terça-feira, 31 de dezembro de 2019

26º Super Bock Super Rock


Algumas das melhores praias da Europa mesmo ali ao lado, a lagoa, o cenário idílico rodeado de pinheiros mansos centenários, a possibilidade de acampar desfrutando da natureza, são alguns dos bons motivos para reservar desde já os dias 16, 17 e 18 de Julho para regressar ao Meco em 2020 com o Super Bock Super Rock, e viver 3 dias que ficarão na memória para sempre. Mas o maior deles continua a ser a Música.

O Super Bock Super Rock é também a casa do melhor indie rock do momento, como prova a mais recente confirmação para o cartaz da 26ª edição: os norte-americanos Local Natives atuam dia 18 de Julho no Palco EDP do Super Bock Super Rock.

Os Local Natives nasceram do encontro entre o guitarrista Ryan Hahn, o cantor e guitarrista Taylor Rice e o teclista Keley Ayer, quando ainda frequentavam a escola secundária Orange County, e numa altura em que já tocavam juntos em várias bandas punk. Só mais tarde, em 2008, é que a formação ficou completa com o baterista Matt Frazier e o baixista Andy Hamm, contribuições essenciais para a consolidação da linguagem musical da banda. “Gorilla Manor”, o disco de estreia, chegou logo depois, em 2009, com o selo da editora britânica Infectious Records.

Em 2013, depois da saída de Andy Hamm e da entrada do baixista Nick Ewing, os Local Natives editaram o seu segundo disco, “Hummingbird”, um registo mais sombrio e atmosférico do que o disco de estreia. A popularidade da banda não parava de aumentar, assim como o reconhecimento por parte da crítica, completamente rendida à urgência pós-punk que marca algumas das melhores canções deste quinteto norte-americano. 

No início era impossível não fazer comparações com alguns dos nomes mais fortes da música indie deste século, como Fleet Foxes, Grizzly Bear ou Yeasayer, mas com o passar do tempo os Local Natives conseguiram um lugar só seu, marcado por harmonias inconfundíveis, pela influência da música do continente africano e do Médio Oriente, pela atmosfera dream pop e por uma série de outros elementos que, juntos, fazem dos Local Natives uma das melhores bandas do momento.

Em 2016 editaram o seu terceiro disco, “Sunlit Youth”. O uso de sintetizadores imprimiu otimismo a este disco, algo que fica bem evidente em temas como “Coins”.

Três anos depois da edição de “Sunlit Youth”, este ano de 2019 trouxe um novo disco dos Local Natives. “Violet Street” conta com a produção experiente de Shawn Everett (Weezer, The War on Drugs) e tem singles tão fortes como “When Am I Gonna Lose You” ou “Café Amarillo” – para entoar bem alto no dia 18 de Julho, no Palco EDP do Super Bock Super Rock.


Já está à venda nas lojas FNAC e em fnac.pt, o Fã Pack exclusivo FNAC Super Bock Super Rock, em edição limitada e ao preço especial de 95€. Inclui passe de 3 dias e t-shirt do Festival. Há ainda 10 packs premiados com Super VIP Pass, que dá acesso reservado à Zona VIP Super Bock.

Estão também já à venda, o passe de 3 dias e os bilhetes diários, em Blueticket.pt e nos locais habituais.

Episódio IX: Uma galáxia distante com a HomeAway



Os fãs das aventuras galácticas dos Jedi podem começar a preparar as suas férias. 

A HomeAway®, especialista em alojamentos para férias, sugere alguns alojamentos inspirados no episódio mais recente da saga Star Wars. 


A primeira sugestão é uma casa da árvore na Costa Rica, inspirada em Endor, onde vivem os Ewoks. 



Em Santa Fé, os viajantes serão transportados numa viagem a Naboo, o planeta natal de Padmé Amidala. 



E finalmente, em Apúdala, a sensação é a de ter chegado ao templo Jedi de Ach-To, o retiro de Luke Skywalker.

1ª edição do Festival Jardins do Marquês em Oeiras



A Câmara Municipal de Oeiras e a Música no Coração apresentam o novo Festival Jardins do Marquês.

Em 7 noites do verão de 2020, uma experiência de Festival que vai levar a melhor Música aos Jardins do Palácio do Marquês de Pombal em Oeiras, acompanhada por uma oferta gastronómica de prestígio.

Propõe-se uma experiência de Festival de Música sofisticada, desenhada para despertar todos os sentidos, num espaço icónico, com artistas de renome internacional e nacional e uma oferta gastronómica de prestígio, dirigida a um público que privilegia a qualidade e o conforto e procura novas experiências.

Serão 7 noites de concertos, no mês de Julho, em 2 palcos, um para os grandes nomes, e um segundo palco para os nomes emergentes e concertos mais intimistas, que contará com a valiosa curadoria de Pierre Aderne, músico brasileiro a residir em Lisboa, conhecido do público e do meio cultural e artístico, precisamente por juntar músicos e artistas dos mais variados quadrantes, nomeadamente na tertúlia musical Rua das Pretas.


Antes dos concertos, um jantar
O Festival Jardins do Marquês – Oeiras Valley vai ainda unir ao melhor da Música, uma experiência gastronómica única e exclusiva. O Jantar do Marquês será servido em cada uma das 7 noites no cenário único dos jardins. Um menu de degustação criado com a arte e o engenho do Chef Vítor Sobral.

O primeiro nome confirmado faz já prova dessa qualidade: Yusuf / Cat Stevens actua pela primeira vez em Portugal, dia 4 de Julho, no Festival Jardins do Marquês – Oeiras Valley.

Cat Stevens é um dos principais compositores e intérpretes do século XX, com mais de 40 milhões de discos vendidos. Inspirado pelos Beatles, pela folk e pelo blues americano, começou a escrever as suas próprias canções ainda na adolescência e a verdade é que não demorou muito até que alcançasse sucesso, graças ao single “I Love My Dog”. Logo a seguir, “Matthew & Son” consolidou a fama do músico e abriu caminho para o seu estatuto de estrela pop a nível mundial. Depois de contrair tuberculose, Cat Stevens passou por um longo período de convalescença que correspondeu também a um despertar espiritual – e regressou bem diferente na década de 70. O ídolo adolescente era agora um trovador de barbas, privilegiando os arranjos acústicos em vez das pesadas orquestrações pelas quais ficou conhecido na década anterior. Os discos “Mona Bone Jackson” (1970), “Tea for the Tillerman” (1970), “Teaser and the Firecat” e “Catch Bull at Four” (1972) elevaram-no definitivamente ao estrelato musical. E foi nesse período que nasceram algumas das suas principais canções, como “Wild World”, “Father & Son”, “Peace Train”, “Moonshadow” ou “Morning Has Broken”.

Em 1975, uma experiência de quase morte marcou o seu encontro com o islamismo, depois da leitura do Alcorão. Esta conversão acabaria por ditar também uma mudança de nome: Cat Stevens era agora Yusuf Islam. Chocou o mundo ao abandonar a carreira musical, dedicando-se à família, à formação de várias escolas espirituais e também a várias acções humanitárias. Depois dos ataques do 11 de Setembro, o músico passou também a ser uma voz activa contra o terrorismo.
Em 2006, regressou à música mais a sério com o lançamento do disco “An Other Cup”. Desde aí lançou mais três discos e fez várias digressões internacionais. Este regresso encantou o público, sedento por voltar a ouvir as melodias sedutoras e as letras pungentes na voz suave do ídolo. Em 2019 entrou para o Hall of Fame dos Compositores e em 2020 promete trazer essa sua boa fama ao encontro do público português, dia 4 de Julho de 2010, na 1ª edição do Festival Jardins do Marquês – Oeiras Valley.

Bilhetes
__________________________________________________________
Plateia VIP – 85€
Plateia VIP Lateral – 80€
Plateia A – 75€
Plateia B – 70€
Plateia C – 65€
Plateia em Pé – 40€

Locais de venda:
Blueticket.pt– Call Center Informações e reservas 1820 (24 horas), ABEP, Bilheteiras da Altice Arena, rede Pagaqui, FNAC e em bilheteira.fnac.pt, Worten, Phone House, ACP, El Corte Inglês, Turismo de Lisboa

Revista “Egoísta” celebra em “Festa” a nova edição



Em plena época de celebração, a revista “Egoísta” acaba de lançar uma nova edição temática, inspirada precisamente na “Festa” de Natal. Propriedade da Estoril Sol, a revista mais premiada da Europa reencontra-se nesta quadra especial com os seus leitores, distinguindo-se, uma vez mais, pela excelência dos seus portefólios.

A editora Patrícia Reis revela: "Festa, em época de festas, a “Egoísta” celebra a partilha com espanto e glamour, mas também com memória e curtas ficções”. E acrescenta, “Na capa, a “Egoísta” mostra mais uma vez que o design pode aliar-se à tradição e recuperamos uma memória de infância de papéis recortados e brincadeiras tridimensionais. Boas leituras, até 2020.".

Com portfólios de Gonçalo F. Santos, Ivana Besevic, Tim Engle, Elliott Erwitt, Rui Pedro Ribeiro e Ana Aragão, a revista presta ainda homenagem a António Variações.

Na ficção José Luís Peixoto, Luísa Costa Gomes, Hugo Gonçalves, Joana Bértholo, Maria Teresa Horta, André e. Teodósio, Xavier Pereira, Patrícia Müller, David Machado, Gonçalo M. Tavares, Valério Romão, Patrícia Portela, Alexandre Honrado,Vera de Vilhena, Helena Vasconcelos reflectem sobre a ideia de festa, de mentira, de partilha, de egoísmo e de altruísmo.

Mário Assis Ferreira, Director da “Egoísta”, escreve no editorial: A Festa é um estado de espírito que se ilude na euforia dos sentidos. Pois que a Festa, até mesmo a do Natal, sempre traz consigo a vivência da Família, a alegria do reencontro, a graça do riso; mas, não raro, algo se dilui no reverso de um vazio, uma falsa dissonância na contradição com a miséria escondida, qual contraste que se realça em verdade. E a verdade, assim o disse Nelson Rodrigues, é que “o Natal já foi festa, já foi um profundo gesto de amor. Hoje, o Natal é um orçamento.”

E prossegue: “Pois se a quadra natalícia pode ser um “orçamento”, sempre, ao menos, reacende o afecto àqueles que nos são mais queridos! E ainda que os nossos tempos tendam a paganizar o Natal, sempre ele se sublimará no coração dos crentes, qual mística veneração ao nascimento de Jesus! Até porque pouco importa o que o tal “orçamento” permite, na aferição do quanto se comprou, se ofereceu ou recebeu neste ou em futuros Natais. Pouco importa, até, se nas nossas almas se abriga, ou não, a fé em Deus. Importa, sim, é não economizar nas palavras de afecto e nos impulsos do coração;
nos esforços diários em prol da construção de um mundo novo e diferente, onde a justiça, a sensibilidade humanística, o preito da solidariedade imperem de facto e de direito”.

“Então, nesse renascido mundo, o Sol brilhará com mais fulgor! E, nesse seu refulgir, projectar-se-á a sombra que abriga um frondoso espaço em que habite a Solidariedade Humana. Como se fora a sombra de uma regeneradora esperança em sereno entardecer: sempre crescente, até que, bem ao longe, o Sol esmaeça na exígua visão do horizonte humano! Só que esse Sol, que tanto almeja a Solidariedade, jamais esmaece: brilha constante, como se o hoje fosse o ontem de amanhã! Tal como a Solidariedade: não tem tempo, nem lugar, não cabe na precariedade desta vida que fruímos. Pertence à Eternidade, que é o único tempo e lugar de todos os lugares e tempos que o Criador nos
legou! Feliz Festa de um Solidário Natal!, conclui”.

Lançada há 19 anos, a Revista “Egoísta” foi já galardoada com 90 prémios nacionais e internacionais na área do jornalismo, design, edição, criatividade e publicidade, o que a torna na publicação mais premiada a nível europeu.

Em mais uma edição de coleccionador, a “Egoísta - Festa”, como as restantes, é para guardar. Os leitores da revista “Egoísta” podem encontrá-la à venda no Clube IN do Casino Estoril e do Casino Lisboa. A “Egoísta” tem, ainda, uma campanha de assinaturas e está disponível em www.egoista.pt

Aldina Duarte apresenta novo disco no Lux Frágil



Aldina Duarte inicia 2020 com um espectáculo no  Lux Frágil, no dia 30 de Janeiro, onde apresentará ao vivo o seu novo disco "Roubados".

Tal como acontece no disco, Aldina Duarte cria as suas novas versões a partir de originais por si “roubados” que diz serem insuperáveis; arrisca e ousa todas as alterações, de modo a trazê-los para a singular autenticidade fadista, numa busca de verdade que é uma constante nas suas interpretações, recorrendo ao jogo rítmico na divisão dos versos, que sempre a fascinou, usando e abusando até do contratempo (o chamado “roubado” na gíria musical dos fadistas), relevando a música das palavras no seu sentido e na sua poesia, afirmando a sua visão destas histórias cantadas.

Em palco, com a cumplicidade de uma das duplas mais talentosas e singulares nesta arte, estarão Paulo Parreira na guitarra portuguesa e Rogério Ferreira na viola, músicos brilhantes na execução e na sensibilidade interpretativa, seguindo a voz de Aldina Duarte com uma cumplicidade absoluta. Há uma sonoridade que pertence exclusivamente a este trio, que é inconfundível e arrebatadora.

ATÉ DIA 6 DE JANEIRO - €12,00
A PARTIR DE 7 DE JANEIRO - €15

ATÉ AO DIA 6 DE JANEIRO


Reino Unido cresce no mercado turístico Algarvio



Os turistas do Reino Unido realizaram cerca de 700 mil dormidas na hotelaria do Algarve em Outubro, um aumento de 4% face ao mesmo mês do ano anterior, revelou o Instituto Nacional de Estatística. Os resultados da actividade turística mostram ainda que o principal mercado emissor de turistas para a região algarvia acumulou cerca de 5,6 milhões de dormidas entre Janeiro e Outubro de 2019, mais 2,3% do que em igual período de 2018.

Quanto aos hóspedes, a hotelaria do destino registou 136 mil hóspedes do Reino Unido em Outubro (+7,1%) e acumulou 1,1 milhões de hóspedes (+7%) provenientes desse mercado desde o início do ano.

Perante estes resultados, o presidente da Região de Turismo do Algarve, João Fernandes, declara: «estes resultados deixam-nos optimistas quanto ao futuro, sendo assinalável a retoma que o mercado do Reino Unido tem vindo a registar ao longo do ano, tanto na hotelaria, como no aeroporto de Faro, onde está a subir 6,5 por cento. Outro sinal positivo é a recuperação da libra face ao euro, que se tem verificado desde meados de Agosto do corrente ano, e que teve um comportamento animador com o aproximar da data das eleições para o parlamento britânico».

Somando as dormidas de todos os mercados, os hotéis do Algarve registaram 1,9 milhões de dormidas em Outubro (-0,6%) e acumularam 19,6 milhões (+2,2%) desde Janeiro. Na totalidade dos hóspedes, o registo mensal da região é de 462 mil hóspedes (+0,4%) e o valor acumulado é de 4,7 milhões (+7,2%).

Os proveitos globais da hotelaria regional continuaram em alta, ascendendo a 96,6 milhões de euros (+1,7%) em Outubro e acumulando 1168,3 milhões de euros (+7%) nos primeiros dez meses do ano, um valor superior ao alcançado em todo o ano de 2018 (1136,6 milhões de euros).

Fox Crime estreia 21ª temporada de ‘Midsomer Murders’



Celebrando o seu 21.º aniversário, ‘Midsomer Murders’ continua a ser um dos dramas policiais e de investigação líder no Reino Unido.

O detective Barnaby (Neil Dudgeon) está de regresso para mais uma temporada deste drama criminal de sucesso. Ao seu lado está o detective Jamie Winter (Nick Hendrix) que o ajuda a manter a lei em Midsomer.

Nesta temporada as coisas vão correr mal no evento anual Paramount Dance Extravaganza. Neste evento que decorre em Midsomer, existem disputas e paixões profundas atrás de todas as lantejoulas e sorrisos. Além disso, um agente imobiliário é assassinado em frente a uma multidão na inauguração de uma loja de bonecas. Os detectives vão continuar a enfrentar casos desafiantes que ocorrem em Midsomer, ao longo dos 4 episódios que compõem a temporada.

Estreia: Terça-feira, dia 21 de Janeiro, às 22h55
Emissão: De terça a quinta-feira, às 22h55

Título Original: ‘Midsomer Murders’
Género: Crime/Investigação
Episódios: 4 episódios de aproximadamente 90 minutos
Criadora: Caroline Graham
Elenco: Neil Dudgeon, Fiona Dolman, Nick Hendrix, Annette Badland
Produtores Executivos: Michele Buck, Jonathan Fisher
Produção: Bentley Productions em associação com ITV – Independent Television e All3Media
Prémios: Uma vitória e sete nomeações.

Crónica Saúde - Joana Franco



Hoje é o último dia do ano de 2019. Como tal, nos últimos dias, muitas pessoas fazem balanços de como foi a vida durante este ano, se fizeram as escolhas mais acertadas, pensam no que foi mais positivo e mais negativo, fazem listas de desejos e de objectivos para o ano que aí vem, entre outros. 

De entre todos os balanços que se fazem, deve pensar-se acima de tudo, individualmente, se nos sentimos bem connosco próprios, se pensamos ter tomado as decisões necessárias em cada situação, no sentido de nos angustiarmos o menos possível, de nos sentirmos felizes, que o nosso bem-estar seja o mais pleno possível. Se, por vezes, pensamos que profissionalmente ou sentimentalmente erramos, se calhar poderá ser porque a nossa Saúde Mental está afectada, o que se traduz em sofrimento mental, muitas vezes não nos dando conta disso. O que é, então isto, a que se dá o nome: Saúde Mental?

A saúde mental faz parte da definição de saúde e é inerente a qualquer pessoa que deseje ter saúde. Não separamos a saúde do corpo e da mente.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (2014) “a saúde mental não é a simples ausência de doença, mas sim um estado de Bem-Estar em que cada indivíduo realiza seu próprio potencial, consegue lidar com os desafios normais da vida, consegue trabalhar de forma produtiva e frutífera e é capaz de contribuir para a sua comunidade”.

O que é, então, o bem-estar?
Bem-estar pode ser definido como um estado físico, social e mental positivo. Bem estar psicológico inclui factores como a capacidade de desenvolver o seu potencial, trabalhar com produtividade e criatividade, construir relações fortes e positivas com outros e contribuir para a sua comunidade. Inclui também sentimentos de satisfação, optimismo, auto-estima e de viver com significado.

Portanto, atingir o estado pleno de bem-estar, de modo a que a nossa saúde não fique prejudicada não é fácil e para isso ser possível é necessário conseguirmos controlar um conjunto de factores e de situações que nem sempre conseguimos da melhor forma. De vez em quando, poderemos não alcançar as metas que traçamos, poderemos não lidar bem com consequências negativas de actos que realizamos ou de situações que outras pessoas levam a cabo para connosco, poderemos reunir sinais e sintomas que não compreendemos e que pensamos ser diferente, entre muitos outros exemplos. 

Quando alguma destas situações se torna recorrente, de modo a que afecta o nosso bem-estar, poderemos estar perante um problema ou uma situação de sofrimento.

Todas as formas de sofrimento pessoal podem traduzir um problema a necessitar de avaliação e tratamento.

Os problemas de saúde mental podem incluir alterações do pensamento, do humor, da energia e/ou do comportamento, traduzindo-se em sinais e sintomas. Quando adquirem intensidade severa ou persistem no tempo, aliadas ao sofrimento e/ou disfunção, podem ser diagnosticadas como uma perturbação mental. Nestas incluem-se as perturbações de ansiedade, do humor (depressão, perturbação bipolar), perturbação obsessivo-compulsiva, as psicoses, a esquizofrenia, entre outras.

Ao longo do tempo irei partilhar alguma informação acerca do que é importante para mantermos a nossa saúde mental e das diferentes perturbações mentais existentes.

Até lá, cuide sempre da sua saúde. Boas entradas em 2020. Um ano cheio de Saúde e Realizações para todos.

Apresentação Joana Franco

Chamo-me Joana Franco, tenho 32 anos, e sou natural de Geraldes, aldeia pertencente ao Concelho de Peniche.
Enfermeira de Profissão, terminei o Curso de Licenciatura em Enfermagem na Escola Superior de Enfermagem de Francisco Gentil, em Lisboa, no ano de 2010.
Nos anos mais recentes abracei desafios noutros países, nomeadamente Dubai onde fiz parte um projecto na área de Turismo, e em Inglaterra, onde trabalhei como Enfermeira em “Nursing Homes”, a cuidar de Pessoas com Demência.
Em Portugal, demonstrei o meu trabalho como Enfermeira no Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa, Hospital Júlio de Matos e, actualmente, trabalho na Clínica Psiquiátrica de Lisboa, em Telheiras.
Sou uma pessoa que aceita novas aventuras e, como tal, aceitei o convite de escrever para o Blog ‘Cultura e não Só’, em que apresento novos pontos de vista e dicas para tornar melhor a saúde do leitor.

Meo Sudoeste 2020


O novo ano está aí à porta e esta é a altura ideal para começar a pensar em mais uma edição do maior Festival do verão. As agendas de 2020 já estão preparadas para receber as datas de mais um MEO Sudoeste e a receita mantém-se inabalável: amigos, praia, campismo, um ambiente que não se esquece e a melhor música do momento, a combinar com o bom espírito que se vive na Zambujeira do Mar ao longo da melhor semana de férias. A aposta na música latina, em conformidade com a temperatura do Festival, também se mantém na próxima edição do MEO Sudoeste. Bad Bunny, um dos nomes mais sonantes do momento, promete trazer toda a sua energia a Portugal no verão de 2020. 

Bad Bunny é um dos nomes mais fortes da música latina da atualidade. Desde que entrou em cena, em 2016, o cantor, rapper e produtor porto-riquenho está na linha da frente das novas tendências da música urbana com sabor latino. E essa sua fama começou mesmo antes da edição de um disco, o que torna o percurso deste jovem músico ainda mais impressionante. Bad Bunny nasceu em 1994, com o nome de batismo Benito Antonio Martínez Ocasio. O pequeno Benito começou a cantar com apenas cinco anos e levou a música muito a sério desde esses primeiros momentos, recebendo, ao longo dos anos, influências de nomes como Héctor Lavoe, Vito C, Daddy Yankee e Marc Anthony. Estudou comunicação audiovisual em Porto Rico, começou a trabalhar num supermercado e nunca desistiu de fazer a sua música durante a noite, publicando essas primeiras canções no SoundCloud. Temas como “Diles”, “Soy Peor” e “Pa Ti” mostraram ao mundo que este jovem de Porto Rico vinha para deixar a sua marca, e, só no ano de 2018, o seu nome aparece por quatro vezes no top de singles mais vendidos, alcançando mesmo a primeira posição com o tema “I Like It” da rapper Cardi B, também com a participação de J Balvin. O seu disco de estreia, “X 100PRE”, também editado em 2018, alcançou o primeiro lugar na tabela de discos mais vendidos do universo latino. O sucesso comercial de Bad Bunny deve-se à sua energia contagiante e uma abordagem eclética, capaz de misturar soul latino, pop, r&b, reggaeton e uma série de outras matizes musicais, sempre ao serviço de um largo espectro de emoções, do amor à raiva, às vezes dentro de uma mesma música. Músicas como “Mia”, com a participação de Drake e com mais de 900 mil visualizações no YouTube, asseguram um concerto inesquecível no Palco MEO do 24º MEO Sudoeste.


A 24ª edição do MEO Sudoeste está de volta à Zambujeira do Mar entre os dias 4 a 8 de Agosto de 2020 e o MEO antecipou o lançamento do Pack Tribo MSW, exclusivo MEO da edição de 2020 do maior Festival de verão.

Para os maiores fãs do festival, em número limitado e em exclusivo da loja online MEO, o Pack Tribo MSW inclui 5 passes para todos os dias do Festival que incluem 9 dias de campismo grátis. 

Estão também à venda o Fã Pack Exclusivo FNAC em quantidade limitada nas lojas FNAC e em fnac.pt, e os passes e bilhetes diários em Blueticket.pt e nos locais habituais.

segunda-feira, 30 de dezembro de 2019

Khalid no NOS Alive’20


Khalid é a mais recente confirmação do NOS Alive’20. O artista revelação, que conta com prémios ganhos nos MTV Video Music Awards, nos BET Awards como “Best New Artist” e já soma cinco nomeações aos prémios Grammy, sobe ao Palco NOS no dia 09 de Julho, no mesmo dia da já confirmada Taylor Swift.

O cantor e compositor americano de 21 anos revela que as suas inspirações musicais começaram pela primeira vez com a sua mãe, com fortes raízes no R&B. Em 2015 começou a fazer música própria, com influências tão abrangentes como Kendrick Lamar, A$AP Rocky, Father John Misty, Frank Ocean, Grizzly Bear, Chance the Rapper, Lorde, India Arie e James Blake.

Com a produção de Syk Sense juntamente com Tunji Ige e Smash David, o single “Location" terminou o ano de 2016 no N.° 20 da tabela da Billboard Mainstream "R&B / Hip-Hop Airplay" e alcançou o Top 10 no quadro Billboard "Hot R&B Songs" em Janeiro de 2017, que gerou mais de 26,5 milhões de streams no Spotify e quatro milhões de visualizações do YouTube.

A música “Hopeless” precedeu o álbum de estreia de Khalid, “American Teen”, lançado em Março de 2017. No ano seguinte surgiu um novo projecto, o EP “Suncity”, e no início de 2019, Khalid lança o segundo álbum “Free Spirit”.



O NOS Alive regressa ao Passeio Marítimo de Algés nos dias 08, 09, 10 e 11 de Julho de 2020. Os bilhetes estão à venda nos pontos de venda oficiais. 

Comece o novo ano com os menus especiais do Besushi



Porque a imagem final é a que conta, queremos que acabe 2019 com um sorriso e não há nada que um delicioso sushi não consiga fazer. 

Ora imagine: uma mesa composta pelas pessoas que ajudaram a tornar o seu ano especial, a partilhar memórias e histórias vividas do ano que passou, acompanhado pelo melhor da cozinha nipónica sem ter que enfrentar a euforia e a confusão tradicional desta época. Parece impensável não é?

Para o BeSushi não existem impossíveis e por isso decidimos proporcionar-lhe esta experiência, juntando a isso preços incríveis para que não se esqueça de nós quando tocarem as 12 badaladas.

Com menus de Sushi e Sashimi, os preços variam consoante o número de peças que encomendar, no entanto todos os menus incluem uma garrafa de vinho de oferta.

Se pretender um jantar mais intimista, opte pelas 50 peças pela módica quantia de 50 euros, já se o objectivo é reunir os seus amigos mais próximos, tem à sua disposição menus de 100 e 150 peças por 95 euros e 140 euros respectivamente. Para aqueles que não se esquecem de nenhum amigo na altura de celebrar, o BeSushi propõe menus de 200 e 250 peças com o preço de 180 e 220 euros. A lógica é simples: quanto mais peças encomendar, menos é o preço por peça.

Fox Crime estreia 10ª temporada de Blue Bloods


‘Blue Bloods’ é um drama sobre uma família multigeracional de polícias dedicados na cidade de Nova Iorque. Nesta temporada, a série faz história ao atingir os 200 episódios. Frank Reagan (Tom Selleck) é o comissário da polícia e lidera tanto a força policial como a família Reagan. Ele gere o seu departamento tão diplomaticamente como gere a sua família, mesmo quando tem de lidar com políticas que atormentam o seu pai Henry (Len Cariou) durante o seu mandado como chefe da polícia.

Fonte de orgulho e preocupação de Frank é o seu filho mais velho Danny (Donnie Wahlberg), um detective, homem de família e veterano da guerra do Iraque que, algumas vezes, faz uso de tácticas dúbias para resolver casos com a sua parceira Maria Baez (Marisa Ramirez).

Na 10ª temporada de ‘Blue Bloods’, Danny e Baez investigam um homicídio de há um ano atrás com a ajuda de Maggie (Callie Thorme), uma médium que anteriormente os ajudou a resolver um caso. Além disso, Frank procura uma forma de ajudar o seu ex-parceiro Lenny Ross, depois da sua filha ser presa, e vemos também Danny e Baez a investigar um caso com um ex-mafioso que contrataram para os ajudar.

Estreia: Sexta-feira, dia 17 de Janeiro, às 22h55
Emissão: Sextas, às 22h55

Título Original: ‘Blue Bloods’
Género: Crime/Drama
Episódios: 22 episódios de aproximadamente 45 minutos
Elenco: Donnie Wahlberg, Bridget Moynahan, Will Estes, Tom Selleck, Len Cariou, Tony Terraciano, Andrew Terraciano, Sami Gayle, Abigail Hawk, Gregory Jbara, Marisa Ramirez, Robert Clohessy, Vanessa Ray
Produtores Executivos: Leonard Goldberg, Jane Raab, Brian Burns, Siobhan Byrne O’Connor, Kevin Wade, Ian Biederman, Daniel Truly
Produção: Panda Productions em associação com Paw in Your Face Productions e CBS Productions
Prémios: Uma nomeação aos Emmy Awards. Outras 13 nomeações e quatro vitórias.

Festim do Texto Teatral continua em 2020



Em 2020, o projecto da Companhia Cepa Torta com a direcção artística de Miguel Maia e Filipe Abreu volta a apresentar-se em diversos espaços de Lisboa, e visita também Montemor-o-Novo, Mértola e o Fundão. Até maio, serão apresentados cinco textos. A programação completa será divulgada a 7 de Janeiro.

Desde 2017, já se contam:
• 16 textos lidos
•  48 apresentações em Lisboa, Cascais e Montemor-o-Novo
•  60 actores
•  2000 espectadores

A programação de 2020 promete ser variada e prova disso são os textos confirmados para os meses de Janeiro e Abril. 

O primeiro será um texto da escritora e dramaturga portuguesa Joana Bértholo, Corpo/Arena • 17, 18, 19 e 25 Janeiro • apresentações confirmadas na Fábrica Braço de Prato (18) e Biblioteca de Marvila (19)

Texto desenvolvido no âmbito da bolsa da DGLAB para dramaturgia, é o mais recente texto de Joana Bértholo. Esta peça fala-nos da relação que temos com os nossos corpos, através de inspirações estéticas que se dividem entre o absurdo de Samuel Beckett e a violência de Sarah Kane. Nas palavras da autora: «Esta peça conta a história de alguns corpos específicos na sua relação com um corpo contemporâneo (lutas de género, normalização, a sujeição à sociedade de consumo). Também aparece um corpo intemporal: ideais de beleza, pureza, ascetismo, pecado, fome, desejo, sexo e morte.».

Para Abril, a escolha não é menos interessante. Trata-se de uma peça radiofónica de Samuel Beckett, raramente apresentada, intitulada Todos os que Caem • 17, 18 e 19 Abril • apresentações no Teatro da Malaposta, no Teatro da Trindade e IFICT, respetivamente

Esta peça foi encomendada pela BBC e estreada em 1957. Beckett, no seu estilo caracteristicamente absurdo e trágico-cómico, apresenta-nos a história de uma velha senhora que vai buscar o seu marido cego à estação de comboios. Pelo caminho vai-se cruzando com uma data de personagens e várias situações que nos fazem reflectir sobre a existência humana.
As reservas são efectuadas nas bilheteiras de cada espaço de apresentação. Preço dos bilhetes: 4€.



Estas leituras não obedecem ao cânone. Aqui, há um actor que lê as didascálias, os textos são lidos quase sempre na íntegra e todo o processo de ensaios leva a momentos dotados de um fulgor e exuberância invulgares, apesar do despojamento do dispositivo cénico e da relação íntima e informal estabelecida com o público.
Este conceito é único: não existem celebrações desta dimensão e periodicidade no país, em que os textos são analisados e interpretados na leitura, deslocando-se a espaços de natureza diversa que acolhem esta programação numa janela temporal tão alargada, permitindo o usufruto por um leque de público muito abrangente e socialmente diverso.
A primazia é dada ao texto, às palavras do autor, interpretadas por actores e oferecidas à imaginação dos públicos. A encenação é do público. É nessa transposição, do texto para os ouvidos da audiência, que está a missão principal do Festim. O projecto promove a acessibilidade social/intelectual ao divulgar a públicos não habituais, em espaços de inscrição social diversa, permitindo a sedução pela beleza da récita interpretada por actores de reconhecido mérito.

Espaços & Apoios
A 4ª temporada, decorrerá em diversos espaços de Lisboa, visitando também Montemor-o-Novo, Mértola e Fundão. Os 5 textos serão apresentados em espaços como o Teatro da Trindade, A Fábrica do Braço de Prata, o Palácio das Galveias, o IFICT, a Biblioteca de Marvila, Teatro da Malaposta, entre outros. A iniciativa conta com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa, a Biblioteca de Marvila e a Junta de Freguesia de Marvila, entre muitos outros parceiros.

Trippie Redd no Sumol Summer Fest



Para começar as férias de verão de 2020 da melhor maneira, o melhor é reservar já os dias 3 e 4 de Julho, no Sumol Summer Fest. Com a melhor música no melhor ambiente, em pleno Ericeira Camping, e com a praia a menos de 500 metros de distância, esta é a localização privilegiada que permite dar corpo ao espírito: "É O QUE ÉS”, sem grandes complicações, sem grandes stresses, simplesmente desfrutar do verão, da música, dos amigos. E a música escolhida só podia combinar com a atmosfera do Festival. Trippie Redd encarna essa atitude, é um dos rappers do momento e vai estar dia 4 de Julho, no Palco Sumol do Sumol Summer Fest.

 Trippie Redd

A estrela que vai actuar a 4 de Julho de 2020 no Sumol Summer Fest nasceu em 1999, em Canton, Ohio, com o nome de Michael Lamar White IV. A sua carreira no rap começou logo na adolescência, quando se aventurou a editar mixatapes e vídeos, cujo resultado despertou o interesse do público, da imprensa e também das editoras. E, por essa altura, Trippie Redd já era um nome viral, também graças a mixtapes como “Beast Mode”, “Awakening My InnerBeast” ou “A Love Letter To You”, editada em 2017 e, até então, o seu lançamento mais relevante. A saga de sucesso continuou com a edição de “A Love Letter To You 2” e com o single “Dark Knight Dummo”, com a participação de Travis Scott – e aí o nome de Trippie Redd entrou pela primeira vez no top Hot 100 da Billboard. Em 2018 editou uma série de singles que antecipavam “Life’s a Trip”, o seu primeiro disco. Neste registo de estreia, Trippie mostrou ao mundo que é um rapper original, com uma personalidade forte e envolvente e com uma forma muito própria de dizer cada palavra. O rapper norte-americano também se destaca pela invejável ética de trabalho: depois de editados mais dois capítulos de “A Love Letter To You”, 3 e 4, Trippie Redd lançou um novo disco em 2019. O título “!” é uma homenagem ao amigo XXXTentacion, que morreu em 2018 depois da edição do seu disco “?”. Este é mais um registo em que Trippie nos mostra o seu som inspirado em nomes como T- Pain, Gucci Mane e Lil Wayne, ou, menos óbvios, Kiss e Marilyn Manson, com elementos de trap e até emo rap. Em 2020 o rapper trará essa arte ao Sumol Summer Fest, dia 4 de Julho, no Palco Sumol.

As últimas unidades do Fã Pack exclusivo FNAC Sumol Summer Fest, estão à venda  nas lojas FNAC e em fnac.pt . Com um preço imbatível de  apenas 38€  inclui um passe de dois dias com campismo e t-shirt  oficial do Festival. Há ainda 10 packs premiados com bilhete dourado, que inclui  acesso à zona VIP. Este é o  presente de Natal perfeito!
Já confirmado:



Dia 4 de julho
Palco Sumol  – Trippie Redd


Informação de Bilhetes
Preço dos Bilhetes

Fã Pack exclusivo FNAC 

Até 31 Dezembro:
Passe de 2 dias com Camping – 45€
Passe de 2 dias sem Camping – 35€
Bilhete diário – 27€

De 1 Janeiro a 31 Maio: 
Passe de 2 dias com Camping – 50€ 
Passe de 2 dias sem Camping – 40€ 
Bilhete diário – 32€ 

De 1 Junho a 2 Julho: 
Passe de 2 dias com Camping – 55€
Passe de 2 dias sem Camping – 45€
Bilhete diário – 37€

Nos dias do Festival:
Passe de 2 dias com Camping – 60€
Passe de 2 dias sem Camping – 50€
Bilhete diário – 42€

Kali Uchis no Super Bock Super Rock



De 16 a 18 de Julho, o Super Bock Super Rock volta ao Meco com novas propostas que prometem conquistar o público português. Depois das confirmações dos Foals e de A$AP Rocky, há mais uma estrela com presença marcada na próxima edição do Festival: Kali Uchis atua dia 18 de Julho, no Palco Super Bock.

Ao ouvir Kali Uchis, reforçamos a convicção de que a música pop continua bem capaz de nos surpreender e arrebatar. Cantora, compositora, produtora e ainda realizadora dos seus próprios vídeos, não há caminhos fechados para a personalidade artística de Kali. Cresceu na Virgínia, nos EUA, e depressa começou a alimentar as suas qualidades musicais, aprendendo a tocar saxofone e piano ainda na adolescência. Em 2012 editou a sua primeira mixtape, “Drunken Babble”. Nos meses seguintes a sua fama explodiu com singles como “Know What I Want”, “Lottery” e colaborações com nomes como Snoop Dogg; Tyler, The Creator e Major Lazer. Três anos depois, em 2015, chegaria o primeiro EP, “Por Vida”, com produções de Diplo, Kaytranada e Tyler. Kali faz parte daquele conjunto de artistas da modernidade que parece maior do que os habituais rótulos musicais. Com influências vindas do r&b, reggae e até do jazz, Kali é, ao mesmo tempo, pop e disruptiva. Em 2017 foi nomeada para um Grammy na categoria de Melhor Performance R&B, graças a "Get You" com Daniel Caesar, e para um Grammy Latino na categoria de Canção do Ano, graças a "El Ratico" com Juanes. Depois deste processo de maturação e de consolidação da sua própria linguagem artística, Kali sentiu-se preparada para editar o seu disco de estreia, “Isolation”, em 2018. Aclamada pela crítica (8,6 na Pitchfork, cinco estrelas na NME, quatro estrelas na Rolling Stone, Q e The Independent), o disco fez as delícias do público com os singles "Tyrant" com Jorja Smith, "Nuestro Planeta” com Reykon, e "After the Storm" com Tyler, the Creator e Bootsy Collins.

No próximo verão, há mais uma estrela a aterrar no Meco: dia 18 de julho, Kali Uchis atua no Palco Super Bock do Super Bock Super Rock.

S.Hotels Collection com programas de Réveillon de Norte a Sul



No Porto Palácio Hotel, o Programa Welcome New 20’s, para além do alojamento em quarto duplo executivo com pequeno-almoço buffet, na noite de 31 de Dezembro conta com cocktail de boas-vindas, Jantar de Gala com menu de cinco pratos e harmonizações vínicas, champagne e uvas passas pela meia-noite e, mais tarde, enquanto os The IDeal Gang garantem muita animação até de madrugada ao som dos maiores hits dos anos 80 e 90, serve-se ainda a Ceia e Bar Aberto.

Para quem quer passar a última noite do ano na Baixa da cidade, o The Artist Porto Hotel organiza um jantar de fim-de-ano no restaurante “A Escola by The Artist” e reserva alojamento em quarto Atelier. Na Ribeira, o The House Ribeira Hotel propõe alojamento em quarto duplo com pequeno-almoço incluído para quem quer aproveitar a animação da cidade e depois descansar como se estivesse em casa.

Na Costa Alentejana, a Península de Tróia é o local ideal para dar as boas-vindas ao novo ano e o Aqualuz Troia Mar & Rio Family Hotel & Apartments oferece uma garrafa de espumante a quem opte por alojamento em estúdio para dois adultos e uma criança até aos 12 anos, com pequeno-almoço buffet e sugere ainda para a noite de 31 de Dezembro um Jantar Especial Capodano, com todas as tradições de Itália, no Restaurante Il Palato. No TroiaResidence, o alojamento para dois adultos é em T0 no Edifício Ácala, em regime de self catering, com oferta de uma garrafa de espumante.

Mais a Sul, em Lagos, o Aqualuz Suite Hotel Apartamentos oferece uma garrafa de espumante e passas aos Clientes que reservem alojamento em Estudio Premium com jantar Especial Fim de Ano, para que possam juntar-se aos festejos da cidade na Baía, à meia-noite.

Porto Palácio Hotel| Package Reveillon desde 550€ (preço por quarto/noite) | Noite extra desde 130€ por quarto/noite | Grátis para crianças até aos 4 anos e 50% de desconto para crianças dos 5 aos 12 anos | Desconto de 10% para grupos superiores a 10 adultos.

The Artist Porto Hotel | Desde 249€ por noite | Jantar de Fim de Ano desde 105€ por pessoa | Noite extra de alojamento desde 105€ por quarto/noite | Alojamento em quarto ATELIER com pequeno-almoço incluído, para a noite de 31 de Dezembro.

The House Porto Ribeira Hotel | Desde 259€ por noite | Noite extra de alojamento desde 115€ por quarto/noite | Alojamento em quarto duplo com pequeno-almoço incluído, para a noite de 31 de Dezembro.

Aqualuz Troia Mar & Rio | Desde 249€ por noite | Oferta de garrafa de espumante | Alojamento em Estúdio no Aqualuz Troia Mar & Rio Family Hotel & Apartments para dois adultos e uma criança (até aos 12 anos) com pequeno-almoço buffet | Oferta em tarifa não reembolsável válida para estadias a 31 de Dezembro de 2019. | Jantar Capodano com menu italiano: 70€ por pressoa. Menu de Crianças (até aos 11 anos): 35€.

Troiaresidence | Desde 189€ por noite | Oferta de garrafa de espumante | Alojamento em T0 no Ácala para dois adultos, em regime de self catering | Oferta em tarifa não reembolsável válida para estadias a 31 de Dezembro de 2019.   

Aqualuz Lagos | Desde 179€ por noite | Package Fim-de-Ano 1 noite (preço por quarto) | Só alojamento e pequeno-almoço desde 90€ por noite | Jantar de Fim de Ano: 45€ por pessoa | Oferta de garrafa de espumante e passas | Alojamento em Estúdio Premium no Aqualuz Suite Hotel Apartamentos Lagos para dois adultos, pequeno-almoço e jantar de Fim de Ano. Oferta em tarifa Não Reembolsável válida para a noite de 31 de Dezembro.

- Campanha válida para reservas directas, sujeita a disponibilidade e não acumulável com outras ofertas e condições especiais. Não aplicável a grupos.

Gal Costa anuncia digressão em Portugal


Gal Costa regressa a Portugal para três concertos inesquecíveis. A cantora brasileira fará três apresentações do espetáculo “A Pele do Futuro”, homónimo do seu último álbum, nos dias 7 de Abril, na Casa da Música, no Porto; 9 de Abril, no Teatro das Figuras, em Faro; e 11 de Abril no Tivoli BBVA, em Lisboa. A produção do espetáculo é da Yellow Noises.

No roteiro do concerto estão alguns êxitos de Gal desde o começo da carreira na Tropicália até o último álbum com músicas de compositores consagrados como Gilberto Gil, Jorge Mautner, Djavan, Erasmo Carlos e Guilherme Arantes, mas também com participação de uma nova geração pop como a sertaneja Marília Mendonça, o rapper Emicida e o cantor Silva.

Os bilhetes já estão à venda pela Ticketline e nos locais habituais com preços entre 30€ e 80€.

“A Pele do Futuro” tem seu título inspirado em uma canção de Gilberto Gil e sua escolha mostra a revolta de Gal Costa “contra os tempos obscuros que estamos vivendo, de guerra, em que se barram pessoas nas fronteiras”. O espetáculo foi pensado em três atos: o primeiro com canções escritas no período do golpe militar (décadas de 1960 e 1970), o segundo traz canções de amor e desamor e o terceiro desenvolve-se em busca de temas dançantes. O álbum fez tanto sucesso que ganhou um DVD ao vivo, gravado em São Paulo e lançado em Setembro de 2019, sendo ovacionado por público e crítica. 

Gal Costa vem a Portugal acompanhada de Pedro Santos (guitarra e violão), Hugo Hori (saxofone), Rafael Franco (teclados), Fabio Sameshima (baixo) e Thomas Harres (bateria).

Crónica Coaching - Nuno Reis


Força Mental

Dou as boas vindas a mais esta partilha. Hoje falamos sobre força mental e em que consiste ter acesso à máxima optimização do imenso poder que existe no pensamento humano. Estando tudo relacionado entre si, é fundamental que tomes conhecimento de como funciona o fluxo de crença, uma vez que tudo o que aceitas estar ao teu alcance, é assente no que acreditas ser real, verdadeiro e está acessível à tua vontade.

Saberes como utilizar a força mental, vai significar adquirires aptidões que vão proporcionar-te a melhoria da gestão de tempo, de energia e o reforço da tua capacidade de tomares decisões que ajudam a aproveitares as oportunidades que vão surgindo na tua vida. Por este motivo ser tão importante teres o equilíbrio mental e isso significa a noção de como funciona o fluxo emocional e motivacional, em momentos de relaxamento e de tensão/pressão.

Um ponto que chamo particular atenção é o aparecimento de momentos de tensão, de pressão e de exigência, onde vai ser necessário uma capacidade superior de gestão, de orientação e de autocontrolo, para que a situação seja enquadrada na solução, na resposta e no alcançar do objectivo traçado.  O factor diferencial é o que acreditas estar ao teu alcance, de forma a que a influência oriunda do acontecimento seja controlada de forma a que seja um impulsionador e catalisador emocional e motivacional. Saber como imunizar a mente, reforçar o foco e sentir a força da liderança, está dependente da estrutura que assumes de forma inconsciente e activas de forma automática. A relação que tens entre o medo e a coragem, vai simbolizar a segurança e a confiança com que abordas a resolução da questão e o nível de compromisso que vais manter durante o processo de implementação da estratégia.

Falando da estratégia, vamos abordar o perfil e a estrutura que assumes como centro da tua movimentação e isso significa que dependendo do teu grau de autoconhecimento e do estilo de treino que implementas no teu dia-a-dia, assim vão ser os teus resultados. Os resultados e as consequências estão relacionados com o estilo de rotinas e de padrões com que abordas o teu quotidiano e isso implica que o pensas vai ser expandido tornando-se na tua realidade. Este processo é algo que acontece de forma natural e que é influenciado por elementos presentes no que acontece física e mentalmente, razão que fundamenta a importância de preparares a tua mente para momentos exigentes, de pressão e que vão necessitar da tua atenção enquadrada com o que é necessário para que acedas ao nível superior de eficácia em termos de tipo e qualidade de resposta.

A mentalidade e a atitude, vão ser expostos através do estilo de comportamento que vais demonstrar, o que significa que vais enviar uma determinada mensagem para quem está a teu redor, criando uma imagem de marca tendo em conta o estado emocional que demonstras através do que dizes e do que fazes. A força mental permite que acedas a um nível superior de capacidade de resposta, criando através da demonstração do controlo da situação, a estrutura de liderança com que vais decidir o que é prioridade, necessário e supérfluo.  

Ao acederes a esta consciência vais conseguir reforçar a tua posição junto da Equipa, Colegas e o mais importante, vais fortalecer a imagem que tens de ti mesmo(a). Esta lógica de pensamento é um dos pontos essenciais para que consigas alcançar o teu equilíbrio interno e acedas ao teu potencial máximo, contribuindo com isso para que obtenhas resultados mais positivos, rentáveis e eficazes. 

A fórmula do sucesso começa no que aceitas ser a tua realidade, os teus limites e está dependente do sistema de crenças e de valores que tens como base de tudo o que aceitas ser respeito, orgulho e oportunidade. Esta forma de pensar cada acontecimento, cria mentalmente a visão do percurso que vais caminhar através da associação a obstáculo ou oportunidade. A forma de como te colocas no momento actual acontece através da ligação entre o que assumes através da experiência vivida no passado e a expectativa que tens para com o futuro. Tudo relacionado e reforçado na direcção e na orientação que assumes ser a tua zona de conforto, ou seja, o teu ponto de equilíbrio. A razão e o sentir vão estar no equilibro que a tua segurança e confiança tiverem no estabelecimento da matriz central da tua decisão. A realidade existe, está sempre em movimento e actualização, produzindo influências que vão atrofiar ou estimular a vontade, a crença e o foco. Estes 3 valores vão ser geridos em termos de inactividade e de acção, tendo em conta o que estiveres a sentir e isso significa que quanto maior for a força mental, maior vai ser a tua capacidade de resposta, de decisão e com isso, o resultado que vais alcançar.

Coach Nuno Reis   
Coaching Transformacional e Gestor de Carreira

Apresentação Nuno Reis

Chamo-me Nuno e ajudo pessoas a ficarem mais confiantes, motivadas e a saberem como optimizar o imenso potencial que têm dentro de si. A minha vocação é simplificar o que é necessário ser desenvolvido, para que conheçam a forma mais adequada de aproveitar oportunidades.
O foco é o potencial que tens dentro de ti e a criação da estratégia personalizada que dê resposta às tuas reais necessidades e com isso, teres acesso a um nível superior de performance e de sucesso.

A preparação mental é fundamental e vamos criar um plano personalizado de melhoria, para que melhores a forma de como geres as tuas emoções, energia e motivação, fortalecendo a tua capacidade de resposta em toda e qualquer situação. O plano que iremos criar juntos tem previsto a expansão da tua influência e notoriedade nas redes sociais, para que aumentes a percentagem de seguidores e com isso, consigas mais contactos qualificados para alavancares o teu sucesso. Vamos planear reuniões enquadradas com o teu Plano estratégico, assim como programas e eventos de fortalecimento de imagem. O aconselhamento e a orientação de tudo o que envolve a base do sucesso que pretendes alcançar.
Vais ter o meu compromisso, dedicação e proximidade, em todos os momentos do processo, factor que faz parte de quem sou e do modo de como trabalho, por ter a consciência da importância de sentires confiança. segurança e motivação e sentires que és respeitado(a) como pessoa.

nr@coachnunoreis.com
https://coachnuno.wixsite.com/sucesso

domingo, 29 de dezembro de 2019

Histórias com História - Paulo Nogueira


Os Presentes de Natal

Falar de presentes de Natal é algo com uma história curta mas de grande importância e significado para a humanidade desde há muitos séculos. Para muitos, nos tempos mais recentes, é considerado algo fútil e que apenas alimenta o comércio e a economia dos países nesta época do ano, é um tema portanto um pouco discutível, dado que as opiniões divergem muito quanto ao seu significado nesta quadra natalícia. O Natal é uma verdadeira festa universal, que até mesmo em países onde a população cristã é minoria, esta quadra tem o seu prestígio e importância. É um feriado comemorado todos os anos no dia 25 de dezembro, diferente dos países eslavos e ortodoxos, que festejam o Natal no mês de janeiro. A data foi escolhida para homenagear o nascimento de Jesus, o que, para os cristãos, representa grande marco na história. Existe a tradição desde à muitos séculos da troca presentes neste dia, em Espanha a mesma tradição acontece no dia de Reis. Recuando nos tempos, desde há cerca de dez mil anos que os povos agricultores trocavam presentes, normalmente excedentes alimentares das suas produções, no Solstício de Inverno, como forma de celebrar o facto de o Inverno já estar a meio e em breve regressarem dias melhores e mais quentes. Também na Roma Antiga havia a tradição da troca de presentes, quando em dezembro os pagãos saíam às ruas para comemorar a Saturnália (festividades em hora do Deus Saturno que ocorriam entre 17 e 24 de dezembro do Calendário Juliano), trocavam presentes em forma de comemoração, nomeadamente amuletos que consideravam dar sorte para o resto do ano,  seguido de banquetes e celebrações. Quando a festa pagã foi proibida pela Igreja Católica, pois a data escolhida para comemorar o nascimento de Jesus foi em dezembro, alguns costumes pagãos mantiveram-se, e entre eles a troca de presentes nessa época do ano. Era um costume pagão e os cristãos não conseguiram suprimi-lo. Ao invés, subverteram o conceito e a oferta de presentes passando assim a simbolizar a entrega de oferendas ao Menino Jesus pelos Reis Magos. Segundo rezam os escritos, os três reis Magos, de seus nomes Gaspar, Baltasar e Belchior, representam os povos pagãos. Estes três nomes simbolizam as raças distintas, representando a universalidade da Salvação. Eram eles Belchior (representante da raça europeia) que terá oferecido ouro. Baltasar (representante da raça africana) que terá oferecido mirra. Gaspar (representante da raça asiática) que terá oferecido incenso. Outras fontes citam que talvez fossem astrólogos ou astrónomos ou até sacerdotes conselheiros da religião zoroástica da Pérsia. Eram considerados homens sábios. Eles vieram do Oriente conduzidos pela estrela de Belém. Chegaram à cidade de Belém, local de nascimento do Menino Jesus, trazendo presentes, mirra, ouro e incenso. O ouro (metal precioso) que representava a realeza, a mirra (resina de planta com propriedades anti-sépticas) era símbolo da paixão e sofrimento que Jesus iria ter ao longo da sua vida e o incenso (composto por materiais provenientes de plantas aromáticas e óleos essenciais) é oferecido a Deus, representa a divindade de Jesus. Todos os Presépios de Natal têm por tradição esta representação dos três Reis Magos com os seus presentes a Jesus.


Não se sabe ao certo quando surgiu a tradição natalícia, mas terá sido o Papa Libério (310 d.C. – 366d.C.), que o terá oficializado em 354 d.C. Mais tarde surgiu a história de Nicolau, bispo de Mira, na actual Turquia, durante o século IV, por volta de 280 d. C.. Entre outros atributos dados ao santo, ele foi associado ao cuidado das crianças, à generosidade e à doação de presentes, como saquinhos com moedas próximo das chaminés das casa. Foi transformado em santo (São Nicolau) pela igreja Católica, após várias pessoas relatarem milagres atribuídos a ele. Muitos milagres lhe são atribuídos, e grande parte deles se relacionam com a doação de presentes. A imagem deste santo acabou por ficar muito ligada a esta quadra e entrou na tradição com grande peso. A associação da imagem de São Nicolau ao Natal aconteceu na Alemanha e espalhou-se pelo mundo em pouco tempo. Uma série de figuras de origem cristã e mítica têm sido associadas ao Natal e às doações sazonais de presentes, este período que começa no Natal e se estende até ao Dia de Reis. Esta figura mítica tem várias designações; Pai Natal em Portugal, Papai Noel no Brasil também conhecido como Santa Claus (na anglofonia), Père Noël e o Weihnachtsmann; São Nicolau ou Sinterklaas, Christkind, Kris Kringle, Joulupukki, Babbo Natale, São Basílio e Ded Moroz. Muitos a associam a figura do Pai Natal, nos tempos mais recentes, a um símbolo de markting. No entanto em Portugal e não só, a tradição da entrega dos presentes de Natal, contada às crianças na maioria das famílias tradicionais católicas, era e ainda continuam sendo em alguns casos, o Menino Jesus, já que se comemora o dia do seu nascimentos, a adopção do Pai Natal como "mensageiro" dos presentes de Natal surge tardiamente. Tudo por questões relacionadas com a tradição e a religião. É igualmente tradição os presentes de Natal serem deixados debaixo da tradicional árvore de Natal, ou no "sapatinho" junto a uma lareira.


Nos tempos mais recentes as prendas e todo o tipo de presente são essencialmente para as crianças que deliram com o momento de rasgar o papel de embrulho e não ligam nenhuma à maioria dos presentes! Actualmente, seja por motivações religiosas ou não, essa tradição é ainda muito forte e o que contribui directamente para isso são a propaganda e o consumismo. Cresce a cada ano o número de lojas, novidades e atractivos para comprarmos e a vontade de presentear a quem amamos motiva-nos cada vez mais a consumir. Apesar disso, o que importa é a intenção do gesto de oferecer. O acto de dar um presente é uma das melhores maneiras de demonstrar apreço e carinho por alguém e talvez seja essa a razão de continuarmos, mesmo depois de séculos. Ao oferecer-mos presentes uns aos outros, podemos com esse acto, estar a doar o nosso tempo e talentos para servir o próximo, não somente no Natal, mas mais importante, durante todo o ano. Com o comércio exagerado que se foca mais o Pai Natal do que em Jesus, nós ainda podemos presentear quem amamos com prendas que tragam o verdadeiro simbolismo do Natal ao invés de apenas nos basear-mos na quantidade imposta pelo comércio e sociedade. Afinal, dar um presente é uma expressão natural de gratidão, amor, apreço e carinho. Diferentes pessoas precisam de diferentes presentes. Algumas apreciam o tempo passado com elas e os afectos, os afectos e a paz mundo que cada vez são mais precisos e importantes. Outras simplesmente um acto de serviço com algo que necessitem. Muitas somente por ter a família toda reunida e uma ceia singela à mesa as completa. O mais importante dentro de tudo isto é que nesta época do ano, aproveitamos para homenagear pessoas queridas, agradecer as gentilezas recebidas durante o ano, confraternizamos com quem faz parte de nossas vidas e que de alguma forma constroem connosco a nossa história.


Com muitos ou poucos presentes de Natal materiais, importante e fundamental é que o verdadeiro espirito natalício esteja sempre presente durante o ano inteiro!


Texto:
Paulo Nogueira

Publicação feita ao abrigo do acordo de partilha de conteúdos entre o blogue "Histórias com História" e o site "Cultura e Não Só".

sábado, 28 de dezembro de 2019

Receitas da Semana


Receitas da Semana


Lombo de Porco com Castanhas

Ingredientes

1 lombo de porco com cerca de 1kg
800 gr de castanhas congeladas
500 gr de batatinhas para assar
Azeite
1 copo de vinho branco
Sal
1 colher de sopa de massa de pimentão
1 caldo Knorr de carne
Alecrim
1 dente de alho
1 cebola

Preparação

Com umas horas de antecedência (ou no dia anterior) faça uma marinada para o lombo de porco. Junte a massa de pimentão com o vinho branco e o alecrim e regue o lombo de porco. No altura de fazer o lombo, coloque-o num tabuleiro de forno e regue com a marinada. Se necessário acrescente um pouco de água. Tempere de sal, regue com um fio de azeite e junte o caldo Knorr aos pedacinhos por todo o lombo e pelo tabuleiro. Pique finamente o dente de alho e a cebola e espalhe pelo lombo e pelo tabuleiro também. Leve o lombo a assar e vá regando com o molho. Uns 15 minutos depois junte as batatinhas à volta do lombo e 10 minutos depois junte as castanhas. Regue bem com o molho ao longo da cozedura e deixe a carne, as batatas e as castanhas assarem bem.


Bolo de Caramelo com Nozes

Ingredientes

Para a massa

1 chávena de leite
1 chávena de óleo
1 colher (chá) de fermento em pó
2 chávenas de açúcar
3 chávenas de farinha
6 colheres (sopa) de caramelo
6 ovos

Para a cobertura

1 colher (sopa) de manteiga
100 g de açúcar
125 g de nozes picadas
250 ml de leite

Preparação

Bata as claras em castelo. Incorpore bem as gemas e o açúcar, batendo sem parar com a vara de arames.
Acrescente o caramelo, o leite e o óleo. Por fim, junte a farinha.
Deite o preparado numa forma untada e polvilhada. Leve a cozer em forno a 180º C, durante 60 minutos ou até atingir o ponto de bolo (colocando um palito no centro, este sai limpo e seco).
Enquanto o bolo está no forno, prepare a cobertura. Leve o açúcar ao lume e, quando estiver em caramelo, adicione, aos poucos, o leite a manteiga e o miolo de noz.
Deixe cozer em lume brando, mexendo quando formar ponto de estrada.
Retire do lume, deixe arrefecer 2 a 3 minutos e cubra o bolo com o preparado.


sexta-feira, 27 de dezembro de 2019

Entre em beleza em 2020 no Espaço Guimarães

Para começar o ano 2020 da melhor forma, o Espaço Guimarães, do grupo Klépierre, inaugura no mês de Janeiro um conceito verdadeiramente inovador de food court. No ano em que celebra o seu 10º aniversário, o centro comercial aposta numa modernização da sua zona de restauração, que irá contar com uma decoração atual e diversos espaços dedicados, tornando-se num dos pontos de passagem obrigatórios em Guimarães.

O ano 2020 será repleto de novidades no Espaço Guimarães. Está a chegar o Guimarães Kitchen Hub: o futuro lugar preferido da comunidade Vimaranense. Ao longo do ano, o centro comercial convida todos os clientes a visitarem este espaço na zona de restauração, onde terão a oportunidade para participar em diversas atividades recreativas. Showcookings, workshops, ateliers artesanais, espetáculos e muita animação são algumas das dinâmicas que não vai querer perder.

Mas as surpresas não ficam por aqui! A pensar no conforto e bem-estar dos seus clientes, a renovada zona de restauração conta com inovações deliciosas! Começando pela decoração elegante e única do novo espaço, onde se proporcionarão momentos de convívio alegres e memoráveis à volta da mesa. Conte sempre com as inúmeras opções de alimentação disponíveis na restauração.

Aproveite ainda a zona de trabalho e estudo, onde o Espaço Guimarães promove um ambiente zen, ou desfrute de uma área de divertimento infantil dedicada aos mais novos. Junte-se ao Espaço Guimarães para um ano repleto de novidades e experiências únicas!

Impossível ao Vivo no Teatro Tivoli



A estreia do Impossível ao Vivo decorreu no dia 12 de Dezembro e foi um sucesso. Durante o fim-de-semana, o público não poupou, também, aplausos e ovações de pé a Impossível ao Vivo 2019.

Luís de Matos anuncia, por isso, 3 novas sessões no Teatro Tivoli BBVA, a juntar a outras tantas entretanto disponibilizadas: 29 de Dezembro (Domingo) às 11h, dia 2 de Janeiro (Quinta-feira) às 21h30 e dia 4 de Janeiro (Sábado) às 17h. 

Também Coimbra e Faro, respectivamente no Convento de São Francisco de 9 a 12 Janeiro e no Teatro das Figuras de 16 a 19 de Janeiro, já têm sessões extras e, provavelmente, outras irão abrir.

Depois de 24.000 espectadores em 16 dias de apresentação em Dezembro de 2018 no Teatro Tivoli BBVA, Luís de Matos repete a magia de encantar miúdos e graúdos com as suas ilusões e com as dos seus convidados, vindos dos 4 cantos do Mundo. Escolhidos criteriosamente, cada um dos convidados é especialista na sua área, complementando-se os cinco num verdadeiro espectáculo onde o fôlego falta aos espectadores perante o que de tão IMPOSSÍVEL sucede em palco.

Luís de Matos, o mais premiado mágico português, distinguido três vezes pela Academia de Artes Mágicas de Hollywood e o mais jovem mágico a receber o Devant Award, do The Magic Circle, está acompanhado pelo inglês James More, pelo sul-coreano An Halim, campeão do mundo na modalidade de manipulação, pelo alemão Topas, pelo australiano Raymond Crowe e pelos Momentum Crew. Joana Almeida, sua assistente, também marca uma presença cúmplice, de quem sabe muito mas não pode dizer!

Impossível ao Vivo pelo segundo ano consecutivo em Portugal, com um elenco completamente renovado que o irá surpreender, é um espectáculo que vai querer ver e rever com a família e amigos!

"A Forma da Água" estreia no Fox Life



Início da década de 1960. Elisa Esposito (Sally Hawkins) é uma rapariga muda que trabalha como funcionária de limpeza num laboratório de segurança máxima em Baltimore, EUA. A sua vida altera se quando ali chega um humanóide anfíbio capturado nos mares da América do Sul que é mantido em cativeiro e usado em vários testes laboratoriais. Com o passar do tempo, Elisa começa a afeiçoar-se a ele e entre os dois surge algo muito parecido com amor. Quando os cientistas decidem usá-lo como cobaia num programa espacial, ela resolve salvá-lo. Para isso, terá a ajuda de Zelda (Octavia Spencer) e Giles (Richard Jenkins), os seus mais fiéis amigos…

Com realização do mexicano Guillermo del Toro (‘O Labirinto do Fauno’), com um argumento seu e de Vanessa Taylor, conta com Sally Hawkins (Elisa Esposito), Michael Shannon (Richard Strickland), Richard Jenkins (Giles) e Octavia Spencer (Zelda Spencer) nos papéis principais. Distinguido com o Leão de Ouro no Festival de Cinema de Veneza e dois Globos de Ouros nas categorias de Melhor Filme e Banda Sonora, ‘A Forma da Água’ recebeu também o prémio Darryl F. Zanuck para melhor filme do ano, o galardão máximo do Sindicato de Produtores de Hollywood (PGA - Producers Guild of America). Com 13 nomeações para os Óscares, arrecadou quatro: melhor realizador, filme, banda sonora e direcção de arte.

Título Original: ‘The Shape of Water’
Género: Aventura/Drama/Fantasia
Duração: 123 minutos
Realizador: Guillermo del Toro
Elenco: Sally Hawkins, Octavia Spencer, Michael Shannon
Prémios: Vencedor de quarto Óscares. Outras 127 vitórias e 336 nomeações.

Estreia: Quarta-feira, dia 01 de Janeiro, às 22h30