sexta-feira, 28 de setembro de 2018

Beautify Junkyards - Novo vídeo


Os Beautify Junkyards acabam de lançar um novo vídeo  para “Sybil´s Dream”, tema extraído do álbum “The invisible world of…” editado em Março pela editora inglesa Ghostbox. Realizado pelo artista americano Keith Rondinelli, o vídeo apresenta uma deslumbrante e mística experiência, combinando várias técnicas de animação, desde a tradicional animação de colagens a computação gráfica, resultando numa fábula retratada sob a forma de um delírio visual.

Mais novidades sobre a banda chegam dos EUA, “Lodge 49” uma nova série televisiva que estreou recentemente no canal AMC e que tem produção de Paul Giamatti, possui uma música dos Beautify Junkyards na sua banda sonora. A direção musical da série ficou a cargo de Tom Patterson (editor da revista de música britânica – Shindig) que escolheu “Golden Apples of the Sun” dos BJ para alinhar ao lado de bandas e artistas como Broadcast, Soundcarriers, Felt, Lee Hazlewood entre muitos outros. Tanto a série, como a sua banda sonora, têm sido alvo de críticas muito positivas por parte da imprensa americana, como por exemplo o site Brooklyn Vegan que já lhe dedicou dois extensos artigos “new series ‘Lodge 49′ has TV’s most wonderfully surprising soundtrack”.


O novo álbum continua a ser apresentado ao vivo, seguem-se alguns concertos importantes em Portugal e em seguida uma deslocação ao Reino Unido para 3 concertos, na companhia da nova coqueluche da música folk britânica, a cantora Sharron Kraus. Em Londres a banda irá actuar na emblemática sala CAFE OTO, numa noite dedicada à editora GHOSTBOX e que contará igualmente com DJ set e projecção de filmes da autoria do Focus Group (Julian House).

Cave Story editam “Punk Academics”


Cave Story, o trio das Caldas da Rainha que se tornou um quarteto durante a tour de lançamento do seu primeiro LP ‘West’ (2016), voltam às edições. O segundo longa duração tem o título ‘Punk Academics’.

Depois do primeiro single ‘Special Diners’, tema preciso e enérgico que explora a economia de uma canção, o segundo single a faixa título ‘Punk Academics’ é um momento de perdurável entusiasmo. Oito minutos que se dividem em todas as dinâmicas que fazem parte desse novo disco. O novo single que se vem juntar a ‘Special Diners’ e à faixa título ‘Punk Academics’ faz a pergunta final que dá o mote para o disco e para a fantasia dos Cave Story. Quais são os limites de viver neste escapismo? 
‘Offered Forms of Escape’ surge a meio do disco como que a questionar se alguma parte da academia punk dos Cave Story se materializou. 

Ao longo do disco percorremos as lições do DIY, do punk, do hardcore. Aqui tornadas um objecto. Estudo de caso sobre a influência sem preconceito, da libertação física dos Black Flag, ludicidade dos Minutemen, ou a contemplação que nunca se perde de vista dos Television. Our Band Could be Your Life, Your Band Sucks, Perfect Youth, I Dreamed I Was a Very Clean Tramp, tudo isto manuais que se podem requisitar na biblioteca desta academia.


‘Punk Academics’ foi gravado pelos Cave Story numa pequena casa no Oeste. Nasceu da materialização simbólica da Punk Rock Academy de que nos falou Atom & His Package no disco A Society of People Named Elihu. Desta feita com curadoria dos Cave Story. Em Novembro a banda estará em tourné Europeia. 

Três casas modernas no Minho - Dia 1 de Outubro na RTP2


Uma Visita Guiada por três casas que são hoje referência na História da Arquitetura Portuguesa e exemplo paradigmático da evolução do Movimento da Arquitetura Moderna.

Esposende, Ofir e Moledo - três dos mais concorridos destinos balneares do Norte do país - apresentam uma curiosa concentração de casas cuja arquitetura desafiou, à época, as imposições da Comissão de Estética do Estado Novo.

A Casa das Marinhas (1954), do arquiteto Viana de Lima, a Casa de Ofir (1956), de Fernando Távora, e a Casa de Moledo (1962), de Siza Vieira são hoje referências na História da Arquitetura Portuguesa e exemplos paradigmáticos da evolução do Movimento da Arquitetura Moderna.

Uma visita emocionante guiada pelos arquitetos Sérgio Fernandez e José António Bandeirinha, que também nos vão dizer o que havia de tão diferente entre a Escola de Arquitetura do Porto e a de Lisboa.

Dia 1 de Outubro, às 23h10, na RTP2 com repetição no dia 9 de outubro, às 12h30 (repetição com língua gestual).

Casino Lisboa estreou Zé Manel Taxista


O Casino Lisboa estreou ontem Zé Manel Taxista. Maria Rueff é a protagonista de uma comédia que promete divertir, desde o primeiro minuto, os espectadores no Auditório dos Oceanos. O ciclo de representações renova-se de Quinta-Feira a Domingo.

Zé Manel Taxista, celebra os 20 anos de existência de uma das personagens mais emblemáticas e acarinhadas de Maria Rueff. Na Lisboa de hoje, Zé Manel, taxista, pai de família e adepto ferrenho do Benfica, já não reconhece os cantos-à-casa da "sua" cidade e anda arreliado. Entre turistas, tuk-tuks e alojamentos locais, Zé Manel despista-se... naturalmente!

Concerto inédito de Estas Tonne no Casino Estoril


Considerado um dos mais carismáticos trovadores contemporâneos, Estas Tonne estreia-se, no próximo dia 9 de Outubro, pelas 21 horas, no Salão Preto e Prata do Casino Estoril. Com “The Breath of Sound”, o músico ucraniano protagoniza um singular concerto, propondo uma fusão estilos e de sonoridades de música clássica, de flamenco, de raízes ciganas, de latim e de ambientes electrónicos.

Estas Tonne é um músico com poder expressivo, forte e brilhante que quebra as regras do show-business contemporâneo, um músico cuja música não é um objectivo, mas uma ferramenta que pode liberar a capacidade humana para a cognição de nós mesmos, bem como a realidade circundante.

Com a sua guitarra, o músico ucraniano inspira-se  em várias referências culturais sem se identificar com uma única nação ou país, mas sim com a riqueza cultural do mundo. A sua música é, portanto, um reflexo de muitas abordagens.

Segundo Estas Tonne "A vida respira como a música através de cada um de nós. Enquanto confiamos na nossa respiração, confiamos na vida para cantar essa mesma canção, que é a razão pela qual todos nós existimos.”

O som, com a sua diferente frequência acústica e nível vibracional, tem um tremendo impacto em toda a matéria viva. O facto é que absolutamente tudo no Universo, até mesmo o "Silêncio", tem a sua própria "Voz". O seu desenvolvimento e expansão representam uma verdadeira “Música da Vida”. Em tal percepção, o “Sopro da Vida” revela-se como o “Sopro do Som”.

Este nome é escolhido para o Estas Tonné International Concert Tour-2018 como um lembrete para observar o fenómeno da respiração enquanto escuta o som. Espera-se que a sua tour surpreenda o público em todo o mundo com muitos eventos, bem como a sua geografia e a variedade de formatos.

quinta-feira, 27 de setembro de 2018

Noites de Novo Circo com Duo Sordya


Os espectáculos de Novo Circo continuam em destaque no Casino Lisboa. O Duo Sordya actua, na próxima Sexta-Feira e Sábado, 28 e 29 de Setembro, no Arena Lounge. Aaron Marshall e Rebecca Rennison apresentam um original número em Rope & Acro. A entrada é livre.

Com formação em teatro, Aaron Marshall alia-se a Rebecca Rennison, com formação em dança, formando um duo de acrobacia que alia movimentos no chão com movimentos aéreos. 

No Arena Lounge, a força de Aaron ganha contornos poéticos enquanto base da fluidez narrativa dos movimentos de Becki, num número onde diferentes artes acrobáticas se fundem.

Com entrada livre, os exercícios de Novo Circo proporcionam momentos únicos aos visitantes do Casino Lisboa.

Duo Sordya: Rope & Acro

28 de Setembro: 1º set: 23h15 - 23h25 / 2º set: 00h15 - 00h25
29 de Setembro: 1º set: 23h15 - 23h25 / 2º set: 00h15 - 00h25

Festival de balonismo Rubis Gás Up


O festival de balonismo Rubis Gás Up está de volta e vai rumar a sul. Até 28 de Outubro, o festival, organizado pela Windpassanger, vai percorrer o Algarve, proporcionando experiências de voo para todos.

Sob a direção técnica de Guido Van Der Velden dos Santos, piloto responsável pelos voos da Windpassenger, o Rubis Gás Up volta a receber balões de todo o mundo.

Ao todo, serão 20 os balões de ar quente, cinco deles com formato especial como a moto de corrida da Holanda, com uns impressionantes 44 metros de comprimento, 38 metros de altura e 650 kg de peso; o homem mergulhador do Brasil ou o Gelado da Alemanha. A nível nacional contamos com a presença dos balões da Windpassenger, Câmara Municipal do Porto, Rádio Renascença, Silves Capital da Laranja, Paladin, Remax, Licor Beirão e ainda os três balões da Rubis Gás.

O evento irá percorrer as cidades algarvias de Portimão, Albufeira, Faro, Lagos e Alvor. Da parte da manhã os voos livres estão destinados a sponsors e media e da parte da tarde, haverá voos livres para o público em geral. Cada voo tem o valor de 189€ por pessoa, devendo os bilhetes ser adquiridos junto da Windpassenger.

Os locais de saída dos voos serão anunciados na véspera na página de Facebook do evento, estando sujeitos às condições meteorológicas. (a direcção do vento prevista no dia antes do voo)

Nos três últimos dias do evento — 26 (Faro), 27 (Lagos) e 28 (Alvor) — os visitantes poderão, ainda, experimentar, gratuitamente, a sensação única de uma subida e descida num dos três balões estáticos estacionados no recinto, proporcionando uma experiência única.

O festival contará, ainda, com um belíssimo espetáculo de luz e som com atuação conjugada entre os balões e música na cidade de Lagos, ao longo da margem nascente da ribeira, desde a zona do restaurante Barrigada até à Meia Praia.

Organizado pela Windpassenger e com patrocínio principal da Rubis Gás, o evento conta com os apoios da CM de Lagos, CM de Portimão, CM de Faro, CM de Albufeira, Junta de Freguesia de Alvor, aeródromo de Lagos e aeródromo de Portimão.

De destacar que todos os voos e espetáculos estão sujeitos às condições meteorológicas podendo ser cancelados à última hora por alteração das condições de meteorologia.

Regata de Portugal


Falta menos de uma semana para a Regata de Portugal invadir o Terminal de Cruzeiros de Lisboa e celebrar, ao longo de cinco dias (3 a 7 de Outubro), o mar e os portugueses. E porque também de Gastronomia se faz Portugal, a Organização do evento desafiou o chef Vítor Sobral a conceber os espaços gastronómicos do recinto. Nascem, assim, a Aldeia de Pescadores e o Cais do Tejo, dois conceitos diferentes, que permitem dar resposta a diversas necessidades e públicos, mas que são fiéis a um elemento comum – o peixe português.

Na Aldeia de Pescadores, não é difícil perceber de onde surge a inspiração: daqueles que vivem do e para o mar. Num espaço com capacidade para 600 pessoas e com horário de funcionamento alargado - entre as 12h00 e as 23h00 –, haverá 10 restaurantes selecionados pelo chef, que prometem fazer as delícias dos visitantes. Sopa de Santola, Prego de Atum, Tártaro de Robalo e Ostras da Ria Formosa são, apenas, alguns dos petiscos que o público poderá degustar nesta “Aldeia”, onde entre os nomes confirmados já se encontram o Can The Can (conceito de gastronomia que, para além de produtos frescos, confeciona cozinha mediterrânea utilizando nos seus pratos o melhor das conservas nacionais), O Nobre (da autoria da chef Justa Nobre), A Padaria da Esquina (um dos mais recentes projetos do chef Vítor Sobral que nasce com o intuito de levar ao Brasil os melhores e mais tradicionais sabores de Portugal), o Peixola (restaurante que serve somente peixe, seja reinterpretando clássicos nacionais ou dando uma volta ao mundo) e a Peixaria da Esquina (conceito que nasce depois da Cervejaria da Esquina e que combina, num único lugar, o melhor dos mariscos e dos peixes nacionais).

Para o chef Vítor Sobral, o desafio não poderia ter sido mais aliciante. “Associar-me a um evento que promove a portugalidade e o Mar faz todo o sentido. Mas foi quando percebi que o que se pretendia era criar um espaço de restauração com o peixe português como protagonista que se tornou irrecusável. As ideias surgiram naturalmente e logo se desenharam estes dois conceitos que promovem algumas das melhores iguarias que temos em Portugal”.

Além da Aldeia de Pescadores haverá um outro espaço gastronómico no interior do recinto da Regata de Portugal. Chama-se Cais do Tejo e apresenta-se como um espaço mais sofisticado e um restaurante onde o público é convidado a degustar algumas das propostas da autoria do chef Vítor Sobral, sempre à base de peixe fresco pescado na costa portuguesa, podendo ainda usufruir de uma vista privilegiada sobre o rio Tejo. O restaurante funcionará no mesmo período horário da Aldeia de Pescadores e aceita reservas para almoço e jantar, já a partir de hoje*.

Recorde-se que a primeira edição da Regata de Portugal arranca já no próximo dia 3 de Outubro, mantendo-se no Terminal de Cruzeiros de Lisboa até dia 7 de Outubro, com atividades para todos. Além da competição de vela, o evento de entrada livre promove a portugalidade e o talento nacional e conta com uma programação diversa onde haverá DJ Sets diários gastronomia e várias atividades para o público.

O Filho de Saul - Uma realidade muito própria do Holocausto


Auschwitz, Outubro de 1944. Saul Ausländer pertence ao grupo de prisioneiros judeus isolados no campo de concentração de Auschwitz, denominado de Sonderkommandos. Estes judeus eram obrigados a dar apoio aos nazis durante o processo de extermínio, tendo como tarefas a limpeza das câmaras de gás e o enterro dos mortos.
Durante um dia de trabalho num dos crematórios, Saul descobre o corpo de um jovem que reconhece como sendo o seu filho. Ao mesmo tempo que os Sonderkommandos planeiam uma revolta contra os nazis, Saul fica obcecado com a missão de salvar o corpo do rapaz da autopsia e realizar um funeral, em honra da sua alma e com todos os rituais religiosos, com a presença de um rabino.

O filme do cineasta húngaro László Nemes teve grande sucesso a nível internacional e conquistou os mais importantes prémios do cinema: o Óscar e o Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro nas edições de 2016. O cineasta foi igualmente distinguido com a atribuição do Grande Prémio do Júri e do Prémio de Crítica Internacional no Festival de Cannes em 2015. 
Amanhã, dia 28 de Setembro, às 23h10 na RTP2.

Estreias de cinema de 27 de Setembro de 2018


Esta semana dentre as várias estreias de cinema nas salas nacionais o "Cultura e não Só" destaca as seguintes:


Clube dos Bilionários

Beverly Hills, Califórnia, década de 1980. Joe Hunt, um jovem sedutor de 23 anos, tem uma ideia: juntar um grupo de rapazes oriundos de boas famílias com quem andou na escola e começar um negócio que lhes promete dinheiro fácil. O resultado é o BBC (Billionaire Boys Club), uma associação que, segundo Hunt, os tornará bilionários. Porém, o que parece um plano sem falhas depressa ganha contornos que faz deles notícia em jornais de todo o mundo...
Baseado num caso real dos anos 1980 nos EUA, um filme assinado por James Cox ("Os Crimes de Wonderland", "Por Linhas Tortas”), que escreve o argumento em parceria com Captain Mauzner. No elenco entram Ansel Elgort, Taron Egerton, Kevin Spacey, Emma Roberts, Jeremy Irvine, Thomas Cocquerel, Rosanna Arquette, Cary Elwes e Judd Nelson, entre outros. 



A Turma da Noite

De forma a tirar o curso de equivalência ao secundário, Teddy Walker inscreve-se no ensino nocturno para adultos no liceu onde, há várias décadas, tinha iniciado os estudos. Ali vai conhecer uma série de colegas que, tal como ele, desejam mudar o rumo das suas vidas. Mas o desafio transforma-se em algo bastante mais complexo do que ele estava à espera, muito devido às exigências de uma professora absolutamente determinada a fazê-los sair dali graduados.
Com Kevin Hart e Tiffany Haddish nos papéis principais, uma comédia com realização de Malcolm D. Lee ("Homens do Soul", "As Férias do Padrinho", "A Barbearia 3: O Próximo Corte"). Brooke Butler, Keith David, Taran Killam, Anne Winters e Megalyn Echikunwoke assumem os papéis secundários. 


Peppermint

Riley North assiste, impotente, ao assassinato do marido e da filha. Apesar de ferida com gravidade, consegue identificar os culpados: três elementos de um perigoso e influente cartel de droga. Mas, para sua surpresa, o depoimento é desacreditado e os criminosos soltos por aparente falta de provas. Durante os anos seguintes, sem absolutamente nada a perder, ela treina corpo e mente para uma missão muito pessoal: assassinar todos os que, de um modo ou outro, estiveram associados à morte dos seus entes queridos. É então que, no quinto aniversário da tragédia, os seus alvos começam a aparecer mortos, um a um…
Um "thriller" de acção com assinatura de Pierre Morel ("Os Gangs do Bairro 13", "De Paris com Amor", "The Gunman - O Atirador"). O elenco inclui Jennifer Garner, John Ortiz, John Gallagher Jr., Juan Pablo Raba e Tyson Ritter. 

quarta-feira, 26 de setembro de 2018

A História como nunca a viu em «A Praça e a Torre», de Niall Ferguson


Redes e hierarquias, imperadores e exploradores, cartas e lojas maçónicas, a restauração da hierarquia, os novos cavaleiros da Távola Redonda, pragas e flautistas, e muito mais. «A Praça e a Torre», o novo livro de Niall Ferguson que acaba de chegar às livrarias portuguesas, destaca a importância de todo o tipo de redes e do fluxo e refluxo irregulares da História. Niall Ferguson reescreve a História. 

Considerando que grande parte da história é hierárquica, porque é escrita por papas, imperadores, presidentes, generais, entre outros, sobre Estados, exércitos e corporações, o autor questiona-se sobre outras redes sociais, igualmente poderosas mas menos visíveis, que, embora sejam menos documentadas, podem ser as verdadeiras fontes de poder e motores de mudança. Porque estas redes não devem ser deixadas para quem estuda teorias da conspiração, nesta obra ambiciosa e ímpar Niall Ferguson defende que os historiadores subestimaram a importância das redes e hierarquias, e apresenta novo entendimento sobre a história global. 

«Nas suas páginas conta-se a história da interação entre redes e hierarquias desde os tempos antigos até ao nosso passado mais recente. Convergem aqui pontos de vista teóricos de múltiplas disciplinas, que vão da economia à sociologia, da neurociência ao comportamento organizacional. A sua tese central é a de que as redes sociais sempre foram muito mais importantes na História do que aquela que é conhecida por muitos historiadores, fixados como têm estado nas organizações hierárquicas (…)», afirma o autor no prefácio. 

Dos Illuminati ao Brexit, Niall Ferguson reformula cada um dos períodos transformadores da história mundial, incluindo aquele em que vivemos, e evidencia a existência de um confronto intemporal entre as hierarquias do poder e as redes sociais.

Sobre o Autor

Niall Ferguson é Senior Fellow da Hoover Institution da Universidade de Stanford, e Senior Fellow do Center for European Studies da Universidade de Harvard. Professor convidado da Universidade de Tsinghua, em Beijing, é Diller-von Furstenberg Family Foundation Distinguished Scholar da Nitze School of Advanced International Studies em Washington, D.C. Escreveu 14 livros, entre os quais O Horror da Guerra, Colosso, A Lógica do Dinheiro e Kissinger (1923-1968): O Idealista, todos publicados pela Temas e Debates. Entre os muitos prémios e distinções que recebeu contam-se o Benjamin Franklin Prize for Public Service (2010), o Hayek Prize of Lifetime Achievement (2012) e o Ludwig Erhard Prize for Economic Journalism (2013).

Exposição "As Cores e as Formas" em destaque no Casino Estoril


Os visitantes do Casino Estoril poderão observar, até 16 de Outubro, a exposição “As Cores e as Formas”. Em destaque na Galeria de Arte, esta mostra colectiva engloba as modalidades de Pintura, Escultura e Gravura. A entrada é livre.

A exposição colectiva “As Cores e as Formas” reúne obras dos seguintes artistas:

Pintura - António Joaquim, Diogo Navarro, Filipa Oliveira Antunes, Kaiko, Manuel Taraio, Paulo Canilhas e Rui Carruço.
Escultura - Ahlicia Prieto, Carlos Ramos, Filipe Curado, João Sotero, Marius Moraru e Rogério Timóteo.
Gravura - Augusto Barros, Cargaleiro, Carybé e Francisco Relógio.


As exposições colectivas de Pintura têm uma forte componente didáctica, porque há nos trabalhos expostos várias “escolas” representadas, como o expressionismo e o neofigurativismo, ou o abstracionismo monocromático e o conceptualista.

Na Escultura encontra-se, igualmente, uma diversificação de linguagens, sendo a figuração a mais dominante, e a utilização de diferentes técnicas e materiais, tais como, o mármore, ferro, bronze e madeira.

Por sua vez, a Gravura está representada por 4 excelentes artistas que sempre tiveram a obra gráfica como complemento das suas notáveis carreiras e que nos proporcionam um conjunto de serigrafias de enorme qualidade.

Noite de fado no Casino Estoril com Carlota e Gonçalo Castelbranco


Em noite de fado no Casino Estoril agendada para as 22h30, Carlota e Gonçalo Castelbranco sobem hoje ao palco do Lounge D acompanhados por Diogo Lucena Quadros e Francisco Gaspar, nas guitarras, e Luís Roquette, na viola. A entrada é livre.

Com um cartaz sempre renovado, as noites de fado continuam a suscitar o interesse dos visitantes do Casino Estoril. Trata-se de mais um espectáculo intimista, a não, perder, no Lounge D.

Carlota
Carlota Faria Blanc assistiu, desde muito jovem, a grandes noites que se prolongavam até madrugada em casa da Avó Gena, irmã de Frei Hermano da Câmara onde para além do próprio, tinha o privilégio de ouvir em ambiente familiar e intimista fadistas como, por exemplo, Salvador Taborda, Teresa Tarouca ou Maria João Quadros.

A vertente de intérprete nasceu, mais recentemente, quando numa das noites de fado que costuma frequentar perdeu a vergonha e experimentou cantar. Carlota sente-se realizada a cantar e tenta evoluir o mais que pode, tendo em conta as referências que ouvia em casa da sua Avó. 

Gonçalo Castelbranco
Gonçalo Castelbranco é considerado uma das referências da nova geração. Aos 27 anos, participou já em vários espectáculos musicais, tanto em Portugal como no estrangeiro, tendo sido aplaudido pelo seu protagonismo no musical “O Nazareno”. 

As raízes fadistas estão presentes na sua voz, muito por influência das suas ligações familiares a Frei Hermano da Câmara. Nos últimos dois anos, marcou presença assídua no “Arredar Bar”, histórica casa de fados, em Cascais, que foi recuperada para as grandes noites fadistas da região, e onde Gonçalo Castelbranco foi o artista residente.

Uma Educação, de Tara Westover, uma das leituras de verão de Barack Obama


«Uma Educação», de Tara Westover, foi uma das leituras obrigatórias de verão de Barack Obama, um livro que relata de forma extraordinária as memórias da autora que cresceu numa zona rural do Idaho, nos Estados Unidos, segundo os costumes Mormon. «’Uma Educação’, de Tara Westover, é um livro de memórias notável de uma jovem criada numa família sobrevivencialista em Idaho que se esforça para estudar enquanto ainda demonstra grande compreensão e amor pelo mundo que deixa para trás», declara o antigo Presidente via Facebook, ao revelar as suas escolhas de leituras estivais. 

Até aos nove anos de idade, Tara Westover não teve uma certidão de nascimento. Não tinha tão pouco qualquer tipo de registo médico. Não andou na escola, tal como os seus seis irmãos. A única ambição a que poderia aspirar era a de trabalhar no ferro-velho que o seu pai geria a partir da propriedade familiar. Com o passar do tempo, o pai foi ficando ainda mais radical, mas também a convivência com um dos irmãos torna-se particularmente problemática quando começa a ser insultada e a sofrer abusos físicos. 

«Uma Educação» são as memórias da jornada de uma jovem - Tara Westover - que consegue mudar o curso do seu destino graças à sua sede de conhecimento. Um desejo que a leva até Cambridge, onde estudou Filosofia e mais tarde doutorou-se em História deixando para trás a família e a realidade que sempre conhecera. Numa entrevista recente, Tara Westover revela que não fala com o pai e com vários dos seus irmãos desde 2014, mantendo contacto ocasional com a mãe.

Sobre a Autora

Tara Westover é uma autora americana que vive no Reino Unido. Nascida no Idaho, filha de um pai que se opunha à educação pública, nunca frequentou a escola. Passou os dias a trabalhar no ferro-velho do pai ou a cozinhar para a mãe, uma herdeira e parteira autodidata. Tinha dezassete anos quando entrou numa sala de aulas pela primeira vez, e esse foi um ambiente que desde logo a atraiu. Licenciou-se pelo Trinity College, em Cambridge, em 2009, e no ano seguinte foi professora convidada pela Universidade de Harvard. Mais tarde, regressou a Cambridge, onde, em 2014, se doutorou em História. 

Freeport Lisboa Fashion Outlet inaugura maior escultura cinética suspensa da Europa


Patrick Shearn inaugura em Portugal a obra ‘School of Breeze’, primeira instalação artística que estreia na Península Ibérica, sendo esta também a maior escultura cinética exibida na Europa, com 171 metros de comprimento e suspensa até 15 metros de altura. A obra, inspirada na ligação de Portugal ao mar, foi desenvolvida especialmente para ser instalada no Freeport Lisboa Fashion Outlet e tem como objetivo proporcionar uma experiência inédita a todos os visitantes, aliando ao espaço a originalidade e inovação da arte contemporânea.

Patrick Shearn (com o projeto Poetic Kinetics) é reconhecido mundialmente pelas surpreendentes esculturas em movimento e de grandes dimensões. “School of Breeze é a mais recente instalação cinética do artista, criada especialmente para ser instalada no Freeport Lisboa Fashion Outlet, e concebida para evocar os movimentos da natureza, como o dos cardumes de peixe do Oceano Atlântico.



Para Nuno Oliveira, Business Director Portugal da Via Outlets, “depois da apresentação do novo centro que fizemos no final do ano passado, é um privilégio receber esta peça de arte que vem contribuir para cimentar o posicionamento do centro enquanto destino exclusivo de compras, lazer e cultura. Estamos certos que esta instalação de Patrick Shearn não vai deixar nenhum visitante indiferente.”

Com 171 metros de comprimento, a obra de arte está suspensa, numa altura que varia entre os 3,5 metros e os 15 metros, para antecipar e aproveitar o vento, num bailado singular de reflexos caleidoscópicos, oferecendo uma experiência sensorial única a quem visita o centro.

“School of Breeze” cobre uma área total de aproximadamente 750 m², desde a entrada principal até à praça central do centro. A instalação desta peça, composta por aproximadamente 50.000 fitas holográficas que refratam um espectro completo de cores, e cerca de 3100 metros lineares de corda.

terça-feira, 25 de setembro de 2018

Mytho Celebration em Lisboa


“Já parou para pensar o que o faz preferir o verde ao azul? A ter uma comida preferida? A gostar ou não de alguém? A não gostar de alguns perfumes?”. Estas são algumas das perguntas que estão na base da criação do Mytho Celebration, um movimento que celebra o verdadeiro sentido da vida, os sonhos, a imaginação e a libertação dos medos e que, agora, ganha forma e prepara-se para invadir os Jardins do Museu da Cidade já no próximo dia 20 de Outubro.

A ideia não é de agora. Na verdade, data de 2016, quando Ana Pinto Ribeiro começou a conceber um único espaço onde fosse capaz de juntar diferentes formas de expressão e onde as pessoas se pudessem desafiar a ser elas próprias. Às conversas fora de horas e brainstormings ao fim do dia juntaram-se alguns amigos que, partilhando dos mesmos interesses e vontades, foram dando vida ao Mytho Celebration. No próximo mês, o evento abre portas pela primeira vez trazendo para o centro da cidade de Lisboa artistas plásticos, performistas, artesãos, especialistas em astrologia, numerologia, aromaterapia, cromoterapia, cristal terapia, com o objetivo de aproximar a arte e as ciências menos conhecidas daqueles que ainda não as conhecem.

Num cenário único e uma envolvente que, só por si, já evoca algum misticismo (o museu está instalado num palácio de veraneio da primeira metade do século XVIII, enquadrado pelo que resta de uma antiga quinta senhorial), o público vai também poder encontrar apresentações e concertos de artistas nacionais num total de 12 horas de festa temática, com as portas a abrirem às 16h00 e a fecharem às 04h00.


Dentro do recinto, o espaço divide-se em diferentes áreas que compõem um percurso que, por sua vez, levará o público a embarcar numa jornada inesquecível. Começando no Temple of Transition– espaço que separa o Mytho Celebration da “vida lá fora” -, o público vai iniciar esta viagem e preparar-se para entrar num novo universo. No Garden of Senses exploram-se os sentidos, numa envolvente única e um imaginário ainda inexplorado. Passando no Food Ritual, há diversas opções de alimentação à espera, com menus para todos os gostos, para nutrir corpo e mente. Seguindo para o Esoteric Grove, espaço dentro do jardim dedicado aos profissionais do mundo esotérico, os visitantes do recinto poderão ver trabalhos destes artesãos expostos, ter contacto próximo com alguns deles e conhecer mais sobre esta realidade e forma de vida. Há ainda o Contemplation Space, zona onde artistas de diferentes vertentes poderão mostrar ao público a sua arte e portefólio.

Além destes espaços há, ainda, o Celebration Stage, onde se celebra a música e onde a música celebra a vida. Um palco recheado de talentos nacionais da atualidade com um cartaz de peso: Da Chick, Xinobi, Surma, Custom Circus (Nirvana Studios), Kokeshi, Ramboiage e Mike El Nite (DJ Set). Os horários das atuações serão divulgados em breve, assim como restante programação do evento.



Prozis Challenge


A próxima chamada do Prozis Challenge tem encontro marcado para os dias 29 e 30 de Setembro nas Galerias Comerciais do Jumbo Sintra. Em jogo estão 45.000€ em prémios para distribuir pelos mais rápidos e resistentes.

Conhecida por ser “a” competição mais desafiante e testar ao limite as perícias físicas dos atletas, como a agilidade, a resistência e a rapidez, a 12ª etapa da prova Prozis Challenge é recebida pelas Galerias Comerciais do Jumbo Sintra.

Nos dias 29 e 30 de Setembro, o parque de estacionamento exterior vai receber até 2km de obstáculos e insufláveis gigantes que devem ser ultrapassados no menor tempo possível, com o objetivo de colocar à prova a força de braços, equilíbrio, elasticidade, e muito mais dos atletas participantes.

Esta é uma série qualificativa para apurar os 30 atletas mais destemidos que passarão à grande final do Prozis Challenge, a realizar-se no próximo ano, em duas etapas que decorrem nas cidades de Lisboa e do Porto e que darão a conhecer o campeão e campeã nacional.

Para participar nesta etapa qualificativa do Prozis Challange, basta aparecer no dia e fazer a inscrição, totalmente gratuita. As provas decorrem entre as 10h e as 12h e entre as 16h e as 20h; e é aconselhável o uso de roupa desportiva e de luvas.

O desafio está lançado, prepare-se para superar os seus limites!

O Regresso de Mary Poppins


Em "O Regresso de Mary Poppins", da Disney, uma sequela musical nova e original, Mary Poppins regressa para ajudar a nova geração da família Banks a descobrir a alegria e encanto perdidos, devido a uma trágica perda pessoal. Emily Blunt protagoniza a ama quase perfeita com habilidades mágicas, que pode tornar qualquer tarefa numa aventura fantástica e inesquecível, e Lin-Manuel Miranda como o seu amigo Jack, um iluminador de candeeiros de rua, que ajuda a trazer luz – e vida – às ruas de Londres.

O "O Regresso de Mary Poppins"  é realizado por Rob Marshall, a partir de um argumento de David Magee e história de Magee & Marshall & John DeLuca, com base em The Mary Poppins Stories de PL Travers. Os produtores são John DeLuca, Rob Marshall e Marc Platt, com Callum McDougall como produtor executivo. A música é de Marc Shaiman e o filme contém canções originais com a música de Shaiman e a letra de Scott Wittman e Shaiman. O filme conta também com Ben Whishaw como Michael Banks, Emily Mortimer como Jane Banks e Julie Walters como Ellen, a governanta da família Banks. O filme introduz ainda três novas crianças dos Banks intepretadas por Pixie Davies, Nathanael Saleh e Joel Dawson e apresenta Colin Firth como William Weatherall Wilkins e Meryl Streep como Topsy, a prima egocêntrica de Mary. Angela Lansbury aparece como a Senhora Balloon, uma personagem preciosa dos livros de PL Travers, e Dick Van Dyke é o Sr. Dawes Jr., o presidente aposentado do banco que agora é administrado pela personagem de Firth.


"O Regresso de Mary Poppins" estreia nos cinemas a 20 de Dezembro de 2018.

Festival Jovens Músicos na Fundação Calouste Gulbenkian


O Festival Jovens Músicos está de volta à Fundação Calouste Gulbenkian, entre 27 e 29 de Setembro, com mais uma notável montra de talentos, dando a conhecer os músicos distinguidos nas várias categorias que estiveram a concurso na 32ª edição do Prémio Jovens Músicos (PJM).

No campo da música erudita, nenhum outro concurso tem tanto impacto no mundo musical português, com tantos concorrentes, tanta diversidade instrumental ou tantos vencedores de prestigioso nível como o  Prémio Jovens Músicos. Criado em 1987, o PJM tem sido considerado por muitos dos seus laureados como o momento decisivo que os lançou para a ribalta do mundo musical.

Como vai sendo habitual, contamos também com a participação de alguns históricos vencedores do PJM, que poderemos ouvir como solistas convidados ou integrados nos agrupamentos e orquestras que se associam a este evento de entrada livre.

Segundo o diretor do Prémio e Festival Jovens Músicos, Luís Tinoco: “sendo natural que, num concurso de jovens músicos, o principal foco de atenção seja dado aos que trabalharam arduamente para chegar a um nível artístico tão elevado, acredito, no entanto, que é também nosso dever aproveitar a dinâmica deste prémio para dar visibilidade àqueles que, em contextos de grande adversidade, não abdicam de fazer música e de procurar nesta arte um sentido, um caminho de esperança. Neste contexto, é com enorme satisfação e alegria que recebemos a orquestra feminina afegã Zohra - um projeto corajoso e profundamente inspirador, criado pelo Instituto Nacional Afegão de Música e pelo seu diretor, Dr. Ahmad Sarmast.”

A Orquestra Zohra é formada pelas primeiras raparigas afegãs a estudar música, num período que ultrapassa três décadas. Oriundas de províncias de todo o Afeganistão, vivem em Cabul onde frequentam o Instituto Nacional de Música do Afeganistão, fundado e dirigido pelo musicólogo Dr. Ahmad Sarmast, recentemente galardoado com o prestigiado “Polar Prize”, designado por muitos como o Prémio Nobel da Música. Esta orquestra inclui ainda a primeira maestrina do país, Negin Khpalwak, que testemunhará a sua experiência num debate que conta também com a participação do fundador do ANIM e da diretora artística do ensemble, Lauren Braithwaite.

Nesta edição do Festival existe também uma atenção especial à música portuguesa, apresentando novas criações assinadas por jovens compositores. Pelo sétimo ano consecutivo associam-se a Sociedade Portuguesa de Autores e a Antena 2 para promover o Concurso de Composição SPA - Antena 2. A obra de Nelson Jesus, Two Elegies Framing a March, distinguida este ano será ouvida em estreia absoluta no concerto de encerramento, interpretada pela Orquestra Gulbenkian.

Promovido pela Antena 2 / RTP, em estreita parceria com a Fundação Gulbenkian, este Festival contará, ainda, com a participação da Orquestra Gulbenkian, Orquestra Metropolitana de Lisboa, Orquestra Divino Sospiro, Ensemble Darcos, e prestigiados solistas e maestros nacionais, apresentando grandes obras do repertório erudito, de Händel a Tchaikovsky, Strauss, Ravel ou Bartók.

A Antena 2 assegura a transmissão de todos os concertos em direto, sendo também possível acompanhar online e no Facebook. A RTP2 irá transmitir o Concerto de Laureados, no dia 27 às 23h15, e o Concerto de Gala, às 22h15 de dia 29.

Ralph vs Internet - Novo Trailer

Veja aqui agora o novo trailer de Ralph vs Internet, que apresenta novas personagens, como a feroz e divertida equipa de corredores do jogo de corridas online, a Corrida Selvagem, composta por Felony, Butcher Boy, Little Debbie e Pyro. Outra novidade no elenco é a personagem de Double Dan, o dono de uma farmácia da Dark Net, que é enorme, viscoso e assustador, com uma segunda cabeça chamada Little Dan enfiada no pescoço. Ralph vs Internet estreia nos cinemas a 29 de Novembro de 2018.

Quando o vilão dos videojogos Ralph e a sua companheira Vanellope vão para a internet, para procurarem uma peça de substituição para o seu jogo, o Sugar Rush, encontram-se no meio da Corrida Selvagem, um jogo de corridas online que decorre num mundo apocalíptico, habitado por jogadores e personagens de jogos. Como corredora, Vanellope é imediatamente atraída pela feroz e divertida equipa de corredores que, ao contrário de outros jogos de corrida, são muito mais multidimensionais do que parecem à primeira vista. Na equipa principal do jogo na Corrida Selvagem estão Felony, Butcher Boy, Shank, Little Debbie e Pyro. 

Em Ralph vs Internet, Vanellope faz amizade com uma corredora forte e talentosa, num intenso jogo de corridas online, o que faz com que Ralph se sinta excluído, confuso e disposto a fazer qualquer coisa para preservar a amizade com Vanellope. Mas, mesmo com as melhores intenções, os esforços de Ralph nem sempre acontecem como planeado - especialmente quando pede ajuda a Double Dan, o proprietário de uma farmácia na Dark Net. Enorme, viscoso e assustador, com uma segunda cabeça chamada Little Dan enfiada no pescoço, Double Dan cria vírus destrutivos. 


segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Acende a Luz para eu te Ouvir na RTP2


“Acende a Luz para eu te Ouvir” é uma série documental sobre Língua Gestual Portuguesa, destinada a pessoas surdas e ouvintes de todas as idades. Nesta série pretendemos mostrar histórias e opiniões de pessoas surdas e ouvintes, que usam a Língua Gestual Portuguesa no seu quotidiano, nas mais diversas profissões e atividades.

A série, de 13 episódios, conta com dois apresentadores – uma pessoa surda, Pedro Mourão, e uma pessoa ouvinte, Sandra Faria, fluente em Língua Gestual Portuguesa.

Novo Mercedes-AMG A 35 4MATIC


Emotivo, ágil e digital: com o A 35 4MATIC a Mercedes-AMG apresenta um modelo totalmente inovador, equipado com um novo motor turbo de quatro cilindros e 2 litros de cilindrada, com uma potência de 225 kW (306 CV). A carroçaria, a suspensão, o sistema de tração integral, a caixa de velocidades e os programas de transmissão foram concebidos para a máxima dinâmica de condução sem comprometer o conforto durante a utilização no dia-a-dia. O desempenho ao nível de um veículo de competição (aceleração dos 0-100 km/h em 4.7 segundos) e o design exclusivo também reforçam a identidade como um membro da família de modelos desportivos. Um verdadeiro AMG.


Não Me Olhes Com Esse Tom de Voz de Judite Sousa


«Não Me Olhes Com Esse Tom de Voz», o mais recente livro da jornalista Judite Sousa com a médica ginecologista e obstetra Maria do Céu Santo, chegou na passada sexta-feita às livrarias já na sua segunda edição. Um livro que responde e explica com sabedoria, de um ponto de vista clínico, às questões que muitas mulheres – e também homens – gostariam de ver respondidas, mas que muitas vezes não sabem ou não têm à-vontade para as fazer. Face ao elevado interesse do mercado livreiro em torno deste livro, a Bertrand Editora acaba de disponibilizar uma segunda edição, dando, assim, resposta às inúmeras encomendas por parte do retalho que pretende satisfazer os pedidos dos seus leitores e clientes.

O lançamento do livro está marcado para o dia 28 de Setembro, pelas 18h30, na FNAC Colombo, e será apresentado por José Miguel Júdice, seguido de um momento musical por António Levy.

«Não Me Olhes Com Esse Tom de Voz» fala de amor, felicidade e sexualidade com seriedade e sem complexos. Aborda temas delicados, como a traição e a infidelidade, mas também como é possível ultrapassar a dor de uma separação da forma mais saudável possível evitando perpetuar o luto.

«Através dos diferentes capítulos do livro, chamamos a atenção para a importância do amor, da sexualidade, e para o cuidado que devemos colocar em cada relação, para saborear de forma continuada um olhar que diz tudo em silêncio, ou uma voz que nos faz retribuir o prazer da partilha, da sedução e do desejo, num percurso em que é essencial conhecer quem somos e o que desejamos, porque, para quem não sabe para onde vai, qualquer caminho serve», como explica Maria do Céu Santo.

O «eu» e «tu» que se transforma em «nós». A viagem a percorrer a dois. As dificuldades e como ultrapassá-las. O diálogo. A reconstrução da relação. A rutura. Estes são apenas alguns dos pontos abordados neste livro, que mostra que manter uma relação nos dias de hoje é muito mais difícil do que era há 50 anos, mas é possível, porque «as pessoas continuam a querer amar e a desejar ser amadas, a querer partilhar a vida, mas de forma diferente do passado».

Ministro da Cultura na inauguração da exposição "A Vida em nós"

Ministro da Cultura e Sra. com Conceição e António Vieira Coelho, Adm. Estoril Sol


Com o patrocínio da Estoril Sol, a cerimónia de inauguração da exposição de pintura “A vida em nós”, da autoria de Luís Vieira-Baptista, contou com a presença do Ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes. Mais de duas centenas de pessoas compareceram no Centro Cultural de Cascais para assistir a este evento cultural que contou, ainda, com a apresentação da nova versão da peça musical DENEB, do compositor Pedro Teixeira da Silva, dirigido pelo maestro Nikolay Lalov. Sob a curadoria de Conceição Vieira Coelho, esta mostra individual de pintura estará patente até 18 de Novembro, sendo a entrada livre.

Numa introdução sobre a exposição, Luis Vieira-Baptista evoca Eckhart Tolle. “O pensamento e a linguagem criam uma dualidade aparente, uma entidade separada, quando na realidade não é isso que se passa. Na verdade, nós não somos alguém que está consciente da árvore ou da ave que acabámos de ver, do pensamento, do sentimento ou da experiência. Somos a percepção ou a consciência onde, e através da qual, aquelas coisas surgem”.

“O mais importante de tudo, e que serve de mote a esta exposição, é constatarmos que a consciência pura é a Vida antes de ela se manifestar e, uma vez que nós somos essa consciência, a Vida olha para o mundo físico através dos "nossos" olhos.
Então, quando nos reconhecemos como sendo a consciência, revemo-nos em todas as coisas”.

“Aquilo que ouso exprimir através dos trabalhos que agora vos apresento na Fundação D. Luís I é, sem tirar nem pôr, a interpretação possível, enquanto pintor, do que acima transcrevo. Não sou ilustrador de ideias, mas sim um fazedor de perguntas com recurso ao visionismo que as sincronias do acaso me proporcionam”, explica Luis Vieira-Baptista.

E prossegue: “As minhas telas não almejam responder a dúvidas, pois não é esse o propósito da Arte. Mas as perguntas surgidas pelas dúvidas, são o meu mote criativo. Será o espectador, se assim o entender, a dar as suas próprias respostas, na realidade as únicas que interessam, pois ao não virem de terceiros, permitem que as respostas surjam com recurso à sabedoria e não ao conhecimento”.

“Muito do que aqui apresento é um livro aberto do que me vai na alma, uma "exposição'" no seu sentido mais literal. Não fujo a comprometimentos e chego mesmo a acreditar, pois há sempre uma alta percentagem de optimismo e romantismo na minha obra, que haja pessoas a ler estas palavras, pois não sendo elas prioritárias neste contexto são, contudo, complementares para percebermos o 'making-of' das coisas...”.

“Se é uma das pessoas que lê estes catálogos, fique a saber que procuro não desperdiçar os momentos que a vida me dá, ao permitir-me ser um observador do que me rodeia, pleno de consciência que o agora é irrepetível. Tem sido um privilégio partilhar a vida que me foi dada viver, com seres humanos tão especiais como aqueles com que tenho tido a sorte de conviver”.

E conclui: “Como qualquer artista, tenho muita dificuldade em eleger as minhas obras porque são todas, fruto da mesma entrega, embora reconheça que haja umas, mais próximo do que outras, da ideia original. Para resolver este problema, nada melhor do que contar com a ajuda da minha amiga Conceição Vieira Coelho, para a curadoria desta mostra, pois sem a sua sensibilidade e empenho, a coerência de "A vida em nós" não seria tão eloquente e significativa. Obrigado São!”.

Casino Lisboa recebe a banda Zapping de 26 a 29 de Setembro


Os Zapping reencontram-se, de 26 a 29 de Setembro, com os visitantes do Casino Lisboa. A banda convida o público a viajar pelo tempo, recordando êxitos da música pop, rock, dance music e R&B que marcaram, nas últimas décadas, da música internacional. Com entrada livre, a não perder, a partir das 20h30, no Arena Lounge.

Os Zapping prestam um tributo a estrelas do panorama da música internacional como, por exemplo, David Bowie, INXS, Stevie Wonder, Moloko, Pink, Bruno Mars ou John Mayer. 

A vocalista Rita Leal será acompanhada por Paulo Rosa na guitarra, Carlos Sério no teclado, Miguel Marques na bateria e Pedro Teixeira no baixo. A performance desta banda promete não deixar indiferente o público mais exigente.

Ciclo de música ao vivo com os Zapping

Quarta-Feira, dia 26 de Setembro: 20h30 às 21h20 e das 23h15 às 00h05
Quinta-Feira, dia 27 de Setembro: 20h30 às 21h20 e das 23h15 às 00h05
Sexta-Feira, dia 28 de Setembro: 20h30 às 21h20 e das 23h25 às 00h15
Sábado, dia 29 de Setembro: 20h30 às 21h20 e das 23h25 às 00h15

sexta-feira, 21 de setembro de 2018

Matias Damásio convida Vanesa Martín para a Altice Arena


A cantora e autora de Málaga, Espanha, Vanesa Martín, é uma das convidadas especiais do concerto de Matias Damásio no dia 24 de Novembro, na Altice Arena.

Vanesa Martín e Matias Damásio estiveram juntos num dos maiores Hits do ano, o tema "Porque Queramos Vernos", da autoria da cantora espanhola e que faz parte do álbum "Munay", na sua edição portuguesa e que também foi um dos temas principais da novela “A Herdeira”. Tornou-se assim um dos temas incontornáveis da vida dos dois artistas. 

Um ano depois do seu lançamento a 18 de Setembro de 2017, o tema já obteve as seguintes marcas:

  • Mais de 30 000 000 de visualizações da versão portuguesa do vídeo no YouTube;
  • Mais de 4 000 000 do mesmo vídeo na sua versão em Espanhol;
  • 2 500 000 de streams no Spotify;
  • Sete semanas consecutivas em Nº 1 do TOP iTunes de canções;
  • Cinco semanas consecutivas no TOP da plataforma Shazam em Portugal;
  • Certificado de Single de OURO em Portugal
  • O tema foi também um dos mais tocados em Portugal nos últimos meses.


As colaborações, desde então, entre os dois foram várias: a 6 de Dezembro de 2017, Vanesa, convidou Matias Damásio para se juntar a ela, em palco, para uma interpretação emocionante da canção perante as 14 mil pessoas que esgotaram o Wizink arena em Madrid e em Março deste ano Matias convidou Vanesa para actuar consigo no seu concerto em Guimarães. A 23 de Março seria a vez de Matias subir ao palco no primeiro concerto de Vanesa Martín em Portugal, na Aula Magna.

Vanesa Martín é um dos maiores nomes da música espanhola. O seu mais recente trabalho “Munay” já é Dupla Platina e ainda permanece entre os mais vendidos no país vizinho há já largas semanas, tendo mesmo alcançado o N.º 1.

Desde que iniciou a sua carreira, em 2009, Vanesa já lançou cinco álbuns de estúdio e dois ao vivo, tendo vendido milhares de cópias em Espanha e América Latina e tendo realizado uma grande quantidade de concertos em vários territórios.

Vanesa, já colaborou com inúmeros artistas, quer em espectáculos, quer em disco, como é o caso de nomes como Pablo Alborán, Alejandro Sanz ou Malú e compôs ainda canções para muitos outros artistas.

Mais uma vez Matias Damásio e Vanesa Martín estarão juntos em palco para interpretarem o incrível "Porque Queramos Vernos”. Não temos dúvidas em afirmar que será um dos momentos altos deste concerto especial de Matias Damásio na Altice Arena. E quem sabe Vanesa Martín não trará mais uma surpresa.


Ed Sheeran em Lisboa no Estádio da Luz


A estrela mundial Ed Sheeran acaba de anunciar a digressão de 2019 que tem passagem garantida por Lisboa, dia 1 de Junho, no Estádio da Luz. Portugal faz parte das novas datas em nome próprio, paralelamente com datas de festivais, que se juntam à já anunciada e esgotada digressão de estádios na África do Sul, em Março de 2019. Durante os meses de Maio, Junho, Julho e Agosto de 2019, as novas datas anunciadas passarão por Portugal, França, Espanha, Itália, Alemanha, Áustria, Roménia, Letónia, Rússia, Finlândia, Dinamarca, Hungria e Islândia, terminando no Reino Unido, com dois espetáculos especiais de regresso a casas em Leeds, nos dias 16 e 17 de Agosto, e em Ipswich, nos dias 23 e 24 de Agosto.

Os bilhetes serão colocados à venda dia 27 de Setembro, quinta-feira, a partir das 10h00, nos pontos de venda oficiais: FNAC, Worten, El Corte Inglés, www.ticketline.pt, SEETickets.com, SEETickets.es, ticketmaster.es, Masqueticket, Digitick e nas bilheteiras oficiais da Ticket Line (Agência ABEP, Galeria Comercial Campo Pequeno, Casino de Lisboa, CCB, Do Alentejo Pro Mundo, C.C. Dolce Vita, Cascais Visitor Center, E.Leclerc Guimarães e Famalicão, Fórum Aveiro, Forum Braga, IT-Tabarias-Amadora e Estoril, MMM Ticket, C.C. Mundicenter, Note!, Pav. Multiusos de Guimarães, Shopping Cidade do Porto, SuperCor, Time Out Mercado da Ribeira, Teatro Tivoli BBVA, UTicketline, Ticke Line Sede).

Mercado secundário – INFORMAÇÃO IMPORTANTE

O artista Ed Sheeran e a Everything is New são expressamente contra o mercado secundário.  Alertam-se os compradores que apenas bilhetes comprados nos pontos de venda oficiais serão válidos para entrar no espetáculo. Qualquer bilhete adquirido através de terceiros ou sites de revenda de bilhetes (como são exemplo a Viagogo, Stubhub.pt e Ticketswap,) não serão válidos à entrada do Estádio da Luz, no dia 01 de Junho.

Todos os bilhetes adquiridos serão nominativos com a denominação do comprador. Desta forma, chama-se a atenção de que é obrigatório a apresentação do comprovativo de compra, assim como de um documento de identificação, com fotografia, à entrada do estádio. Importa ainda referir que no caso do comprador não ser um dos expectadores deverá solicitar no ato da compra a impressão do nome a quem se destina. Esta modalidade impedirá a revenda de bilhetes a preços inflacionados através de sites de compra não oficiais.

O promotor estará a trabalhar em estreita colaboração com as autoridades de forma a identificar todas as compras que vão contra os termos e condições na venda de bilhetes para este espetáculo, cancelando todas aquelas que contrariem os Termos e Condições listados nos documentos acima referido. Hoje, no decorrer da digressão de estádios “Divide”, nos EUA, Ed Sheeran não é só um dos mais bem-sucedidos artistas em disco, assim como um dos mais requisitados artistas ao vivo. Na tournée que realizou este verão no Reino Unido, o músico já atuou para mais de 1.1 milhões de pessoas, incluindo quatro noites no estádio de Wembley, em Londres, feito único neste país, por um artista a solo.


Ed Sheeran, o artista mais vendido em todo o mundo em 2017, lançou o seu terceiro álbum “Divide”, vencedor de um Grammy, em março do mesmo ano. Considerado o maior compositor da sua geração, Ed continua a dominar as tabelas, um pouco por todo o mundo. Com mais de 15,5 milhões de cópias vendidas até agora, conta com singles de sucesso como “Shape of You”, o terceiro single mais vendido de todos os tempos no Reino Unido e na maioria dos canais do Spotify, “Castle on the Hill”, “Galway Girl”, “Perfect” e “Happier”.

Em 2011, lançou seu álbum de estreia “+” (Mais), que inclui “The A Team”, o single mais vendido no Reino Unido nesse mesmo ano. Já em 2014 regressa com o aclamado segundo álbum de estúdio “x” (Multiplicar), que contou com o incrível tema “Thinking Out Loud”. Este segundo trabalho alcançou o #1 das tabelas dos dois lados do atlântico e um dos mais vendidos em todo o mundo. O álbum foi 90 vezes Disco Platina, com 16 milhões de cópias vendidas em todo o mundo.

O músico é vencedor de vários prémios ao longo da sua carreira, entre eles quatro Grammy, quatro Ivor Novell, cinco BRIT Awards, seis Billboard Awards, entre muitos outros, tendo sido condecorado em 2017, pelo seu serviço à música e à caridade.

Uma Visita Guiada à Ilha Graciosa na RTP2


Uma Visita Guiada à Ilha Graciosa para conhecer a vida e obra do Coronel Francisco Afonso Chaves. O cenário ideal para uma viagem ao trabalho desenvolvido por esta figura central na história da emergência da Ciência Moderna em Portugal.

A Graciosa e, em particular, a sua espantosa Furna do Enxofre são o cenário indicado para conhecer a vida e a obra de Francisco Afonso Chaves, uma figura central na história da emergência da Ciência Moderna em Portugal. Criador do serviço meteorológico dos Açores, o Coronel Afonso Chaves contribuiu decisivamente para a melhoria das previsões meteorológicas na Europa, para promover a importância estratégica dos Açores no mundo e para estreitar as relações entre as nove ilhas do arquipélago. Cúmplice científico do Príncipe Alberto I do Mónaco, que por sua vez foi o mentor do Rei D. Carlos nas Ciências do Mar, o Coronel Afonso Chaves viajou por muitos países, onde tinha parceiros científicos de primeira relevância, e conheceu como ninguém cada uma das ilhas dos Açores. Naturalista, fotógrafo amador, astrónomo, especialista em meteorologia, sismografia e geomagnetismo, em finais do séc. XIX, Afonso Chaves não resistiu à tentação de descer à Furna do Enxofre, num tempo em que isso significava risco de vida. Uma visita guiada pela investigadora Conceição Tavares.

Dia 24 de Setembro, às 23h10, na RTP2 com repetição no dia 2 de Outubro, às 12h30, na RTP2 (repetição com língua gestual).

Estas Tonne em concerto inédito no Casino Estoril a 9 de Outubro


Considerado um dos mais carismáticos trovadores contemporâneos, Estas Tonne estreia-se, no próximo dia 9 de Outubro, pelas 21 horas, no Salão Preto e Prata do Casino Estoril. Com “The Breath of Sound”, o músico ucraniano protagoniza um singular concerto, propondo uma fusão estilos e de sonoridades de música clássica, de flamenco, de raízes ciganas, de latim e de ambientes electrónicos.

Estas Tonne é um músico com poder expressivo, forte e brilhante que quebra as regras do show-business contemporâneo, um músico cuja música não é um objectivo, mas uma ferramenta que pode liberar a capacidade humana para a cognição de nós mesmos, bem como a realidade circundante.

Com a sua guitarra, o músico ucraniano inspira-se  em várias referências culturais sem se identificar com uma única nação ou país, mas sim com a riqueza cultural do mundo. A sua música é, portanto, um reflexo de muitas abordagens.

Segundo Estas Tonne "A vida respira como a música através de cada um de nós. Enquanto confiamos na nossa respiração, confiamos na vida para cantar essa mesma canção, que é a razão pela qual todos nós existimos.”

O som, com a sua diferente frequência acústica e nível vibracional, tem um tremendo impacto em toda a matéria viva. O facto é que absolutamente tudo no Universo, até mesmo o "Silêncio", tem a sua própria "Voz". O seu desenvolvimento e expansão representam uma verdadeira “Música da Vida”. Em tal percepção, o “Sopro da Vida” revela-se como o “Sopro do Som”.

Este nome é escolhido para o Estas Tonné International Concert Tour-2018 como um lembrete para observar o fenómeno da respiração enquanto escuta o som. Espera-se que a sua tour surpreenda o público em todo o mundo com muitos eventos, bem como a sua geografia e a variedade de formatos.

Flea Setembro'18 - Praça república - O regresso depois do verão


É já amanhã das 14h às 19h que a Pulga marca encontro com os melhores compradores e vendedores de fina tralha. Depois dos meses de Verão a Pulga regressa às ruas da Invicta, ocupando desta vez a Praça da República do Porto com cerca de 200 vendedores.
Nos dias compridos a Pulga gosta de invadir os jardins e praças da cidade e aproveitando enquanto o sol ainda está quente monta a Feira na Praça da República. Esta praça situada no coração da cidade, local de convergência de vários caminhos é o local ideal para passear entre dezenas de banca repletas de pérolas da segunda mão.

A Praça da República será em breve alvo de reabilitação mas ainda antes disso a Pulga e os seus 200 vendedores vão prestar a sua homenagem a este jardim centenário e às suas carismáticas estátuas. 

O Flea Market tem vindo a crescer sem parar, contando com uma média de 200 vendedores por edição e, mesmo assim, contando também com uma lista de espera de mais de 300 pessoas. 

O Flea Market é já um conhecido evento cultural, representativo da agitada agenda da cidade. O Flea Market é uma iniciativa original de Barcelona e representada em Portugal pela S.P.O.T. (Sociedade Portuense, Outras Tendências, Lda.) 

quinta-feira, 20 de setembro de 2018

Bilhetes para a edição de 2019 do MEO Sudoeste já à venda


O MEO Sudoeste há muito que se tornou na casa dos milhares de festivaleiros que todos os anos rumam em tribo em direção à Herdade da Casa Branca, na Zambujeira do Mar. A 23ª edição realiza-se de 6 a 10 de Agosto de 2019, com abertura do campismo marcada para o dia 3 de Agosto, mas nunca é demasiado cedo para preparar o regresso ao lugar favorito de quem escolhe a Música num ambiente único de verão, praia e convívio com os amigos, com a garantia de qualidade que é já imagem de marca do MEO Sudoeste.

Porque o tempo passa a correr, é importante fazer planos para que o verão de 2019 seja o melhor de sempre! Os bilhetes estão já à venda na Blueticket, Festicket e locais habituais, com o passe ao preço inicial de 100€ e os bilhetes diários a 48€, até 31 de Dezembro.

Sara Sampaio, Vítor Norte e Rita Blanco Juntos no Cinema a 8 de Novembro


Carga é o novo filme do Realizador Português Bruno Gascon com Vítor Norte, Rita Blanco, e Sara Sampaio, que se apresenta pela primeira vez como atriz. O filme tem data de estreia confirmada para 8 de Novembro nas salas de cinema em todo o País.

Este thriller dramático conta a história de Viktoriya, uma jovem russa apanhada numa rede de tráfico ilegal, que apenas tem uma hipótese: lutar para sobreviver; e de António, um velho camionista que se cruza no caminho da jovem, despoletando um encontro que o leva a questionar todos os seus princípios.

Carga, a primeira longa metragem da produtora Caracol Studios de Tim Vieira, é protagonizada pela atriz Michalina Olszanska, considerada uma das mais talentosas atrizes da sua geração na Polónia onde se tem destacado em projetos internacionais como a série “1983” da Netflix e no filme “Sobibor”, recentemente submetido pela Rússia ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro. 

A seu lado conta com nomes conhecidos dos portugueses como Vítor Norte, Rita Blanco, Sara Sampaio, Ana Cristina Oliveira, Miguel Borges, Duarte Grilo, Dmitry Bogomolov, e ainda a participação especial de Rui Porto Nunes e Rui Luís Brás.


Regata de Portugal


A duas semanas de abrirem as portas da primeira edição da Regata de Portugal, que se realiza de 3 a 7 de Outubro no Terminal de Cruzeiros de Lisboa, um mar de arte vai invadir as ruas de Lisboa! A iniciativa visa dar visibilidade ao talento nacional e, para isso, vai expor em algumas das principais artérias de Lisboa contentores que sofreram a intervenção de artistas urbanos.  

Sendo a Arte um dos eixos da Regata de Portugal, e tendo o evento o objetivo de celebrar o “mar de portugueses” que leva o país além-fronteiras, a organização desafiou oito artistas nacionais a transformarem contentores marítimos em peças artísticas. Durante quatro dias, Gonçalo Mar (curador do projeto), RAM, Draw, Nomen, Mesk, Tamara, Caver e Third recorreram ao graffiti para revestir oito contentores de cor, imagens e pensamentos sobre o mar, enquanto combinam este imaginário com elementos alusivos às marcas presentes na Regata de Portugal - Delta, Nacional, Gelpeixe, Santogal, Lusitania, OLÁ, Guloso e Vitacress.

Numa primeira fase, as peças poderão ser vistas em alguns dos principais pontos da capital (Praça de Londres, Amoreiras, Entrecampos, Campo Pequeno, Jardim do Arco do Cego e Parque Eduardo VII ) sendo posteriormente transportadas para o recinto da Regata de Portugal onde, ao longo dos cinco dias de evento, serão espaços de ativação das marcas que, enquanto no mar competem com as suas equipas de velejadores profissionais, em terra oferecem várias atividades aos visitantes do evento.

Gonçalo Mar
A escolha de Gonçalo Mar para a curadoria da categoria de Arte na Regata de Portugal não foi por acaso. Tal como não é por acaso o nome que o artista usa para assinar as suas obras – MAR. Movido por convicções artísticas, MAR procura evoluir sempre com e para o Movimento de Graffiti - que se tem vindo a desenvolver globalmente. Conhecido no meio pelos seus bonecos ou characters, destaca-se pela forma como constrói as suas personagens e ambientes, incutindo-lhes linhas e formas que os tornam únicos.
O contentor de MAR estará exposto nas Amoreiras e, no evento, será “casa” da Gelpeixe.

RAM
Precursor do graffiti e arte urbana de cariz experimental, RAM tem trilhado um caminho singular na construção de uma linguagem inteiramente original no mundo da nova estética urbana. As suas explosões energéticas de cor e formas dinâmicas aproximam-se de uma action painting contemporânea impregnada de um visionarismo de raiz psicadélica, numa linha de intensa vitalidade que exprime a construção de realidades etéreas – projeções de um fértil imaginário do sub e inconsciente onde impera a força dinâmica e primeva da natureza.
O contentor de RAM estará exposto no Parque Eduardo VII  e, no evento, será “casa” da Nacional.

DRAW
Draw, artista que utiliza latas de spray como se fossem lápis, costuma desenhar rostos anónimos e retratos de pessoas aleatórias em grande escala. O seu estilo único é caracterizado por um traço inacabado, que adiciona lirismo ao assunto. O artista transforma cada superfície num bloco de desenho largo, onde os carvões são substituídos por latas de spray.
A peça de DRAW estará exposta em Alvalade e, no evento, será “casa” da Vitacress.

NOMEN
A arte de Nomen nasceu nas ruas. Pioneiro do graffiti em Portugal, o universo visual do artista autodidata, que é natural de Angola, tem-se consolidado numa multiplicidade de suportes e registos desde que começou a interagir com o espaço urbano, em 1989 – das primeiras incursões ilegais em paredes e comboios, ao trabalho desenvolvido em tela e intervenções murais de grande escala em ambientes institucionais. O seu trabalho tem sido apresentado em inúmeras exposições, eventos e produções artísticas, em Portugal e no estrangeiro.
O contentor de NOMEN estará exposto no Campo Pequeno e, no evento, será “casa” da Santogal.

MESK
As cores vivas e as formas fluídas representam as ilustrações do contentor marítimo da marca Delta, assinado pelo artista Gustavo Teixeira, também conhecido por ‘Mesk’, que através do convívio com um amigo mergulhou no mundo da banda desenhada e dedicou-se ao desenho e a experiências relacionadas com o graffiti. Com um estilo “vadio” e bastante versátil, Mesk gosta de experimentar um pouco de tudo, embora de momento esteja a desenvolver a ilustração infantil, uma vez que o entusiasmam as formas e cores destes desenhos.
O contentor de Mesk estará exposto no Jardim do Arco do Cego e, no evento, será “casa” da Delta.

TAMARA
A única artista feminina no projeto, Tamara Alves, uma das poucas mulheres com trabalho regular e de relevo no universo do graffiti. Fascinada pela estética da rua e contexto urbano, Tamara prefere ignorar espaços convencionais tais como galerias ou museus para apresentar o seu trabalho na rua ou em espaços públicos. Apresentando uma linguagem plástica inspirada na estética urbana, utiliza suportes com características multifacetadas – desenho, pintura, cerâmica ou tatuagem. Desde 2000 que participa em vários projetos, exposições coletivas e individuais e intervenções de arte urbana.
O contentor marítimo de TAMARA estará exposto nas Amoreiras e, no evento, será “casa” da OLÁ.

THE CAVER
The Caver pinta nas ruas desde os 15 anos. Ao longo de 20 anos de trabalho, o artista multidisciplinar tem desenvolvido um estilo único, utilizando formas simples e contrastantes, numa complexa composição de conteúdo enigmático. The Caver confessa que a rua é o seu escritório preferido, investindo muito do seu tempo em pinturas de murais por todo o país e, também, pelo estrangeiro
O contentor de THE CAVER estará exposto na Praça de Londres e, no evento, será “casa” da Guloso.

THIRD
Third ultrapassa, desde sempre, os limites mais enraizados no conceito de arte urbana. A inspiração surge do seu dia-a-dia, imerso na cultura urbana, porém procura constantemente expressar a sua criatividade além do graffiti, sendo também ilustrador. O seu estilo privilegia a representação de estruturas tridimensionais com um cunho de realismo. O artista persegue a evolução constante e a sua inspiração principal é o quotidiano, retratar as vivências, tendo-se a si mesmo como o catalisador de toda a inspiração.
O contentor de THIRD estará exposto em Entrecampos e, no evento, será “casa” da Lusitania.

Recorde-se que a primeira edição da Regata de Portugal arranca já no próximo dia 3 de Outubro, mantendo-se no Terminal de Cruzeiros de Lisboa até dia 7 de Outubro, com atividades para todos. Além da competição de vela, o evento de entrada livre promove a portugalidade e o talento nacional e conta com uma programação diversa onde haverá DJ Sets diários, espaços gastronómicos com diferentes conceitos pela mão do chef Vítor Sobral e várias atividades para o público.