sexta-feira, 29 de março de 2019

23º MEO Sudoeste


De 6 a 10 de Agosto, a Zambujeira do Mar volta a ser o centro do país, com tudo aquilo que se pode pedir a um Festival: a praia ali ao lado, uma semana inesquecível com a melhor música do momento. Depois das confirmações de, entre outros, Post Malone, Steve Aoki, Timmy Trumpet e Anitta, há mais uma superestrela a caminho do MEO Sudoeste: a britânica Rita Ora.

Quando pensamos em estrelas pop, em mulheres capazes de concentrar os olhares de todo o mundo sobre o seu próprio talento, pensamos num lote restrito de artistas e Rita Ora é uma delas. Com uma voz cheia de alma e uma energia contagiante, Rita tem deixado o público rendido vez após vez, seja através dos seus discos, seja através dos seus espetáculos. A cantora nasceu na cidade de Pristina, ex-Jugoslávia e atual Kosovo, mas mudou-se para Inglaterra com a família quando tinha apenas um ano de idade. Cresceu no bairro de Nothing Hill, nos arredores da Portobello Road, onde foi alimentando o sonho de vir a ser a artista que é hoje. Começou a cantar desde muito cedo e aperfeiçoou essas suas capacidades em pubs e, mais especificamente, em noites de microfone aberto. E as coisas (leia-se o sucesso) acabaram por acontecer muito rápido para esta jovem. As participações nos singles “Awkward”, de Craig David, e “Where’s Your Love”, de Tinchy Stryder, fizeram com que o nome Rita Ora chegasse cada vez mais longe. Mas a grande oportunidade da sua carreira chegaria dois anos mais tarde, quando Jay-Z se rendeu aos seus encantos e logo a convidou para assinar contrato com a Roc Nation, a editora do rapper norte-americano. Depois disto, o sucesso à escala global estava mesmo ali ao virar da esquina, primeiro com a participação vocal em “Hot Right Now”, um single de DJ Fresh, e depois com o primeiro single a solo, “R.I.P.”, o primeiro avanço para o seu disco de estreia. Em pouco tempo, esta canção já dominava os tops de vendas no Reino Unido. O disco, “Ora”, foi editado em 20012. Além de “R.I.P.” este disco tinha outras pérolas, como “How We Do (Party)” ou “Shine Ya Light”, o que lhe valeu várias nomeações para os MTV Europe Music Awards desse ano – e tudo isto com apenas 18 anos de idade… 


É fácil prever que os anos seguintes tenham sido ainda mais agitados para a senhora Ora, conquistando papéis enquanto atriz, tanto no cinema como na televisão (o filme “50 Sombras de Grey” é um exemplo), revelando um forte lado empreendedor, com a criação de vários projetos na área da moda. Apesar destas conquistas, a música nunca poderia ficar de lado para Rita, como provam os singles “Black Widow”, com Iggy Azalea, “Poison”, “Your Song” ou “For You”, um dueto com Liam Payne. Seis anos depois, estava na altura de editar um novo disco, e foi mesmo isso que aconteceu em 2018. “Phoenix”, editado pela Atlantic Records, conta com vários produtores de luxo – Alesso, Avicii, Benny Blanco ou Cashmere Cat. E “Girls” (com Cardi B, Bebe Rexha and Charli XCX), "Only Want You" (com 6lack) ou “Anywhere" são singles que prometem deixar ao rubro o público presente na próxima edição do MEO Sudoeste.

Por razões de agenda, o concerto de 6lack inicialmente previsto para o dia 7 de Agosto, foi reagendado para o dia 8 de Agosto, no Palco MEO.

25º Super Bock Super Rock


Depois de Lana Del Rey, Cat Power, Charlotte Gainsbourg e Christine and The Queens, há mais talento feminino a caminho: uma das maiores estrelas da atualidade, a norte-americana Janelle Monáe, atua dia 20 de Julho no Palco Super Bock.

Janelle Monáe  Robinson nasceu e cresceu em Kansas City, mas depressa sentiu a necessidade de ir em busca do seu sonho, rumo a Nova Iorque. Entrou na American Musical and Dramatic Academy e na altura tinha como objetivo vir a fazer musicais. A vida acabou por oferecer outras possibilidades a Janelle e, pouco tempo depois, começou a participar em várias faixas do grupo Outkast, a convite de Big Boi. A jovem começou a dar nas vistas graças ao seu enorme talento, revelando-se uma artista multifacetada e muito focada em cada trabalho. Em 2007 editou o primeiro EP, “Metropolis: Suite I (The Chase)”. Estas primeiras canções chamaram a atenção do famoso produtor Diddy (Sean “Puffy” Combs), que logo contratou Janelle para a sua editora, a Bad BoY Records. Neste momento também chegou a primeira nomeação para um Grammy, com o single “Many Moons”. Três anos depois, em 2010, Monáe lançou o álbum de estreia. “The ArchAndroid” foi inspirado no filme alemão “Metropolis”, que retrata um mundo futurista, uma projeção distópica da humanidade. Todo o conceito deste registo de estreia levantou questões éticas e fez com que as canções saíssem ainda mais enriquecidas, autênticas pérolas pop, carregadas de soul e funk. 


Nomes como Bruno Mars, Prince e Barack Obama assumiram-se como fãs de Janelle, cada vez mais uma estrela à escala mundial. O sucesso nunca distraiu a jovem, que continuou a trabalhar, empenhada em fazer bem mais do que o grande hit do próximo verão – Janelle quer fazer música realmente desafiante, que levante questões e que mexa com a cabeça e o coração de quem a ouça. Nesse sentido, em 2013, chegou mais um disco que veio cumprir estes requisitos. “The Electric Lady” mantém algumas das reflexões suscitadas pelo primeiro disco e conta com as participações luxuosas de Miguel, Solange, Prince e Erykah Badu. Depois de cinco anos de espera, 2018 trouxe um novo trabalho de Janelle Monáe. “Dirty Computer” abandonou as projeções futuristas e concentrou-se na própria artista, mais exposta do que nunca. O púbico e a crítica ficaram rendidos a um som cada vez mais pop, sem nunca perder o arrojo que caracteriza todo o trabalho de Janelle Monáe. Desde as letras, passando pelas colaborações com nomes como Pharrell Williams, Brian Wilson ou Zoë Kravitz, e até aos vídeos que acompanham as canções, tudo é pensado ao pormenor. “Pynk”, com a participação de Grimes, “Make Me Feel” ou "Django Jane" são alguns dos destaques deste álbum e alguns dos temas que prometem conquistar o público do Super Bock Super Rock – dia 20 de Julho, no Palco Super Bock.

Há um programa "tubarástico" para descobrir no Sea Life Porto


Uma viagem até ao fundo dos oceanos para conhecer o tubarão-zebra: é esta a proposta do aquário das famílias portuenses para o mês de Abril, que preparou um programa a rigor sobre tubarões.

Este ano o brinde da Páscoa chega mais cedo com a estreia do tubarão-zebra no túnel com 500.000 litros de água. Há um ano a viver na Baía das Raias, mudou-se finalmente para o tanque principal do Sea Life Porto uma vez que já se encontra apto para partilhar as águas dos outros tubarões da casa.

O tubarão-zebra, uma espécie ameaçada, distingue-se dos restantes tubarões pela forma e coloração: quando são jovens apresentam bandas verticais pretas que se assemelham a uma zebra (daí o nome da espécie); quando crescem, tornam-se mais claros com manchas escuras. 

Mas há ainda outras novidades: o Sea Life Porto inaugura no dia 1 de Abril as “Jawsome Sharks”, uma iniciativa que convida miúdos e graúdos a porem mãos à obra para ajudar o Cientista Maluco a encontrar a série de dentes de tubarão que perdeu. Há também jogos interativos para aprenderem mais sobre as centenas de espécies de tubarão que existem no nosso planeta e palestras diárias sobre mitos e verdades sobre os tubarões – às 11h00, 15h30 e 17h00 -, e mini-palestras que terminam com a alimentação destas criaturas – às 12h00 e 14h30. 

A iniciativa “Jawsome Sharks” é a desculpa perfeita para uma visita ao Sea Life Porto nas férias e até no dia de Páscoa, 21 de Abril, uma vez que o aquário das famílias se encontra aberto nesta data.

Toy Story 4 nos cinemas a 27 de Junho de 2019


Acaba de ser partilhado o novo trailer o poster de Toy Story 4, onde é possível descobrir mais de Woody, Buzz e dos seus amigos nesta nova aventura!

Woody sempre se sentiu confiante em relação ao seu lugar no mundo e que a sua prioridade era tomar conta da sua criança, quer fosse Andy ou Bonnie. Mas, quando Forky, o novo boneco favorito criado por Bonnie se declara como lixo e não um brinquedo, Woody assume a responsabilidade de mostrar a Forky porque se deve considerar um brinquedo. Quando Bonnie leva todo o grupo para a viagem com a sua família, Woody acaba num inesperado desvio, que inclui um encontro com a sua amiga há muito tempo desaparecida, Bo Peep. Depois de anos por sua conta, o espírito aventureiro de Bo e a vida na estrada contrastam com o seu delicado exterior de porcelana. Woody e Bo percebem que são de mundos diferentes quando se trata da vida de um brinquedo, mas logo descobrem que essa é a menor das suas preocupações.



Realizado por Josh Cooley (“Riley’s First Date?”) e produzido por Jonas Rivera (“Divertida-Mente: Inside Out”, “Up – Altamente”) e Mark Nielsen (produtor associado “Divertida-Mente: Inside Out”), Toy Story 4, da Disney Pixar aventura-se nos cinemas a 27 de Junho de 2019.

Daimler e Geely formalizam parceria global para o desenvolvimento futuro da smart


Os grupos automóveis Daimler AG e a Zhejiang Geely Holding Group (Geely Holding) anunciaram hoje a formação de uma parceria global (joint venture 50-50) focada em operar e desenvolver a marca smart.

Sob esta joint venture, uma nova geração de modelos elétricos smart será desenvolvida numa fábrica de veículos elétricos construída na China, com vendas a iniciarem em 2022.

Dieter Zetsche, Presidente do Conselho de Administração da Daimler AG e Responsável pela Mercedes-Benz Cars, referiu: “Para mais de 2,2 milhões de clientes, a smart representa um modelo pioneiro na mobilidade urbana. Com base nesta história de sucesso, esperamos melhorar ainda mais a marca com a Geely Holding, uma parceira forte no segmento de veículos elétricos. Em conjunto, iremos projetar e desenvolver a próxima geração de veículos elétricos que combinam uma produção de elevada qualidade e padrões de segurança notórios na China e no mundo. Estamos ansiosos em trabalhar com todos os parceiros para sustentar o nosso sucesso na China e no mundo. Separadamente, a Mercedes-Benz produzirá um veículo elétrico compacto na fábrica de Hambach, sustentando o emprego com mais investimentos nas instalações.”

Li Shufu, presidente da Geely Holding, afirma: “Respeitamos totalmente o valor da smart, uma marca com um apelo único e um forte valor comercial. A Geely Holding e a Daimler aguardam com expectativa este novo projeto, desafiador e estimulante, através do qual continuaremos a impulsionar a introdução de produtos elétricos premium personalizados, para proporcionar uma melhor experiência de mobilidade aos nossos clientes. Como parceiros, estamos dedicados a promover a marca smart globalmente. Vamos alavancar a nossa experiência e competências globais em gestão de marca, pesquisa e desenvolvimento, produção, entre outras áreas. As sinergias desta cooperação levarão a benefícios mútuos, ao mesmo tempo em que desenvolveremos tecnologias, incluindo conectividade, para continuar a liderar na indústria, uma vez que ela passa por uma transformação mais ampla”.

O Conselho de Administração da nova joint venture será composto por seis executivos com representação igual de ambas as partes. Os representantes da Daimler AG incluirão Hubertus Troska, membro do Conselho Administrativo da Daimler AG, responsável pela China; Britta Seeger, membro do Conselho Administrativo da Daimler AG e responsável pelo Marketing e Vendas da Mercedes-Benz Cars; e Markus Schäfer, membro do Conselho de Supervisão da Mercedes-Benz Cars. Os representantes da Geely incluirão o Presidente da Geely Holding, Li Shufu, o Presidente e CEO da Geely Auto Group, An Conghui, e o Vice-Presidente executivo da Geely Holding e CFO, Daniel Donghui Li.

Ambos os parceiros da joint venture concordaram que a nova geração de veículos smart será projetada pela Mercedes-Benz Design, com engenharia dos centros de engenharia da Geely. A produção futura será localizada na China. 

Como parte do programa de desenvolvimento de veículos, o portfolio de produtos smart também deverá ser estendido para o segmento B de rápido crescimento.

Antes do lançamento de novos modelos a partir de 2022, a Daimler continuará a produzir a atual geração de veículos smart na sua fábrica de Hambach, em França (smart EQ fortwo) e em Novo Mesto (Eslovênia, smart EQ forfour).

Paralelamente, a fábrica de Hambach assumirá um novo papel na rede de produção da Mercedes-Benz Cars e produzirá um veículo elétrico compacto Mercedes-Benz assinado pela marca EQ. A Mercedes-Benz está a investir 500 milhões de euros na fábrica de Hambach e usará o conhecimento e experiência dos colaboradores da smart.

A parceria deverá estar concluída até ao final de 2019. Os termos financeiros da joint venture não foram divulgados.

quinta-feira, 28 de março de 2019

A HP eleva a fasquia com novos PCs

No HP Reinvent, o maior evento global de parceiros da HP, a empresa anunciou uma série de novidades - incluindo um serviço de segurança inovador, um headset de realidade virtual (VR)  profissional topo de gama e PCs de consumo e comerciais inovadores - tudo projetado para transformar experiências entre o trabalho e a vida.

“Como as expectativas dos clientes em relação à tecnologia estão mais altas do que nunca, colaborar com os nossos parceiros para responder às crescentes necessidades desta geração nunca foi tão crítico”, disse Anne-Sophie Hadberg, General Manager, EMEA Personal Systems Business, HP Inc. “Ao criarmos soluções para os clientes gerirem, detetarem e defenderem-se contra ameaças de segurança com o HP ProSafety Security Service e levarmos o design premium de PCs aos consumidores, continuamos comprometidos em criar os dispositivos mais empolgantes e as soluções mais inteligentes do mundo.”

A transformar as experiências para o trabalho 

A segurança como um serviço
O panorama da segurança continua a evoluir, com os endpoints a representarem um dos vetores mais comuns dos ataques e 64% das empresas a enfrentarem pelo menos uma violação significativa através de endpoints apenas no último ano.

A HP está a assumir a liderança dos desafios de segurança de endpoints, anunciando um novo serviço focado em segurança, concebido para aplicar políticas de segurança, monitorizar ativamente, responder proativamente e defender-se contra a ameaça de ataques à rede. 

O HP DaaS Proactive Security Service, uma extensão significativa da oferta do premiado serviço de Device as a Service da HP foi projetado para ir mais além das soluções antivírus e garantir uma camada crítica de defesa extra. Sendo o serviço de segurança mais avançado do mundo no isolamento de ficheiros e na navegação em PCs com Windows 10, o serviço HP DaaS Proactive Security amplia a proteção e a inteligência de segurança para transformar os endpoints do maior risco para a melhor barreira de defesa nas empresas. O HP DaaS Proactive Security assegura  proteção contra malware em tempo real para endpoints de computação e análise de ameaças por meio do HP TechPulse. Além disso, especialistas em serviços especializados estão disponíveis para reforçar a conformidade da proteção de endpoint e fornecer informações detalhadas às equipas de TI.

Mais experiências premium para o mainstream
As pequenas e médias empresas são apaixonadas pelos seus negócios e ter tecnologia que as ajude a economizar tempo e expandir as suas empresas é fundamental. Procuram durabilidade e valor. Com quase metade de todas as PMEs ainda a utilizar o Windows 7, chegou a hora de as empresas começarem a migrar para equipamentos novos e potentes com Windows 10, que suportem o trabalho dentro e fora do escritório em segurança.

A HP expandiu o seu portfólio comercial da AMD com a introdução do HP ProBook 445R G6, do HP ProBook 455R G6 e do HP ProDesk 405 G4 Desktop Mini, projetados para a força de trabalho moderna das PMEs.

Equipados com processadores AMD Ryzen ™ de 2ª geração, o HP ProBook 445R G6 e o HP ProBook 455R G6 ajudam os profissionais a manterem-se produtivos no escritório e em viagem. Os novos portáteis adotam a filosofia de design elegante do portfólio HP EliteBook, apresentando um chassi de alumínio ultra-fino com linhas bem definidas, arestas elegantes e cumprindo os requisitos dos testes  MIL-STD para maior durabilidade. A dobradiça de 180 graus permite que os utilizadores rodem os ecrãs, facilitando a partilha de conteúdo e colaboração, e a tecnologia de cancelamento de ruído da HP reduz o ruído de fundo até 20dB8, proporcionando uma excelente experiência de videoconferência e áudio.

O HP ProDesk 405 G4 Desktop Mini disponibiliza o desempenho, a capacidade de expansão e a segurança que as PMEs precisam num design compacto e elegante. O PC é o primeiro mini-desktop da série 400 da HP, com processador AMD Ryzen ™ PRO de 2ª geração com gráficas Radeon ™ Vega integradas e pode suportar até três monitores, endereçando um novo segmento de clientes que precisam de um sistema potente, para criar conteúdos, com funcionalidades avançadas de segurança e com a capacidade de gestão do processador AMD.

Re-imaginando soluções de conferência e colaboração

A força de trabalho de hoje prefere mais reuniões ao vivo do que as gerações anteriores. Oitenta e quatro por cento dos trabalhadores da Geração Z preferem a comunicação presencial e consideram soluções virtuais, incluindo Skype e Zoom, como uma forma de se encontrarem frente a frente com os colegas. A HP acaba de anunciar as soluções HP Zoom Room para facilitar aos decisores de TI a escolha de uma solução de conferência e colaboração que melhor responda às necessidades da sua organização. As soluções HP Zoom Rooms incluem opções de salas de reuniões virtuais simples, personalizáveis e flexíveis, seguras e geríveis para organizações de pequeno, médio e grande porte. Ao fornecer as soluções de colaboração mais versáteis do mundo11, com o HP Elite Slice para Skype e Zoom, a HP facilita que os colaboradores comuniquem perfeitamente entre si dentro e fora do escritório.

Apresentação de serviços premium
A HP também anunciou os serviços HP Premier Care Solutions para complementar os seus portáteis profissionais premium, incluindo os HP EliteBooks e HP ZBooks. Este conjunto de serviços assegura os níveis ideais de proteção, suporte e serviço para maximizar a produtividade dos utilizadores. 


A transformar experiências para a vida
Os consumidores querem dispositivos que se integrem na sua vida de forma simples e reflitam quem eles são. Cinquenta e sete por cento dos millennials sabem o PC que querem logo que o vêem, e 82% deste grupo consideram o PC como uma parte essencial da sua vida. Ao inspirar-se  no design elegante e no desempenho do portfólio premium HP Spectre, a nova linha de portáteis HP ENVY e x360s inclui o HP Command Center para gestão do desempenho, um design sofisticado com padrão geométrico para a circulação do áudio e da ventilação, e  sólida segurança - incluindo um leitor biométrico de impressão digital, um interruptor de privacidade para a câmara e opcionalmente um ecrã de privacidade HP Sure View para garantir que o conteúdo do ecrã não seja visível para terceiros.

Concebido para a mobilidade, o portátil HP ENVY 13 inclui os processadores Intel mais recentes para suportar até 19 horas de autonomia da bateria (quase 41% de melhoria em relação à geração anterior). O novo HP ENYY x360 13 possui um potente processador AMD Ryzen ™ de 2ª geração e até 14,5 horas de autonomia da bateria num chassis conversível. O HP ENVY x360 inclui mais recente processador Intel® Core ™ de 8ª geração, com até 13 horas de duração da bateria, uma redução de 28% no painel frontal em relação à geração anterior e um monitor AMOLED opcional com mais  brilho e cores impressionantes para navegação na Internet ou streaming de vídeo. O portátil HP ENVY 17 foi concebido para o melhor desempenho com um processador Intel® Core ™ de 8ª geração e gráficos NVIDIA® GeForce® MX250 para maior produtividade, criatividade e entretenimento. Este equipamento de 17 polegadas apresenta uma melhor relação ecrã-chassis para uma experiência de visualização mais imersiva, graças à redução de 45% no painel frontal em relação à geração anterior.

5ª Edição Style no Alegro Setúbal


O Style está de volta ao Alegro Setúbal, para um dia cheio de estilo, com propostas de styling, cabelos, maquilhagem e muita moda. Marque na agenda o dia 6 de Abril e habilite-se a ganhar dinheiro em Cartões Oferta Alegro.

Celebre a chegada da primavera e descubra as novas tendências para esta temporada. O encontro está marcado para o dia 6 de Abril, na Praça Bombordo do Alegro Setúbal, para mais um Style, o evento que reúne desfiles de moda, mudanças de imagem, propostas de hairstyling e stations de maquilhagem, tudo gratuito, num verdadeiro cenário de backstage de um desfile de moda.

A 5ª Edição do Style conta mais uma vez com a participação de vários especialistas, disponíveis para dar dicas a todos os visitantes, como é o caso da stylist do Alegro, Inês Viana, que irá fazer aconselhamento para a renovação de imagem e do guarda-roupa mais adequado ao estilo e corpo de cada um, sempre em linha com as novas tendências. Para as inspirações de mudanças de visual, vão estar disponíveis peças de roupa de marcas como Mango, Mango Violeta, Zara, Stradivarius e Pull&Bear, e acessórios da Ótica Pita (MultiOpticas).

E como a imagem não passa só pela roupa, os clientes do Alegro Setúbal podem fazer sessões de maquilhagem no local, a cargo das makeup artists da Perfumes & Companhia, em que serão aconselhados os produtos adequados a cada rosto e tipo de pele. Para completar o novo look, podem também aproveitar para mudar o penteado, com um novo styling pelas mãos dos hair specialists da Cidália Cabeleireiros.

Estes serviços estão abertos a todos os visitantes e são gratuitos, o que torna este dia ainda mais especial. Mas não é tudo. Ao longo desse sábado, o Alegro Setúbal irá oferecer ainda um total de 10.000€. Os clientes que fizerem compras nesse dia num valor igual ou superior a 50€ recebem 25€ em Cartão Oferta Alegro para gastar no decorrer do evento (consulta de regulamento no balcão de informações).
Os motivos para ir ao Alegro Setúbal no dia 6 de Abril são muitos e você não pode faltar a este que é já um dos eventos de moda mais mediáticos na região.

Marcelo Gleiser é o vencedor do Prémio Templeton 2019


Marcelo Gleiser, físico e astrónomo, autor de Criação Imperfeita e A Ilha do Conhecimento, livros publicados pela Temas e Debates, é o primeiro latino-americano a receber o prestigiado Prémio Templeton.
O seu grande contributo em termos científicos é a visão de que a ciência, a filosofia e a espiritualidade são expressões complementares necessárias à humanidade para explorar o desconhecido.
Marcelo Gleiser ensina física e astronomia no Dartmouth College (ICE), onde fundou em 2016 um instituto com a ideia de promover o diálogo construtivo entre as Ciências Naturais e Humanas.

Mercedes-Benz oferece dois Mercedes-AMG GT ao Hospital de Loures


A Mercedes-Benz Portugal, à semelhança da ação realizada no ano passado junto dos Hospitais de S. João e de Braga, decidiu continuar a apoiar os hospitais portugueses. Desta vez, foram oferecidos dois veículos elétricos, réplicas do modelo desportivo AMG GT, ao serviço de cirurgia pediátrica do Hospital de Loures.

Esta ação tem como principal objetivo tranquilizar e distrair as crianças no processo de internamento e cirurgia. O internamento hospitalar no geral e, em particular as cirurgias, criam quer em adultos, quer em crianças momentos de receio e de stress. A utilização de técnicas para redução da ansiedade relacionada com os procedimentos cirúrgicos tem um benefício clínico comprovado. Estas estão associadas à redução na utilização de fármacos no período pré, intra e pós operatório, o que se torna particularmente importante na população pediátrica.


Estreias de cinema de 28 de Março de 2019


Esta semana dentre as várias estreias de cinema nas salas nacionais o "Cultura e não Só" destaca as seguintes:



Dumbo

Max Medici, o dono de um circo em dificuldades económicas, contrata Holt e os seus dois filhos para cuidarem de Dumbo, uma estranha cria de elefante cujas orelhas descomunalmente grandes o transformaram num motivo de chacota. Mas quando as crianças descobrem que o animalzinho consegue usar as suas grandes orelhas para voar, encontram ali uma maneira de fazer o público regressar ao circo. É então que as actuações de Dumbo chamam a atenção de V.A. Vandevere, um empresário rico e ganancioso que fará os possíveis para o levar consigo para Dreamland, um parque de diversões de grandes dimensões, onde tenciona fazer dele a atracção principal. Mas nem tudo correrá como o previsto…
Inspirado nas personagens criadas por Helen Aberson e Harold Pearl, já retratadas no filme homónimo de 1941, esta versão tem argumento de Ehren Kruger e realização do veterano Tim Burton ("Alice no País das Maravilhas", "Charlie e a Fábrica de Chocolate"). Novamente pelos estúdios de Walt Disney, um filme em "live-action", com as actuações de Colin Farrell, Michael Keaton, Danny DeVito, Eva Green e Alan Arkin. 



Kursk

A 12 de Agosto de 2000, durante um exercício naval, duas explosões fazem afundar o submarino Kursk nas águas geladas do mar de Barents. Com 154 metros de comprimento, 18 de largura e o equivalente a quatro andares em altura, o Kursk tem nesse momento 118 pessoas a bordo. Depois de um pedido de socorro enviado para a superfície, os tripulantes que conseguiram sobreviver ao impacto ficam dependentes das decisões das autoridades russas sobre de que modo será feito o resgate. Durante os dias que se seguem, milhões de pessoas por todo o mundo aguardam, de respiração suspensa, notícias da operação de salvamento. Enquanto isso, as autoridades russas – em particular, o presidente russo, Vladimir Putin – são alvo de fortes críticas por parte dos media internacionais, por terem desinformado a opinião pública e atrasado o recurso à ajuda internacional.
Um filme dramático realizado pelo dinamarquês Thomas Vinterberg ("A Festa", "Querida Wendy", "A Caça") que se baseia na obra "A Time to Die: The Kursk Disaster", escrita pelo jornalista Robert Moore que, por sua vez, tem por base a história verídica acontecida no ano 2000. O elenco inclui Matthias Schoenaerts, Colin Firth, Léa Seydoux, Peter Simonischek, Max von Sydow, Matthias Schweighöfer e Michael Nyqvist.



Destino: Casamento

Lindsay e Frank são dois estranhos com algo em comum: estão sempre de mal com a vida e com o mundo. Nada parece demovê-los da crença absoluta de que o amor é para fracassados e que devemos sempre esperar o pior. Os seus destinos vão cruzar-se quando são convidados para a celebração de um casamento. Apesar dos seus feitios irritáveis – e de discordarem em tudo –, com o passar do tempo começa a surgir entre ambos uma atracção arrebatada. Mas estarão eles preparados para um relacionamento amoroso?
Com Winona Ryder e Keanu Reeves nos papéis principais, uma comédia romântica cujo argumento e realização fica a cargo de Victor Levin ("Das 5 às 7"). 

quarta-feira, 27 de março de 2019

Casino Estoril recebe a “Sinfonity: Electric Guitar Orchestra”


O Casino Estoril recebe, na próxima Sexta-Feira, 29 de Março, a partir das 22 horas, a “Sinfonity: Electric Guitar Orchestra”. Pela primeira vez no Salão Preto e Prata, este espectáculo de tributo a compositores intemporais será interpretado por uma Orquestra de 12 guitarras.

Composições de Ravel, Vivaldi, Bach, e Prokofiev, mas também temas dos Queen, The Beatles, AC/DC, Led Zeppelin e Jimi Hendrix fazem parte do repertório de “Sinfonity: Electric Guitar Orchestra”.

Criada por Pablo Salinas, guitarrista, pianista, compositor e produtor musical, “Sinfonity: Electric Guitar Orchestra” reúne alguns dos melhores intérpretes de guitarra eléctrica da actualidade num espectáculo onde o clássico se funde com o contemporâneo, pelos arranjos exclusivos que modernizam a sonoridade das obras, sem desrespeitar a essência da sua composição.

Em Sinfonity, o timbre dos pianos, violinos ou flautas, instrumentos próprios de uma orquestra sinfónica, são recriados pelas guitarras eléctricas, tornando difícil acreditar na evidência do que se está a ouvir. É caso para dizer: fechem os olhos e desfrutem!

Samitério de Animais a obra mais assustadora de Stephen King agora no cinema


Dia 5 de Abril, chega às livrarias Samitério de Animais, aquela que é considerada por muitos fãs de Stephen King como sendo a sua obra mais assustadora. Com uma primeira adaptação ao cinema em 1989, Samitério de Animais regressa aos ecrãs numa produção da Paramount Pictures e distribuição NOS Audiovisuais, e pela mão dos realizadores especializados em filmes de terror Kevin Kölsch e Dennis Widmyer. Estreia em Portugal a 4 de Abril. 
Através deste livro, Stephen King toca num tema delicado: até onde estamos dispostos a ir ou o que estamos dispostos a fazer para alcançarmos algo apesar das consequências. A morte pode ser extremamente aterradora para uma criança, mas às vezes precisam de saber que a morte é o melhor. 

Sinopse do livro
Louis Creed, jovem médico de Chicago, acredita que encontrou o seu lugar naquela pequena cidade do Maine. Uma boa casa, o trabalho na universidade, a felicidade da esposa e dos filhos. Num dos primeiros passeios para explorar a região, descobre um cemitério de animais de estimação no bosque próximo da sua casa, ao qual se vê obrigado a recorrer depois de o seu gato ter sido morto por um camião num trágico acidente. Ali, gerações e gerações de crianças enterraram os seus animais de estimação. Para além dos pequenos túmulos, onde uma caligrafia infantil regista o primeiro contacto com a morte, há um outro cemitério. Uma terra maligna que atrai as pessoas com promessas sedutoras. Um universo dominado por forças estranhas capazes de tornar realidade o que sempre pareceu impossível. A princípio, Louis diverte-se com as histórias fantasmagóricas de Crandall, o vizinho de 80 anos. No entanto, aos poucos, começa a perceber que o poder da sua ciência tem limites.

Sobre o Autor
Romancista norte-americano, Stephen King nasceu em 1947 em Portland, no Maine. Deu início aos seus estudos secundários na Lisbon Falls High School, onde começou a escrever contos, ao mesmo tempo que fazia parte de um grupo amador de rock. No ano de 1960, Stephen King submeteu o seu primeiro manuscrito para publicação, o qual seria rejeitado. Entretanto, editava o jornal do liceu, The Drum, e escrevia para o jornal local, o Lisbon Weekly Enterprise. Publicou o seu primeiro conto, In a Half-World of Terror, num fanzine de terror. Em 1970, licenciou-se pela Universidade do Maine e, de 1971 a 1974, Stephen King deu aulas numa escola secundária, até ter publicado o seu primeiro romance, Carrie (1974), a história de uma rapariga com poderes telecinéticos. Atirou as primeiras páginas do trabalho ao lixo, mas foram resgatadas pela esposa, que o encorajou a continuar. A obra não teve senão um sucesso modesto, mas, depois da sua adaptação ao cinema e com a publicação do romance A Hora do Vampiro (1976), Stephen King conseguiu afirmar-se como um importante escritor.

Noite de tributo ao Duo Ouro Negro no Casino Estoril


O Casino Estoril acolhe, no próximo dia 20 de Abril, às 21h30, um espectáculo de tributo ao emblemático Duo Ouro Negro. José Cid, Shout!, Luciana Abreu, Nelo de Carvalho, Danny Silva e Don Kikas, são alguns dos artistas que protagonizam este espectáculo de celebração da carreira do Duo Ouro Negro.

Aguardado com expectativa, o espectáculo reúne, assim, algumas reconhecidas figuras do universo musical que foram, também, amigos e/ou fãs incondicionais de Milo e de Raúl. O público poderá recordar numerosas composições que marcaram a carreira do grupo.

Com um percurso musical repleto de êxitos, o Duo Ouro Negro foi um dos mais emblemáticos grupos angolanos, grandes embaixadores dos ritmos angolanos como o Semba, o Merengue ou o Kwela (por eles popularizado) além-fronteiras.

Com mais de 30 anos de carreira e variadíssimos temas inesquecíveis, protagonizaram vários espectáculos em Angola, Portugal e outros países da Europa, EUA, Canadá, Argentina, Japão e Austrália; espetáculos de teatro vanguarda e programas televisivos como o 20º aniversário da UNICEF acompanhado em todo o mundo por cerca de 200 milhões de pessoas.

O espectáculo, idealizado por Ricardo Santos com a produção da Frequentaplauso, será uma oportunidade única para recordar a genialidade musical do Duo Ouro Negro, com a força, espírito de irmandade e emoção que os caracterizam.

Tricycles lançam vídeo "Saliva" na semana de edição do disco homónimo


“Saliva” é o novo vídeo lançado como avanço para o álbum de estreia homónimo dos Tricycles, a sair a 29 de Março, pela Lux Records, gravado e produzido pelo Nelson Carvalho e a própria banda.

Há muitas canções de amor, mas não são nada fáceis de escrever com a dignidade que o amor merece. Então, os Tricycles optaram por escrever uma canção de amor-ódio. Como não gostam de coisas anémicas, puseram imenso amor-ódio nela, muita saliva, unhas e contradições, o mesmo piano martelado do princípio ao fim, saudade e desprezo (por vezes apaziguado pelas guitarras e outros pianos e todos os outros sons de velhos sintetizadores que estavam escondidos no estúdio) e deixaram ferver até evaporar. O resultado é uma música íntima, coberta de sal na ferida.

O vídeo, em desenhos animados, demorou alguns meses a fazer, frame a frame, com muita paciência, muito amor e, desta vez, sem qualquer pitada de ódio. Foi realizado por João Taborda, com a colaboração de Afonso Barata e editado por Edgar Gomes e João Taborda.

Os Tricycles gostam de andar na estrada, como qualquer veículo digno desse nome. A energia da lua no alcatrão quente sobe pelos pedais até ao volante e explode em concertos onde o público e a banda comungam raivas e melodias.

Os Tricycles irão participar no EPICENTRO!, evento com curadoria da Lux Records e da Blue House, a decorrer no Salão Brazil, em Coimbra. Sobem ao palco a 20 de Abril, na noite final, que contará também com Ruze e ainda com os The Parkinsons, como cabeças de cartaz. Muito boa companhia.

Os Tricycles são João Taborda (António Olaio & João Taborda), Afonso Almeida (Cosmic City Blues, Sequoia), Edgar Gomes (Terb) e Sérgio Dias. Começaram a ser fabricados quando o Sérgio (bateria) e o Edgar (baixo) se juntaram ao Afonso (guitarra, voz) e ao João (guitarra, teclas, voz), que já andavam a fazer música juntos há algum tempo.


Imaginem um triciclo no alto de uma duna, a ver o mar, a sentir o sol quente nas rodas pintalgadas de areia, com uma certa comichão no volante por causa da humidade salgada, e a pensar: “Apetece-me apanhar o próximo barco para Marte e desviá-lo até ao centro do Sol”. É mais ou menos isto que os Tricycles são. Uma coisa vagamente improvável, um conjunto de kidadults de rumo duvidoso mas com histórias para contar, cheias de pessoas que poderiam existir. E de facto existem, em calmas músicas prontas a explodir, lentamente, a mil à hora, com suavidade, ou em rugidos de guitarras zangadas e pianos falsamente corteses, de rudes baixos a conversar com educadas baterias.

Noites de Novo Circo no Casino Lisboa com o Duo Kru


As exibições do Novo Circo constituem uma das referências do programa de animação do Casino Lisboa. O Duo Kru protagoniza, na próxima Sexta-Feira e Sábado, 29 e 30 Março, um exercício de elevado grau de dificuldade em forças combinadas. A entrada é livre.

Reconhecidos pela sua experiência artística, Tiago e Joana reencontram-se no Arena Lounge para formar o Duo Kru. Em forças combinadas, estes dois performers, antigos ginastas de alta competição, criam um momento que retrata o quotidiano de dois estranhos que se cruzam pela primeira vez e, num jogo de sedução e repulsa, de interesse e reflexão.

Uma constante coreografia pautada por momentos acrobáticos que surgem de uma discussão corporal onde a necessidade de ambos lutarem por uma afirmação individual se acentua. Duo Kru é a rotina diária criada sob a forma de performance de circo contemporâneo.

Com entrada livre, os exercícios de Novo Circo proporcionam momentos únicos aos visitantes do Casino Lisboa.

Duo Kru: Forças Combinadas

- 29 de Março: 1º set: 23h00 - 23h10 / 2º set: 00h00 - 00h10
- 30 de Março: 1º set: 23h00 - 23h10 / 2º set: 00h00 - 00h10

terça-feira, 26 de março de 2019

Casino Lisboa recebe os Chronicle News


Os Chronicle News reencontram-se, de 27 a 30 de Março, com os visitantes do Casino Lisboa. A banda convida o público a viajar pelo tempo, recordando temas que marcaram as últimas décadas no panorama musical. Com entrada livre, a não perder, no Arena Lounge.

Os Chronicle News prestam homenagem a estrelas incontornáveis como, por exemplo, Amy Winehouse, Adele, Creedence Clearwater Revival, Clã, Rui Veloso, Beatles, Cranberries, Sheryl Crow, Maroon 5, Bryan Adams, Adam Lambert, Amy McDonald, Snow Patrol, Radiohead, Coldplay, Duffy ou John Mayer.

Num estilo muito próprio, a vocalista Rita Viegas será acompanhada por Rui Mação na guitarra, Frederico Carvalho no baixo, e Ricardo Daniel na bateria.

Ciclo de música ao vivo com os Chronicle News

Quarta-Feira, dia 27 de Março: 22h00 às 22h50 e das 23h10 às 00h00
Quinta-Feira, dia 28 de Março: 22h00 às 22h50 e das 23h10 às 00h00
Sexta-Feira, dia 29 de Março: 20h30 às 21h20 e das 23h10 às 00h00
Sábado, dia 30 de Março: 20h30 às 21h20 e das 23h10 às 00h00

Vasco Palmeirim e Nuno Markl trazem Top Genius ao Casino Estoril


O Casino Estoril recebe, no próximo dia 12 de Abril, às 22 horas, Top Genius com Vasco Palmeirim e Nuno Markl. O bom humor está, assim, garantido em Top Genius…o nome que estes dois amigos e colegas decidiram dar a este aguardado encontro no Salão Preto e Prata.

Vasco Palmeirim e Nuno Markl vão revelar o que não esperávamos - tudo sobre o guilty pleasure dos anos 80. Com a breca, os filhos dos anos 80 vingam-se com uma divertida celebração. 

Sabemos que haverá desenhos em tempo real, sabemos que haverá abordagens diferentes às músicas orelhudas que perduram até aos dias de hoje. Ouviremos cantar, tocar e, acima de tudo sabemos que vai ser encantadoramente divertido.

Nota importante: Durante o espectáculo é permitido ao público cantar as músicas. Prometemos não dizer a ninguém que sabiam as letras de cor!

Soprano Elisabete Matos no encerramento dos "Serões Musicais no Palácio da Pena"


A edição de 2019 dos Serões Musicais no Palácio da Pena despede-se no último fim de semana de Março, com um duplo recital de canto que marca também a estreia do soprano Elisabete Matos nos ‘Serões Musicais’. A notável cantora lírica portuguesa apresenta o programa ‘Nos 150 anos da morte de Berlioz’ no Salão Nobre do Palácio, nos dias 29 e 30 de Março, às 21h00, acompanhada ao piano por Cristóvão Luiz.

Com uma carreira internacional de três décadas, Elisabete Matos já cantou em muitos dos principais palcos líricos mundiais. Entre a quase meia centena de papéis que interpretou, contam-se as mais famosas heroínas das óperas de Verdi, Wagner e Puccini. Em Portugal, tem-se apresentado com regularidade no Teatro Nacional de São Carlos ao longo da última década.

Em reconhecimento da sua brilhante carreira, Elisabete Matos foi condecorada com a Ordem do Infante D. Henrique (1999: grau de Oficial; 2013: grau de Grande Oficial) e recebeu em 2015 a Medalha de Mérito Cultural.

Já Cristóvão Luiz é maestro-titular do Coro do Círculo Portuense de Ópera e músico convidado da Orquestra Sinfónica do Porto e do Coro Casa da Música.

O último programa dos Serões Musicais revela textos e ambientes que não poderiam ser mais diferentes entre si e que permitirão admirar a versatilidade interpretativa de Elisabete Matos. De Eduard Toldrà (1895-1962), ouviremos “Seis Canciones Castellanas”, nas quais se nota a influência da canção popular e das músicas e ritmos tradicionais espanhóis. 

Segue-se uma das criações cimeiras do compositor francês Hector Berlioz, do qual se assinalam em 2019 os 150 anos da morte: o ciclo ‘Les nuits d’été’, sobre textos do grande poeta romântico Théophile Gautier. 

Um tom mais ligeiro será dado por “La Regata Veneziana”, de Gioacchino Rossini (1792-1868), um tríptico de ‘canzonette’ destinado a ser ouvido nas ‘soirées’ que o compositor italiano organizava na sua residência parisiense.

O programa completa-se com cinco ‘Lieder’ de Richard Strauss (1864-1949), entre os quais figuram os universalmente famosos ‘Zueignung’ e ‘Cäcilie’.

O ciclo Serões Musicais no Palácio da Pena é uma iniciativa conjunta da Parques de Sintra e do Centro de Estudos Musicais Setecentistas em Portugal (CEMSP), tendo por diretor artístico o maestro Massimo Mazzeo. Os “Serões Musicais” iniciam a Temporada de Música Erudita da Parques de Sintra, que prossegue em maio com os “Reencontros – Memórias musicais no Palácio de Sintra” e termina com o ciclo “Noites de Queluz – Tempestade e Galanterie”, em Outubro e Novembro.

"Sangue Irmão" é o segundo single de Homem Delírio


“Sangue Irmão” é o segundo tema divulgado do novo disco Homem Delírio pela dupla Um Corpo Estranho, com apoio da Fundação GDA.

Depois do primeiro single e vídeo “O Estrangeiro” já disponível nas plataformas digitais, João Mota e Pedro Franco, abrem os bastidores a todo o processo que envolveu o novo trabalho de originais num segundo vídeo, populado pelas várias intervenções de artistas locais que a banda compilou ao longo do processo.

“Tudo começa nas canções e nas letras, sendo que, durante a composição, surgiram vários personagens, arquétipos e paisagens, dando-nos, desde cedo, a noção de que este trabalho tinha de ser dilatado para fora da nossa esfera habitual. Quisemos alargar a música a outras vertentes artísticas e lançámos o desafio a cada parte envolvida. Havia a preocupação de procurarmos uma linguagem comum, ao mesmo tempo que incentivávamos a liberdade criativa de cada interveniente.”

A ilustração da artista plástica Rita Melo para a capa do disco foi o ponto de partida, dando uma cara e uma personalidade ao Homem Delírio, no fundo, a entidade-narradora que nos acompanha ao longo dos temas. Rita Melo está representada em várias colecções públicas e privadas, expõe individual e colectivamente desde 2004 e tem representado Portugal internacionalmente em diversos projectos. O realizador António Aleixo (com o apoio da Garagem produções e Souza Filmes) fez a interpretação visual do primeiro single e ligou-o com a ilustração e com a temática da letra, dando origem ao vídeo interpretado por João Bordeira.

Homem Delírio, produzido por Sérgio Mendes contou ainda com a participação musical de Celina da Piedade (acordeão) e Paulo Cavaco (piano). Todo este processo foi acompanhado e documentado através da lente dos fotógrafos Rui David, Xetubre e André Areias.

“Por fim a ideia alastrou-se ao tipo de espectáculo ao vivo que iríamos dar. Sentimos que este disco pedia mais do que o formato habitual de concerto. Lançámos o desafio ao Ricardo Mondim, com quem já tínhamos trabalhado anteriormente, e começámos a criar o que vai ser o universo cénico do disco. No fundo, cada trabalho é separado e tem uma expressão própria, sendo que cada peça, vídeo, música, espectáculo e ilustração servem para contar uma versão da estória deste disco.”

Sobre a estreia ao vivo, anunciada para dia 11 de Maio no Teatro São João em Palmela, a dupla avança que será um espectáculo que alia o teatro físico e a dança à música do disco.  Será interpretado pelos próprios membros da banda e Ricardo Mondim, a quem cabe também a encenação e o conceito plástico da peça. Homem Delírio é uma narrativa sem texto, para além das letras das canções, que parte da premissa de um universo distópico, em que Abelâmio, a personagem central, se move por entre ruínas e escombros de uma civilização caída, e se vê obrigado a reinventar o sonho e a esperança, respigando, pelo caminho, objectos e memórias de um passado esquecido, dando vida a elementos e figuras fantásticas que populam o seu imaginário. A produção cabe à Passos e Compassos tendo os figurinos ficado a cargo de Zé Nova, e conta percorrer o país ao longo deste ano.

Homem-Delírio é o 3º disco de canções de Um Corpo Estranho, 6º no percurso total do duo, que conta já, também, com três bandas sonoras para os bailados, A velha Ampulheta, Qarib e A Almofada da Paula, este último baseado na obra da pintora Paula Rego.

Neste novo registo o duo explora um universo mais introspectivo e intimista, apoiando-se numa poética inspirada no surrealismo e no teatro do absurdo, envolvendo os oito temas que o compõem em camadas ambientais mais densas que nos discos anteriores. Homem Delírio é, segundo a banda, um disco de ruptura com os universos dos discos anteriores, uma viragem necessária na sonoridade que tem vindo a caracterizar o projecto, ao mesmo tempo que assume uma aproximação ao lado mais ambiental que a dupla tem vindo a explorar nas composições para bailado, num assumido namoro ao terreno das artes plásticas e performativas.

Finalistas do Prémio José Afonso em 2015, escrevem em conjunto canções em português e têm vindo a compor para curtas metragens e peças de dança/ teatro físico.

Após dois discos, De Não Ter Tempo (2014) que conta com a participação de Celina da Piedade e inclui uma versão de um tema de Madredeus (acreditado por Pedro Ayres Magalhães) e Pulso (2016), considerado por alguma imprensa especializada como um dos melhores discos nacionais do ano (Santos da Casa RUC, Certeza da Música, No Sólo Fado), os Um Corpo Estranho estão de volta.


Edgar Degas - No Mundo do Ballet


É já dia 11 de Abril que inaugura “Edgar Degas. No mundo do Ballet. Com a participação especial de Paula Rego e Helena de Medeiros”, uma exposição inédita composta por 26 gravuras originais de Edgar Degas que estará patente nas Praças Centrais do NorteShopping até dia 30 de Maio. A estas obras, nunca antes apresentadas em Portugal, juntam-se a recriação em fotografia de cinco obras de Degas pela bailarina Carlota Rodrigues, e ainda, quatro obras de Paula Rego, cedidas pela Fundação D. Luis I / Casa das Histórias Paula Rego, e seis figurinos e uma pintura de Helena de Medeiros.

Porquê o Ballet? “Porque é tudo o que nos restou da arte dos gregos” é a resposta de Edgar Degas à pergunta do colecionador de arte Louise Havemeyer. A exposição que homenageia o mundo do Ballet baseia-se na obra “Degas. Danse. Dessin” do escritor Paul Valéry, um genuíno livro de Belas Artes que teve Pablo Picasso e Ida Rubinstein como primeiros compradores. Esta é uma obra que transmite a imagem poética e fragmentária da arte do pintor, uma dedicatória de Valéry a Degas, resultado de uma amizade de vinte anos entre os dois artistas, que contou com uma tiragem de 305 cópias e mais de 20 exemplares hors de commerce.

A Exposição “Edgar Degas. No Mundo do Ballet. Com a participação especial de Paula Rego e Helena de Medeiros” pode ser visitada de 11 de Abril a 30 de Maio, nas Praças Centrais do NorteShopping, todos os dias, das 10H00 às 24H00, e tem entrada livre.

segunda-feira, 25 de março de 2019

Terra Franca premiado em Málaga


Terra Franca, a primeira longa-metragem documental de Leonor Teles, recebeu no passado sábado, 23 de Março, o Prémio de Melhor Documentário no Festival de Málaga. Rodado inteiramente em Vila Franca de Xira, neste filme acompanhamos a vida de Albertino Lobo e da sua família.

Este prémio vem juntar-se a outros como o SCAM International Award no Festival Cinema du Réel, o Prémio Escolas da Competição Portuguesa no DocLisboa, os Prémios de Melhor Longa-Metragem de Ficção e D. Quijote do júri FICC no Caminhos do Cinema Português, entre muitos outros. 

O filme tem sido exibido em festivais de todo o mundo e já estreou comercialmente em Portugal e França. A produção é de Uma Pedra no Sapato.



Sinopse
À beira do Tejo, numa antiga comunidade piscatória, um homem vive entre a tranquilidade solitária do rio e as relações que o ligam à terra. 
"Terra Franca" retrata a vida deste pescador, atravessando as quatro estações que renovam os ciclos da natureza e acompanham as contingências da vida de Albertino Lobo.  

Sobre a realizadora
Leonor Teles nasceu em Vila Franca de Xira (Portugal, 1992). Licenciou-se na Escola Superior de Teatro e Cinema de Lisboa (2013), especialização em Direção de Fotografia e Realização, e fez o Mestrado em Audiovisual e Multimédia (2015). Rhoma Acans (2013) foi o seu filme de fim de curso, selecionado e premiado em vários festivais internacionais. A Balada do Batráquio, o seu primeiro filme, ganhou Urso de Ouro para Melhor Curta-Metragem na Berlinale de 2016. Outros prémios incluem o Prémio Firebird para Melhor Curta-Metragem no Hong Kong IFF em 2016, Melhor Curta-Metragem no Belo Horizonte ISFF 2016, Prémio Cervsantes para Curta Metragem Mais Inovadora no Festival Medfilm em 2016. Actualmente, Leonor trabalha principalmente nos seus projectos de ficção e documentário e como directora de fotografia para televisão e publicidade. Terra Franca é a sua primeira longa-metragem documentário e teve a sua estreia em Março de 2018.

Casino Estoril recebe os Calema no próximo Sábado


Com um registo mais acústico e intimista, os Calema estreiam-se, no próximo Sábado, 30 de Março, às 22 horas, no Casino Estoril. Os irmãos António e Fradique Ferreira sobem ao palco do Salão Preto e Prata para interpretarem os seus principais êxitos.

Em concerto inédito, a dupla de origem santomense irá interpretar temas como, por exemplo “Vai”, “A Nossa Vez”, “Casa de Madeira”, “Tempo” ou “Regras”. Será um concerto especial, onde estarão reservadas muitas surpresas para o público do Casino Estoril.

Com cinco anos de diferença entre si, António e Fradique Ferreira começaram por cantar versões e fazer algumas participações no seu País de origem e, posteriormente, em França, tendo conquistado desde logo seguidores e, hoje, fãs um pouco por todo o mundo.

Em 2014 lançaram “Bomu Kêlê” (“Vamos Acreditar”), o primeiro álbum de temas originais de sua autoria, onde se desafiaram e surpreenderam, marcando o início de uma bem-sucedida carreira.

Em 2017 chegou “A Nossa Vez”, um álbum de canções originais que viu o seu single de lançamento a alcançar as 50 mil visualizações logo no primeiro dia em que foi colocado nas plataformas digitais. O vídeo de “A Nossa Vez” já conta com quase 70 milhões de visualizações. A dupla, neste momento já atingiu mais de 200 milhões de visualizações na plataforma YouTube.

“A Nossa Vez” foi o tema escolhido para dar nome à digressão que esgotou, em 2018, os Coliseus de Lisboa e Porto e que encerrou no Campo Pequeno, com a gravação do primeiro DVD ao Vivo dos Calema, “A.N.V.”. Foi um ano intenso, marcado com mais de cem concertos apresentados em doze países, que passou por Cabo Verde, Reino Unido, Suíça, França ou Luxemburgo.

 “Sombra” é o último registo original do duo Calema, lançado no passado mês de Dezembro, que conta já com mais de 1 milhão de visualizações. Um trabalho já incluído na tournée de 2019, que conta com nova produção ao vivo e novos temas originais.

Já este ano, os Calema foram desafiados a participar no Festival da Canção com o tema “A Dois”, do qual além de intérpretes são compositores. Um tema já conhecido do grande público e a fazer sucesso nas redes sociais. Os Calema foram um dos finalistas do Festival da Canção com o tema “A Dois”.

A dupla foi, ainda, convidada a dar voz a duas personagens num filme de animação, intitulado ‘Snow - A Pedra dos Desejos’, já em exibição nos cinemas.

É mais um ano de desafios para os Calema que se distinguem pela qualidade das suas interpretações ao vivo, repletas de empatia com o público, onde prevalece a boa música, sorrisos, humildade e emoções. Num segredo de sucesso que não é só deles: “O segredo de um vencedor é acreditar na vitória e destruir barreiras com a fé”.

Paus atuam com marionetas no Festival Palheta


Marionetas de gelo, Robertos feitos a partir de resíduos, um concerto especial de Paus com uma companhia de teatro de marionetas, um espetáculo de rua concebido e protagonizado pela comunidade ou um espetáculo de Robertos totalmente novo, são algumas das novidades da edição deste ano do Palheta, o festival da Robertos e Marionetas na Gafanha da Nazaré.

O festival, que decorre de 4 a 8 de Abril, em vários espaços da Gafanha da Nazaré, é uma aposta do 23 Milhas, projeto cultural do Município de Ílhavo, que vai já no seu terceiro ano enquanto Palheta e que prolonga a presença dos robertos e das marionetas na Gafanha da Nazaré, cidade eternizada na história da arte bonecreira por Armando Ferraz.

Este ano, o Palheta aumenta força e alcance em várias frentes: pensa o ambiente, não só através da programação, como de oficinas de criação de robertos a partir de materiais reutilizados; desafia o comércio local da Gafanha da Nazaré, convidando os lojistas a fazer parte de um percurso pela cidade, orientado pela criadora Marina Palácio, que reflete não só sobre os seus estabelecimentos, mas também sobre o território; convoca a comunidade para várias oficinas que resultam num grande espetáculo de rua, desafiando pessoas de várias idades a trabalhar a manipulação de objetos, a construção de marionetas, a criação de figurinos ou a construção de uma banda sonora.


Além deste crescimento da envolvência da cidade e da comunidade, o Palheta acolhe a estreia absoluta de um espetáculo de Robertos totalmente novo, escrito por Filipa Mesquita, das Marionetas de Mandrágora e ainda a estreia nacional de “Anywhere”, um espetáculo da companhia francesa “Le Théâtre de L’Entrouvert, em que as marionetas são feitas de gelo.

Juntam-se a esta programação o concerto de Paus com a participação especial da companhia Pia; o Projeto W, um concerto encenado da Sonoscopia e do Teatro do Ferro; o espetáculo de marionetas “Eu quero a lua”, da Partículas Elementares; “O guardião de vagalumes”, da Mandrágora; “Uma Aventura no Espaço”, do Teatro do Ferro; “Em Busca do planalto perdido”, da Limite Zero. 

Um programa com foco na família, com várias oficinas abertas a pessoas de todas as idades, em cinco dias intensos, de 4 a 8 de Abril, em vários palcos na Gafanha da Nazaré.

Mário Daniel estreia Minutos Mágicos no Casino Lisboa


Mário Daniel está de volta ao Casino Lisboa para estrear, no próximo dia 12 de Abril, às 21h30, “Minutos Mágicos - O Espetáculo”. Trata-se de um surpreendente ciclo de actuações, a não perder, de Sexta-Feira a Domingo, no Auditório dos Oceanos.

O consagrado mágico com o maior share de audiências de televisão portuguesa da última década está de regresso aos palcos nacionais com “Minutos Mágicos - O Espetáculo”, uma proposta nova e interactiva criada para proporcionar uma intensa participação do público.

Não consegue acreditar nos seus próprios olhos quando vê Mário Daniel na televisão a fazer as suas incríveis e inexplicáveis ilusões? Acha impossível? Truque de câmara? Então prepare-se para se arrepiar quando o vir ao vivo, no palco, mesmo diante dos seus olhos, a quebrar todas as regras da lógica.

Num espectáculo para toda a família que desafia o espectador e os seus sentidos, que faz até os mais cépticos acreditarem no impossível, Mário Daniel mantém o seu característico sentido de humor e descontracção, levando toda a plateia por uma viagem sem clichés ao mundo da magia.

Acerte o relógio e prepara-se para uma oportunidade única de viver minutos verdadeiramente mágicos... ao vivo!

11ª edição do Prémio Literário José Saramago


A Fundação Círculo de Leitores anuncia mais uma edição do Prémio Literário José Saramago, que distingue uma obra literária no domínio da ficção, romance ou novela. 
O prémio, que será entregue em cerimónia pública em Outubro de 2019 e com um valor pecuniário de 25.000€, admitirá até 15 de Maio de 2019 obras a concurso publicadas em língua portuguesa, em qualquer país lusófono, ao longo de 2017 e 2018, por autores com idade não superior a 35 anos. Composto por Guilhermina Gomes, Ana Paula Tavares, António Mega Ferreira, Nelida Piñon e Pilar del Rio, o júri selecionará a obra vencedora. 
O Prémio Literário José Saramago, instituído pela Fundação Círculo de Leitores com periodicidade bienal, celebra a atribuição do Prémio Nobel de Literatura de 1998 ao escritor José Saramago, destinando-se a promover a divulgação da cultura e do património literário em língua portuguesa, através do estímulo, à criação e dedicação à escrita por jovens autores da lusofonia, tendo distinguido em edições anteriores autores como Julián Fuks, Paulo José Miranda, José Luís Peixoto, Adriana Lisboa, Gonçalo M. Tavares, Valter Hugo Mãe, João Tordo, Andréa del Fuego, Ondjaki e Bruno Vieira Amaral.

sexta-feira, 22 de março de 2019

Destino: Casamento


Lindsay e Frank são dois estranhos que foram convidados para o casamento do irmão de Frank em Paso Robles, na Califórnia. Durante a festa ficam a conhecer-se e descobrem que partilham o mesmo nível de irritabilidade e amargura em relação a tudo e todos. No entanto, sob uma espessa nuvem de exasperação, caem lentamente nos braços um do outro… 

Na realização está Victor Levin, principal argumentista da lendária série “Doido por Ti” e que também esteve envolvido em “Mad Men”.








Fundadores da Mercedes-Benz celebram aniversário


Em 2019, a Mercedes-Benz celebra os aniversários dos fundadores da empresa –Gottlieb Daimler e Carl Benz. Daimler nasceu há 185 anos, a 17 de Março de 1834 em Schorndorf. Benz nasceu há 175 anos, a 25 de Novembro de 1844 em Mühlburg, perto de Karlsruhe. 

Os inventores do automóvel nasceram em meados do século XIX no sul da Alemanha. Gottlieb Daimler nasceu há 185 anos, a 17 de Março de 1834, filho de um padeiro, Johannes Deumler (a forma como o seu sobrenome foi escrito naquela época), a cerca de 20 km’s a leste de Estugarda. Dez anos depois, Carl Benz nasceu em Mühlburg, perto de Karlsruhe, filho de Johann Georg Benz, um motorista que trabalhava para a companhia ferroviária estatal de Baden, fundada em 1840. 
Gottlieb Daimler frequentou a escola de gramática e a escola de desenho em Schorndorf, onde obteve uma grande experiência em mecânica de precisão como aprendiz de armeiro. Mais tarde, em 1852, Daimler frequentou o Colégio Técnico em Estugarda. Após a formação bem-sucedida, o jovem engenheiro trabalhou pela primeira vez em Paris no início da década de 1860 e, mais tarde, em Olham, Leeds, Manchester e Coventry, onde conheceu a indústria britânica de engenharia mecânica. Em 1864, enquanto inspetor de oficina em Reutlingen, Daimler conheceu o seu companheiro Wilhelm Maybach. Em 1868 tornou-se capataz da oficina em Karlsruhe.

Entusiasmo pela tecnologia abriu o caminho para os primeiros estudos
Aos 16 anos, Carl Benz, que era fascinado pela tecnologia, avançou para o Polytechnic College, em Karlsruhe, onde estudou engenharia mecânica. Após completar os seus estudos, trabalhou como serralheiro, desenhador, mestre artesão e projetista de pontes de ferro. Em 1871, Benz fundou a sua própria empresa em Mannheim, juntamente com August Ritter.

O primeiro automóvel
A partir de 1878, com a ajuda de sua noiva, Bertha Ringer, Benz ocupou-se com um motor a gasolina como motor estacionário e como fonte de energia para uma futura carruagem sem cavalos. Fundada em 1883, a "Benz & Cie. Rheinische Gasmotoren-Fabrik Mannheim" comercializou com sucesso um motor estacionário de dois tempos chamado "System Benz". No entanto, o inventor já estava a trabalhar num motor leve de quatro tempos como unidade de acionamento de um automóvel. O design holístico do motor e veículo como um sistema global coerente foi inovador, tendo sido assim que surgiu o automóvel que Benz submeteu ao Gabinete Imperial de Patentes, a 29 de Janeiro de 1886. A especificação da patente DRP 37435 pode ser considerada a certidão de nascimento do automóvel.

Daimler e o motor de quatro tempos
Ao mesmo tempo que Benz, Gottlieb Daimler estava também a trabalhar na mobilidade do futuro. Em 1872, a Gasmotoren-Fabrik Deutz AG nomeou-o Diretor Técnico. Daimler e Maybach, estabeleceram na Deutz uma lucrativa produção em grande escala para motores estacionários e desenvolveram o motor de quatro tempos de Nicolaus August Otto. No entanto, houve divergências de opinião com o fundador Nicolaus August Otto, e Daimler abandonou a empresa em Junho de 1882. Na primavera daquele ano, comprou uma residência em Cannstatt, perto de Estugarda, onde construiu uma estufa ampliada para montar uma oficina experimental. Foi aqui que, junto com Maybach, desenvolveu o seu motor de quatro tempos de alta velocidade para carruagens, veículos sobre trilhos, barcos e aeronaves. Em 1883, seguiram-se as patentes para um motor com um sistema de ignição de tubo quente não regulado e engrenagem de distribuição de válvulas. O famoso motor monocilíndrico, apelidado de "relógio de pêndulo", foi construído em 1884 e, em 1885, foi submetido a patente como "motor a gasolina". Em 1886 finalmente deu-se o nascimento da carruagem a motor, o primeiro veículo no mundo de quatro rodas a gasolina.
A Daimler-Motoren-Gesellschaft (DMG) foi fundada em Cannstatt, em 1890. Um dos seus principais mercados era a França, onde os motores V de dois cilindros eram construídos sob uma licença da Daimler. O próprio Daimler foi forçado a deixar a empresa em 1894 e, em 1897, e tornou-se presidente do Conselho Supervisor da DMG. Daimler faleceu a 6 de Março de 1900.
Carl Benz continuou a desenvolver o automóvel. Em 1906, Benz fundou a empresa "Carl Benz Söhne" em Ladenburg. Carl Benz morreu a 4 de Abril de 1929 em Ladenburg, há 90 anos.


Já é conhecida a programação geral do Festival B


O Festival B, Beja - Cidade de Mariana Alcoforado, realiza-se nos dias 27 a 30 de Junho, no Centro Histórico de Beja, dando relevo à criação artística, ao património edificado e à celebração dos 350 anos das Cartas Portuguesas.

Para além dos 4 dias do Festival estão preparadas várias iniciativas de celebração oficial dos 350 anos das Cartas Portuguesas, de que se destacam a produção de um filme de reconstituição histórica em 3D, um documentário televisivo a traduzir em Inglês, Francês e Japonês, a edição de um livro de Banda Desenhada criado por Paulo Monteiro e destinado ao público infantil, a edição de livro e construção de um espetáculo musical a partir de 12 poemas de amor criados pelo compositor Paulo Abreu Lima e, ainda, exposições bibliográficas, instalações artísticas e uma exposição e homenagem a Leonel Borrela, artista plástico e grande dinamizador e estudioso da figura de Mariana Alcoforado.

À semelhança do ano anterior, nesta edição a organização desafiou vários artistas para a criação e adaptação de espetáculos de acordo com a figura de Mariana Alcoforado e das Cartas Portuguesas, tendo recebido com enorme entusiasmo respostas positivas e empenhadas que conduzirão à apresentação de concertos e espetáculos únicos, de teatro, de música e de bailado, de que se destaca o concerto, criado propositadamente para o Festival, que junta Jorge Palma e Mafalda Veiga, dois cantores e compositores que nunca antes haviam atuado em conjunto.

Integrado no programa geral do Festival insere-se, ainda, a primeira produção da CADAC - Companhia Alentejana de Dança Contemporânea, recentemente criada em Beja e que corresponde, assim, ao desafio lançado pelo Festival B.

Anunciados os espetáculos, brevemente será divulgado o programa diário e os locais onde se realizarão.

Casino Estoril acolhe a cerimónia de entrega dos Prémios Sophia


O Casino Estoril acolhe, no próximo Domingo, 24 de Março, a partir das 18 horas, a 7ª edição dos Prémios Sophia. Em cerimónia agendada para o Salão Preto e Prata, serão homenageados os talentos da Indústria Cinematográfica nacional.

Como habitualmente, os Prémios Sophia serão atribuídos em 23 Categorias, entre as quais se destacam: Melhor Filme, Melhor Actor Principal, Melhor Actriz Principal e Melhor Realizador.

Este ano, a Academia Portuguesa de Cinema irá atribuir o Prémio Carreira aos actores Lia Gama e Pedro Efe, como forma de homenagear o trabalho notável destes artistas no cinema Português. A Lista de Nomeados encontra-se disponível para consulta no site da Academia Portuguesa de Cinema.

Casino Lisboa presta homenagem a Moçambique


É já na próxima Terça-Feira, 26 de Março, às 21h30, que o Casino Lisboa acolhe a 7ª sessão do ciclo de “Tertúlias Poéticas do Casino”, dedicado, desta vez, a Moçambique. Agendada para o restaurante Beltejo, no 3º piso, esta iniciativa de índole cultural evoca os poetas dos países de língua portuguesa. A entrada é livre.

A 7ª sessão do ciclo de “Tertúlias Poéticas do Casino” presta homenagem a Moçambique e, em especial, ao poeta Rui de Noronha. Com a coordenação de José de Figueiredo Costa, o programa inclui apontamentos musicais de João Sabbo, pintura ao vivo do Mestre Carlos Santos Marques e de uma reportagem fotográfica de José Boldt.

O ciclo “Tertúlias Poéticas do Casino” resulta de uma parceria do Casino Lisboa com a Associação de Moradores e Empresários do Parque da Nações - AMCPN, a União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa – UCCLA e a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa – CPLP.

O ciclo de “Tertúlias Poéticas do Casino” distingue-se por criar um espaço de convívio na Freguesia do Parque das Nações, onde a cultura partilhada se revela como o seu pilar central. A cultura está, habitualmente, em evidência através da Poesia, da Música, da Fotografia e da Pintura.

Esta iniciativa de índole cultural convida o público a ler os poemas e a partilhá-los num ambiente intimista do restaurante Beltejo do Casino Lisboa. É uma oportunidade do público conhecer autores, poetas, músicos, pintores e fotógrafos.