos, onde se aventurou a cantar o tema "Mas sou fadista" do repertório de Carlos Ramos, um dos fadistas que aprecia.

 Lembra-se de só o ter feito porque foi incentivada pelos guitarristas que foram contratados para o espectáculo dessa noite. Depois desse dia tornou-se hábito indispensável e todos os fins-de-semana com um grupo de amigos, uns fadistas outros guitarristas, quando possível reuniam-se e "fadistavam".

Silvana Peres distingue-se, em palco, pela interpretação de várias composições como, por exemplo, "Meu Amor Abre a Janela", "Sei que Nunca Vais Dizer" e "Saudades do Brasil em Portugal".

Gonçalo Castelbranco é considerado uma das referências da nova geração. Aos 25 anos, participou já em vários espectáculos musicais, tanto em Portugal como no estrangeiro, tendo sido aplaudido pelo seu protagonismo no musical “O Nazareno”. 

As raízes fadistas estão presentes na sua voz, muito por influência das suas ligações familiares a Frei Hermano da Câmara. Nos últimos dois anos, marcou presença assídua no “Arredar Bar”, histórica casa de fados, em Cascais, que foi recuperada para as grandes noites fadistas da região, e onde Gonçalo Castelbranco foi o artista residente.

As noites de fado prosseguem, desta vez, com dois jovens talentos da “canção nacional” que prometem um espectáculo intimista do Casino Estoril. São diferentes estilos interpretativos a não perder no Lounge D. 

Noite de fado com Telmo Pires no Casino Lisboa


Em noite dedicada ao fado, Telmo Pires apresenta, na próxima Quinta-Feira, 28 de Abril, pelas 23 horas, o álbum “Ser Fado”. O artista interpreta, ainda, um inédito absoluto, com música e letra originais de António Variações: “Ao Passar por Braga Abaixo”. A entrada é livre.

“Ser Fado” é o quinto álbum de Telmo Pires. O intérprete cristaliza, de forma madura e coerente, a sua ideia muito própria de fado. É um fado que está cada vez mais próximo das origens, das raízes, da tradição. 

Um fado que vive essencialmente da voz, da guitarra portuguesa e da viola, que congrega alguns dos grandes clássicos do género mas que se abre, também, a fados não tradicionais. 

Em estreia absoluta no Casino Lisboa, Telmo Pires partilha o palco com Bruno Chaveiro, na guitarra portuguesa, Cajé Garcia na viola de fado, e Yami Aloelela no baixo.

Garrett McNamara nas nomeações XXL


Garrett McNamara, embaixador internacional da marca Mercedes-Benz e detentor do recorde do Guiness da maior onda surfada em tow-in, voltou a surfar a onda que poderá ser a maior do ano de 2016 e remou com sucesso para a maior onda de sempre em Mavericks, resultando no wipeout do século e em duas nomeações XXL.

O surfista afirmou, orgulhoso: “Foi definitivamente um dos wipeouts mais violentos que já tive em toda a minha vida. Agradeço a todas as pessoas que estavam na água e que me deram assistência imediata e apoio durante o processo de recuperação. Estou ansioso por surfar uma onda ainda maior no próximo ano com as minhas novas pranchas de remada desenvolvidas em parceria com a Mercedes-Benz”.

No âmbito da parceria entre a Mercedes-Benz Portugal e Garrett McNamara, foi desenvolvido o Projeto Mboard, no qual têm sido produzidas pranchas com características únicas, que têm permitido ao surfista havaiano surfar ondas gigantes como as da Nazaré. Esta performance, única em Mavericks, vem reforçar a importância da Mercedes-Benz em dar continuidade ao desenvolvimento das melhores tecnologias de aerodinâmica, leveza dos materiais e flexibilidade, para um desempenho cada vez melhor destas pranchas e do seu embaixador internacional.

Les Ballets Trockadero de Monte Carlo - CCB em Novembro


Só homens. Sim! Não há mulheres na companhia!

À seriedade e rigor da performance aliam abundantes doses de humor ou não fossem os bailarinos, todos, homens. Sim! Não há mulheres na companhia, “eles” fazem todos os papéis e esta é a marca da diferença e da diversão.

Les Trocks, nome carinhoso pelo qual é conhecida, é a companhia de ballet mais original e divertida de sempre. Nasceu há 42 anos, off-broadway, e rapidamente conquistou a ribalta com a apurada técnica e graciosidade de movimentos dos seus bailarinos. No seu repertório estão os clássicos mas também originais, e dançar “em pontas” não assusta!

“A mais divertida noite de ballet de sempre”, diz o Sunday Times, “Ideal para quem não percebe ballet e absolutamente imperdível para quem acha que conhece os clássicos”, afirma o Sydney Star Observer.

Prepare-se para o inesperado com Les Ballets Trockadero de Monte Carlo, no CCB, em Novembro.

CCB - 2 a 6 Novembro
2 a 5 Novembro às 21h
5 e 6 Novembro às 16h